Coaching para Concursos

Sobre motivação…

Tempos atrás, estava chegando à Câmara dos Deputados, um pouco depois das 7 horas. Enquanto contava meus passos até minha sala, ouvi alguém cantando. Um hino de alguma igreja talvez, não sei ao certo. A empolgação da pessoa era contagiante.

Fui me aproximando e aquela música cada vez mais presente. Notei que as pessoas paravam e olhavam para um funcionário da limpeza. Com pano na mão tinha enorme trabalho para embelezar uma parede gigantesca, deixando-a livre de toda sujeira. E ele cantava… E cantava alto…

Segui meu caminho. Refleti por vários dias sobre aquela situação. Pensei em Martin Luther King dizendo: “Se alguém varre as ruas para viver, deve varrê-las como Michelangelo pintava, como Beethoven compunha, como Shakespeare escrevia”.

Aquele nobre trabalhador me fez perceber o quanto é importante estarmos motivados. Mais ainda, como o mundo à nossa volta se modifica com nosso estado de espírito. E como é bom acordar todos os dias e agradecer pela chance de mais uma vez escrevermos nosso futuro.

Professor! O que isso tem a ver com o meu concurso? Estou perdendo tempo lendo isso aí…

Calma, deixe-me terminar…

Esse caminho a que nos dispomos percorrer na grande montanha chamada “concurso público” apresenta tantos obstáculos que, por vezes, pensamos em abandoná-lo. Bate aquele cansaço imenso, misturado com descrença, e desistir passa a ser uma oferta tentadora…

Todos, invariavelmente, vivenciam momentos de angústia, ansiedade e incerteza quando estão estudando. Por isso é importante manter-se sempre motivado.

Tudo bem! Tudo Legal! Mas como eu me motivo?

Podemos nos motivar das mais diversas formas:

– O cargo público vai me dar estabilidade;

– É meu sonho de infância;

– Já estou cansado da iniciativa privada;

– Poderei planejar melhor meu futuro;

– A crise na economia vai me fazer perder o emprego;

– Quero mudar de cidade;

– Terei mais status se seguir determinada carreira pública;

– É o sonho dos meus pais… Etc.

O fato é que motivação tem natureza muito pessoal e é difícil definir uma fórmula capaz de identificar o que faz cada um seguir em frente. Como proceder então? Quero te convidar a uma pequena reflexão.

Imagine que está começando os estudos e separou os materiais, olha aquilo tudo e percebe o quanto de trabalho há pela frente. Ao pensar nos meses que passará debruçado sobre livros, apostilas e vídeos já sente o peso da caminhada…

Complicado o comprometimento com a trilha que se apresenta…

Por outro lado, em vez de pensar no todo, que tal usar a velha técnica do “um dia de cada vez”?

Se defino metas diárias, percebo que são tangíveis. Mais ainda, ao fim do dia, avalio minha conquista e me preparo, com o espírito renovado, para a etapa seguinte. E assim, dia após dia, vou me aproximando do meu objetivo.

Fazer um planejamento semanal, cumpri-lo diariamente, avaliar os passos dados e reportar resultados são os fatores motivacionais que te manterão focado no objetivo.

Ah! Professor! Mas é tanta distração que aparece…

Quando a caminhada é longa, a principal dificuldade que sentimos é manter firme a marcha. E quantas coisas aparecem para tirar nossa atenção, não é mesmo? São os amigos chamando para sair, crianças querendo brincar, o filme que vai passar logo mais… Enfim…

Por isso é importante perseverar. Significa não desistir com facilidade, ter uma constância na atividade que nos dispomos a cumprir. Quando analisamos grandes vencedores, nas mais diversas áreas, percebemos o quanto eles persistem em seus objetivos, ainda que falhem pela trilha.

Thomas Alva Edison, por exemplo, inventou a lâmpada após 2.000 fracassos e, quando perguntavam a ele sobre o fracasso, respondia que não falhou duas mil vezes, apenas descobriu duas mil maneiras de não fazer a lâmpada.

“Muitas das falhas da vida acontecem quando as pessoas não percebem o quão perto estão quando desistem.”

Thomas Edison

Já pensou em fazer coaching?

Vamos que vamos!!!

Um abraço.


Rodrigo Silva

Analista Legislativo da Câmara dos Deputados. Aprovado diversos concursos públicos, destacando-se o primeiro lugar na Polícia Rodoviária Federal, Banco do Brasil e Técnico de Controle Interno na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.


Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!

Cheguei Lá

1 comentário

1 Comentário

  1. Marcos Henrique

    13/09/2018 20:03 em 20:03

    Excelente matéria, só quem é concurseiro sabe o quanto é difícil manter o foco, seguir o cronograma de estudos. A motivação é 40% da aprovação.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo