Eduardo Cambuy

A jornada do concursando – Parte 2

Acesse a parte 1 aqui!

Olá, concursando! Pronto para continuar nossa jornada? Até aqui, nosso herói passou por suas primeiras 7 fases (vida normal, o chamado, a ajuda, a partida, os testes, a abordagem e a crise), conforme publicado por Joseph Campbell em “O Herói de Mil Faces”.

Neste momento, nosso herói acaba de superar seu momento de crise, como você, concursando, que passa por épocas de desesperança e desânimo durante a jornada da aprovação. A partir de agora, veremos a ascensão, ressurgimento ou renascimento do herói.

Fase “7” – A recompensa. Após a reflexão obtida na fase da crise, o herói pode se reconstruir e superar seus obstáculos, com autoconhecimento e empoderamento motivacional, conquistando sua recompensa, simbolizada por um anel, troféu, terra, bens ou poderes. De igual forma, com a superação de dificuldades e barreiras que surgem durante nossa preparação, crescemos e aprimoramos nossas habilidades de lidar com elas. A cada superação, motivamo-nos e nos conhecemos ainda melhor, descobrimos pontos fracos para trabalhá-los e identificamos fortalezas muitas vezes desconhecidas. Consequentemente, as recompensas aparecem, seja um ponto da matéria bem entendido, seja uma meta de estudo atingida, seja uma aprovação. Sempre há recompensa àqueles que a buscam.

Fase “8” – Retorno. Movimento de ressignificação e reflexão para o herói. Após sua jornada, caminha de volta às suas origens, pensa em tudo por que passou para chegar até ali, reconhece-se nas pequenas coisas vistas no caminho de volta: uma casa, uma pessoa, seu mestre, tudo parece agradecê-lo por seu esforço. Na vida do concursando, passamos por vários momentos de retorno. A cada conquista, voltamo-nos para pessoas que amamos, lugares que nos reportam a coisas boas e significativas, retornamos às pessoas que sempre nos apoiaram e nos ensinaram e, agora, sentem orgulho em nos ver prosperar, como se nossa conquista também delas fosse.

Fase “9” – Nova vida. Tudo passou, mas está diferente. O herói retoma sua vida normal, mas percebe seu amadurecimento. Não vê as situações do cotidiano com os mesmos olhos, as dificuldades não são, assim, tão difíceis, em razão do seu novo parâmetro. Ao final da jornada do concursando, após a obtenção da esperada aprovação, após momentos iniciais de euforia e ansiedade, é comum voltarmos a ter hábitos parecidos, rotinas antigas, e começarmos a valorizar coisas diferentes que agora fazem parte do nosso dia a dia, como brincar com seu filho no parquinho, viajar com os amigos, bater um papo no bar com colegas de trabalho, comer uma boa comida acompanhado de sua bebida preferida, ver um bom filme, ajudar pessoas, contribuir com o crescimento de outros, fazer a diferença. Tudo isso só é possível porque agora você desenvolveu um sentimento de autorrealização, conquista e altruísmo. Sua jornada o fez amadurecer!

Fase “’10” – Resolução. Após tudo já realizado, nosso herói define novos objetivos, novas metas e começa sua nova trajetória, que não necessariamente será com todas as fases que vimos, mas que proporcionará seu final feliz. O agora concursado, após sua conquista, também definirá novas metas, novos objetivos. Talvez agora direcionados ao lazer e ao relaxamento tão merecidos. Contudo, superado esse momento, é hora de finalizar sua trajetória, retribuindo tudo que recebeu durante ela, usufruindo do seu conhecimento adquirido para ajudar outros, para melhorar sua vida, do vizinho, do colega de trabalho, enfim, o mundo à sua volta.

Fase “11” – Situação normal. Terminamos nossa jornada. Aqui o herói segue sua vida com a sensação de que tudo por que passou pareceu um sonho, algo distante ou uma ficção. É incrível como isso se reflete na fase final do concursado. A vida vai passando, o tempo não para jamais. As tarefas do dia consomem seus pensamentos, as suas decisões posteriores começam a ter consequências, como família, novas obrigações, novos grupos de sociais etc. Quando para ‘pra’ ver, já se passaram anos da sua 1ª aprovação. Gerações vieram e foram. O concurso já não está no seu cotidiano, foi trocado por questões do trabalho, crianças, saúde, lazer, diversão. E segue a vida!

Chegamos ao final da nossa trajetória, e com ela podemos destacar as 10 principais dicas (ou características) para você ter ou desenvolver nessa jornada:

  1. Autoconhecimento: saiba aquilo que faz você feliz, o que traz motivação;
  2. Objetivo: saiba o que quer, por que quer e quando quer;
  3. Ajuda: entenda que precisamos de ajuda, orientação, boas referências de cursos, professores, livros e preparatórios;
  4. : tente visualizar o que não vê. Materialize seus desejos e transforme sua vontade em realidade;
  5. Coragem: o caminho não é fácil, haverá momentos de solidão e cansaço, mas permaneça firme no propósito;
  6. Resiliência: essa é a capacidade de resistir, adaptar-se a problemas, perseverar nos momentos de testes e obstáculos;  
  7. Visão: mire na meta. Visualize as consequências do seu sucesso e tudo que poderá obter e conquistar após atingi-lo;
  8. Humildade: nunca perca de vista suas origens, suas raízes. Ter a consciência de onde tudo começou nos faz valorizar melhor tudo que conquistamos;
  9. Altruísmo: não há nada que substitua ajudar pessoas, seja ensinando uma parte da matéria que já tenha domínio, seja encorajando outros a conseguirem sucesso. Não se preocupe, o que é seu, é seu;
  10. Consciência: isso mesmo, consciência de que a aprovação é só o início de toda sua vida funcional, consciência de que isso não pode ser a única coisa que faz você se motivar, consciência de que a frustração é parte do processo, consciência de que é só uma forma de trabalho e renda, consciência de que cada um tem um objetivo de cargo e remuneração, que não precisa ser o seu.

Tenha uma boa jornada e até a próxima!

Eduardo Cambuy

Servidor do Superior Tribunal de Justiça (STJ), aprovado em diversos concursos, entre eles Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Tribunal Superior do Trabalho (TST), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), Empresa de Processamento de Dados da Previdência Social (Dataprev), Secretaria de Planejamento e Orçamento (Seplag-DF), Professor-Substituto de Língua Portuguesa da Secretaria de Educação (SEE-DF), Banco de Brasília (BRB), Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) e Hospital das Forças Armadas (HFA/Ministério da Defesa). Certificação Internacional Professsional Coaching. Analista Comportamental DISC. Professor de Língua Portuguesa e Redação Oficial.

 

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para o próximo ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 800.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Para o Topo