Dicas sobre concordância no infinitivo

Olá! Tudo bem?

Meu nome é Yuri Moraes, sou servidor da Câmara dos Deputados e faço parte da equipe do GranXperts.

 

Neste artigo, eu trarei algumas dicas sobre concordância no infinitivo.

 

Sei que muitas são as dúvidas acerca da flexão do infinitivo.

E essas dúvidas não se dão à toa. As gramáticas burocratizam essa discussão, sem tratá-la com a devida objetividade.

 

Vou tentar, de uma forma direta, simplificar essa questão.

 

Vamos esquematizar o problema em questão em 4 grandes tópicos:

 

  • Tópico 1 – O sujeito de infinitivo está expresso, ou seja, explícito.

É o que ocorre nas seguintes frases:

 

  • Entreguei o texto para eles lerem durante a semana.
  • Entregaram o texto para nós lermos durante a semana.

 

Na primeira frase, foi empregado a forma “lerem”, para estabelecer a concordância com o sujeito explícito “eles”.

Já na segunda, a forma “lermos” está concordando com o sujeito explícito “nós”.

 

  • Tópico 2 – O sujeito de infinitivo está oculto. Quando o sujeito da oração de infinitivo está oculto, pode-se optar pela forma flexionada ou não flexionada do infinitivo.

Veja as seguintes frases:

 

  • Deixei os alunos conversar/conversarem enquanto eu preparava o quadro.
  • O professor proibiu os alunos de conversar/conversarem em aula.

 

Nessas frases, o sujeito da forma de infinitivo está oculto.

 

Observe: “Deixei os alunos” e “O professor proibiu os alunos”.

 

O termo “alunos” está expresso na primeira oração, mas oculto na segunda.

 

Para considerar, portanto, o sujeito expresso, ele precisa estar explícito na oração em que se encontra o infinitivo.

 

É o que ocorre nas frases do tópico 1. Assim, torna-se opcional o emprego da forma flexionada ou não flexionada.

 

Empregar a forma não flexionada – “conversar” – enfatiza a ação em si; empregar a forma flexionada – “conversarem” – destaca o agente da ação.

 

Fique atento! Caso o sujeito implícito seja um pronome oblíquo, DEVE-SE EMPREGAR A FORMA NÃO FLEXIONADA.

 

  • Tópico 3 – O infinitivo é complemento de substantivo ou adjetivo. Quando o verbo no infinitivo for complemento nominal de substantivo ou adjetivo, deve-se empregar a forma não flexionada. Observe as frases:

 

  • Temos muita vontade de aprender Português.
  • Nós seremos capazes de gabaritar Português.

 

  • Tópico 4 – Este é o tópico mais presente nas provas!

O infinitivo compõe uma locução verbal. Numa locução verbal, não se flexiona, de forma alguma, o verbo no infinitivo. Veja as frases:

 

  • Muitos alunos devem comparecer ao evento.
  • Vocês deverão se inscrever até amanhã.

 

As questões de reescrita costumam ser bem difíceis, distanciando o auxiliar do verbo principal. Ao fazer isso, jogam o infinitivo na forma flexionada sem percebermos o equívoco. Observe a seguinte frase:

 

  • Os alunos deverão, impreterivelmente até amanhã, devido à necessidade de reserva de assentos no auditório em que será realizado o grandioso evento, confirmarem sua inscrição.

 

Perceberam o erro?

 

Notem a presença do auxiliar “deverão” acompanhando o principal “confirmarem”.

Temos uma locução verbal!

Não podemos, portanto, flexionar o infinitivo.

Para tornar a construção correta, substitua “confirmarem” por “confirmar”.

 

Espero que você tenha gostado e que este artigo possa te ajudar nos estudos e na sua preparação.

Bons estudos e sucesso na sua trajetória!

Caso você esteja precisando de acompanhamento e orientação para os seus estudos, nossa equipe de coaches está à disposição para te ajudar na sua preparação por meio do Programa de Coaching do Gran Cursos Online – GranXperts.

 

 

Não conhece o Programa de Coaching do Gran Cursos Online? Clique aqui para obter maiores informações.

Um abraço!

Yuri Moraes

_________________________________________________________

 

Facebook: Prof. Yuri Moraes

Instagram: @profyurimoraes

Canal no YouTube: Prof. Yuri Moraes

_________________________________________________________

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo