8 dicas de como planejar os estudos na reta final para a prova

Começo este artigo com uma simples ideia: o estudo para concursos tem como ponto decisivo a produção do seu próprio material (resumos, fichas, tabelas, mapas etc.) para a rápida retomada do conteúdo, principalmente na reta final. Então perceba que são dois grandes momentos: produção/lapidação do seu material de revisão e as semanas que antecedem a data do exame.

É claro que, quando se olha mais de perto, há diversas particularidades no caminho que variam de pessoa para pessoa, mas, no plano geral, você precisa visualizar a importância desses dois grandes marcos para não subestimar nenhum deles.

Neste texto comentarei brevemente contigo sobre os últimos dias para a prova, trazendo algumas dicas e orientações sobre como proceder. Mas antes tenho uma advertência: os passos que eu vou comentar não necessariamente precisam estar todos presentes em todas as aprovações. Eles representam uma direção para que você, caso consiga implementá-los, possa caminhar mais facilmente. Desse modo, não se desespere se achar impossível aplicar uma ou outra recomendação. Leia até o final!

Primeira dica: elabore seu cronograma!

É importante que se faça, sobretudo no último mês, um cronograma detalhado para os seus estudos. Contabilize e coloque no papel quantas horas disponíveis há até a data e hora da prova. É a partir disso que você vai distribuir seu tempo restante entre as disciplinas.

Partindo da ideia de que você seguiu nossas orientações e já viu aquelas de maior peso (maior quantidade de pontos distribuídos no edital) e aquelas que, em igualdade de pontuação distribuída, possuem um conteúdo menor para estudar, dê preferência (nas primeiras semanas dessa reta final) para as matérias as quais apresentam mais dificuldade e para as quais falta mais conteúdo novo a ser visto. Quanto mais próximo da prova, mais a prioridade muda para as disciplinas com maior peso, mesmo que já vistas.

Aqui eu abro parênteses. É muito comum a gente ouvir que o último mês deve ser dedicado apenas à revisão do conteúdo e à resolução de exercícios, porém eu sei que essa não é a realidade da maioria e nem foi a minha. Sugiro, claro, que você siga essa ideia de passar o quanto antes pelos tópicos do edital, deixando a reta final sem matéria nova para estudar. Mas, se você não conseguir fazer isso, saiba que vários fatores podem influenciar nessa questão (há concursos em que ninguém conseguirá encerrar o edital com um mês de antecedência, por exemplo). No entanto, recomendo que você não veja conteúdo novo pelo menos nos dois dias anteriores à prova.

Segunda dica: evite conteúdo novo às vésperas do concurso!

A gente tem a tendência de valorizar mais o lado negativo do que o positivo das situações. Então, mesmo que você tenha visto 90% do edital, caso pegue um conteúdo novo para ver e perceba que não conseguirá aprendê-lo em pouco tempo, é provável que sua mente se foque nisso e esqueça o quanto você já caminhou. Isso é um baita gatilho para sua ansiedade. Desse modo, é melhor deixar ao menos os dois dias que antecedem o exame unicamente para fazer revisões.

Faça, portanto, o seu cronograma já prevendo esses dias sem conteúdo novo.

Terceira dica: estudo reverso.

Feita a sua agenda, você percebeu que há conteúdos que não conseguirá ver. E agora? Busque questões da banca relativas àqueles assuntos. A partir dessa resolução de exercícios, você terá uma ideia melhor do que costuma ser cobrado. Assim, perceba os padrões e monte um pequeno material com tópicos sintetizando o conteúdo das questões que se repetem. Caso tenha alguma dúvida pontual, vá ao material de base (PDF, livro etc.) apenas para sanar esse ponto e prossiga.

Quarta dica: leitura da lei seca.

Grande parte das questões continua cobrando a simples letra da lei. Assim, nas últimas semanas, é importante você dedicar tempo no seu cronograma para a leitura dos normativos. Ter frescos na memória a linguagem e os termos utilizados pelo legislador pode ser decisivo na sua busca pela resposta correta.

Quinta dica: aproveite ao máximo esse período para fazer revisões e exercícios.

Como comentamos no início, o ideal seria que as últimas semanas fossem todas dedicadas a revisões e resolução de questões, mas, caso isso não seja possível, entregue-se o máximo que conseguir para poder se dedicar o quanto antes a apenas essas tarefas.

Entenda o seguinte: embora as suas chances de passar dentro das vagas sejam menores caso você ainda tenha matéria nova para ver na reta final, a possibilidade existe e varia de concurso para concurso. Desse modo, aproveite todo tempo disponível e tente!

Sexta dica: decoreba.

Eu sei tudo que dizem sobre decorar não é aprender, mas sejamos sinceros: quem você conhece que foi aprovado em concurso sem meramente decorar algumas coisas como prazos, quóruns, etc.?

Em regra, há muita coisa para ver e pouco tempo para isso. Se você tem a disponibilidade para criar conexões e gerar significado em tudo que vê, sem necessitar recorrer à velha decoreba, ótimo! Você está à frente da maioria e tem um grande diferencial. Mas, se você é como a maior parte dos aprovados, a reta final é o momento para decorar alguns detalhes das leis e das fichas, tabelas, mapas que você elaborou.

Sétima dica: aproveite a empolgação.

A proximidade da possível oportunidade da sua vida é um grande combustível para o seu aprendizado. Quando estamos empolgados, o interesse aumenta e é provável que você consiga dedicar mais tempo aos estudos, sobretudo porque você já consegue visualizar a linha de chegada com a promessa do seu merecido descanso. Aproveite! Veja o máximo de conteúdo que conseguir.

Mas claro, não sacrifique noites de sono. Isso é um tiro no pé!

Oitava dica: acredite na sua evolução.

Você não tem ideia do quanto pode evoluir em algumas semanas caso você entregue tudo nessa reta final. Muita gente se vê longe da aprovação a 30 dias da prova e desiste. Caso você já venha estudando há algum tempo, acredite que é possível ser competitivo. As últimas semanas podem sim te elevar ao grau de efetivo candidato às vagas.

Dica bônus: esqueça a concorrência! Não existe preparação perfeita! Nem a minha, nem a sua e nem a do seu concorrente. Siga ao máximo as orientações que recebe e faça a prova! Vá até o final!

É isso! Espero que este artigo te ajude a organizar melhor os seus estudos, para que você aproveite todos os benefícios da reta final.

Caso você esteja caminhando no escuro e precise de um acompanhamento pessoal nos seus estudos, existem os GranXperts. Todos já aprovados em concurso público e com experiência para te auxiliar na conquista da sua vaga.

Conte conosco!

Rafael Alemar (Instagram: @rafaelmalemar)
GranXpert

 

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo