Amanda Aires

Bolsonaro, a corrida para os 100 dias e o corte dos cargos comissionados

21 mil cargos comissionados e gratificações foram extintos pelo decreto n. 9725/2019

Redução no número de cargos comissionados é uma das medidas anunciadas pelo Governo Bolsonaro

Redução no número de cargos comissionados é uma das medidas anunciadas pelo Governo Bolsonaro

Olá Gran alunos, tudo bem?

Ontem pela manhã saiu uma notícia que aqueceu o coração de muita gente:

O governo anunciou o corte de 21 mil cargos comissionados e gratificações. Essa notícia, por si só, já é uma mega extraordinária boa nova! Só que a notícia vai mais além: esse corte representará uma economia de R$ 195 milhões aos cofres públicos! Essa notícia já era esperada para ser realizada dentro do período dos 100 primeiros dias do governo. Contudo, longe de achar ruim, temos, sim, que comemorar muito!

Por que comemorar essa notícia se você está estudando para concurso?

Te dou uma razão simples: apesar desses corte não representar, necessariamente corte de gastos, já que muitas vagas são uma espécie de adicional pago ao servidor público que passa a exercer determinada função, a economia realizada abre espaço para (i) melhorar o resultado fiscal do governo, além de (ii) com a situação ajustada, gerar mais espaço fiscal para que tenhamos mais concursos em breve.

De acordo com a Folha de São Paulo, hoje, a administração federal tem cerca de 120 mil cargos em comissão, funções e gratificações. O decreto estabelece a extinção de 17,5 mil postos. Desse total, 5.100 serão eliminados imediatamente. Outras 12,4 mil deixarão de existir em 31 de julho. Ainda de acordo com o texto, o decreto barra a ocupação de outras 3,5 mil vagas na administração federal —1.500 de imediato, 2.000 em 30 de abril e outras 4.000 em 31 de julho.

Embora a notícia seja extremamente importante, ainda não se sabe onde esses cargos serão cortados. Assim, vamos ter que esperar um pouco mais. O fato é que o corte das funções pode evidenciar a necessidade de novos servidores em breve. Logo, sempre muito longe de afastar os concursos, isso nos mostra que eles deverão acontecer. De princípio, não nesse ano inicial, mas existem concursos que não conseguem esperar por um tempo mais longo, como Receita e INSS. O negócio é se manter estudando. As provas, certamente, acontecerão em breve.

Gran abraço,

Amanda Aires

Amanda AiresAssessora de Economia do Governo do Estado de Pernambuco, autora de livros em economia. Comentarista de Economia da rádio CBN. Doutora em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco com extensão na Université Laval, Canadá. Mestra em Economia também pela UFPE com dissertação premiada no III Prêmio de Economia Bancária pela Federação Brasileira de Bancos. Economista pela UFPE, com extensão universitária na Universität Zürich, na Suíça.

 

 

 


WHATSAPP GCO: receba gratuitamente notícias de concursos! Clique AQUI!

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Cheguei Lá

5 Comentários

5 Comentários

  1. RENATO LEMES RABELO

    16/03/2019 02:53 em 02:53

    Progressão de terreno… essa é a meta! PCDF

  2. FernandoSC

    17/03/2019 16:20 em 16:20

    ahahaha. o malabarismo que esse povo tá fazendo pra inverter a logica das ações desse (des)governo com relação a concursos é de fazer inveja a qualquer circense.

    no mesmo dia do anuncio que não pretendem fazer (muitos) concursos mais e investir na digitalização.

    a realidade é que, tirando carreiras de estado, area fiscal e segurança publica, concursos vão secar por um bom tempo. então se vc é area meio, pare de dar $$$ pra eles, pq acabou.

    por isso, vamos maneirar no malabarismo. pior que esses artigos do gran, só o estrategia (oh, irony!)

  3. LFsantos

    17/03/2019 18:23 em 18:23

    Uma sugestão: em vez de fazer propaganda do governo, faça postagens sobre sua área de conhecimento. O que mais cai em economia nas provas de concurso? Como as bancas abordam determinado tema? Esse esforço de relacionar a agenda do governo com boas perspectivas para os concurseiros é constrangedor.

  4. Kleber

    21/03/2019 10:18 em 10:18

    É melhor se atualizar e não se animar muito. O ministro da Economia já afirmou que não irá repor as vagas decorrentes de aposentadorias. E tem muito, mas muito servidor que irá se aposentar nos próximos meses.

  5. Augusto Salina

    24/03/2019 18:28 em 18:28

    Tem que enxugar o estado mesmo, quero um país melhor, não um monte de sangue-suga atrapalhando o país crescer.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo