Juliana Gebrim

Ansiedade. Por: Juliana Gebrim

Tenho que passar. Preciso sair dessa condição em que estou. E se eu fizer de tudo e não conseguir? Tenho muita pressa. Justamente essa palavra “pressa” pode me deixar atolada no processo. Sim, a pressa me engolirá com muita facilidade. Essa palavra não combina com concurso. E os outros concurseiros? E meus amigos? E a minha família? Fica na minha cabeça o termo “eu me importo”.

O ansioso se importa com tudo e com todos. Rastreia o ambiente para comprovar o seu estado de alerta. A qualquer momento posso chorar sem nenhum controle. Angústia. O meu cérebro parece não parar. Não durmo, mesmo cansada, com a mente turbulenta do dia a dia e procurando soluções noturnas. Ninguém me deu um susto ou me enclausurou em um quarto, mas perco o ar. O cansaço ganha o dia mesmo não tendo produzido nada. O cérebro já produz vários ruídos. Qual a razão de produzir mais coisas? Muitas vezes travo, sem vontade de estudar mais, sem vontade de fazer nada. Tenho que funcionar no dia seguinte, mesmo que não tenha conseguido dormir. Alguns chamam de procrastinação, outros frescura, outros ataque histérico, e ainda existem definições equivocadas sobre o tema, me deixando ainda mais ansiosa.

Para mim, o tempo passa muito rápido. Existe, nesse momento solitário, um amanhã que não existe e não é possível, depois de todo o esforço que fiz com esse tsunami de pensamentos que me levam à exaustão. Não tenho controle nenhum, de ninguém e de nada. Estudei tanto, fiz tanto. Nada anda, mesmo em uma velocidade de pensamentos, materiais e informações. Sigo. Sem paz. Poderia haver uma data: se estudar em 2 anos, aprovação garantida. O ansioso precisa de chão. Seguranças, certezas, controle. Nesse mundo não temos garantia de nada. Muito atenta ao meu redor para qualquer mudança das pessoas para me culpar de algo. Duvido de tudo e de todos, incluindo a mim mesma. Minha capacidade está sendo testada. Tenho um medo constante, dificuldade de concentração, uma sensação ruim. Quero logo, sem dor. Muitos classificam como a pior fase da minha vida: “Ficou ansiosa só de ler???”.

Ansiedade é assim: dor. É inevitável, para passar, sentir dor. Mortes diárias, perdas, impotência. Quanto mais evitarmos o contato com as nossas emoções, mais ansiedade. Conhecer as emoções é algo fundamental. O nome disso é equilíbrio emocional. Nessa jornada de 20 anos atendendo in loco os concurseiros, conheço as emoções de vocês. Ansiedade é a base de TODOS os processos psicológicos que assolam o concurseiro. Não tratada de forma correta, pode desembocar em várias doenças, como o pânico, TAG, TOC, TEPT e DEPRESSÃO. Irei passar dicas simples para vocês de décadas de clínica para baixar a ansiedade de forma considerável. Procure ajuda de um profissional especializado no assunto para identificar como a sua ansiedade se manifesta, qual a origem e como lidar com ela.

  1. Não se concentre na meta, e sim no processo. Concurso é o caminho percorrido, o processo, e não o final. Pesquisas apontam que, quando nos concentramos na meta, dinheiro, maior é a ansiedade. Concurso é um processo.
  2. Seja egoísta. Se tem algo que todo concurseiro tem quando passa é essa condição momentânea. Aqui podemos incluir o dizer não. Mas um não sem culpa ou medo de ser rejeitado.
  3. Aquilo que é seu é seu. Aquilo que é do outro é do outro. Não carregue o mundo nas costas. Você precisa ter PAZ. Entre na sua BOLHA, que foi uma teoria que criei para delimitar o seu espaço no processo para te proteger e não se abalar por situações que você nunca irá resolver, nem se estivesse concursado.
  4. A sua família será sacrificada. Não evite isso. Se você ficar bem e passar, as pessoas ao seu redor serão as primeiras a serem beneficiadas.
  5. Faça sempre técnicas que tenham comprovação científica para não ficar mais ansioso e finalmente fracassar ao “ter tentado de tudo”.
  6. O seu maior patrimônio é o seu tempo. Não gaste com redes sociais. Isso aumentará a ansiedade. Se você não tem o controle, desconecte.
  7. Não deixe que a frase “já que você não está fazendo nada da vida, faça isso por mim” tome domínio da sua autoestima e não aceite o “SÓ estudo para concurso”.
  8. As pessoas pensam aquilo que elas querem e não temos controle sobre isso. Você está estudando. Se se importa, é devido ao fato de não estar fazendo uma semeadura correta. Bolha naqueles que dão conselhos sem nem terem o domínio da própria vida.
  9. Saiba que SIM, quanto mais você estuda, mais a sua ansiedade irá cair. Quanto menos você estuda, mais ansiedade no processo.
  10. Respire. Sim, melhor que tomar um copo com água é respirar. Isso acalma instantaneamente.
  11. Se você está ansioso com os pais estarem pagando os estudos agora, você deveria ter ficado preocupado desde o início em que nasceu. Eles tiveram gastos muito maiores do que agora.
  12. Nunca, em hipótese alguma, banalize o quadro ou ache que não é nada. Quanto mais cedo detectar o processo, menos danos serão causados. A ansiedade afeta a atenção, interpretação, concentração e memória da pessoa, trazendo dificuldade na aprendizagem.
  13. Fazer algo antes da prova não existe no quesito ansiedade. Ela deve ser trabalhada no decorrer de um processo, e não às vésperas. A integração de técnicas ou qualquer inserção de algo novo, às vésperas, aumentará a sua ansiedade.
  14. Não oscile com circunstâncias ruins alternando com boas. Observe o seu processo. A oscilação com acontecimentos externos te deixa sem energia e sem identidade. Terreno fértil para aumentar o quadro.
  15. O famoso bruxismo, a tensão, a prisão em pensamentos obsessivos, as preocupações, a sobrecarga, a exaustão, as oscilações de humor, as oscilações no sono, as dores musculares, a enxaqueca, o comer compulsivamente são sinais de ansiedade e um alerta para a procura de ajuda profissional. Isso pode evoluir para síndrome do pânico facilmente.
  16. A ansiedade é personalíssima. Cada um tem uma forma de colocá-la em atuação, e é desencadeada por vários fatores.
  17. Corte relações em que você espera uma mensagem, ou algo parecido. O ansioso está sempre esperando algo. Escolha tudo que você irá esperar. E, se não te beneficiar a espera, corte.
  18. Assuma que algumas ameaças são irreais, como todo ano falar que não teremos concursos, achar que irá estudar 2 meses e passar, ou ter “pulos de gato” para ganhar tempo. Se existisse fórmula mágica, todos estariam passando. Só existe uma solução aqui: estudar.
  19. Caso você não esteja passando, das duas, uma (ou das duas, as duas): ou você está com o método errado de estudo, ou está com uma questão emocional envolvida no processo.
  20. Existem doenças e doentes. Veja de que forma, no decorrer da sua vida, isso já foi um trauma em situações de aprendizagem anteriores. Trabalhe com terapias de ponta que ajudam a curar um trauma, a base para a procrastinação.

Juliana Gebrim

Psicóloga clínica e neuropsicóloga conhecida e reconhecida por seu trabalho e palestras em todo o Brasil. Inúmeras especializações. Psicóloga clínica (UNB – Universidade de Brasília). Mestrado (UNB). Trabalho de 2 anos com o gênio Luiz Pasquali (LABPAM-UNB). Neuropsicóloga (IPAF-Instituto de Psicologia Aplicada e Formação de Portugal). Terapeuta com certificado internacional pelo Institute EMDRIA e EMDR Ibero-Americano-Francine Shapiro-(EUA). Terapeuta especialista em Brainspotting com David Grand(CA-EUA). Psicóloga perita(UNB-CEFTRU). Psicóloga especialista em Play of Life com CarlosRaimundo (Austrália). Terapeuta especialista em Barras de Access Conciousness com Jeffrey L. Fannin. Especialista em Thetahealing com Leonardo Codignoli(Brasília). Especialista em PMK(Psicodiagnóstico Miocinético). Experiência de 20 anos em psicoterapia,sendo 10 anos atuando em ambulatório e hospital-dia psiquiátrico(CAAP-VIDA). PRIMEIRA e ÚNICA psicóloga no BRASIL a fazer uma teoria usada em clínica , e patenteada em 5 esferas, sobre EQUILÍBRIO EMOCIONAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS. Trabalho com dezenas de resultados e amplamente divulgado em todo o Brasil, pelos pacientes. Palestrante, professora de EQUILÍBRIO EMOCIONAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS,em vários cursinhos preparatórios. Palestra já vista por mais de 20 mil pessoas. Programa na plataforma do Gran Cursos Online: Divã do Concurseiro.


 

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias o Gran Sistema de Ensino!

Matricule-se!

Cheguei Lá

8 Comentários

8 Comentários

  1. Betânia Capilé

    07/02/2019 15:30 em 15:30

    Texto maravilhoso minha querida ! De grande ajuda e objetividade ! Obrigada por nos brindar com textos assim ! Sempre importantes de ler e acolher nas horas de necessidade . Muitos beijos e muitas bençãos ! Dra Betânia

  2. ANA

    13/02/2019 11:20 em 11:20

    AMEI, MUITO MUITO CONSTRUTIVO !!!

  3. Dsla

    13/02/2019 15:20 em 15:20

    Meu Deus! Preciso de uma psicóloga….Comprovei isso após ler o texto.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo