Elias Santana

Arroz com passas ou sem? Natal com hífen ou não?

Nesta época do ano, as redes sociais são invadidas por uma polêmica de extrema relevância nacional: o arroz da ceia deve ser feito com passas ou sem? Alguns se mostram indiferentes; outros afirmam que a combinação é fundamental aos festejos natalinos; todavia, uma boa parcela garante: não se misturam alimentos doces com salgados. Acredito até que a proposta de reforma da previdência ficará para fevereiro para não acirrar ainda mais os ânimos entre nós, que estamos ocupadíssimos com uma celeuma de maior monta.

Deixando a ironia de lado, vamos ao que interessa: o papel do hífen nas festas de fim de ano. Não sei se você sabe, mas existe “boas festas” e “boas-festas”; “ano novo” e “ano-novo”! Vamos entender a diferença!

“Boas festas” – sem hífen – possui valor de interjeição. Sempre que usamos com a finalidade de transmitir uma saudação a alguém. Veja:

  • Boas festas, meus queridos amigos!

Em contrapartida, a mesma expressão pode ser usada com valor de substantivo. Neste caso, o correto é inserir o hífen – “boas-festas”.

  • Costuma-se desejar boas-festas ao longo do mês de dezembro.

Essa diferença que acabei de explicar também serve os pares bom dia/bom-dia, boa tarde/boa-tarde, boa-noite/boa noite, boa sorte/boa-sorte. O princípio é o mesmo. Como interjeição, nada de hífen; como substantivo, lembre-se dessa notação léxica.

Para compreendermos o segundo caso, vamos fazer uma comparação entre orações:

  • Espero que o ano novo seja cheio de alegrias!
  • Espero que o ano-novo seja cheio de alegrias!

No primeiro caso, entende-se que “ano novo” é equivalente ao período completo de um ano (365 dias e 6 horas); ou seja, deseja-se que 2018 seja de muitas alegrias! Já no segundo, por haver hífen, a referência é apenas ao período da virada do ano (do dia 31 de dezembro para o dia 1º de janeiro). “Ano-novo” diz respeito apenas ao Réveillon! É incrível como apenas um hífen pode acrescentar tantos dias a uma única oração!

Agora que você sabe mais sobre esse assunto, trate de escrever (ou atualizar) seus cartões natalinos! Um pouco de zelo linguístico neste dezembro não fará mal a ninguém! Feliz Natal! Que o nascimento de Cristo possa renovar todas as suas esperanças, a fim de que seu 2018 possa ser ainda mais incrível que 2017!


Elias Santana

Licenciado em Letras – Língua Portuguesa e Respectiva Literatura – pela Universidade de Brasília. Possui mestrado pela mesma instituição, na área de concentração “Gramática – Teoria e Análise”, com enfoque em ensino de gramática. Foi servidor da Secretaria de Educação do DF, além de professor em vários colégios e cursos preparatórios. Ministra aulas de gramática, redação discursiva e interpretação de textos. Ademais, é escritor, com uma obra literária já publicada. Por essa razão, recebeu Moção de Louvor da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

 

 


Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 27 anos de experiência em concursos públicos.

Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros! 

 

garantia-de-satisfacao-30

Para o Topo