5 dicas de ouro para estudo de específicas de farmácia

Olá pessoal, hoje estou aqui para deixar para vocês 5 dicas que fazem muito a diferença na preparação para as provas de específicas de Farmácia. Sei que o concurseiro não tem tempo a perder então vamos direto ao ponto:

 

  1. AO RESPONDER AS QUESTÕES, NÃO COMECE A LEITURA DO ENUNCIADO PELO INÍCIO

Isso mesmo! A grande maioria das provas de específicas de Farmácia trazem um texto enorme com o pretexto de contextualizar, mas a ideia é apenas roubar tempo. Raramente você precisa realmente daquele contexto para resolver a questão, então a dica é partir diretamente para o comando da questão (que normalmente encontra-se na última frase). Dá uma testada e veja como você ganhará tempo resolvendo assim.

  1. ESTUDE LEGISLAÇÃO SEGUINDO OS SEGUINTES PASSOS:

Faça pré leitura da norma, verificando como ela se organiza (se é em capítulos, títulos…e cada uma dessas partes o assunto que trata, resumidamente); Faça anotação dinâmica da norma (mapa, esquema, tabelas) e não aquela anotação tradicional, linear, sem artifícios que favorecem a memorização; Lei a norma no texto original, conforme publicação mais recente no diário oficial e revise pelas suas anotações quantas vezes for preciso!

  1. CRIE 2 CADERNOS DE APOIO.

Além dos seus cadernos, cartões, fichas, mapas que contem os resumos do conteúdo teórico, separe 2 cadernos gerais para anotar, de todas as disciplinas assuntos que devem ser separados para ser melhor trabalhados durante as revisões. Um deles tem a finalidade de registrar os erros que você teve na resolução das questões (você anota, claro, a resposta correta, para reler e fixar sempre que puder) e no outro caderno você anota TUDO que é para memorizar (números, prazos, datas, frequências, sequências que aparecem na teoria e que não dependem de compreensão, é simplesmente memorização), separe isso em um caderno a parte para aplicar técnicas de memorização especificamente nesse conteúdo. Assim você se organiza melhor para encontrar facilmente o que depende de memorização na hora das revisões.

  1. ESTUDE FARMACOLOGIA APLICADA EM TABELAS.

Sabemos que a farmacologia é uma ciência complexa e muito abrangente, sendo assim, o conteúdo é quase infinito! É impossível, para uma prova, ter o conhecimento de todos os medicamentos existentes e sua farmacocinética e farmacodinâmica individual. Logo, é interessante direcionar esse estudo. Normalmente os itens cobrados em prova são os mesmos. Limitam-se a cobrar classe terapêutica, subdivisão da classe, mecanismo de ação, interações medicamentosas, farmacocinética e representantes da classe. Então, porque não organizar todas as classes terapêuticas em uma tabela contendo esses dados? Isso mesmo! Assim, você irá construir um memorex, com conteúdo enxuto para fixação. Isso aumenta sua possibilidade de acertos e te dá mais confiança sobre o assunto!

  1. OBSERVE A BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA NO EDITAL

Essa dica vale especialmente para prova de Residência e Forças Armadas!

É simples: se a banca recomendou um livro, ela vai tirar as questões de lá. Então não aplique esforço em estudos baseados em outra fonte.

 

Gostou das dicas? Espero que sim!

Um abraço!

Pollyana

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos

Notícias Relacionadas

Pollyana Lyra
Farmacêutica, Especialista em Farmacologia, Professora Universitária e Analista da Fundação Hemocentro de Brasília.
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo