Cheguei Lá

Com planejamento e afinco, Marlon Bruno foi aprovado na PRF. Confira AQUI!

O aprovado em sexto lugar para o cargo de Policial Rodoviário Federal do estado do Amapá no último certame organizado pela PRF, Marlon Bruno, conta que a carreira pública sempre o instigou, seja pela admiração da atuação dos servidores no funcionamento da sociedade como um todo, como também pelas altas remunerações e estabilidade proporcionada serviço público. Com isso em mente, ele, após o término de seu ensino médio, se dedicou e foi aprovado em um processo seletivo para um cargo temporário no IBGE, cujo contrato vigorou por dois anos. Após essa experiência, voltou aos estudos e prestou o concurso da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Minas Gerais – AGEPEN-MG – em que foi aprovado para o cargo de Agente Penitenciário compondo a classe de 2014. Depois de dois anos exercendo sua função em presídios estaduais, o recém-aprovado retornou aos estudos para galgar uma vaga no IBGE, dessa vez, em regime estatutário disputando um cargo efetivo. Marlon conta que, nessa ocasião, não conseguiu obter a vaga mesmo ficando em as primeiras colocações, pois havia somente uma vaga para o cargo em que se candidatou. Então, após a reprovação no concurso do IBGE, ele relata que ajustou todo seu fluxo de estudos para a preparação para as carreiras policiais e viu no certame da PRF uma oportunidade única.

Ele também conta que, antes do edital, estudava as disciplinas com base na organização das matérias do edital anterior da corporação mesmo sabendo que, após a publicação do documento, teria que fazer alguns ajustes em sua rotina de estudos. Quando o edital foi publicado, sugiram novas disciplinas para serem estudadas, entretanto, o conteúdo da disciplina de Física havia sido consideravelmente reduzido no novo edital. Para Marlon, isso foi crucial visto que, segundo ele, sempre teve uma dificuldade muito grande para compreender a disciplina.

O aprovado conta também que conseguia conciliar os estudos com o seu trabalho no presídio de uma forma muito tranquila. Ele lembra que sua jornada de trabalho se dava em uma escala de 24/72 horas, ou seja, trabalhava-se em um dia e folgava-se três. Assim sendo, em seus dias de folga, ele sempre se dedicava integralmente aos estudos.

Marlon diz que os estudos do Código de Trânsito Brasileiro – CTB – provavelmente foram um divisor de águas em sua preparação. Como diz o aluno: “[…] com a disciplina de trânsito, eu criei uma tática que talvez tenha sido decisiva para a minha aprovação: estudar o CTB todos os dias em que me dedicasse aos estudos, porém, não estudá-lo a esmo, mas sim construir um resumo de seus núcleos e sub-tópicos mais importantes como, por exemplo, as normas de circulação e conduta, o sistema nacional de trânsito e os crimes de trânsito.”.

O Gran Cursos Online foi de extrema importância para o aprovado o auxiliando com materiais e aulões totalmente gratuitos. Como reforça o aluno: “Sempre acompanhei as transmissões e materiais do Gran Cursos Online. Nele, eu descobri o melhor professor de Direito Constitucional do Brasil, que, a meu ver, chama-se Aragonê Fernandes. No Gran Online, também conheci o melhor professor de Raciocínio Lógico-Matemático do país, o Josimar Padilha, que sempre está no encalço das questões mais “hardcore” do universo dos concursos, explicando a teoria e os atalhos através delas. Enfim, para esse concurso da PRF, eu acompanhei quase todas as transmissões ao vivo no YouTube e todas as revisões finais. Essa presença nos aulões e luaulas foi imprescindível para minha aprovação.”.

Marlon dá valiosas e detalhadas dicas para os que estão há muito tempo em sua preparação e também para os que estão iniciando sua caminhada rumo à aprovação: “O que eu posso dizer para quem ingressou no mundo dos concursos há pouco ou há muito tempo é que o caminho, apesar de árduo, é controlável e previsível. Primeiro, deve-se reunir as melhores práticas dos concurseiros profissionais, como ciclos, resumos com mapas mentais, pluralidade de fontes e questões comentadas. Depois, é preciso escolher certames com matérias congêneres e que, preferencialmente, tenham afinidade com sua própria capacidade intelectual (não opte pela área fiscal, por exemplo se, assim como eu, você não se der tão bem com os números). Por conseguinte, você deve garimpar a sua rotina a fim de descobrir de quantas horas de estudo você dispõe, encaixando no mínimo duas matérias por dia, de naturezas diferentes, em cada período de estudo. E, por último, é indispensável, a cada reprovação ou aprovação que não seja seu alvo final, aperfeiçoar o processo de aprendizagem, descobrindo quais são as matérias de menor fixação e maior taxa de erros, o que deve ser alterado na rotina, necessidade de mudar de material ou professor, necessidade de se contratar um coaching ou um atendimento personalizado e etc. A meu ver, o grande filé mignon da aprendizagem é a elaboração de resumos (feitos à mão, coloridos, com tabelas, mapas mentais e as devidas observações de “alerta!” para os assuntos que mais saltam aos olhos das bancas).”, destaca.

Apesar da aprovação na prova objetiva do certame, Marlon não se considera ainda parte da corporação e age com cautela no que diz respeito a sua efetivação no cargo: “Não fui nomeado ainda. Na verdade, a máxima é verdadeira: concurso policial só se comemora definitivamente depois da posse. São muitas fases e cada uma delas, à sua maneira, carrega consigo o monstro da possibilidade de reprovação.”, finaliza.

Ele ainda deixa uma mensagem de motivação para os alunos que, assim como ele, desejam ser aprovados:

“Não permita que as pessoas que te orbitam prejudiquem seu desempenho. Meça a temperatura da sua vontade e descubra se ela está compatível com os sacrifícios e “nãos” que você terá que usar pelo caminho. Eleja um guru, uma frase, um livro, um filme para manter você supermotivado durante todo o processo. O roteiro pode ser curto ou longo, a depender de muitas variáveis. Mas você deve procurar otimizar cada detalhe que influencie sua performance: material, quantidade de horas, suplementação cerebral sob orientação profissional, sono, gestão emocional para a prova, estratégias de resposta para cada banca etc. Concurso é ciência, isto é, se você respeitar todos os passos necessários para a obtenção de um resultado, você obterá esse resultado.”

 

WHATSAPP GCO: receba notícias de concursos no Whatsapp! Cadastre-se aqui!

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Para o Topo