Cuidado com a morfologia! Confira esses pontos de atenção com Elias Santana!

Estudar morfologia significa, em linhas gerais, conhecer as 10 classes gramaticais. Pensando nisso, Elias Santana produziu esse artigo pra te dar dicas. Confira!

Elias Santana


15 de Junho 2 min. de leitura

morfologia

Morfologia: Confira esses pontos de atenção com Elias Santana!

Estudar morfologia significa, em linhas gerais, conhecer as 10 classes gramaticais (substantivo, artigo, adjetivo, pronome, numeral, verbo, advérbio, preposição, conjunção e interjeição). Muitas pessoas apresentam terríveis dúvidas sobre a nossa gramática por não conhecerem a fundo esse assunto. A morfologia é o principal pré-requisito para compreender questões de sintaxe do período simples ou composto.

Só que toda análise morfológica depende de contexto. Não é seguro querer determinar a classe de uma palavra isoladamente, sem enxergar o sintagma em que ela se insere. Acompanhe comigo:

(1) O jovem professor explicava a matéria.

(2) O jovem deve cuidar do seu futuro.

Nos dois exemplos acima, uma mesma palavra foi empregada (“jovem”); todavia, a classificação morfológica em cada uma das ocorrências não é a mesma. Em 1, o vocábulo foi empregado para caracterizar “professor”. Por isso, “jovem” é um adjetivo do substantivo “professor”. Já em 2, “jovem” foi empregado como nome atribuído a um grupo de pessoas situadas em uma determinada faixa etária. Em outras palavras, “jovem” é substantivo na oração 2.

Vamos verificar uma outra situação:

(3) O empresário vai viajar a negócios.

(4) O viajar é fundamental aos curiosos.

Mais uma situação em que uma mesma palavra é empregada em contextos diferentes – com consequências diretas para a classificação morfológica. Em 3, “viajar” é um verbo (compõe uma locução verbal, em que “vai” é o auxiliar e “viajar”, principal). Na oração 4, o mesmo vocábulo – por meio de um processo chamado de derivação imprópria – é empregado como substantivo (e isso é perceptível pela presença do artigo definido masculino e singular anteposto).

Nessa hora, você talvez se pergunte: Elias, mas, se o artigo determinou que “viajar” é um substantivo em 4, por que “jovem” não é substantivo em 1? Simples: em 1, o adjetivo está deslocado, uma vez que foi colocado entre o artigo e o substantivo, e a gramática admite esse deslocamento. O artigo é um recurso poderoso para determinar substantivo, mas isso não significa que a palavra imediatamente após um artigo é substantivo.

Esse artigo não tem a finalidade de resolver todos os seus problemas com morfologia (até porque essa missão exigiria páginas e páginas de explicações e estudos), mas tem o objetivo de chamar a sua atenção para a importância dessa matéria! Estude-a com carinho! Assim, você terá mais facilidade com conteúdos mais profundos da nossa gramática!


Elias Santana

Licenciado em Letras – Língua Portuguesa e Respectiva Literatura – pela Universidade de Brasília. Possui mestrado pela mesma instituição, na área de concentração “Gramática – Teoria e Análise”, com enfoque em ensino de gramática. Foi servidor da Secretaria de Educação do DF, além de professor em vários colégios e cursos preparatórios. Ministra aulas de gramática, redação discursiva e interpretação de textos. Ademais, é escritor, com uma obra literária já publicada. Por essa razão, recebeu Moção de Louvor da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

 


Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 27 anos de experiência em concursos públicos.

Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros! 

[su_button url=”https://www.grancursosonline.com.br/” target=”blank” style=”flat” background=”#0404bb” color=”#ffffff” size=”7″ center=”yes” icon=”icon: shopping-cart”]Matricule-se[/su_button]

 

garantia-de-satisfacao-30

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?

Prepare-se com quem mais entende do assunto!

Comece a estudar no Gran Cursos

Depoimentos relacionados

Qual é o seu grande objetivo de vida? Para Raul Marcelo da Silva o foco estava em ingressar na carreira…

Natural da cidade de Poço Verde/ SE, Aialla Suelem Andrade de Souza escolheu a carreira pública não só pela estabilidade…

Dedicando-se ao estudos por cerca de 3 anos, José Roberto Ferreira conquistou não apenas a aprovação no Concurso BRB para…

Ygor Bruno Silva é de Caruaru, cidade localizada no estado de Pernambuco, e foi aprovado, em 2º lugar, na Residência…

A estabilidade que a carreira pública proporciona foi o grande atrativo que Weberti Silva teve para começar a estudar para…

A estabilidade profissional e financeira foi o que levou Pedro J. a buscar com tanto afinco a carreira pública e…

O sonho de ser policial desde criança, fez com que Maria C. firmasse um compromisso de estudos diariamente desde 2018…

Em busca de estabilidade e para dar um futuro melhor para esposa e filha, Regis B. estudou bastante para ser…

Elias Santana

Professor e Mestre em Língua Portuguesa

3

Comentários (3)

Avatar Malkenr 14 de Dezembro de 2017

Sempre q vou digitar algo fico em dúvida sobre o emprego de:
Da,dar,dá
Esta, está

 Responder

Avatar Lucasds 11 de Janeiro de 2018

Eu costumo trocar o dá/dar ou está/estar por uma palavra qualquer. Se a frase fluir sem o R uso está ou dá. Ex. Ele dá a vida pelo trabalho. Ele doa a vida pelo trabalho. A troca fluiu bem. Não flui bem dizer Ex. Ele doar a vida pelo trabalho. Logo, o dá está correto. Do mesmo ocorre com o está/estar. Ex. Ela está linda. Ela permanece linda. Não fica legal dizer Ex. Ela permanecer linda.

 Responder

Avatar mgsertg5srth 5 de Agosto de 2020

Além das 10 classes gramaticais, há as palavras denotativas, que, se assemelham a advérbios, mas não possuem uma classificação gramatical específica, segundo a NGB.

 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *