Centro-Oeste

Concurso TJDFT: órgão possui 296 cargos vagos! Novo certame em estudo!

Concurso TJDFT ofertará chances para níveis médio e superior!

Concurso TJDFT programa novo edital para 2018! Prepare-se AGORA!

Concurso TJDFT: previsão de novo edital para recompor quadro de servidores!

O prazo de validade do último concurso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (Concurso TJDFT)realizado em 2015, acabou em abril deste ano e, de acordo com documento publicado no site do órgão, atualizado nos últimos dias 16 e 19 de novembro, existem 296 cargos vagos entre as carreiras de Técnico Judiciário e Analista Judiciário.

De acordo com as portarias, são 138 cargos vagos para Analista Judiciário e 158 para Técnico Judiciário. Segundo o TJDFT, está aberto um processo administrativo para analisar a viabilidade de realização de novo concurso público. Até o momento, o Tribunal convocou 754 aprovados o último concurso, sendo 570 para a carreira de Técnico Judiciário – Área: Administrativa e 244 para Analista Judiciário – Área: Judiciária.

Em janeiro de 2019, um Analista Judiciário do TJDFT passará a ter uma remuneração de R$ 12.455,30, sendo, R$ 5.189,71 o salário base acrescidos de mais R$ 7.265,59 de Gratificação por Atividade Judiciária. Já um Técnico Judiciário do TJDFT, deve passar a ganhar R$ 7.591,39 de remuneração, sendo, R$ 3.163,07 a remuneração base acrescidos de mais R$ 4.428,29 de Gratificação por Atividade Judiciária.

Clique nos links abaixo e confira o quadro de quantitativo de cargos efetivos do Quadro de pessoal da Justiça do Distrito Federal:

Cargos de nível intermediário – Técnico Judiciário

Cargos de nível superior – Analista Judiciário

Concurso TJDFT: benefícios aos servidores aprovados 

Os selecionados no concurso TJDFT serão contratados sob o regime jurídico. Há ainda vários benefícios, convênio médico, que proporciona atendimento médico-hospitalar nas melhores clínicas e hospitais de Brasília, serviço médico e odontológico interno de primeira qualidade, que abrange quase todas as especialidades médicas, apto ao atendimento emergencial e clínico, tanto no fórum de Brasília como nos das cidades satélites. Os fóruns estão espalhados em quase todas as cidades satélites do Distrito Federal e há previsão de criação de outros tantos, o que possibilita ao servidor trabalhar em lugar próximo de sua residência.

Os servidores do TJDFT contam ainda com uma Escola de Administração Judiciária que oferece educação corporativa, visando ao desenvolvimento e aprimoramento de habilidades dos servidores. Há creches, onde o servidor pode deixar seu filho enquanto trabalha, biblioteca invejável, com enorme acervo de livros, que é considerada uma das melhores do Serviço Público. Há também um restaurante com bom atendimento e preço acessível. Há, ainda, a quem interessar, um sindicato e uma associação fortalecidos que ajudam a amparar os nossos direitos de servidor.

Concurso TJDFT: convocações sempre além das vagas

Além das boas remunerações e das vantagens de ser servidor do TJDFT, aqueles que têm desejam ingressar no judiciário brasiliense devem se atentar ao quadro de nomeados do último concurso TJDFT, que terá sua validade expirada em abril de 2018. É que, conforme consta no site do órgão, o concurso que oferecia apenas 80 vagas imediatas em edital obteve um número muito expressivo de nomeações: 762. Desse quantitativo, 570 foram para o posto de Técnico Judiciário – Área: Administrativa, seguido do cargo de Analista Judiciário – Área: Judiciária, com 244 e do posto de Analista Judiciário -Área Judiciária: Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal, com 14.

No anterior, em 2013, também não foi diferente. O certame oferecia apenas 110 vagas imediatas em edital e obteve um número muito expressivo de nomeações: 1.360. Desse quantitativo, 927 foram para o posto de Técnico Judiciário – Área: Administrativa, seguido do cargo de Analista Judiciário – Área: Judiciária, com 314 e do posto de Analista Judiciário -Área Judiciária: Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal, com 112 convocados.

Concurso TJDFT: cargos previstos e requisitos para ingresso

Analista Judiciário – Área: Judiciária

Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Atribuições: desenvolver atividades relacionadas ao suporte técnico às funções dos magistrados, à elaboração de relatórios, de pesquisas e de pareceres de natureza jurídica, preparo e execução de atos referentes a processos judiciais, bem como assessoramento às áreas jurídicas.

Técnico Judiciário – Área: Administrativa

Requisitos:certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Atribuições:desenvolver atividades que consistem na execução de tarefas relacionadas à redação de expedientes simples e(ou) padronizados, operação de microcomputador, atendimento ao público, ações relativas ao andamento dos processos judiciais e administrativos, bem como transportes de processos e documentos em geral.

Carga de trabalho: 40 horas semanais

Último concurso TJDFT

No último concurso TJDFT foram ofertadas 80 vagas. Para a função de analista judiciário, as vagas oferecidas foram nas seguintes áreas: especialidade em análise de sistemas (1); especialidade em biblioteconomia (1); especialidade em psicologia (1); suporte em tecnologia da informação(1); especialidade em medicina no ramo de clínica médica (1); especialidade em medicina no ramo de ginecologia-obstetrícia (1); especialidade em medicina no ramo de neurologia (1); especialidade em medicina no ramo de pediatria (1); especialidade em medicina no ramo de psiquiatria (1); especialidade em medicina no ramo dentístico (1); oficial de justiça avaliador federal (2); e área judiciária (31).

Já para os cargos de técnico judiciário, foram oferecidas vagas nas áreas: administrativa (35); apoio especializado com especialidade em enfermagem (1); e apoio especializado com especialidade em programação de sistemas (1).

O salário para cargo de técnico judiciário é R$ 5.425,79, já para analista judiciário a remuneração é R$ 8.863,84.

Provas do último concurso TJDFT

O concurso TJDFT consta com prova objetiva com 50 questões de conhecimentos básicos, e 70 de conhecimentos específicos. O certame também aplicou prova discursiva.

Número de questões prova do Concurso TJDFT

Número de questões prova do Concurso TJDFT

Critérios para aprovação no concurso TJ Distrito Federal e Territórios:

A classificação requisitava nota mínima de 10 pontos na prova de conhecimentos básicos, 21 em conhecimentos específicos, e 36 pontos ao todo. Na prova discursiva a pontuação mínima foi 20 pontos.

Concurso TJDFT – Certame é necessário

Detalhes do concurso TJDFT:

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2018: confira aqui os certames previstos ainda para este ano!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para o próximo ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 800.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Cheguei Lá

21 Comentários

21 Comentários

  1. Jujiujiteria

    19/04/2018 19:23 em 19:23

    Engraçado… Fará novo concurso? Nossa que ótimo! E por qual motivo não chamaram os aprovados para o cargo analista – oficial de Justiça? Há uma lista de 82 aprovados que não foram nomeados.

    • Marcel

      30/09/2018 10:21 em 10:21

      Conveniência e oportunidade. Esses 84 estavam dentro das vagas? Caso contrário acho que se chama expectativa de direito. Bons estudos.

      • KIRDOUSAN

        07/11/2018 17:34 em 17:34

        Estando dentro das vagas ou não é coerente chamar os aprovados, até porque, aprovação e classificação dentro ou fora do numero de vagas, é direito subjetivo, logo, entende-se a não necessidade de outro certame, até esgotamento dos aprovados.

        • Gilmar de Lima do Carmo

          10/11/2018 10:24 em 10:24

          Acho que vcs não leram ou não viram o vídeo: o certame venceu. Se venceu, novo concurso então. Vão estudar galera!

          • Eduardo

            27/11/2018 18:44 em 18:44

            é obrigatorio chamar o numero de vagas que estava no edital. Caso contrario nao pode ser realizado novo concurso para essas vagas. É direito certo. Agora, se ficou no cadastro reserva, não tem direito objetivo sobre a vaga.

  2. Francisco

    03/05/2018 12:41 em 12:41

    Há previsão para Analista ADMINISTRATIVO?

  3. Rubens

    28/11/2018 12:21 em 12:21

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo