“Nada é impossível de se alcançar”, destaca aprovada no concurso TJ AM

Laryssa Carolyne conquistou vaga em 4º lugar para Assistente Judiciário com lotação em Parintins - AM

Avatar


07/06/2020 | 13:40 Atualizado há 469 dias

EuSouGran_636_200605_LaryssaCarolyne_concurso tj am - 960x960

Laryssa Carolyne é moradora de Boa Vista, situado no Estado de Roraima, e foi aprovada para Assistente judiciário, em 4º lugar, para a Sub-região do Baixo Amazonas (9ª) (Centro Sub-regional: Parintins) no concurso TJ AM – Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas.

“A sensação que tive ao ver meu nome na lista de aprovados foi de felicidade e muita emoção, euforia, alegria. Inclusive, eu chorei de tanta felicidade quando vi meu nome dentre os aprovados. Era um sonho antigo que eu finalmente consegui realizar”, confessa.

Ela contou que ainda não foi nomeada, devido a atual situação que o Estado do Amazonas se encontra com a pandemia do Coronavírus. Entretanto, de acordo com a concurseira, o atual presidente do órgão informou que, tão logo a pandemia passe, a homologação do certame ocorrerá e os aprovados serão nomeados.

Concurso TJ AM

A concurseira, mãe de um menino de quase 04 (quatro) anos de idade,  trabalhava na época em que ocorreu o concurso.

“Eu trabalhava apenas pela manhã, em horário corrido. Nesse período tive que abdicar de parte do meu tempo com ele, pois nos finais de semana eu sempre levo ele ao parque, pracinha, shopping ou ao cinema para ele se divertir. Então, a nossa rotina ficou limitada. Tive ajuda da minha mãe para cuidar dele. Então, com a ajuda dela e da minha família, eu consegui conciliar os horários, entretanto, abdiquei de muitos finais de semana e feriados para poder me dedicar aos estudos para esse concurso”, afirma.

Antes do edital do concurso TJ AM ser lançado, Laryssa já estudava em média entre 04 (quatro) e 05 (cinco) horas por dia, devido aos concursos públicos anteriores que queria prestar. “Os meus estudos, eu sempre costumei dividindo em dois períodos do dia, um período para teoria e outros períodos para revisão dos conteúdos anteriores e resolução de questões. O mínimo que eu resolvia de questões antes da publicação do edital era em torno de 10 a 200 questões por dia, no estilo da banca organizadora Cebraspe (modelo certo/errado). Após a publicação do edital, eu tirei uma semana para me reorganizar, pois tinha feito uma prova de outro concurso em meados de julho”, conta.

“Então, eu passei a estudar em média 06 (seis) horas líquidas por dia, fracionados em dois períodos, tarde e noite. Na época, eu não tinha uma renda que me possibilitasse adquirir um material, então eu assistia as maratonas do Gran Cursos Online disponibilizadas gratuitamente no canal do youtube. Foi assim que consegui elaborar meu material de revisão para o concurso TJ AM. Também acessei muito o site da Câmara dos Deputados, apesar de ter um Vade Mecum atualizado na época. Mas, eu sempre uso, pois lá é possível ver as últimas atualizações nas leis”, declara sobre sua trajetória.

Ela deixa uma mensagem para os concurseiros que almejam entrar no serviço público:

“Não importa qual é o tamanho do seu sonho, se você acredita que é capaz, nada é impossível de se realizar!”

 

Quer ler mais histórias inspiradoras?

Clique aqui e veja a lista completa de alunos que chegaram lá!

Avatar

Equipe do Gran Cursos Online
0

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *