Edital Ministério da Economia: convocações em breve. 350 vagas

Edital Ministério da Economia oferta 350 vagas e remuneração de R$ 8,3 mil

O Ministério da Economia irá convocar em breve os candidatos aprovados no processo seletivo (edital Ministério da Economia) destinado a contratar 350 profissionais para atuar em projetos de Transformação Digital e Serviços. A informação é da pasta.

O edital da seleção foi publicado no dia 21 de agosto de 2020, e as provas objetivas foram aplicadas no dia 11 de outubro de 2020. Ao todo, 3.082 candidatos se inscreveram para concorrer às 350 vagas.

Confira ao longo desta matéria mais informações sobre o processo seletivo, para facilitar, navegue utilizando o índice abaixo:

Edital Ministério da Economia: situação atual

Resultado provisório na prova de títulos

A Diretoria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Gestão Corporativa da Secretaria Executiva do Ministério da Economia divulgou no dia 04 de novembro, o resultado provisório na prova de títulos.

Resultado final da prova objetivas

No dia 26 de outubro de 2020, o resultado final das provas objetivas e a convocação para a prova de títulos, para a avaliação biopsicossocial dos candidatos que se declararam com deficiência e para o procedimento de heteroidentificação complementar à autodeclaração dos candidatos que se autodelararem negros foi publicado no Diário Oficial da União. Acesse o documento.

Também já está disponível no site do Cebraspe, o link para consulta individual aos gabaritos oficiais definitivos, aos cadernos de provas e à folha de resposta.

Edital Ministério da Economia: remuneração e benefícios

Com jornada de trabalho de 40 horas semanais, os aprovados no Processo Seletivo do Ministério da Economia terão remuneração de R$ 8.300,00 e estarão subordinados às disposições da Lei n. 8.745/1993.

Edital Ministério da Economia: inscrições

Interessados em participar do processo seletivo puderam realizar as inscrições entre os dias 21 de agosto e 06 de setembro de 2020 por meio do endereço eletrônico: www.cebraspe.org.br/concursos/me_20_pss.

A taxa de inscrição custou R$ 60,00.

Edital Ministério da Economia: cargos e vagas

O processo seletivo oferta vagas para os seguintes cargos:

Perfil profissional Vagas para ampla concorrência Vagas reservadas para candidatos com deficiência Vagas reservadas para candidatos negros
Especialista em Análise de Processos de Negócios 37 3 10
Especialista em Ciências de Dados 37 3 10
Especialistas em Desenvolvimento de Software 37 3 10
Especialista em Experiência do Usuário (UX) 37 3 10
Especialista Gestão de Projetos 37 3 10
Especialista em Infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI) 37 3 10
Especialista em Segurança da Informação e Proteção de Dados 37 3 10

Edital Ministério da Economia: requisitos

Os requisitos solicitados para cada área são:

Especialista em Análise de Processos de Negócios
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Informática/Computação ou de graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em Informática/Computação (mínimo de 360 horas), fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de experiência profissional superior
a cinco anos em funções de Tecnologia da Informação; ou acrescido de título de mestrado ou doutorado na área.

Especialista em Ciência de Dados
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Informática/Computação ou de graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em Informática/Computação (mínimo de 360 horas), fornecido por instituição reconhecida pelo MEC, acrescido de experiência profissional superior a cinco anos em funções
de Tecnologia da Informação; ou acrescido de título de mestrado ou doutorado na área.

Especialista em Desenvolvimento de Software
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Informática/Computação ou de graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em Informática/Computação (mínimo de 360 horas), fornecido por instituição reconhecida pelo MEC, acrescido de experiência profissional superior a cinco anos em funções
de Tecnologia da Informação; ou acrescido de título de mestrado ou doutorado na área.

Especialista em Experiência do Usuário (UX)
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC, acrescido de experiência profissional superior a cinco anos na área de Experiência do Usuário (UX); ou acrescido de título de mestrado ou doutorado na área de Experiência do Usuário (UX).

Especialista Gestão de Projetos
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Informática/Computação ou de graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em Informática/Computação (mínimo de 360 horas), fornecido por instituição reconhecida pelo MEC, acrescido de experiência profissional superior a cinco anos em funções
de Tecnologia da Informação; ou acrescido de título de mestrado ou doutorado na área

Especialista em Infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI)
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Informática/Computação ou de graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em  Informática/Computação (mínimo de 360 horas), fornecido por instituição reconhecida pelo MEC, acrescido de experiência profissional superior a cinco anos em funções de Tecnologia da Informação; ou acrescido de título de mestrado ou doutorado na área.

Especialista em Segurança da Informação e Proteção de Dados
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Informática/Computação ou de graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em Informática/Computação (mínimo de 360 horas), fornecido por instituição reconhecida pelo MEC, acrescido de experiência profissional superior a cinco anos em funções
de Tecnologia da Informação; ou acrescido de título de mestrado ou doutorado na área.

Edital Ministério da Economia: atribuições

Especialista em Análise de Processos de Negócios
mapear fluxo das atividades e identificar falhas, a fim de estabelecer estratégias para solução de problemas e melhoria contínua dos processos (as-is/to-be); analisar e definir métodos e processos de trabalho, estudar tempos e parâmetros, monitorar os processos; avaliar documentos de processos e padrões de desempenho; criar modelos de estado atual (as-is) dos processos existentes; propor padrão de documentação dos processos mapeados; realizar a implantação, monitoramento e execução do bpm; dar suporte técnico e orientações no gerenciamento dos requisitos alinhados ao bpm; realizar e acompanhar auditorias de processo e formalizar as necessidades apontadas por meio de relatórios; auxiliar as áreas na criação de indicadores de desempenho de processos; identificar evoluções e correções, promover a melhoria contínua dos processos, identificar processos críticos e promover a otimização; identificar, desenhar, executar, documentar, medir, monitorar, controlar e melhorar processos de negócio, automatizados ou não, para alcançar resultados consistentes e alinhados com os objetivos estratégicos da organização

Especialista em Ciência de Dados
agregar grandes quantidades de informações e organizá-las em formatos mais simples de visualização; sanar dificuldades de negócios utilizando técnicas de orientação a dados; aplicar conhecimento de estatística, incluindo testes e distribuições; buscar por padrões na apresentação dos dados, bem como identificar tendências que possam ajudar nos resultados da organização; aprimorar painéis digitais para divulgação dos modelos; manipular grande volume de dados brutos com o uso de algoritmos; analisar resultados; apresentar melhores decisões estratégicas baseadas em dados; garantir a qualidade da informação considerando sua utilidade para os diversos setores do órgão.

Especialista em Desenvolvimento de Software
definir padrões e modelos de arquitetura de software; analisar problemas e proposição de soluções técnicas relacionados a sistemas de informação; auditar e validar o uso adequado dos padrões de arquitetura de software adotados; avaliar requisitos funcionais e não funcionais de software; planejar soluções para integração de sistemas, planejamento de mecanismos para garantir alta disponibilidade dos sistemas; trabalhar em conjunto com a área de infraestrutura a fim de planejar e solucionar questões relativas ao ambiente operacional dos sistemas, bem como o projeto e desenvolvimento de componentes de software; realizar tarefas relacionadas ao recebimento, entendimento, suporte a análise de negócio e especificação de demandas de serviço de desenvolvimento e de manutenção originadas a partir das necessidades dos usuários dos sistemas; realizar avaliação negocial de sistemas de terceiros a fim de verificar sua aderência aos requisitos negociais das áreas finalísticas, assim como a avaliação dos produtos resultantes destas demandas; desenhar processos de negócio para auxiliar nas atividades de desenvolvimento de sistemas; desenvolver, testar e evoluir sistemas; indicar soluções e integração de hardware e software; gerenciar banco de dados; gerenciar redes de pequeno e médio porte; projetar e desenvolver e programas

Especialista em Experiência do Usuário (UX)
Interfaces digitais: gerir projetos de interface, elaborar mapas de navegação do usuário, realizar testes de usabilidade, criação, desenvolvimento e implementação de protótipos e soluções de interface finais inovadoras e atraentes nos principais canais digitais de governo (sites, apps, sistemas etc); apoiar a evolução e disseminação dos padrões de design do governo federal;
Design de serviços: revisar e aprimorar metodologias de design thinking para melhoria da jornada do usuário de serviços públicos; utilizar técnicas modernas para mapear jornadas dos usuários, propor e aprimorar padrões e processos de prestação de serviços públicos em canais digitais com base no entendimento das principais dores dos usuários e oportunidade de uso de novas tecnologias; Gestão da qualidade: conhecer, avaliar, disseminar e aplicar o “Modelo de gestão da qualidade” para serviços em transformação digital, com gestão de projetos de melhorias
nos órgãos e serviços selecionados; Apoio aos órgãos: apoiar, com o uso das melhores técnicas e metodologias, as atividades de transformação digital de serviços, com o foco na melhoria da experiência do usuário; realizar oficinas de capacitação para gestores públicos sobre mapeamento e transformação da jornada do usuário de serviços públicos; Pesquisa com Usuários: conduzir, em parceria com os gestores de serviços públicos, projetos de pesquisa com usuários, além de executar pesquisas em campo, utilizando-se das principais técnicas e metodologias;  laborar/executar pesquisas qualitativas/quantitativas de satisfação do usuário; Satisfação do usuário: conhecer, avaliar, disseminar e aplicar o “Modelo de Satisfação do Usuário” para serviços em transformação digital, identificando tendências e oportunidades de melhoria de serviços; Gestão de Conteúdo: conhecer as melhores práticas e técnicas para gestão de conteúdos de serviço, apoiando os órgãos na melhoria das informações de serviços públicos disponíveis nos canais digitais de governo (portal, apps e outros); e Gestão do desempenho: monitorar o comportamento do usuário em canais digitais de prestação de serviços públicos (site, aplicativos etc.); conhecer, avaliar e disseminar o “Modelo de Custos” da transformação digital, com vistas a quantificar os impactos reais da transformação de serviços.

Especialista Gestão de Projetos
planejar, executar e monitorar projetos específicos relacionados à transformação digital nos diversos órgãos do governo federal; conduzir a idealização, o estudo, o plano e a implantação do projeto baseado nas boas práticas (baseado no Guia PMBOK) e(ou) na metodologia Ágil (SCRUM e Kanban); elaborar e publicar os documentos do projeto no ambiente corporativo; assegurar que os projetos fiquem dentro do escopo, do custo e do prazo acordados; definir, mensurar e monitorar os indicadores dos projetos; coordenar as partes interessadas, gerenciar conflitos, comunicar decisões e resultados; articular a comunicação interna e externa para garantir a visibilidade do projeto e das ações implementadas; elaborar cronograma; gerar relatórios periódicos; receber, avaliar e executar solicitações de mudanças; gerenciar as atividades definidas para mitigar e(ou) eliminar riscos.

Especialista em Infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI)
implantar e monitorar os serviços de TI; planejar e executar projetos de TI voltados a infraestrutura; elaborar scripts para automatização de rotinas; definir padrões de arquitetura em conjunto com o time de sistemas; desenvolver padrões de desenvolvimento e implantação de infraestrutura; atuar como agente integrador e em parceria com administradores de dados, engenheiros de software times de operação; garantir disponibilidade dos sistemas baseados em infraestruturas cloud; participar ativamente das implantações de projetos que envolvam ambientes cloud; desenvolver e evoluir arquiteturas de soluções; planejar e implementar redes de computadores; migrar Data-Center físicos para nuvem; participar ativamente da análise, estudo, seleção e planejamento de software e hardware básico e de apoio (como sistemas operacionais, bancos de dados, teleprocessamento, sistemas de gestão, etc.).

Especialista em Segurança da Informação e Proteção de Dados

manter a política de segurança da informação e comunicação do órgão (PoSIC) e assegurar a sua aplicação; propor normas e práticas necessárias à efetiva implementação da segurança da informação e comunicações; analisar o ambiente de TI do órgão para identificar suas vulnerabilidades e recomendar as melhores práticas de proteção de dados e redução de ameaças; planejar métodos de proteção, instalação e atualização de softwares; propor medidas de segurança, procedimentos de recuperação e resposta a violações; atuar em ações de fomento a segurança da informação e proteção a dados pessoais no âmbito da administração pública federal, em articulação com os órgãos responsáveis por essas políticas; atuar nas áreas de gestão de riscos e de segurança da informação, ciberseguranc–a e privacidade de dados; identificar os controles e processos necessários para proteção de dados pessoais, visando atendimento à LGPD; administrar sistemas de informação e disponibilidade dos recursos; identificar vulnerabilidades em servidores, sistemas, aplicações e networking, a fim de garantir maior segurança e integridade dos dados do órgão; monitorar a segurança; implementar processos e políticas de proteção.

Edital Ministério da Economia: etapas

Os candidatos foram avaliados por meio de duas etapas, sendo elas:

  • Provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova de títulos, de caráter classificatório.

Prova objetiva

A prova objetiva foi aplicada no dia 11 de outubro de 2020 em Brasília/DF, Belém/PA, Florianópolis/SC, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ e São Paulo/SP. A avaliação teve 3h30 de duração.

