Como lidar com a procrastinação nos estudos

Avatar


15/06/2022 | 17:24 Atualizado há 15 dias

Um dos maiores problemas atuais é a procrastinação. Ainda mais com a presença de tecnologias a um palmo de distância, internet de fácil acesso, disparo constante de informações, plataformas de streamings e portais digitais.

Qual o significado de procrastinação?

Com certeza você já ouviu falar dela por aí e, mais ainda, já sentiu na pele as consequências de sua prática, não é mesmo?!

O ato de procrastinar “é o comportamento racional de adiar alguma ação que poderia ser feita naquele momento. Basicamente, a procrastinação é o adiamento de uma ação, ou seja, procrastinar vai completamente contra o ato de produzir.

Entretanto, é importante lembrarmos que existe uma grande diferença entre procrastinação e preguiça.

Basicamente, procrastinação é a atitude de sempre empurrar a atividade principal para depois e colocar atividades secundárias na frente. Já a preguiça é quando você deixa de fazer absolutamente tudo.

Por que pessoas procrastinam?

Embora confiemos no nosso autocontrole para realizar os deveres que precisamos, fatores negativos fazem a procrastinação surgir, tais como a falta de motivação, ansiedade, medo do fracasso, o que também pode acontecer quando é necessário realizar uma tarefa desagradável ou quando trabalhamos em um ambiente com distrações.

Outro fator que leva a isso é a falta de energia pelo desgaste emocional ou mental. No entanto, há quem procrastine para dar mais emoção àquilo que precisa realizar, como quem prefere trabalhar sob pressão.

10 razões que levam as pessoas a procrastinarem

  • Falta de um objetivo claro sobre determinada tarefa;
  • Recompensas demoradas a acontecerem;
  • Incapacidade de tomar decisões em tempo hábil;
  • Perfeccionismo;
  • Medo de receber feedbacks negativos;
  • Medo do fracasso;
  • Auto incapacidade. É uma forma de atribuir suas falhas à procrastinação, isto é, alguém que usa disso como uma forma de esconder sua falta de habilidade em determinada situação;
  • Autossabotagem ou comportamento autodestrutivo;
  • Prazer a curto prazo como prioridade;
  • Impulsividade, sem planejamento e sem considerar futuras consequências;

Como superar a procrastinação?

Vencer a procrastinação na hora de estudar não é exatamente difícil, mas precisa de muito esforço da sua parte para manter o foco. Lembre-se de que somente você pode alcançar os seus próprios objetivos!

Dica 1 – Tenha o seu objetivo muito claro e vivo em sua mente. Descubra o que te motiva. Reflita sobre seus objetivos e onde deseja chegar, listando todos os detalhes. Deixe em um lugar visível para não se esquecer do que importa. Como primeira dica, eu te digo: estude com propósito e foco! Nossas ações, quando regidas por um propósito bem definido, tendem a se manter constantes por mais tempo.

Dica 2 – Evite distrações e interrupções. Deixe as distrações de lado. Sem dúvida, as distrações são as principais aliadas da procrastinação. Pode parecer difícil, mas é essencial para estudar.

Um grande vilão é o celular. Você o pega para colocá-lo no silencioso e, de repente, está no Instagram, acompanhando os Reels de alguém que você nunca viu na vida, abre um vídeo no Youtube, vai responder um amigo no WhatsApp, e, quando vê, passaram-se mais de 1 hora fácil. E o que você queria mesmo? Desativar o som do celular. Cuidado! Sempre que for começar seus estudos, esteja ali presente e consciente do que você vai fazer naquele minuto. Chame-se! Volte o foco para a ação no momento. Isso vai te ajudar a fazer exatamente o que você tem de fazer. Outra dica: eu não estudo com o celular perto de mim. Ele fica sempre em outro cômodo. Eu sei que ele é meu “ponto fraco”, então acredito ser essa a melhor decisão.

Outra dica: quanto mais organizado seu ambiente estiver, menores serão as chances de você se distrair. Deixe na sua mesa de estudos apenas o material necessário para estudar naquele período. Nada a mais e nada a menos.

Dica 3 – Defina metas diárias. Organize seus estudos em pequenas metas diárias e semanais. Somos movidos a estímulos. Quando nos desafiamos a algo, nosso cérebro vai trabalhar de forma a realizar o que foi anteriormente combinado em nossa mente. Sendo assim, uma boa dica para se estimular é definir metas a serem cumpridas a cada dia.

Por exemplo: todo domingo, você vai sentar e se planejar com relação à semana que entra e já definirá quais serão os objetivos a serem alcançados em cada dia da semana. Ou seja, quais matérias serão estudadas a cada dia, quantas questões você pretende resolver, em quanto tempo e por aí vai.

É importante ressaltar que essas metas devem ser possíveis, condizentes com a sua realidade. Você tem de contar com o tempo que tem disponível para estudar, há quanto tempo você já estuda, se é um estudo pré ou pós-edital, a complexidade das matérias. Se não for possível cumprir as metas, a frustração vem e as chances de procrastinar aumentam. Por isso, paute-se dentro do que for tangível para você.

Lembre-se que metas muito ousadas ou de longo prazo aumentam consideravelmente as suas chances de procrastinar, por isso, divida o estudo em etapas menores, de forma mais eficaz e “rápida”, e opte por se dar recompensas. Isso ajuda a se sentir mais motivado a continuar. Atenção: não se dê recompensas grandiosas demais, que vão lhe cobrar um longo tempo e que possam prejudicar seu cronograma;

Dica 4 – Recompense-se. Cumpriu a meta estipulada? Comemore! Vibre com suas pequenas conquistas diárias. Permita-se assistir a um episódio da série que você gosta, dar uma volta com seu filho na praça ou até mesmo dormir até mais tarde um pouco no outro dia.

Você sabe como se recompensar e isso deve fazer parte do processo, como forma de agradecimento a si mesmo pelos seus feitos, justamente para te motivar para a próxima meta. Quando seu cérebro entende que você foi capaz, ele se sente mais animado para conquistar a próxima. Lembre-se: você é seu maior incentivador!

Dica 5 – Tire um dia livre. Se o tempo até a sua prova permitir, tire um dia da sua semana para descansar e relaxar, mas faça do jeito certo. Nada de ultrapassar o combinado, se não o efeito será contrário. Em contrapartida, ao voltarmos do nosso dia de descanso, voltamos mais animados e descansados, com a mente mais fresca para os novos conteúdos que serão aprendidos ao longo da nova semana.

Nosso corpo não é uma máquina! Respeite-se. Dê-se um tempo!

Técnica do 3, 2, 1…já!

Esta regrinha pode até parecer boba, mas funciona! Ela é como um incentivo próprio, uma vontade sua para que uma atitude seja tomada. “Eu preciso fazer…agora!”

A partir do momento que você começar esta contagem regressiva no seu cérebro, você já vai preparar a sua mente e seu corpo para começar a estudar.

Entretanto, é importante que você prepare tudo para aplicar essa dica. Adiante o que precisa adiantar, sem procrastinar, e 3, 2, 1!

 


Quer ficar por dentro dos concursos públicos abertos e previstos pelo Brasil?
Clique nos links abaixo:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2022

Receba gratuitamente no seu celular as principais notícias do mundo dos concursos!
Clique no link abaixo e inscreva-se gratuitamente:

TELEGRAM

Avatar

Servidora do SES-DF e coach do Gran Cursos Online
0

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.