VENCENDO AS INCERTEZAS EM TEMPOS DE CONCURSOS PÚBLICOS

Marcelo Macintyre


31/03/2021 | 15:01 Atualizado há 202 dias

A incerteza, que é uma situação em que não se pode prever exatamente o resultado de uma ação ou o efeito de uma condição, se tornou uma constante em diversos campos de nossas vidas. Ter aulas presenciais em cursos e em faculdades, torcer nos estádios para seu clube do coração, dar um abraço apertado nos pais e avós, tudo isso ficou um pouco distante diante da realidade nossa de cada dia.

A verdade é que a incerteza é um dos maiores desafios para todos nós, pois o ser humano, em grande parte, é incapaz de lidar com o imprevisível. Com ela, não conseguimos ter uma visão de futuro para podermos traçar planejamentos sólidos e estratégias corretas. Porém as incertezas sempre fizeram parte de nossas vidas. E sempre farão. Nosso maior desafio é saber como lidar com esses momentos.

O filósofo Edgar Morim afirmou em uma entrevista concedida ao jornal francês CNRS que “Tentamos nos cercar com o máximo de certezas, mas viver é navegar em um mar de incertezas, através de ilhotas e arquipélagos de certezas nos quais nos reabastecemos”. Quanto ao confinamento pelo qual estamos passando, ele afirma: “É também uma oportunidade de nos tornarmos permanentemente conscientes dessas verdades humanas que todos conhecemos, mas que são reprimidas em nosso subconsciente: que amor, amizade, comunhão, solidariedade são o que fazem a qualidade de vida”.

Trazendo essa reflexão para a realidade do mundo dos concursos, nunca houve tantos concursos sendo suspensos e datas alteradas. É claro que isso atrapalha o cronograma de estudos de qualquer pessoa, porém a forma como o estudante enfrentará essa turbulência é que será a grande diferença entre a aprovação ou o naufrágio no meio do caminho.

Sempre costumo dizer que não há planejamento que não saia ao menos um pouco do previsto, ou rotina na qual não surja alguma novidade. Todos os aprovados que conheço não seguiram estritamente aquilo que imaginavam. Isso se chama saber lidar com o imponderável.

Acredito que temos de tirar o máximo de proveito em qualquer tipo de situação pela qual passamos. A suspensão de alguns certames, por exemplo, servirá para que a sua preparação se torne vigorosa, você vai adquirir mais quilômetros de exercícios e terá muito mais volume de teoria guardado no campo da memória.

O concurseiro deve aproveitar esse momento e reforçar as matérias nas quais sente maior dificuldade, deve se aprofundar nas atividades propostas e olhar a vida sob a ótica de estar frente a uma boa oportunidade. Talvez até mesmo seja a hora de estudar todo o conteúdo como se estivesse recomeçando do zero. O tempo é nosso amigo. Use-o a seu favor.

“Se a incerteza é inaceitável para você, ela irá se transformar em medo. Por outro lado, se aprender a aceitá-la, conseguirá transformá-la em vitalidade, atenção e criatividade” (Eckhart Tolle).

Marcelo Macintyre

Agente de Polícia da PCDF, pós-graduado em Investigação Policial e GranXpert
0

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *