Deseje, mentalize, receba!

Gabriel Granjeiro


28 de Novembro de 2016 4 min. de leitura


Muitas das falhas da vida ocorrem quando não percebemos o quão próximos estávamos do sucesso na hora em que desistimos.” Thomas Edison

O pontapé inicial para qualquer conquista é o desejo. Quando uma pessoa deseja muito e intensamente algo, vai moldando a realidade e a direcionando rumo à concretização desse desejo. De fato, a mente tem o poder extraordinário de fabricar realidade, mas não sozinha. Quem quer muito algo precisa agir e se fazer merecedor do objeto de desejo. Há que desenvolver inteligência emocional (veja aqui nosso artigo sobre o assunto), há que pensar positivo (veja aqui), há que se esforçar (veja aqui) e há que fazer sacrifícios (veja aqui). Não basta querer muito um cargo público e esperar que o ato de nomeação chegue em casa, como num passe de mágica, sem que o candidato tenha feito sua parte para isso. O desejo é apenas o início da conquista, e não o seu fim.

A universidade americana de Yale desenvolveu uma pesquisa em que ficou demonstrado o poder da mente. Os pesquisadores selecionaram trinta indivíduos que, em comum, nunca haviam disparado uma arma de fogo antes e, submetidos a uma prova de tiro, obtiveram a mesma média de acertos. Esses indivíduos foram divididos em três grupos. O primeiro praticou tiro por vinte minutos, cinco dias por semana, durante seis semanas. O segundo grupo, durante o mesmo período de tempo e no mesmo ambiente, apenas se imaginou acertando o alvo, reproduzindo na mente os gestos de atirar. Já o terceiro grupo, na mesma situação e no mesmo período, ficou à toa, simplesmente brincando com a arma. Depois de seis semanas, os testes de proficiência foram repetidos. Os dados foram surpreendentes: o primeiro grupo teve índice de acertos de 83%; o segundo grupo, de 82%; e o terceiro manteve a média de antes, sem alteração. A grande lição que esse experimento nos ensina é que os exercícios mentais são tão eficientes quanto o treino prático quando se trata de se preparar para um desafio. O indivíduo pode simplesmente simular na mente a situação que enfrentará ou visualizar a si mesmo conquistando o objeto de desejo, que suas chances de tornar a imagem concreta são tão altas quanto seriam se ele estivesse pondo a mão na massa.

“Quando um concurseiro visualiza bem o seu propósito, a tendência é que ele tenha um aproveitamento muito bom em relação ao que visualizou.”

Quando um concurseiro visualiza bem o seu propósito, a tendência é que ele tenha um aproveitamento muito bom em relação ao que visualizou. Entretanto, não basta projetar o sonho na mente nos mínimos detalhes; é preciso carregar essas imagens com sentimentos e emoções positivas. Vejamos uma situação concreta. Imagine que amanhã você, amigo concurseiro, fará a prova do concurso dos seus sonhos, para uma vaga de policial federal. Hoje, você não pode ficar projetando pensamentos negativos como: E se der branco? E se todos os inscritos comparecerem? E se eu me atrasar? E se as provas vierem muito fora do que eu estudei ou do que domino? Em vez de ceder a esse tipo de pensamento pessimista, você deve é imaginar-se feliz durante a prova, tranquilo ao constatar que tudo que está sendo cobrado nela constava do seu plano de estudos e dos milhares de questões que você resolveu como treino. Em seguida, com os olhos fechados e controlando a respiração, você deve conseguir imaginar-se de arma na mão, vestindo o uniforme e já com o brasão pendurado no pescoço, acompanhando presos de colarinho branco levados à delegacia da Polícia Federal.

“Pensamento e sentimento certos dão forma ao desejo. O resultado será o universo trabalhando para a concretização dele. Como tudo na vida, essa simulação requer treino e mais treino.”

Outra imagem boa de visualizar é o seu pai, a sua mãe, a sua esposa, namorada ou noiva, assistindo a você na tevê escoltando presos da operação “Lava-jato”. Mentalize cada detalhe dessa imagem e sinta-se merecedor de estar presente nela. Pensamento e sentimento certos dão forma ao desejo. O resultado será o universo trabalhando para a concretização dele. Como tudo na vida, essa simulação requer treino e mais treino. Cabe repetir: você se torna aquilo que pensa e projeta na maior parte do tempo.

Agradeça, agradeça sempre e todo dia, especialmente pelo que você já tiver conquistado e por tudo que já tem. A gratidão nos faz ter mais felicidade e maior motivação para buscar novos desafios.

Em outro artigo, ensinamos que todo concurseiro deve criar o seu “mural dos sonhos”. Nele, deve pendurar fotos do órgão ou entidade onde pretende trabalhar, imagens de servidores em operação e cópia do contracheque do cargo, entre outros objetos que ilustrem o que ele poderá conquistar graças à estabilidade financeira garantida pelo cargo público. Outra boa dica é carregar no bolso um cartão plastificado com a frase “Eu sou muito feliz, grato e desejo ser [por exemplo] policial federal”. Acrescentamos a tudo isso, ainda, o atributo da gratidão. Agradeça, agradeça sempre e todo dia, especialmente pelo que você já tiver conquistado e por tudo que já tem. A gratidão nos faz ter mais felicidade e maior motivação para buscar novos desafios.

Você sabia que o que nos move em direção ao nossos objetivos, desejos, sonhos e necessidades é a dopamina? Conhecida como molécula da motivação, é ela que nos proporciona aquela ótima sensação de empoderamento que experimentamos quando atingimos uma meta. A falta de entusiasmo, de motivação, está diretamente ligada a baixos níveis de dopamina. Estudos conduzidos com hamsters mostram que as cobaias com deficiência desse neurotransmissor costumam optar pelo caminho mais fácil, ainda que a recompensa, no fim, seja menos alimento. Já os ratinhos com maiores níveis de dopamina se esforçam mais quando sabem que o resultado será o dobro de comida. Interessante, não?

Sabendo disso, o que recomendamos é a divisão dos grandes objetivos em várias pequenas metas. Cada conquista, por menor que seja, liberará dopamina, o que produzirá em você a sensação de felicidade e de prazer que o motivará a seguir em frente. Isso ocorre porque cada realização significa um passo adiante na conquista do objetivo maior, o que permite que você visualize a vitória como algo mais próximo e concreto. Em outras palavras, experimentamos uma boa “ressaca” de dopamina a cada pequena conquista, no nosso caso cada nova aprovação com melhor classificação do que a anterior.

Deseje, mentalize, trabalhe muito, comemore as suas pequenas conquistas, pois, com certeza, a aprovação no concurso de seus sonhos chegará. E, quando chegar, não se esqueça de me convidar para o churrasco da posse. Rs

“Na maioria das vezes, a diferença entre ganhar e perder é não desistir.” Walt Disney

PS: Siga-me em minha recém-lançada página do Facebook e em meu perfil do Instagram. Lá, postarei pequenos textos de conteúdo motivacional. Serão dicas bem objetivas, mas, ainda assim, capazes de ajudá-lo em sua jornada rumo ao serviço público.


Gabriel Granjeiro

Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online. Vive e respira concursos há quase 10 anos. Formado em Administração e Marketing pela New York University, Leonardo N. Stern School of Business. Fascinado pelo empreendedorismo e pelo ensino a distância.

 

 


 

Depoimentos relacionados

Estudando de 3 a 4 horas por dia antes do edital e dedicando todo o seu tempo após a publicação…

Diante de uma reprovação, muitas pessoas desistem. Esse não foi o caso de Fernando Henrique M. que mesmo após 12…

Natural de Goiânia, Gustavo Rodrigues escolheu a carreira pública por dificuldade em encontrar um emprego bom na área privada. Com…

“É incrível e emocionante, dá um frio na barriga, o coração dispara, e a ficha demora a cair. Faltam palavras…

Quando Henrique Passamani Tamanini decidiu que conquistaria o cargo público, nenhum obstáculo foi forte o suficiente para desmotivá-lo. Chegando a…

Rafaela Pereira sempre esteve inserida no mundo do serviço público. Dentro de casa, a mãe, o pai e o padrasto…

Natural de Palmas/ TO, Reydner Mamud Pereira Alves começou a sonhar com o cargo público desde o seu ingresso na…

Andréia Rodrigues foi alfabetizada em uma escola da zona rural, onde, segundo ela conta, aprender a ler e a escrever…

Gabriel Granjeiro

Presidente e sócio-fundador do Gran Cursos Online
0

91

Comentários (91)

Avatar Ana Paula de Deus Borges 24 de Julho de 2018

Obrigada gran cursos.

 Responder

Avatar RAMON WELLENGSON ALVES MARTINS 5 de Setembro de 2018

Excelente artigo. Parabéns!! Só faço uma observação ao Thomas Edison. Thomas Edison, de maneira mais educada falando, é um calhorda plagiador. É um mercenário que se apropriou indevidamente das invenções de outras pessoas. Inclusive, a lâmpada não foi ele que inventou. De qualquer forma o importante é a intenção que você traz pra gente. São textos que significam verdadeiro combustível para a gente continuar nesse perseverante caminho em busca de nosso objetivo!!! Mais uma vez, obrigado.

 Responder

Avatar Wildmar 31 de Dezembro de 2018

Bom dia!
Muito obrigado pelo Artigo!
Sempre é bom estarmos motivados com os objetivos na mesma direção.
Feliz Ano de 2019 para a equipe da Gran cursos!

 Responder

Avatar Leni 6 de Fevereiro de 2019

Bom dia, eu acho o Grancurso online muito bom.

 Responder

Avatar brenda 19 de Fevereiro de 2019

eu me arrepiei toda lendo esse artigo. Já consigo me ver como professora adjunta do munucípio!!! Obrigada por esse artigo incentivador e motivador, nunca pare!!!

 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *