Aprofundar-se nos conteúdos e estudar com obstinação fizeram Caio conquistar o 3º lugar no cargo de técnico do INSS. Inspire-se !

Avatar


19 de Janeiro de 2017 7 min. de leitura

Nosso entrevistado dessa semana é o baiano Caio César, natural de Itabuna – BA, município do sul da Bahia conhecido como “terra do cacau”, próximo ao litoral.

Caio conta que terminou o ensino médio e tinha a pretensão de ingressar na faculdade, mas quando iniciou um curso superior a distância viu que a perspectiva de sucesso profissional e financeiro com a faculdade só aconteceria a longo prazo, e por isso trancou a faculdade e refletiu sobre as oportunidades que poderiam trazer mudanças rápidas para sua vida. Alguns meses depois Caio se deparou com a notícia da publicação do edital do concurso do INSS, concurso no qual ele foi aprovado.

Nessa entrevista ele compartilha sua história de sucesso nesse certame e comenta sobre as táticas e estratégias que usou durante a sua preparação.

Meu nome é Caio Cesar Santos Santana, 21. Após terminar o Ensino Médio, resolvi tentar o ENEM afim de ingressar na maior Universidade da minha região (UESC), para cursar ou Direito, ou Administração, ou Letras/LEA (amo inglês).”

“Felizmente, consegui ser aprovado para Letras em 2012, se não me engano, mas por problemas pessoais acabei não entrando. Então, resolvi, no mesmo ano, fazer um curso superior a distância pelo PROUNI. Mas acreditava que o caminho até o tão sonhado “sucesso” seria muito menor do que imaginava antes de entrar, e por isso tranquei a faculdade e fiquei no ócio – na verdade, estava observando oportunidades que poderiam chegar… E para minha sorte, não demorou muito – cinco meses depois surgiu a informação do concurso que iria mudar minha vida.”

Caio conta que o concurso do INSS foi o primeiro concurso da sua caminhada e que vislumbrou no certame a possibilidade de ter uma melhor qualidade de vida, remuneração e estabilidade.”Este foi meu primeiro concurso. Optei pela carreira pública porque surgiu esta oportunidade de aumentar minha qualidade de vida sem precisar passar por uma universidade.”

O aprovado conta que quando surgiram comentários sobre a possibilidade do concurso do INSS ser realizado, iniciou sua preparação. Ele conta que nesse período, antes do edital ser publicado, estudava de uma a duas horas por dia e optou por estudar a disciplina que teria a maior importância para este concurso – Direito Previdenciário. Posteriormente, ele identificou que seria necessário haver mais dedicação para conquistar a aprovação dentro do número de vagas, aumentou a carga horária dos estudos e largou até seu emprego na época para se dedicar ao concurso em tempo integral.

Quando havia apenas mera expectativa da abertura do edital, estudava uma, duas horas por dia. Comecei estudando pela matéria que me fez apaixonar pelo concurso: Direito Previdenciário. Eu também trabalhava como empregado numa loja, mas quando percebi que para me dar bem na prova seria necessário me dedicar 100% do tempo disponível, e como a minha loja estava enxugando o corpo de funcionários, me voluntariei para sair e acabei utilizando o dinheiro da rescisão e do FGTS para estudar.”

Caio frisa que iniciou os estudos com a disciplina Direito Previdenciário, então, desde o início teve contato com as matérias específicas do concurso. Ele classifica essa disciplina como a mais desafiadora na sua preparação, pois além de ser a matéria-chave do concurso, a legislação sofreu muitas alterações recentemente.

Direito Previdenciário foi a primeira matéria que estudei, e, de longe, a que MAIS estudei. Na reta final do concurso, estudava cinco ou seis vezes por semana. Durante todo o período de estudos, cheguei a responder mais de duas mil questões dessa matéria (uma boa parte de simulados inéditos). Como essa matéria tem uma legislação muito volátil – está sempre mudando -, eu precisava ficar antenado às mudanças, observando as novas leis, novas portarias, etc. Certamente foi a matéria mais desafiadora para mim.”

Caio comenta que sua estratégia de estudos se baseava em assistir as vídeo-aulas do Gran Cursos Online e depois resolver muitas questões do assunto. Quando surgiam dúvidas relacionadas a algum assunto, Caio se preocupava em sanar aquela dúvida indo atrás de alterações na legislação ou portarias. Ele comenta que chegou inclusive a dar aulas para alguns amigos que também iam realizar a prova e com isso se aprofundava cada vez mais no conteúdo.

“Minha estratégia era bem simples: Estudava por vídeo-aula, depois fazia o máximo de questões possíveis sobre aquele assunto. Óbvio que eu errava ou não entendia 100% de várias delas e era aí que entrava a parte de “estudar por fora”. Eu ia além do que dizia o professor, seja ele quem fosse. Ia atrás da legislação, portarias, opiniões de outros professores, etc. Sempre estudava mais do que a vídeo-aula me ensinava.”

“Com toda essa carga de estudos, eu passei a dar aulas para algumas pessoas que também iriam fazer a prova – em especial uma amiga minha que se saiu muito bem, mas infelizmente não entrou no número de vagas. Dava aulas de duas, duas horas e meia diariamente – muitas vezes, pela manhã, tarde e noite. Isso me ajudou bastante, pois eu estudava a parte, sozinho, e depois ensinava o que eu aprendia, e como não iria passar um assunto sem saber sobre ele, adquiria TODO o conhecimento possível antes de abrir a boca para falar. Acredito que foi isso que me fez ter sucesso na prova. “

O aprovado conta que conheceu o Gran Cursos Online por acaso, enquanto procurava uma aula sobre Direito Previdenciário no Youtube e se deparou com uma aula gratuita do Gran Cursos Online. Essa aula gratuita foi responsável por despertar nele a confiança no curso e, logo depois, adquiriu um curso do Gran Cursos Online que foi de extrema importância para sua conquista.

Ele comenta sobre a qualidade da plataforma, da equipe de professores e da didática dos mesmos em suas respectivas disciplinas.

“O Gran Cursos Online me ajudou com tudo (risos). Na verdade, conheci o Gran Cursos Online quando coloquei no Youtube “direito previdenciário” e acabei encontrando uma aula gratuita de mais de uma hora do professor Carlos Mendonça, oferecida por vocês. Daí foi paixão a primeira vista. Comprei o curso e conheci professores fantásticos como Emerson Caetano – que ensinou TUDO de Direito Administrativo -, Junior Vieira, Rodrigo Cardoso, Josimar Padilha, Ivan Lucas, Elias Santana, Elyesley Silva – que tem um site maravilhoso com muito conteúdo gratuito -, Luciano Dutra – que tem uma aula hipnotizante –, entre muitos outros.”

O aprovado conta que estudou muito, até mesmo nos dias que antecederam a prova. Ele comenta inclusive que acompanhou as aulas pré-prova realizadas pelo Gran Cursos Online, que também foram muito importantes para revisar os assuntos mais importantes do conteúdo.

Além disso, durante todo o período de estudos se preocupou em manter hábitos saudáveis, praticar esportes e dormir bem, pois sabia que isso seria fundamental tanto para ter ânimo para estudar no dia seguinte, quanto para absorção dos conteúdos. ” Os dias que antecederam a prova foram de muito estudo – quase 10 horas por dia, mas com moderação, sempre. Todos os dias eu praticava jiu-jitsu para esfriar a cabeça. Comia regularmente, dormia mais de 8 horas diárias, sem desespero, sem loucura. Vi depoimentos de gente que perdia o sono para estudar, coisa que não entrava em minha cabeça: Para estudar, você tem que dormir BEM. Estudei muito, é verdade, mas nunca deixei de cuidar do meu corpo. Eu moderava sempre. “

“Além disso, algo que me ajudou bastante foram as aulas pré-prova do Gran Cursos Online. Verdadeiros intensivões que me fizeram reafirmar que estava preparado para o grande dia.”

Caio atribui sua excelente classificação no concurso ao fato de ter estudado a fundo alguns assuntos, ter se interessado em procurar conteúdos adicionais e ter se mantido envolvido com o concurso durante toda sua preparação, chegando inclusive a dar aulas, passando o conhecimento adquirido para alguns amigos.

Acredito que o meu diferencial nesse concurso foi a amplitude dos assuntos que estudei – como já relatei, não me foquei apenas no que os professores diziam – e as aulas que eu dei para outras pessoas. Com isso, um mês antes da prova eu já tinha certeza de que estaria entre os 30 primeiros colocados. Isso não é nem se gabar, mas sim ter a noção de que você está dando tanto de si que seria impossível se sair mal na prova. Daí era só lutar para estar dentro do número de vagas – eram 6. Felizmente, fiquei em terceiro – 1 ponto atrás da primeira colocada.”

O aluno conta sobre a sensação de ver seu nome na lista de aprovados do concurso. Comenta que foi um dia marcante e de muita felicidade para sua família, amigos e namorada.

Nossa, fantástico! arrepiante! Eu sabia que seria aprovado no momento que vi minha pontuação – 102 pontos de 120 possíveis. Meu corpo estremeceu, eu mal acreditei. Eu sabia que essa pontuação era mais que o suficiente para passar, e estava certo – o resultado veio logo em seguida, com a notícia de um amigo, que havia organizado as notas dos aprovados num programa. Liguei para minha namorada – ela gritou de emoção. Falei com minha mãe, que havia saído, e ela saiu pulando e avisando para os vizinhos sobre a notícia. Depois fui falando com meus amigos e familiares e todos foram me congratulando. Foi um dia… Especial. Não vou esquecer nunca.”

 

O aprovado destaca, segundo ele, quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos.

“São vários. Escolherem os cursos mais baratos achando que vão se dar bem; Quererem se preparar para vários concursos ao mesmo tempo – quase nunca conseguem se dar bem; Estudarem pouco determinadas matérias achando que sabem de tudo; Não estudarem Raciocínio Lógico por acharem que é apenas “lógica” – não é só isso, nem de longe; Não saberem nada de informática e acharem que mexer em redes sociais é o suficiente; Não anotarem num caderno informações importantes – anotação à mão é muito mais eficiente do que anotação por digitação; Estudarem em ambientes barulhentos; Não cuidar do próprio corpo – se alimentando mal e não fazendo exercícios físicos, entre muitos outros.”

 

O técnico do seguro social deixa algumas dicas de estudo que ele seguiu para as pessoas que estão começando a estudar agora, ou mesmo para quem já estuda há um tempo, como divisão de matérias e horários de estudo.

” Minha dica é: Se estudarem em turno só, estudem também aos finais de semana. De preferência, aos sábado e domingos estudem em mais de um turno. Porém, se puder estudar em dois turnos, sempre estude dessa maneira: De manhã, uma matéria que você não gosta, e a tarde uma matéria que goste. Você dormirá com mais vontade para continuar a jornada no outro dia. Além disso, correlacione os DIAS de estudo. Por exemplo, Direito Administrativo tem muito a ver com Lei 8.112 (Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos da União). Direito Constitucional tem muito a ver com Direito Administrativo (uma parte, pelo menos). Já matérias específicas podem ser estudadas com matérias que não se correlacionam com nenhuma outra – como informática, raciocínio lógico e Redação Oficial.” 

Caio comenta que agora pretende entrar em uma faculdade e concluir um curso de tecnólogo, para que possa, num futuro próximo, prestar concursos para Analista (cargos de nível superior). “Pretendo continuar estudando sim, mas não por agora. Meu plano é entrar na faculdade novamente, fazer algum curso de tecnólogo (2, 3 anos de duração), sair com meu diploma e tentar algum concurso para analista que só exija graduação em ensino superior – o próprio INSS faz concursos do gênero.” 

Por fim, Caio deixa sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam “Chegar Lá” assim como ele chegou.

“A você, que sonha chegar mais alto: Não é impossível. Você pode, você consegue. Aliás, qualquer um consegue. O tempo para aprovação depende de cada um. Quanto mais se dedicar, quanto mais se esforçar, quanto mais abrir mão dos desejos próprios para estar ali em frente aos livros ou assistindo às vídeo-aulas, mais suas chances aumentam. Para quem quer realmente passar, estudar nos feriados e finais de semana não é ridículo. É essencial. É capital. E também notório: A maioria das pessoas enxergará que você está focado, que você realmente quer aquilo, e te respeitarão e até torcerão por você. Algumas, porém, olharão para você e te desprezarão – torcendo até CONTRA você. Com essas, você deve tomar cuidado. São espinhos em meio as flores. Nessa história, até familiares podem estar no meio. Lembre-se de unir-se a quem gosta de você, a quem quer seu bem. Eu precisei da ajuda de muita gente pra passar. Pessoas que me incentivaram desde o início até minha vitória. Espero que você tenha pessoas assim ao seu redor. Aliás, você já tem várias: Todos os professores e profissionais do Gran Cursos Online .
Muito obrigado por abrir espaço para meu depoimento, e obrigado a você, que está lendo neste momento. Minha vitória já chegou e a sua está logo ali, virando a esquina. Tá quase lá! Persista! Sucesso!”

Confira abaixo a entrevista concedida por Caio César em vídeo:

https://youtu.be/9mEJwt6wyMo?list=PLZIcuMePV18xc8OR1dWDKuKQrX0Ew2oNr

 

Estudando para concursos públicos ? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 27 anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros

matricule-se 3

assinatura-ilimitada-

garantia-de-satisfacao-30

Depoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:

CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ-Natálial CHEGUEI-LÁ (7)

Depoimentos relacionados

Qual é o seu grande objetivo de vida? Para Raul Marcelo da Silva o foco estava em ingressar na carreira…

Natural da cidade de Poço Verde/ SE, Aialla Suelem Andrade de Souza escolheu a carreira pública não só pela estabilidade…

Dedicando-se ao estudos por cerca de 3 anos, José Roberto Ferreira conquistou não apenas a aprovação no Concurso BRB para…

Ygor Bruno Silva é de Caruaru, cidade localizada no estado de Pernambuco, e foi aprovado, em 2º lugar, na Residência…

A estabilidade que a carreira pública proporciona foi o grande atrativo que Weberti Silva teve para começar a estudar para…

A estabilidade profissional e financeira foi o que levou Pedro J. a buscar com tanto afinco a carreira pública e…

O sonho de ser policial desde criança, fez com que Maria C. firmasse um compromisso de estudos diariamente desde 2018…

Em busca de estabilidade e para dar um futuro melhor para esposa e filha, Regis B. estudou bastante para ser…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *