Concurso TRT 24 (MS): Saiu o edital para nível médio e superior!

Avatar


5 de Dezembro de 2016 5 min. de leitura

Concurso TRT 24

Concurso TRT 24 (MS) publica edital para carreiras de  níveis médio e superior! Até R$ 14 mil

O Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região (Concurso TRT 24), que abrange o estado de Mato Grosso do Sul, divulgou no Diário Oficial da União desta segunda-feira (5/12) o edital TRT MS para carreiras de nível médio e superior.

O concurso TRT24 é para 1 vaga imediata, além da formação de cadastro de reserva (CR) nas funções de técnico e analista judiciário, devendo o mesmo ser utilizado durante todo o prazo de validade, de dois anos, podendo dobrar. Veja, abaixo, a tradição de nomeação do concurso TRT MS e não se intimide com o CR.

Acesse, abaixo, o edital completo do concurso TRT 24! Provas só em março do ano que vem!

Inscrição concurso TRT 24

A banca organizadora do concurso TRT 24 é a Fundação Carlos Chagas (FCC), que recebe inscrições entre às 10h00min do dia 8 de dezembro de 2016 às 14h00min do dia 26 de dezembro de 2016, com taxa de R$ 100 (analista) ou R$ 80 (técnico). Será permitida ao candidato a realização de mais de uma inscrição no concurso público para cargos e turnos distintos.

É obrigatório o pagamento da importância referente à inscrição, exclusivamente no Banco do Brasil, impreterivelmente, até o dia 26 de dezembro de 2016.

Você pode ver abaixo as especialidades requeridas pelo edital, para concluir se deve ou não participar do certame.

Especialidades do edital TRT 24 MS

edital TRT 24 oferece chances para as carreiras de técnico judiciário – área administrativa, que exige apenas nível médio, analista judiciário – área administrativa, para graduados em qualquer área, além de oportunidades para graduados em direito na função de analista – área judiciária e analista – oficial de justiça avaliador federal.

Quem possui nível médio/técnico em enfermagem ou informática poderá concorrer a esses postos. Oportunidades também para a função de técnico – segurança e transporte, que requer nível médio e CNH, no mínimo, categoria D ou E.

Há ainda oferta nas especialidades de nível superior em:

  1. Contabilidade;
  2. Biblioteconomia;
  3. Engenharia; 
  4. Medicina; e
  5. Tecnologia da Informação.

Todas os cargos oferecem remuneração acima da média nacional no setor privado, veja abaixo.

Remunerações do edital TRT 24 MS

É uma excelente oportunidade para candidatos com nível médio completo, nível superior em qualquer áreas e áreas especializadas que desejam seguir carreira em um tribunal de grande destaque no cenário nacional, pois os inicias são de R$ 7, R$ 12 ou R$ 14 mil em início de carreira, valores atualizados e que valerão a partir do segundo semestre do ano que vem, quando está previsto o ingresso dos novos servidores.

A remuneração proposta pelo edital TRT 24 ao cargo de Analista Área Judiciária, Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal, por exemplo, é composta por R$ 11.007, somada a gratificação de atividade, no valor de R$ 1.670,43, mais R$ 884 de auxílio-alimentação e R$ 300 de auxílio saúde pode chegar a R$ 13.861, podendo ainda ser acrescida de auxílio-natalidade de R$ 700, para candidatos que tenha filho.

Agora o valor de uma Analista Judiciário, Áreas Judiciária, Administrativa e demais especialidades passam a ser de R$ 11.007, somado aos auxílios-alimentação e saúde, chegam a R$ 11.921, podendo ainda ser acrescida de auxílio-natalidade de R$ 700, para candidatos que tenha filho. O valor de um Técnico Judiciário é de R$ 6.709, somados aos mesmos benefícios básicos, é de R$ 7.893, podendo ainda ser acrescida de auxílio-natalidade de R$ 700, para candidatos que tenha filho.

Todos os valores mencionados acima para o concurso TRT 24 estão de acordo com a Lei 13.317, sancionada em junho deste ano pelo governo, onde são reajustados tanto o salário-base quanto a gratificação de atividade judiciária (GAJ). No topo das carreiras chegará, em 2019, a R$ 11.398 e R$ 18.701. 

Mas para conseguir tais rendimentos, é necessário passar por todas as etapas do concurso e ser aprovado. Entenda cada etapa abaixo.

Etapas concurso TRT 24

Para os que optarem pelo cargo de analista, haverá uma prova objetiva com 60 questões, versando sobra conhecimentos gerais e específicos. Os candidatos passarão ainda por prova de redação ou estudo de caso, esse último sendo apenas para cargos com especialidades.

Aqueles que optarem pela função de técnico serão avaliados apenas por meio de provas objetivas, que terão 20 questões de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos. Haverá ainda prova de capacidade física para área de segurança.

No concurso TRT 24, a prova de conhecimentos gerais para função de técnico, na área administrativa, é composto por questões de português, raciocínio lógico-matemático, noções de direito dos PNE e informática. Já a parte específica tem noções de direito administrativo, constitucional, direito trabalho, direito processual do trabalho.

O posto de técnico, na especialidade de segurança, terá a objetiva composta por questões de português, raciocínio lógico-matemático, noções de direito dos PNE e informática. A específica conterá noções de direito administrativo, constitucional, segurança de dignatários, planejamento e segurança, segurança da informação, serviço de inteligência, gestão de conflitos e legislação.

Para a prova de capacidade física para o cargo de Técnico Judiciário/Segurança e Transporte, é recomendado que se inicie a preparação física desde já.

Local e data da prova do concurso TRT 24

A aplicação das Provas Objetivas e Discursivas, para todos os Cargos/Áreas/Especialidades, está prevista para o dia 26 de março de 2017, na cidade de Campo Grande/MS. Pela manhã, será a vez dos dos futuros Técnicos Judiciários, todas as áreas e especialidades. Já à tarde,  todos os cargos de Analista Judiciário, todas as áreas e especialidades.

A aplicação do TAF, para o cargo de Técnico – Segurança está prevista para 30 julho 2017.

Cerca de 1.600 serão classificados no concurso TRT 24 MS 2016/2017

O concurso terá apenas 1 vaga imediata, porém formará cadastro de reserva e nada menos que 1.620 candidatos aprovados serão classificados e permanecerão à disposição do órgão, podendo ser contratados durante a validade do concurso. No caso do Analista Judiciário – Areá Judiciária, 360 candidatos terão seus exames avaliados pela comissão do certame. Já na área administrativa, 60, e de oficial de justiça avaliador federal, mais 240. As demais funções especializadas de analista terão os 60 melhores classificados na objetiva para correção do estudo de caso, exceto TI, que contará com 120. 

Agora o grande destaque fica por conta da função de Técnico Judiciário – Área Administrativa, em que 360 candidatos estarão classificados na seleção. A função de Técnico – Especialidade de Segurança contará com 60 classificados nas provas objetivas. Por fim, até 120 técnicos em TI, 60 técnicos de enfermagem poderão ser contratados ao longo da validade do certame.tabela-trt-24

Tradição de nomeação do concurso TRT 24

O último concurso TRT MS aconteceu em 2010 e expirou em 17 de junho de 2015. Foram oferecidas 31 vagas mais formação de cadastro de reserva no cargo de Analista Judiciário (áreas Administrativa, Apoio Especializado e Área Judiciária) e 16 vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva no cargo de Técnico Judiciário (áreas Administrativa e Apoio Especializado). O número de servidores convocados para tomar posse foi MUITO maior, como pode ser visto a seguir:

  • Analista Judiciário – Área Judiciária – 87 convocados
  • Analista Judiciário – Área Administrativa – 5 convocados
  • Analista Judiciário – Execução de Mandados – 36 convocados
  • Analista Judiciário – Tecnologia da Informação – 11 convocados
  • Técnico Judiciário – Área Administrativa – 123 convocados
  • Técnico Judiciário – Tecnologia da Informação – 3 convocados

Histórico do concurso TRT 24

O trajeto inicial para o concurso TRT 24 tomou forma com a comissão responsável pelo processo de elaboração e acompanhamento do concurso instituída ainda em setembro deste ano. A portaria interna foi assinada por Nery Sá e Silva de Azambuja.

O Tribunal Pleno se reuniu no dia 2 de dezembro para aprovar os termos do edital e definir sua largada. Este Tribunal é composto por todos os integrantes de segunda instância do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região e é responsável pela criação e extinção de cargos dentro do TRT MS, assim como, pela deliberação sobre a realização de concursos para juízes substitutos, para o quadro de pessoal e, finalmente, é o órgão responsável pela aprovação final dos concursados.

Concurso TRT 24 e a oportunidade de mudança de vida

Em março, foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), um levantamento sobre o rendimento médio do brasileiro que indicava queda de 7,5% em um ano e salário médio de 2.227,50. O destaque foi a queda acentuada em Salvador, de 12,5%.

Em contrapartida, a faixa salarial dos cargos disponíveis no concurso TRT 24 é de R$6.167,99 à R$11.822,80, mais que o quadruplo médio nacional.

A vantagem de estar empregado em um cargo público como o oferecido pelo edital TRT 24 é confirmada pelos dados apresentados pelo IBGE: além da estabilidade profissional e bonificações que o serviço público garante para seus empregados, a remuneração acima da média para jornadas de 40 horas semanais é um atrativo importante.

Os cargos oferecidos pelo concurso TRT 24 ficam ainda melhores quando a comparação de salários é detalhada: através da pesquisa oferecida pela Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2014, quase metade dos trabalhadores com ensino superior ganham menos da metade de quatro salários mínimos – mesmo assim, o salário de graduados no ensino superior é em média 220% maior que os rendimentos para profissionais de nível médio e fundamental, ainda segundo o IBGE.

Atualizando a pesquisa para o salário mínimo atual, grande parte dos trabalhadores com ensino superior ganha em média menos de R$3520,00 – número muito inferior ao salário de R$10.119,93 oferecido para o cargo de analista no edital TRT 24.

Em relação à segurança do emprego já dita acima, é notório o Artigo 41 da Constituição Federal, que garante estabilidade aos servidores públicos concursados após três anos de exercício de sua função (o chamado estágio probatório). Após este período, somente com falhas graves o servidor poderá ser exonerado.

A mistura de segurança e remuneração faz do concurso TRT 24 uma oportunidade única de crescimento profissional e melhoria de qualidade de vida.

Depoimentos relacionados

Qual é o seu grande objetivo de vida? Para Raul Marcelo da Silva o foco estava em ingressar na carreira…

Natural da cidade de Poço Verde/ SE, Aialla Suelem Andrade de Souza escolheu a carreira pública não só pela estabilidade…

Dedicando-se ao estudos por cerca de 3 anos, José Roberto Ferreira conquistou não apenas a aprovação no Concurso BRB para…

Ygor Bruno Silva é de Caruaru, cidade localizada no estado de Pernambuco, e foi aprovado, em 2º lugar, na Residência…

A estabilidade que a carreira pública proporciona foi o grande atrativo que Weberti Silva teve para começar a estudar para…

A estabilidade profissional e financeira foi o que levou Pedro J. a buscar com tanto afinco a carreira pública e…

O sonho de ser policial desde criança, fez com que Maria C. firmasse um compromisso de estudos diariamente desde 2018…

Em busca de estabilidade e para dar um futuro melhor para esposa e filha, Regis B. estudou bastante para ser…

Comentários (7)

Avatar LAURINEI silva 5 de Dezembro de 2016

Bom dia gostaria de ter mais informações

 Responder

Avatar Rosangela 6 de Dezembro de 2016

Para participar do concurso do inss e preciso ter terminado o ensino medio

 Responder

Avatar Geisy Nascimento 9 de Dezembro de 2016

Você precisa ter o Certificado de Conclusão até a data da nomeação (caso seja aprovada).

 Responder

Avatar Luiz 1 de Fevereiro de 2017

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *