Coaching para Concursos

Como se preparar para concursos na área da saúde

Não trago fórmulas mágicas nem o método perfeito. Tentarei, de forma resumida, traçar alguns passos e mostrar alguns erros comuns, que os concursandos da área da saúde cometem ao entrar na jornada que leva ao cargo público.

Se você ler e perceber que tem dificuldade em traçar um planejamento, ou já percebeu que sozinho você tende a procrastinar, é um grande indício de que você precisa de ajuda. Mas, vamos por partes, ao final da leitura, faça uma reflexão.

Fazer um diagnóstico situacional é o primeiro passo  para o seu PLANEJAMENTO!

Comece respondendo aos seguintes questionamentos. É importante que você esteja concentrado e dedique, ao menos, 15 minutos do seu tempo. De preferência, escreva suas respostas. Vamos lá, seja sincero consigo!

  • “Onde” estou agora? (qual seu cenário atual)
  • Como está a sua vida? (financeira, emocional, conjugal, profissional)
  • Quais situações são facilitadoras?
  • Quais situações são “dificultadoras”?
  • Com quem você pode contar?
  • Qual o seu “grau” de vontade de mudar de vida? (pode mensurar em uma escala de 0-10).

Tendo as respostas, faça uma leitura do que escreveu. Respire, concentre-se e vamos ao segundo passo.

Definir METAS é o segundo passo  para o PLANEJAMENTO! Agora você vai escrever seus sonhos! Sim, isso mesmo: metas são sonhos com pernas. Deixe claro quais são seus desejos e que realizações você almeja. É imaginar o “cenário” futuro do filme da sua vida, sair de onde está e chegar onde se quer exige mudança, e eis um dos maiores desafios: mudar! Mas, vamos lá, escreva de forma clara e assertiva!

Onde você quer chegar? Determine as ações, os prazos e resultados. Pode usar uma planilha ou tabela! Fique atento às seguintes situações:

  • As metas devem ser “palpáveis” ou seja, governáveis − você será o principal executor das ações para alcançá-las;
  • Você deve ter certeza do que você realmente quer. Na dúvida, comece a avaliar a AJUDA de um profissional, e um coach é o profissional indicado;
  • Como manter o foco nos estudos em meio à crise?
  • Não ache que é só você que está passando por dificuldades – O BRASIL TODO ESTÁ;
  • Os concursos autorizados terão editais publicados;
  • Você só precisa de uma vaga;
  • Você consegue alcançar suas metas, mas dependerá diretamente do seu esforço.

Vamos ao terceiro passo.

Definir o plano de ação é o terceiro passo . Não há como chegar a um lugar sem agir. Toda ação terá como resultado uma etapa vencida, mas, colocar no papel e não operacionalizar ė adentrar em alto mar sem saber nadar. Para chegar onde quer, você precisa estar pronto para mudar um pouco sua rotina e sua vida: aprender a dialogar com os próximos, abdicar, ter resiliência e o mais importante: foco.

Então, mãos à obra: para cada meta, escreva quais ações você realizará, quais posturas mudar e como monitorar seu desempenho.

A próxima etapa é cíclica − deve acontecer em todas as fases do seu planejamento, e aqui chamarei de autoavaliação . Leia bem: não é punição nem tortura (rsrs). É olhar para si, sem fazer comparações com o mundo. É saber identificar onde se pode mudar e o que se deve manter.

A AUTOAVALIAÇÃO faz com que você analise as mudanças que aconteceram depois que você colocou em prática o seu plano de ação.

Lembre-se:

 Não há uma fórmula única e geral, mas sem dúvidas cada um tem a sua “fórmula específica” e, por esse motivo, muitos precisam de ajuda profissional.

 Chegou a hora de rever seu método? Muitas vezes, temos que mudar e começar tudo de novo… Não vale a pena insistir no que não está mostrando resultados.

 Verificando e corrigindo erros: admitir erros é inteligência, e mudar posturas é sabedoria!

Considere êxito se você já saiu daquele lugar de onde começou.

Pronto… Ufa! Eu não disse que seria fácil. Mas, para facilitar sua vida, elenquei os erros  mais comuns cometidos por aqueles que iniciam os estudos para concursos na área da saúde.

A parte boa é lembrar que errar é humano, e é com os erros que aprendemos. Só não podemos insistir no erro, concorda? Faça um checklist − pode usar o que fiz − e sinalize o que você costuma fazer.

