Concurso Sefaz PE: Órgão está com 492 cargos vagos! Saiba mais

Último concurso Sefaz PE foi realizado em 2014 e administração preferiu pela não prorrogação

A Secretaria do Estado da Fazenda de Pernambuco está sem um concurso válido há quase quatro anos (Concurso Sefaz PE). O governo do estado preferiu por não prorrogar a validade do último certame para Auditores Fiscais do Tesouro Estadual (AFTE), que nomeou 53 servidores. O edital previa a contratação de 25 profissionais de nível superior para o órgão.

A remuneração inicial, em 2014, foi de R$ 11.821,43, além de Gratificação por Resultados; Participação no ingresso de receita proveniente de multas relativas a impostos estaduais; Gratificação de Risco de Vida de 5% sobre o vencimento básico; e Gratificação de Operações Fiscais, que varia de 3% a 15% do vencimento base, a depender da região fiscal no qual o servidor irá desempenhar suas funções.

O professor Anderson Ferreira fará nesta quarta-feira (20/11) uma análise pré-edital do Concurso Sefaz PE. Clique aqui para se inscrever.

De acordo com a Lei Complementar 107/2008 de Pernambuco e suas alterações, que institui a Lei Orgânica da Administração Tributária do Estado, existem 1.361 cargos de Auditor Fiscal do Tesouro Estadual (AFTE), com um total de 492 cargos vagos.

Para animar os concurseiros que aguardam o certame, o Art. 11 §3º da mesma Lei Complementar, diz que para ser realizado um certame é necessário ter 10% de cargos vagos. Hoje esse número ultrapassa 30%.

Concurso Sefaz PE

Concurso Sefaz PE: Vacância

Sobre a carreira de Auditor do concurso Sefaz PE

Para ingressar na carreira de Auditor Fiscal do Tesouro Estadual (AFTE) é necessário possuir diploma de conclusão de curso de graduação de ensino superior em qualquer área.

O cargo de Auditor Fiscal do Tesouro Estadual possui as seguintes atribuições:

  • Coordenar e executar as atividades de fiscalização de mercadorias em trânsito;
  • Executar e lavrar os procedimentos necessários ao lançamento do crédito tributário, no âmbito da respectiva competência;
  • Executar as atividades de fiscalização de estabelecimentos enquadrados como microempresa e empresa de pequeno porte, nos termos da legislação pertinente;
  • Executar atividades de acompanhamento e de controle cadastral e demais obrigações tributárias dos contribuintes, independente do porte do estabelecimento;
  • Realizar levantamento de estoque de mercadorias e exame da documentação que as acoberte, inclusive apondo visto em talonários fiscais;
  • Examinar mercadorias em veículos que estejam estacionados em estabelecimentos de contribuinte;
  • Exercer atividades de administração e controle de equipamentos utilizados pelo contribuinte, bem como de documentação fiscal e de documentos de informações econômico-fiscais, inclusive procedendo à respectiva emissão ou visto, quando for o caso;
  • Controlar os débitos fiscais, procedendo à sua cobrança ou à suspensão da sua exigibilidade, quando for o caso;
  • Orientar o contribuinte quanto ao cumprimento das obrigações tributárias;
  • Exercer atividades de execução, controle, fiscalização e arrecadação relativas ao Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores – IPVA e Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação, de quaisquer bens ou direitos – ICD;
  • Orientar os órgãos e as entidades da Administração Pública Estadual quanto ao cumprimento da legislação financeira;
  • Executar atividades relacionadas à administração da Secretaria da Fazenda – SEFAZ, especialmente quanto à gestão de pessoas e à tecnologia da informação e da comunicação;
  • Executar projetos visando ao aperfeiçoamento da Administração Tributária; e
  • Executar outras atividades correlatas que forem determinadas pela autoridade fazendária competente, bem como atividades relacionadas à fiscalização de outros tributos que lhe sejam delegados pelo ente tributante.

Eles executam as atividades de:

  • Administração financeira dos recursos do Tesouro Estadual;
  • Elaboração e monitoramento da programação financeira dos recursos do Tesouro Estadual;
  • Registro e controle contábeis do Poder Executivo Estadual;
  • Registro e consolidação das gestões orçamentárias, financeira e patrimonial dos Poderes, do Ministério Público, do Tribunal de Contas do Estado, e demais órgãos autônomos;
  • Registro e controle da dívida pública, de convênios, de acordos e de outros instrumentos que possam vir a criar obrigações financeiras para o Estado; e
  • Elaboração do Balanço Geral do Estado, dos relatórios de gestão fiscal e demais demonstrativos exigidos pela legislação pertinente

Prova do último concurso Sefaz PE

Os candidatos precisaram realizar duas provas, cada uma composta por 80 questões de múltipla escolha e com 5 alternativa cada, divididas em diversas áreas de conhecimento. Para serem considerados habilitados, os candidatos precisaram obter, no mínimo, 50% do total de pontos em cada uma das provas P1 e P2, e total de 60% no geral das avaliações.

Concurso Sefaz PE

Concurso Sefaz PE

Quadro de provas

 

Resumo Concurso Sefaz PE:

Concurso Secretária do Estado da Fazenda de Pernambuco (Concurso Sefaz PE)
Banca organizadora a definir
Cargos a definir
Escolaridade Nível superior
Carreiras Fiscal
Lotação Pernambuco
Número de vagas a definir
Remuneração iniciais de até R$ 11.821,43
Situação PREVISTO
Link do edital Clique aqui e confira o edital

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN

Notícias Relacionadas

Thiago Alecrim
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online

Principais de Pernambuco

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Para o Topo