Prova Exame CFC: confira AQUI o gabarito extraoficial!

Análise e comentários de nossos mestres sobre a prova CFC!

As provas do 2º Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (Prova Exame CFC) foram aplicadas no último domingo, 27 de outubro, entre às 9h30 e às 13h30.

A banca organizadora foi a Consultoria e Planejamento em Administração (Consulplan). Os formandos e profissionais formados em contabilidade puderam escolher entre várias cidades para a realização da prova.

Confira a correção do gabarito extraoficial preparada pela equipe de professores do Gran Cursos Online navegando pelo índice abaixo:

Gabarito CFC Extraoficial:

Para auxiliar os candidatos, o Gran Cursos Online preparou um vídeo com o gabarito extraoficial da prova do Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade. Os professores especialistas comentaram várias questões.

Clique AQUI e baixe a prova usada pelos professores para a correção!

Acompanhe a correção em vídeo abaixo:

Gabarito CFC: comentários

Confira abaixo os comentários feitos pelo professor Claudio Zorzo das questões de 33 a 40.

Questão 33

Comentário: A escola italiana deu origem ao período conhecido como científico, e este foi o motivo de sua queda, o excesso de teoria. Os autores da época preocuparam-se mais em mostrar a contabilidade como uma ciência do que comprovar as ideias que surgiam. Seus estudos consistiam na difusão idealista, sem pesquisas e assim muitas das teorias não tinham aplicação prática e o uso exagerado das partidas dobradas inviabilizava a flexibilidade necessária. Apresentava as seguintes características:

  1. Excessivo culto à personalidade dos mestres.
  2. Ênfase sobre uma Contabilidade Teórica dificultando a prática contábil.
  3. Pouca importância ao controle interno e à auditoria.
  4. Queda do nível das principais faculdades que eram superpovoadas de alunos.

Sugestão de gabarito: letra A

Questão 34

Comentário: O mecanismo de partidas dobradas é o método de universal que estabelece que para cada aplicação de recursos deverá ter uma origem no mesmo valor, ou seja, o total dos débitos deverá ser igual ao total dos créditos. A incorreta é a letra “C”. Partida dobradas é o método MAIS utilizado pela contabilidade, pois o total dos débitos DEVERÁ SER IGUAL ao total dos créditos.

Sugestão de gabarito: letra “C”.

Questão 35

Comentário: A contabilidade tem por objetivo prestar informações uteis aos usuários internos e externos; ela cumpre sua função por meio dos relatórios financeiros contábeis e administrativos.

Sugestão de gabarito: letra “C”.

Questão 36

Comentário: A primazia da essência econômica sobre a forma jurídica é o arcabouço dos postulados contábeis atuais. Ela determina a necessidade de a informação apresentar a realidade econômica de uma transação.

Sugestão de gabarito: letra “D”.

Questão 37

Comentário: Para atuar como contador em sua região, João precisa estar capacitado para exercer as suas funções; sendo que esta capacitação vem com a conclusão do bacharelado em Ciências Contábeis; ser aprovado no Exame de Suficiência e, posteriormente obter registro no CRC do Rio de Janeiro.

Sugestão de gabarito: letra “C”.

Questão 38

Comentário: A Elisão Fiscal está relacionada com a diminuição da carga tributária mediante um planejamento fiscal que busque utilizar as brechas da lei.

Sugestão de gabarito: letra “A”.

Questão 39

Comentário: O código de ética do contabilista estabelece o seguinte:

4. São deveres do contador:
c) guardar sigilo sobre o que souber em razão do exercício profissional, inclusive no
âmbito do serviço público, ressalvados os casos previstos em lei ou quando solicitado
por autoridades competentes, entre estas os Conselhos Federal e Regionais de
Contabilidade;
d) informar a quem de direito, obrigatoriamente, fatos que conheça e que considere em
condições de exercer efeito sobre o objeto do trabalho, respeitado o disposto na alínea
(c) deste item;..

A lei 9.613-98 que trata da Lavagem de dinheiro estabelece o seguinte:

  • Art. 9o Sujeitam-se às obrigações referidas nos arts. 10 e 11 as pessoas físicas e jurídicas que tenham, em caráter permanente ou eventual, como atividade principal ou acessória, cumulativamente ou não: (Redação dada pela Lei nº 12.683, de 2012) XIV – as pessoas físicas ou jurídicas que prestem, mesmo que eventualmente, serviços de assessoria, consultoria, contadoria, auditoria, aconselhamento ou assistência, de qualquer natureza, em operações. (Incluído pela Lei nº 12.683, de 2012).
  • Art. 11. As pessoas referidas no art. 9º:
    II – deverão comunicar, abstendo-se de dar aos clientes ciência de tal ato, no prazo de vinte e quatro horas, às autoridades competentes:
    II – deverão comunicar ao Coaf, abstendo-se de dar ciência de tal ato a qualquer pessoa, inclusive àquela à qual se refira a informação, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a proposta ou realização…

Sugestão de gabarito: letra “B”.

Questão 40

Comentário: Segundo a NBCPG 12 (R3) podem ser capacitadoras nos cursos de educação continuada:
34. Podem ser capacitadoras: (Alterado pela NBC PG 12 (R2))
(a) Conselho Federal de Contabilidade (CFC);
(b) Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs);
(c) Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC);
(d) Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon) e as respectivas Academias Estaduais ou regionais; (Alterada pela NBC PG 12 (R1))
(e) IBRACON – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil;
(f) Instituições de Ensino Superior (IES), credenciadas pelo MEC;
(g) Entidades de Especialização ou Desenvolvimento Profissional que ofereçam cursos ao público em geral; (Alterada pela NBC PG 12 (R1))
(h) Federações, Sindicatos e Associações da classe contábil e empresariais;
(Alterada pela NBC PG 12 (R2))
(i) Firmas de Auditoria Independente;
(j) Organizações Contábeis (escritórios contábeis e empresas de perícia contábil); (Alterada pela Revisão NBC 02)
(k) Órgãos Reguladores.
(l) Empresas de grande porte, representadas pelos seus Departamentos de Treinamento, Universidades Corporativas e/ou outra designação; (Incluída pela NBC PG 12 (R1))
(m) Universidades e Institutos Corporativos que tenham personalidade jurídica própria; e (Incluída pela NBC PG 12 (R1))
(n) Serviços Sociais autônomos; e (Incluída pela NBC PG 12 (R2))
(o) Entes da administração pública tais como Tribunais de Contas, Procuradorias, Secretaria do Tesouro, entre outros. (Incluída pela Revisão NBC 02)

Não tem competência para promover a capacidade dos contadores o Conselho Federal de Farmácia.

Sugestão de gabarito: letra “B”.

Confira também as questões comentadas pelo professor Andrey Soares sobre Perícia Contábil:

Questão 47

A questão envolve um assunto visto em nossa aula 04, onde demos um destaque muito especial a essa parte de levantamento de haveres. Trata da saída de sócio que gerou discórdia, demandando a apuração de haveres do sócio retirante.

A divisão de haveres leva em consideração a relação “PL x percentual de participação”. Para encontrarmos o valor do PL, devemos compreender que:

Capital Social: R$300.000,00 è efeito positivo – aumenta o PL

Reserva de Lucros: 50.000,00 (aumenta o PL) è efeito positivo – aumenta o PL

Prejuízos Acumulados: R$60.000,00 (diminui o PL) è efeito negativo – diminui o PL

Assim, antes da atuação do perito, teríamos:

PL no BP = Capital Social (+300.000) + Reservas de Lucros (+50.000) + Prejuízos Acumulados (-60.000)

PL no BP = +290.000

Entretanto, o perito constatou que as contas não estavam corretas. Os sócios remanescentes e o contador da empresa se “esqueceram” de algumas continhas, quais sejam:

– obrigações e contingências, no valor de R$12.000,00 è efeito negativo – diminui o PL

– um lucro apurado, até o momento de levantamento do BP, no valor de R$20.000,00 è efeito positivo aumenta o PL

Assim, no levantamento do Balanço Especial a ser feito pelo Perito Contador, bastaria acrescentarmos esses valores, e teríamos:

PL (no BE) = BL no BP (+290.000) + Obrigações e Contingências (-12.000) + Lucro Apurado até o período (+20.000)

PL (no BE) = 298.000

A questão não para por aí. Precisamos, agora, que aplicar aquela formulazinha “haveres = PL x percentual do sócio”. O sócio Gama, conforme apontado no enunciado, detinha 10% do Capital Social. Assim, teremos:

Haveres = 298.000 x 10%

Haveres = 29.800

Não vejo possibilidades de recursos.

Sugestão de gabarito: letra “B”

Questão 48

Uma questão relativamente fácil. Uma leitura atenta do conteúdo específico que tratamento do assunto em nossa aula 02 e você teria acertado essa com muita tranquilidade. Lembro-me que fiz até um questionamento sobre o que se pode considerar ser “amigo íntimo de alguém”, figurando no campo da subjetividade. Ora, subjetividade começa com “su”, o mesmo ocorrendo com a suspeição. Esse era nosso bizu para você diferenciar os casos de suspeição e de impedimento previstos no CPC/2015.

Na NBC PP 01, esse tema é tratado no item “16”. Todas as situações listadas estão lá, com exceção da letra “A”. A norma fala, na alínea “a” do item “16”, que restaria suspeita a atuação do perito caso ele seja “amigo íntimo de qualquer das partes”. Portanto, ser “amigo distante”, na cabeça maldosa do examinador, não configura situação de suspeição. Portanto, poderia o perito atuar no caso.

Muitos estão sugerindo, com certo grau de razão, que a simples menção à amizade a uma das partes já seria motivo de suspeição. Voltamos à questão da subjetividade: o que é ser amigo íntimo ou apenas amigo???

Portanto, o item seria passível de questionamentos via recurso. Entretanto, considerando que o examinador cobra o que está consta na NBC PP 01, e isso ficou explícito no enunciado, acho difícil (mas não impossível) a anulação da questão. De qualquer forma, quem quiser interpor recurso, sugiro caminhar na linha do que explorei em nossa aula 02.

Em relação às demais, teríamos:

  1. b) ser parceiro, empregador ou empregado de alguma das partes. (alínea “e”)
  2. c) ser herdeiro presuntivo ou donatário de alguma das partes ou dos seus cônjuges. (alínea “d”)
  3. d) ser devedor ou credor em mora de qualquer das partes, dos seus cônjuges, de parentes destes em linha reta ou em linha colateral até o terceiro grau. (alínea “c”)

Sugestão de gabarito: letra “A”

Questão 50

Antes ainda da análise, desejo que você leia a questão mais uma vez.

50. No terceiro parágrafo do texto, a coesão textual interparágrafos ocorre por meio do emprego da locução prepositiva “Apesar de” para introdução das ideias e fatos ali apresentados. Acerca da produção de sentido estabelecida pode-se afirmar que, EXCETO:
A) A relação concessiva é corretamente expressa pela locução prepositiva “apesar de”.
B) A informação introduzida pela locução prepositiva “Apesar de” é identificada, no contexto, como um fato real.
C) A conjunção concessiva “embora” poderia substituir a locução prepositiva em questão mantendo-se a correção e a semântica.
D) A informação introduzida por “Apesar de”, ou seja, a amplitude global da crise, pode ser vista como uma situação hipotética, já que de acordo com o texto, os impactos da crise não foram sentidos de igual forma entre os países.

Como observado, o examinador exige a alternativa incorreta.

Foi considerada a alternativa “D” como o gabarito desta questão por indicar que a locução “Apesar de” apresenta ideia hipotética. Na verdade, identifica-se noção de concessão. Por isso, em princípio, será a resposta correta.

Mesmo diante desta alternativa, observamos outro erro também na alternativa “C”. Ao se substituir a locução prepositiva “Apesar de” pela conjunção concessiva “embora”, haverá a necessidade de ajustes na estrutura gramatical do texto, o que não foi sugerido no comando da questão.

Neste caso, a construção adequada após a alteração, deverá ser: “Embora houvesse a amplitude global, os impactos da crise financeira internacional de 2008 não foram sentidos de maneira homogênea entre os países”. Notou que foi necessária a inserção de uma forma verbal para que mantivesse a correção e a semântica do texto.

Se fizermos simplesmente a troca conforme proposto, teremos um erro gramatical. Leia: “Embora a amplitude global, os impactos da crise financeira internacional de 2008 não foram sentidos de maneira homogênea entre os países”. Percebeu o truncamento da estrutura.

Devido a isso, eu peço a você, caro aluno, que impetre um recurso contra esta questão por haver dupla possibilidade de resposta.

Sugestão de gabarito: Anulação por duplicidade de resposta

 

Confira AQUI o gabarito extraoficial completo da Prova CFC!

 

Prova CFC: gabarito preliminar

O gabarito CFC preliminar das questões objetivas da prova será divulgado nos sites da Consulplan (www.consulplan.net) e do CFC (www.cfc.org.br), a partir das 16 h do dia 28 de outubro de 2019.

Cada questão terá o valor de 1 (um) ponto, e o cálculo da nota da prova objetiva será igual à soma algébrica do ponto obtido com cada questão correta.

Prova CFC: disciplinas

Foram cobrados conhecimentos das seguintes disciplinas:

  • Contabilidade Geral;
  • Contabilidade de Custos;
  • Contabilidade Aplicada ao Setor Público;
  • Contabilidade Gerencial;
  • Controladoria;
  • Noções de Direito e Legislação Aplicada;
  • Matemática Financeira e Estatística;
  • Teoria da Contabilidade;
  • Legislação e Ética Profissional;
  • Princípios de Contabilidade;
  • Normas Brasileiras de Contabilidade;
  • Auditoria Contábil;
  • Perícia Contábil;
  • Língua Portuguesa Aplicada

Prova CFC: cronograma

Confira abaixo as datas das demais etapas do Exame CFC.

Divulgação do gabarito preliminar: 28/10/2019
Prazo para interposição de recursos: 29 e 30/10/2019
Divulgação de resposta aos recursos e resultado final preliminar: até 30 dias após a aplicação da prova
Prazo para recursos acerca do resultado final preliminar: dois dias úteis a partir da divulgação do resultado final preliminar\
Homologação do resultado final: até 40 dias apóes a aplicação das provas

Prova CFC: recursos

O examinando que desejar interpor recursos contra o gabarito preliminar das provas objetivas terá 2 dias após a divulgação do gabarito no site da banca.

O mesmo ocorrerá com relação ao  resultado preliminar da prova objetiva. O requerimento próprio será disponibilizado no  endereço eletrônico www.consulplan.net.

Não serão aceitos, em hipótese alguma, recursos protocolados em Delegacias Regionais, CRCs, CFC, via e-mail ou pessoalmente à Consulplan ou qualquer outro meio que não esteja descrito no edital do concurso.

Confira abaixo alguns possíveis recursos que podem ser feitos:

Comentário do professor Luiz Eduardo – Contabilidade Geral

Questão 5

Comentário: De acordo com o gabarito preliminar, o saldo líquido da conta “salários a pagar” seria de R$ 1.930,41, conforme opção D. A seguir, a memória de cálculo:
( ) Salário Base do mês 1.800,00
(+) Horas Extras 245,40
(-) INSS (parte do empregado) -224,99
(-) Vale Transporte (parte do empregado) -130,00
(+) Vale Transporte (parte da empresa) 240,00
(=) Salários a pagar 1.930,41

Ocorre que não está informado se o Vale Transporte é pago ou não em dinheiro. Pois bem, se o Vale Transporte não for pago em dinheiro, por óbvio, ele não fará parte dos “Salários a pagar”.

Ainda, de acordo com o entendimento do Tribunal Superior do Trabalho – TST, o Vale Transporte não faz parte do salário, mesmo quando pago em dinheiro, senão vejamos. No processo RR-2019-33.2011.5.03.0018, a Sexta Turma do TST deu provimento ao recurso da Empreza Central de Negócios Ltda., de Belo Horizonte (MG), para declarar a natureza indenizatória do vale-transporte pago em dinheiro a um operador de triagem. Os ministros ressaltaram que a Lei 7.418/1985, ao instituir o vale-transporte, determinou que ele não tem natureza salarial.
Portanto, não faz sentido integrar esse valor à conta contábil “Salários a pagar”, devendo ser utilizada uma outra conta de passivo para tal.
Dessa forma, a memória de cálculo deveria ser a seguinte:

( ) Salário Base do mês 1.800,00
(+) Horas Extras 245,40
(-) INSS (parte do empregado) -224,99
(-) Vale Transporte (parte do empregado) -130,00
(=) Salários a pagar 1.690,41

Obs.: FGTS e Vale Transporte (parte da empresa) – são despesas da empresa que não integram o salário a pagar
Portanto, o gabarito da questão deveria ser alterado para letra B ou, por haver mais de uma possibilidade de interpretação para o enunciado, a questão deveria ser anulada.

Comentário do professor Egbert Nascimento – Contabilidade de Custos

Questão 20

O custeio por ordem de produção (custeio de ordens e de encomendas) se destina à produção de itens customizados, ou seja, fabricados de acordo com as especificações de cada cliente. Portanto, a afirmativa II está correta, pois cada linha de produção é entendida como um tipo de produto que é customizado de acordo com as especificações de cada cliente e, portanto, demanda a acumulação de custos por contas distintas (separadas). Portanto, o gabarito deve ser a opção “B”.

Prova CFC – Análise

Fez a prova do exame CFC neste domingo (27/10)? Deixe nos comentários a sua análise sobre a prova.

• O que você achou do nível de dificuldade da prova?
• O conteúdo cobrado na prova estava de acordo com o previsto no edital?
• A banca trouxe alguma inovação na cobrança do conteúdo?
• Havia muitos candidatos ausentes na sua sala?

Resumo Prova CFC

Concurso Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (Exame CFC)
Banca organizadora Consulplan
Escolaridade bacharelado em Ciências Contábeis
Inscrições 27 de agosto a 27 de setembro de 2019
Taxa de inscrição R$ 110
Data da prova objetiva 27 de outubro de 2019
Link do edital Clique AQUI e veja o edital completo!
Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Thiago Henrique de Morais
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online
4 Comentários

4 Comentários

  1. alyson silva

    28/10/2019 14:06em14:06

    existe alguma questão que cabe recurso?

    • Tauana Silva

      29/10/2019 06:14em06:14

      Bom dia Alyson Silva! Tem sim, dá uma olhadinha no subtítulo “Recursos” da nossa matéria. Lá tem duas possibilidades de acordo com os nossos professores!

  2. JESSICA

    28/10/2019 16:38em16:38

    Qual questão cabe recurso??

  3. alyson silva

    29/10/2019 10:22em10:22

    Bom dia!

    A questão 20 no gabarito extraoficial postado aqui no site foi resposta letra “B” porém no gabarito preliminar a resposta foi letra “A” existe algo que pode ser questionado nessa questão?

    No gabarito extraoficial eu acertei 25 já no gabarito preliminar 23, na minha prova eu respondi “B”, na questão 20.

    Podem me da alguma dica nessa questão?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Para o Topo