Vamos lá:

  1. Estudar por materiais INADEQUADOS:

• Slides/aulas da graduação – OS CONTEÚDOS NÃO SÃO DIRECIONADOS PARA AS PROVAS;

• Livros desatualizados – O campo da saúde requer leitura atualizada, principalmente quando falamos em normas, leis, decretos e portarias;

• Professores e cursos que não possuem histórico na área de concursos e seleções; então ESTUDEM PELO GRAN CURSOS ONLINE;

• MATERIAIS DE QUALIDADE DUVIDOSA – Não compre gato por lebre! Às vezes o barato sai caro. Pesquise entre os candidatos aprovados, busque avaliações nas redes sociais − a internet tem muita coisa boa, só não vale ficar conectado e perder o foco;

• Estudar apenas com resumos feitos por outras pessoas. A essência do resumo é extrair as informações mais importantes, logo, se você o fizer, não esquecerá do tema;

• Desorganização e excesso de materiais: tudo em excesso sobra! Por isso, um bom curso ajuda muito, pois traz o que realmente é necessário.

  1. Iniciar os estudos apenas após a PUBLICAÇÃO do edital:

• Existem editais PARA CONCURSOS de anos anteriores – PARA QUE ESPERAR? Inicie com os temas que são recorrentes em provas.

• Estudar sem edital publicado traz a vantagem de fazer ajustes após a publicação do novo edital: você REVISA OU INICIA os estudos dos TEMAS QUE FORAM INCLUSOS NO NOVO EDITAL – SUA CHANCE DE SER APROVADO AUMENTA MUITO.

  1. Não estudar a parte de conhecimentos gerais:

• A parte de conhecimentos gerais é de suma importância, pois são temas que se distanciam daqueles específicos do seu núcleo de atuação;

• Devem-se iniciar os estudos POR ESSE ITEM. Desta forma, você fecha um ciclo de estudos e inicia a parte específica, UM POUCO MAIS PERTO DA PROVA, o que FACILITA a ativação da memória, pois sua área você sabe, pode não lembrar detalhes;

• Lembre-se: TODOS OS CANDIDATOS, em princípio, POSSUEM conhecimentos de sua área de atuação, LOGO É IMPORTANTE FECHAR A PROVA DOS TEMAS QUE A MAIORIA ACHA QUE NÃO TEM PESO ou que TODOS IRÃO ACERTAR/ERRAR.

  1. o resolver questões de provas anteriores

• Todo candidato a uma vaga deve ter como um dos métodos a resolução de questões anteriores;

• Crie seu banco de questões;

• Resolva várias vezes e esgote o assunto – quando uma dúvida surgir, você deve grifar e buscar o conteúdo.

  1. Ler os conteúdos superficialmente e de forma passiva

• Ler passivamente é um dos erros mais comuns. Não espere que todo o material “DEVA APENAS SER LIDO” – FAÇA SUA PARTE;

• Esquemas, lembretes, anotações ajudam na fixação e ativação da memória;

• Resumos, anotações e grifos ajudam na memorização e compreensão dos temas e são excelentes para revisões. Não deixe de fazer ou não perca tempo “enfeitando” demais − resumir é praticidade;

• CERTIFIQUE-SE DE QUE VOCÊ APRENDEU/RELEMBROU O QUE LEU.

  1. Falta de planejamento nos estudos

• Não ter um plano de estudos é seguir por um caminho sem luz… PLANEJAR É SINE QUA NON à aprovação!

• Se você possui dificuldade em planejar, procure ajuda de um profissional: coach – É UM BOM INVESTIMENTO e você deve ter uma relação de CONFIANÇA com o trabalho do profissional. Leia sobre o método Coaching e verá quantas pessoas passam a ter alta performance na vida, carreira e estudos;

Mas NÃO COMECE SEM O PLANEJAMENTO, pois causará angústia e sensação de IMPOTÊNCIA.

  1. Contar o número de vagas:

• Você precisa de QUANTAS VAGAS?

• CLARO QUE SÓ UMA! Não se torture pensando EM QUANTAS VAGAS SÃO OFERTADAS – ESTUDE E GARANTA A SUA!

  1. Buscar o histórico do concorrente:

• SIMPLES ASSIM: os outros são OS OUTROS!

• VOCÊ é VOCÊ! Em quem se deve confiar mais?

• Ao invés de gastar seu tempo e suas emoções com essa busca, ESTUDE, MUDE COMPORTAMENTO, FOQUE e PENSE POSITIVO!

  1. Achar culpados

• Muitas vezes, tenho “pena” (rsrs) dos maridos, filhos, pais e mães quando o estudante chega na fase de CULPA.

• Assuma onde está errando, analise seu processo de estudo, veja se escolheu o que você realmente deseja – mas a culpa, na maioria das vezes, não é dos outros!

• Converse, dialogue, explique seu momento e busque parceiros NESSA FASE. Tente caminhar de “mãos dadas” com a família, com os amigos, com o companheiro (a) … pois é sua história que está sendo construída!

• Nenhum CURSO, PROFESSOR OU COACH TE APROVARÁ SE VOCÊ NÃO FIZER SUA PARTE! Confiança é tudo, principalmente a CONFIANÇA EM SI!

  1. Galgar uma vaga por ser apenas uma oportunidade

• SE NÃO FOR O SEU DESEJO PESSOAL – NÃO FAÇA!

• Espere outro concurso, só não pare de estudar;

• LEMBRE-SE: “Mentir para si mesmo é sempre a pior mentira”!

Passaria horas escrevendo o que já vi nessa minha vida de professora de concursos, mas optei por mostrar os principais itens! Agora, um presentinho − dicas de como estudar em casa! Não há mistério, apenas disciplina.

COMO ESTUDAR EM CASA

 Estude sempre no mesmo lugar da casa − crie um cantinho dos estudos;

 O primeiro passo para estabelecer corretamente seu hábito de estudo em casa é ter um local fixo para estudar. Isso irá te ajudar a reforçar os estudos, pois, sempre que você chegar ao seu local escolhido, seu cérebro já estará preparado;

 Escolha um local ideal, faça desse lugar o seu santuário sagrado dos estudos. Esse deve ser um local só para estudar, portanto evite usá-lo para acessar internet e fazer outras coisas que não tenham a ver com os estudos. Usar esse local só para estudos ajudará a reforçar o hábito;

• Deixe sempre seus materiais de estudos organizados. A organização evita que você perca tempo procurando materiais ou mesmo organizando o local para estudar. Além disso, alivia sua mente do estresse de nunca saber onde as coisas estão;

 Tenha um local exclusivo para seus livros, suas canetas e seus cadernos. Ao terminar sua sessão de estudos, devolva tudo aos seus lugares. O mesmo vale para suas anotações: não jogue tudo de qualquer jeito, senão você nunca mais encontrará aquela nota importante;

 O hábito de organizar seus materiais irá fazer você acelerar seu aprendizado e também evitar a procrastinaçã

 Faça pausas para descansar. Hidratação (ingesta hídrica), alimentação saudável e atividade física são bons aliados.

 Existem dois problemas grandes ao estudar em casa, ou é o excesso de descanso ou a falta de descanso. Ambos são ruins, pois prejudicam seu aprendizado. É preciso que haja equilíbrio para você aprender com eficácia;

 Faça uma pausa de 10 minutos para cada 40 minutos. Eu sei que isso pode parecer ruim no começo, mas, se você desenvolver esse hábito, irá perceber mudanças no aprendizado;

 Evite acessar as redes sociais , ligar televisão, telefonar para alguém: a internet é uma poderosa distração e vai fazer você passar mais tempo em pausa do que o normal.

• Ao fazer as pausas entre os estudos, prefira caminhar um pouco − vá até sua varanda ou à frente de sua casa. Reflita um pouco sobre o que você estudou;

 Vá ao banheiro ou tome uma água: é muito importante estar bem hidratado para estudar com qualidade.

Lembre-se: o caminho para o sucesso não é uma linha reta: há curvas, ladeiras, desvios, pedras, pontes, sol, lua, chuva…mas, se você confiar em si e não desistir, saberá como dar cada passo.

 


Natale Souza – Enfermeira, graduada pela UEFS – Universidade Estadual de Feira de Santana – em 1999; pós-graduada em Saúde Coletiva pela UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz – em 2001, em Direito Sanitário pela FIOCRUZ em 2004; e mestre em Saúde Coletiva. Atualmente, é servidora pública da Prefeitura Municipal de Salvador e atua como Educadora/ Pesquisadora pela Fundação Osvaldo Cruz – FIOCRUZ – no Projeto Caminhos do Cuidado. Além disso, é docente em cursos de pós-graduação e preparatórios para concursos há 16 anos, ministrando as disciplinas: Legislação do SUS, Políticas de Saúde, Programas de Saúde Pública e específicas de Enfermagem.


Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!

Para o Topo