Disciplinas

A prova objetiva versou sobre as disciplinas de:

  • Conhecimentos gerais (50)
    • Língua portuguesa
    • Língua inglesa
    • Raciocínio Lógico
  • Conhecimentos específicos (70)

Estrutura da prova objetiva

A prova objetiva contou com 120 itens para serem julgados como CERTO ou ERRADO e valerá 120,00 pontos.

Critérios de Avaliação das provas objetivas

Os candidatos que não se enquadrarem nos itens listados abaixo foram reprovados nas provas objetivas e eliminados do processo seletivo:

  • obtiverem nota inferior a 10,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos gerais P1;
  • obtiverem nota inferior a 21,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos específicos P2;
  • obtiverem nota inferior a 36,00 pontos no conjunto das provas objetivas.

Avaliação de Títulos

Os candidatos também foram submetidos à prova de títulos. Esta prova valeu 10,00 pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos enviados seja superior a esse valor. Confira abaixo os títulos que serão aceitos:

  • Diploma de curso de pós-graduação em nível de doutorado (título de doutor) no perfil profissional a que concorre, exceto o eventualmente utilizado como requisito para o perfil profissional pretendido. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de Doutorado, desde que acompanhado de histórico escolar. (2,40 pontos)
  • Diploma de curso de pós-graduação em nível de mestrado (título de mestre) no perfil profissional a que concorre, exceto o eventualmente utilizado como requisito para o perfil profissional pretendido. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de Mestrado, desde que acompanhado de histórico escolar. (1,20 ponto)
  • Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização, com carga horária mínima de 360 h/a no perfil profissional a que concorre, exceto o eventualmente utilizado como requisito para o perfil profissional pretendido. Também será aceita a declaração de conclusão de pós-graduação em nível de especialização, desde que acompanhada de histórico escolar. (0,60 ponto)
  • Aprovação em concurso público na Administração Pública ou em processo seletivo, na iniciativa privada, para empregos/cargos na área a que concorre. (0,20 pontos)
  • Exercício de atividade autônoma e(ou) profissional de nível superior na Administração Pública ou na iniciativa privada, em empregos/cargos/funções na área a que concorre, exceto a eventualmente utilizada como requisito para o perfil profissional. (0,60 p/ano completo, sem sobreposição de tempo)

Último concurso Ministério da Economia

Devido à sua recente criação, o Ministério da Economia ainda não publicou edital de concurso para pasta.

Mas os extintos ministérios da Fazenda, do Trabalho, do Desenvolvimento e Comércio Exterior e do Planejamento que agora compõem o Ministério da Economia realizaram concursos anteriormente.

Motivos para fazer o processo seletivo

  • O edital oferta 350 vagas;
  • A remuneração é atrativa;
  • Oportunidade de estar inserido no mercado de trabalho.

Curso Gratuito Imparável

Você é imparável? Tem um sonho grande em mente que te motiva a seguir em frente em busca de uma vida melhor, mesmo com as dificuldades que aparecem no caminho (falta de tempo, desafios de conciliar a rotina, insegurança)? Se sim, então este curso é para você!

Organizamos de forma objetiva e prática em um só material algumas das principais disciplinas e conteúdos cobrados em concursos públicos para intensificar as suas chances de aprovação, tudo preparado por nossa equipe de colaboradores e professores especialistas no assunto. E o melhor: todo o conteúdo é totalmente gratuito! Mesmo se você ainda não começou a estudar, não deixe essa oportunidade passar. Nunca é tarde! Garanta a sua oportunidade no Curso Gratuito Imparável!

Clique AQUI para se inscrever gratuitamente!

Resumo do Edital Ministério da Economia

Concurso Ministério da Economia (edital Ministério da Economia)
Banca organizadora Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos – Cebraspe
Cargos diversos
Escolaridade Nível superior
Carreiras Tecnologia da Informação
Lotação
Número de vagas 350 vagas
Remuneração R$ 8.300,00
Inscrições de 21/08/2020 a 06/09/2020 (prorrogadas)
Taxa de inscrição R$ 60,00
Data da prova objetiva 11/10/2020
Link do edital Clique AQUI para fazer o download do edital do processo seletivo do Ministério da Economia
Quer conquistar a sua aprovação no processo seletivo do Ministério da Economia?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Avatar
Lorena Martins
1 comentário

1 Comentário

  1. Avatar

    SERGIO

    07/09/2020 02:12em02:12

    Cargos temporários,isso será a realidade se a pec das rachadinhas passar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação no processo seletivo do Ministério da Economia?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo