Educação a distância ou à distância? Por: Elias Santana

Educação a distância ou à distância?Em tempos de intensa conectividade, uma das modalidades educacionais mais usadas – e elogiadas – hodiernamente é a virtual. Apesar da pouca interação interpessoal (que também faz parte do processo de ensino e aprendizagem), poder estudar em casa, por meio da internet, possui significativas vantagens, como a economia de tempo e dinheiro e o autogerenciamento do ritmo de estudos. Com isso, uma expressão ganhou notoriedade: educação a distância.

Existe um consenso entre gramáticos: caso a distância não seja especificada, não se deve usar o sinal indicativo de crase. As seguintes construções, portanto, são consideradas corretas:

(1) Educação a distância.

(2) Ensino a distância

(3) Atendimento a distância.

(4) A mãe observava a evolução do filho a distância.

(5) Note que, nos três casos apresentados, o vocábulo “distância” foi usado em sentido genérico.

A situação é um pouco diferente caso, no texto, a distância seja especificada. Se isso acontecer, o sinal indicativo de crase passar a ser obrigatório! Veja:

 

(6) Eu estudava à distância de 300 metros da minha casa.

(7) O atendimento foi feito à distância de 15 quilômetros do acidente.

(8) Há um universo de conhecimento à distância de um clique!

 

Agora, além de conhecer mais sobre o uso da locução “a distância”, você também aprendeu um pouco mais sobre o sinal indicativo de crase! Logo, você não tem mais motivos para usar apenas a sigla EaD para designar a sua forma de estudar! Não tenha vergonha! Use – ou deixe de usar – o acento grave sem medo!


Elias Santana

Licenciado em Letras – Língua Portuguesa e Respectiva Literatura – pela Universidade de Brasília. Possui mestrado pela mesma instituição, na área de concentração “Gramática – Teoria e Análise”, com enfoque em ensino de gramática. Foi servidor da Secretaria de Educação do DF, além de professor em vários colégios e cursos preparatórios. Ministra aulas de gramática, redação discursiva e interpretação de textos. Ademais, é escritor, com uma obra literária já publicada. Por essa razão, recebeu Moção de Louvor da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

 


Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação em concursos públicos.

Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!

 

garantia-de-satisfacao-30

Lucas Gomes
Lucas Gomes
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online
10 Comentários

10 Comentários

  1. Mirian

    15/03/2018 21:52em21:52

    Excelente!
    Um cheiro profElias!

    Att
    Mirian

  2. Vivian

    16/03/2018 00:07em00:07

    Capaz!!! Tenho sérios problemas com crase. Aprendi mais uma 👏👏👏

  3. Ederson

    21/03/2018 13:34em13:34

    Como fica com a supressão da palavra distância?

    Eu estudava à(a) 300 metros da minha casa.

    O atendimento foi feito à(a) 15 quilômetros do acidente

    Há um universo de conhecimento à(a) um clique

  4. LILICA

    28/03/2018 13:44em13:44

    Professor Elias Santana sempre o melhor!!! Obrigada

  5. SELAIR SEVERO

    08/05/2018 22:42em22:42

    Professores (as) de português conheço muitos (as), mas, de excelência somente Elias Santana.

  6. Amine Mustafe S. Ferreira

    19/03/2020 19:12em19:12

    Prezado professor,
    Com todo respeito, me admira ver na rede de educação, em páginas de órgãos oficiais e em todo lugar a expressão “a distância” sem acento.
    Embora após todas as explicações, não posso aceitá-las ou concebê-las, pois “à distância” se refere ao modo e ‘Ensino a distância’ tem duplo sentido sem a crase (na verdade fica sem sentido). A crase serve para indicar o modo que ocorre, no modo à distância, modalidade à distância, e assim por diante. Pelo menos sempre foi assim que aprendi, nos modos gramaticais clássicos de antigamente, sempre utilizávamos a crase, mas parece que agora tornou-se uma tendência. A tendência da perda das origens de sentido do idioma para a relativização dos acentos!

  7. Helio Dias Santiago

    03/08/2020 16:59em16:59

    Caro colega Elias Santana, também sou Professor de língua portuguesa, formado em Letras pela UFBA. Moro aqui em Salvador-Ba seu blog é fantástico!

    Abraços.

  8. faeteger

    05/08/2020 13:59em13:59

    Alguns gramáticos e dicionaristas dizem que, mesmo a distância sendo indeterminada, por motivo de clareza, para evitar ambiguidades, pode-se usar a crase: Estudo à distância.

  9. faeteger

    05/08/2020 14:00em14:00

    Alguns gramáticos e dicionaristas dizem que, mesmo a distância sendo indeterminada, por motivo de clareza, para evitar ambiguidades, pode-se usar a crase: Estudo à distância. / Fotografamos à distância.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo