Gabarito CFC 2019 Extraoficial: confira os comentários AQUI!

Confira o gabarito CFC extraoficial do Gran Cursos Online!

A prova objetiva do exame de suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (gabarito CFC) foi aplicada pela Consulplan neste domingo. 07 de julho, em diversas cidades do país, no turno matutino, das 9h30 às 13h30, horário oficial de Brasília-DF.

Os candidatos foram avaliados por 50 (cinquenta) questões objetivas, de múltipla escolha, constituída de quatro opções (A, B, C e D) e uma única resposta correta, de acordo com o enunciado da questão, valendo um ponto cada uma.

Para diminuir a ansiedade dos examinandos, a equipe de professores especialistas no Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade estará ao vivo a partir das 18h para divulgar o gabarito CFC extraoficial com respostas e comentários sobre a prova.

Você pode conferir o evento acessando o link abaixo:

Gabarito CFC extraoficial – Correção da prova em vídeo

A prova utilizada na correção foi a de tipo 02 – VERDE. CLIQUE AQUI e faça o download do caderno de prova.

Questões de Contabilidade Geral e Normatização por Luiz Eduardo

Questão 1 – Apuração do Valor Justo – Técnica do Valor Presente Esperado

Gabarito: letra A

Comentário:

Fluxos de Caixa Futuros Possíveis Probabilidades Fluxos de caixa ponderados por probabilidade
200,00 30% 60,00
500,00 70% 350,00
Fluxos de Caixa Esperados 410,00  / (1 + 2% + 3%) = 390,48

________
Questão 2 – Eventos Subsequentes

Gabarito: letra B

Comentário:

  1. A seguir são apresentados exemplos de eventos subsequentes ao período contábil a que se referem as demonstrações contábeis que exigem que a entidade ajuste os valores reconhecidos em suas demonstrações ou reconheça itens que não tenham sido previamente reconhecidos:

(a) decisão ou pagamento em processo judicial após o final do período contábil a que se referem as demonstrações contábeis, confirmando que a entidade já tinha a obrigação presente ao final daquele período contábil. A entidade deve ajustar qualquer provisão relacionada ao processo anteriormente reconhecida de acordo com o CPC 25 – Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes ou registrar nova provisão. A entidade não divulga meramente um passivo contingente porque a decisão proporciona provas adicionais que seriam consideradas de acordo com o item 16 do CPC 25;

(b) obtenção de informação após o período contábil a que se referem as demonstrações contábeis, indicando que um ativo estava desvalorizado ao final daquele período contábil ou que o montante da perda por desvalorização previamente reconhecido em relação àquele ativo precisa ser ajustado. Por exemplo: (Alterada pela Revisão CPC 12)

(i) falência de cliente, ocorrida após o período contábil a que se referem as demonstrações contábeis, normalmente confirma que houve perda por redução ao valor recuperável no crédito no final do período de relatório; e (Alterado pela Revisão CPC 12)

(ii) venda de estoque após o período contábil a que se referem as demonstrações contábeis pode proporcionar evidência sobre o valor de realização líquido desses estoques ao final daquele período;

(c) determinação, após o período contábil a que se referem as demonstrações contábeis, do custo de ativos comprados ou do valor de ativos recebidos em troca de ativos vendidos antes do final daquele período;

(d) determinação, após o período contábil a que se referem as demonstrações contábeis, do valor referente ao pagamento de participação nos lucros ou referente às gratificações, no caso de a entidade ter, ao final do período a que se referem as demonstrações, uma obrigação presente legal ou construtiva de fazer tais pagamentos em decorrência de eventos ocorridos antes daquela data (ver CPC 33 – Benefícios a Empregados); e

(e) descoberta de fraude ou erros que mostram que as demonstrações contábeis estavam incorretas.

Evento subsequente ao período contábil a que se referem as demonstrações contábeis que não originam ajustes

  1. A entidade não deve ajustar os valores reconhecidos em suas demonstrações contábeis por eventos subsequentes que são indicadores de condições que surgiram após o período contábil a que se referem as demonstrações.
  2. Um exemplo de evento subsequente ao período contábil a que se referem as demonstrações contábeis que não origina ajustes é o declínio do valor justo de investimentos ocorrido no período compreendido entre o final do período contábil a que se referem as demonstrações e a data de autorização de emissão dessas demonstrações. O declínio do valor justo não se relaciona normalmente à condição dos investimentos no final do período contábil a que se referem as demonstrações contábeis, mas reflete circunstâncias que surgiram no período seguinte. Portanto, a entidade não deve ajustar os valores reconhecidos para os investimentos em suas demonstrações contábeis. Igualmente, a entidade não deve atualizar os valores divulgados para os investimentos na data do balanço, embora possa necessitar dar divulgação adicional conforme o item 21.

________
Questão 3 – Provisões

Gabarito: letra A

Comentário:

As incertezas que rodeiam o valor a ser reconhecido como provisão são tratadas por vários meios de acordo com as circunstâncias. Quando a provisão a ser mensurada envolve uma grande população de itens, a obrigação deve ser estimada ponderando-se todos os possíveis desfechos pelas suas probabilidades associadas. O nome para esse método estatístico de estimativa é “valor esperado”. Portanto, a provisão será diferente dependendo de a probabilidade da perda de um dado valor ser, por exemplo, de 60 por cento ou de 90 por cento. Quando houver uma escala contínua de desfechos possíveis, e cada ponto nessa escala é tão provável como qualquer outro, é usado o ponto médio da escala.

Produtos vendidos Probabilidades Custos Totais Esperados Custos Ponderados
Sem defeito 60% 0,00 0,00
Com defeitos menores 30% 800.000,00 240.000,00
Com defeitos maiores 10% 1.500.000,00 150.000,00
390.000,00

________

Questão 4 – Amortização de Intangível

Gabarito: letra B

Comentário:

(  ) Custo de Aquisição 1.000.000,00
(-) Valor Residual 0,00
(=) Valor Amortizável 1.000.000,00
(/) Período Total de Uso 10 anos
(=) Encargo de Amortização 100.000,00 Anual
(*) Períodos de uso 1 ano
(=) Amortização Acumulada 100.000,00

________

Questão 5 – Ajuste ao Valor Recuperável de Ativos

Gabarito: letra C

I – Correto, conforme item 60

  1. A perda por desvalorização do ativo deve ser reconhecida imediatamente na demonstração do resultado, a menos que o ativo tenha sido reavaliado. Qualquer desvalorização de ativo reavaliado deve ser tratada como diminuição do saldo da reavaliação.

II – Errado, conforme item 114

  1. Uma perda por desvalorização reconhecida em períodos anteriores para um ativo, exceto o ágio por expectativa de rentabilidade futura (goodwill), deve ser revertida …

III – Correto, conforme item 09

  1. A entidade deve avaliar ao fim de cada período de reporte, se há alguma indicação de que um ativo possa ter sofrido desvalorização. Se houver alguma indicação, a entidade deve estimar o valor recuperável do ativo.

________

Questão 6 – Resultado Básico por Ação

Gabarito: letra C

Comentário: 

  1. O resultado básico por ação deve ser calculado dividindo-se o lucro ou prejuízo atribuível aos titulares de ações ordinárias da companhia (o numerador) pelo número médio ponderado de ações ordinárias em poder dos acionistas (excluídas as mantidas em tesouraria) (o denominador) durante o período.
  2. O uso do número médio ponderado de ações ordinárias totais em poder dos acionistas durante o período reflete a possibilidade de a quantia de capital dos acionistas poder ter variado durante o período como resultado do maior ou menor número de ações totais com os acionistas em qualquer momento. O número médio ponderado de ações ordinárias totais em poder dos acionistas (em circulação) durante o período é o número de ações ordinárias totais com os acionistas no início do período, ajustado pelo número de ações ordinárias readquiridas ou emitidas durante o período multiplicado por fator ponderador de tempo. O fator ponderador de tempo é o número de dias que as ações totais, exceto as em tesouraria, estão com os acionistas como proporção do número total de dias do período; uma aproximação razoável da média ponderada é adequada em muitas circunstâncias.
Ações Período Ações Ponderadas
(  ) Saldo Inicial 10.000,00
(-) Ações Em Tesouraria -1.000,00
(=) Saldo Inicial Ajustado 9.000,00 12,00 108.000,00
(+) Primeira Emissão 3.000,00 9,00 27.000,00
(+) Segunda Emissão 5.000,00 6,00 30.000,00
(=) Total 165.000,00
(/) Meses do ano 12,00
(=) Número Médio de Ações 13.750,00

 

(  ) Lucro Atribuível 2.750.000,00
(/) Número Médio de Ações 13.750,00
(=) Resultado Básico por ação 200,00

________

Questão 7 – Ativos Biológicos e Produtos Agrícolas

Gabarito: letra D

Comentários:

  1. A entidade é encorajada a fornecer uma descrição da quantidade de cada grupo de ativos biológicos, distinguindo entre consumíveis e de produção ou entre maduros e imaturos, conforme apropriado. Por exemplo, a entidade pode divulgar o total de ativos biológicos passíveis de serem consumidos e aqueles disponíveis para produção por grupos. A entidade pode, além disso, dividir aquele total entre ativos maduros e imaturos. Essas distinções podem ser úteis na determinação da influência do tempo no fluxo de caixa futuro. A entidade deve divulgar a base para realizar tais distinções.
  2. Ativos biológicos consumíveis são aqueles passíveis de serem colhidos como produto agrícola ou vendidos como ativos biológicos. Exemplos de ativos biológicos consumíveis são os rebanhos de animais mantidos para a produção de carne, rebanhos mantidos para a venda, produção de peixe, plantações de milho e trigo, produto de planta portadora e árvores para produção de madeira. Ativos biológicos para produção são os demais tipos como, por exemplo: rebanhos de animais para produção de leite; árvores frutíferas, das quais é colhido o fruto. Ativos biológicos de produção (plantas portadoras) não são produtos agrícolas, são, sim, mantidos para produzir produtos.

Plantas portadoras não são ativos biológicos consumíveis.

________

Questão 8 – Ajuste a Valor Presente

Gabarito: letra A

Comentários:

Prestação Valor (-) Juros (=) Valor Presente Vencimento
1,00 25.843,65 4.200,00 21.643,65 02/01/20×1 CP
2,00 25.843,65 3.550,69 22.292,96 02/04/20×1 CP
3,00 25.843,65 2.881,90 22.961,75 02/07/20×1 CP
4,00 25.843,65 2.193,05 23.650,60 02/10/20×1 CP
5,00 25.843,65 1.483,53 24.360,12 02/01/20×2 LP
6,00 25.843,65 752,73 25.090,92 02/04/20×2 LP
155.061,90 15.061,90 140.000,00
103.374,60 12.825,64 CP
51.687,30 2.236,26 LP

 

D = Imobilizado 140.000,00
D = Juros a Transcorrer CP 12.825,64
D = Juros a Transcorrer LP 2.236,26
C = a Financiamento a Pagar CP 103.374,60
C = a Financiamento a Pagar LP 51.687,30

________

Questão 9 – Informação por segmento

Gabarito: letra A

Comentários: 

  1. Um segmento operacional é um componente de entidade:

(a) que desenvolve atividades de negócio das quais pode obter receitas e incorrer em despesas (incluindo receitas e despesas relacionadas com transações com outros componentes da mesma entidade);

(b) cujos resultados operacionais são regularmente revistos pelo principal gestor das operações da entidade para a tomada de decisões sobre recursos a serem alocados ao segmento e para a avaliação do seu desempenho; e

(c) para o qual haja informação financeira individualizada disponível.

Um segmento operacional pode desenvolver atividades de negócio cujas receitas ainda serão obtidas. Por exemplo, as operações em início de atividade podem constituir segmentos operacionais antes da obtenção de receitas.

________

Questão 10 – Demonstração dos Fluxos de Caixa

Gabarito: letra C

Comentários:

  1. Os fluxos de caixa advindos das atividades operacionais são basicamente derivados das principais atividades geradoras de receita da entidade. Portanto, eles geralmente resultam de transações e de outros eventos que entram na apuração do lucro líquido ou prejuízo. Exemplos de fluxos de caixa que decorrem das atividades operacionais são:

(a) recebimentos de caixa pela venda de mercadorias e pela prestação de serviços;

(b) recebimentos de caixa decorrentes de royalties, honorários, comissões e outras receitas;

(c) pagamentos de caixa a fornecedores de mercadorias e serviços;

(d) pagamentos de caixa a empregados ou por conta de empregados;

(e) recebimentos e pagamentos de caixa por seguradora de prêmios e sinistros, anuidades e outros benefícios da apólice;

(f) pagamentos ou restituição de caixa de impostos sobre a renda, a menos que possam ser especificamente identificados com as atividades de financiamento ou de investimento; e

(g) recebimentos e pagamentos de caixa de contratos mantidos para negociação imediata ou disponíveis para venda futura.

  1. A divulgação em separado dos fluxos de caixa advindos das atividades de investimento é importante em função de tais fluxos de caixa representarem a extensão em que os dispêndios de recursos são feitos pela entidade com a finalidade de gerar lucros e fluxos de caixa no futuro. Somente desembolsos que resultam em ativo reconhecido nas demonstrações contábeis são passíveis de classificação como atividades de investimento. Exemplos de fluxos de caixa advindos das atividades de investimento são:

(a) pagamentos em caixa para aquisição de ativo imobilizado, intangíveis e outros ativos de longo prazo. Esses pagamentos incluem aqueles relacionados aos custos de desenvolvimento ativados e aos ativos imobilizados de construção própria;

(b) recebimentos de caixa resultantes da venda de ativo imobilizado, intangíveis e outros ativos de longo prazo;

(c) pagamentos em caixa para aquisição de instrumentos patrimoniais ou instrumentos de dívida de outras entidades e participações societárias em joint ventures (exceto aqueles pagamentos referentes a títulos considerados como equivalentes de caixa ou aqueles mantidos para negociação imediata ou futura);

(d) recebimentos de caixa provenientes da venda de instrumentos patrimoniais ou instrumentos de dívida de outras entidades e participações societárias em joint ventures (exceto aqueles recebimentos referentes aos títulos considerados como equivalentes de caixa e aqueles mantidos para negociação imediata ou futura);

(e) adiantamentos em caixa e empréstimos feitos a terceiros (exceto aqueles adiantamentos e empréstimos feitos por instituição financeira);

(f) recebimentos de caixa pela liquidação de adiantamentos ou amortização de empréstimos concedidos a terceiros (exceto aqueles adiantamentos e empréstimos de instituição financeira);

(g) pagamentos em caixa por contratos futuros, a termo, de opção e swap, exceto quando tais contratos forem mantidos para negociação imediata ou futura, ou os pagamentos forem classificados como atividades de financiamento; e

(h) recebimentos de caixa por contratos futuros, a termo, de opção e swap, exceto quando tais contratos forem mantidos para negociação imediata ou venda futura, ou os recebimentos forem classificados como atividades de financiamento.

  1. A divulgação separada dos fluxos de caixa advindos das atividades de financiamento é importante por ser útil na predição de exigências de fluxos futuros de caixa por parte de fornecedores de capital à entidade. Exemplos de fluxos de caixa advindos das atividades de financiamento são:

(a) caixa recebido pela emissão de ações ou outros instrumentos patrimoniais;

(b) pagamentos em caixa a investidores para adquirir ou resgatar ações da entidade;

(c) caixa recebido pela emissão de debêntures, empréstimos, notas promissórias, outros títulos de dívida, hipotecas e outros empréstimos de curto e longo prazos;

(d) amortização de empréstimos e financiamentos; e

(e) pagamentos em caixa pelo arrendatário para redução do passivo relativo a arrendamento mercantil.

(AI) Recebimentos de caixa resultantes da venda de ativo imobilizado, intengíveis e outros ativos de longo prazo

(AO) Pagamentos de caixa a fornecedores de mercadorias e serviços

(AO) Recebimentos e pagamentos de caixa de contratos mantidos para negociação imediata ou disponíveis para venda futura

(AF) Pagamentos em caixa a investidores para adquirir ou resgatar ações da entidade

(AI) Adiantamentos em caixa e empréstimos feitos a terceiros (exceto aqueles adiantamentos e empréstimos feitos por instituição financeira)

________

Questão 11 – Ajuste ao Valor Recuperável

Gabarito: letra B

Comentários:

(  ) Valor Justo 415.000,00
(-) Despesas de Venda -35.000,00
(=) Valor Justo Líquido 380.000,00
(  ) Valor Justo Líquido 380.000,00
(  ) Valor em Uso 414.800,00
 => Valor Recuperável 414.800,00 Máximo
(  ) Valor Contábil 425.000,00
(-) Valor Recuperável -414.800,00
(=) Perda por Ajuste 10.200,00 Limitada a zero

________

Questão 12 – Custos dos Estoques

Gabarito: letra C

Comentários:

 

(  ) Preço das Mercadorias 10.000,00
(-) Tributos Recuperáveis sobre a Mercadoria -1.800,00
(+) Frete 200,00
(-) Tributos Recuperáveis sobre o Frete -24,00
(+) Seguros 250,00
(=) Custo de Aquisição 8.626,00
(*) % Vendido 70%
(=) Custo das Mercadorias Vendidas 6.038,20

________

Questão 13 – Demonstração da Mutação do PL – CABE RECURSO

Gabarito: letra B

Comentários:

Item Valor Variação do Saldo do PL
Saldo do Patrimônio Líquido em 31/12/2017 80.000,00 0,00
Aumento de Capital em Dinheiro 15.000,00 15.000,00
Aquisição de Ações da Própria Empresa 3.000,00 -3.000,00
Lucro Líquido do Exercício 8.000,00 8.000,00
Reversão da Reserva de Contingência 3.000,00 0,00
Proposta da Administração de destinação do Lucro
 – Reserva Legal 400,00 0,00
 – Reserva Estatutária 4.800,00 0,00
 – Dividendos a Distribuir 5.800,00 -5.800,00 *IPC 08
14.200,00

ICPC 08

  1. O item 12 do Pronunciamento Técnico CPC 24 – Evento Subsequente determina que “se a entidade declarar dividendos aos detentores de instrumentos patrimoniais (como definido no Pronunciamento Técnico CPC 39 – Instrumentos Financeiros: Apresentação) após o período contábil a que se referem as demonstrações contábeis, a entidade não deve reconhecer esses dividendos como passivo ao final daquele período.”

________

Questão 14 – Demonstrações Contábeis Obrigatórias

Gabarito: letra C

Comentários:

  1. O conjunto completo de demonstrações contábeis inclui:

(a) balanço patrimonial ao final do período;

(b1) demonstração do resultado do período;

(b2) demonstração do resultado abrangente do período;

(c) demonstração das mutações do patrimônio líquido do período;

(d) demonstração dos fluxos de caixa do período;

(e) notas explicativas, compreendendo as políticas contábeis significativas e outras informações elucidativas; (Alterada pela Revisão CPC 08)

(ea) informações comparativas com o período anterior, conforme especificado nos itens 38 e 38A;

(f) balanço patrimonial do início do período mais antigo, comparativamente apresentado, quando a entidade aplicar uma política contábil retrospectivamente ou proceder à reapresentação retrospectiva de itens das demonstrações contábeis, ou quando proceder à reclassificação de itens de suas demonstrações contábeis de acordo com os itens 40A a 40D; e

(f1) demonstração do valor adicionado do período, conforme Pronunciamento Técnico CPC 09, se exigido legalmente ou por algum órgão regulador ou mesmo se apresentada voluntariamente

A Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos foi extinta pelas Leis n° 10.638/2007 e 11.941/2009.

________ 

Questão 15 – Classificação de Contas – Ativos – Lei das S/A

Gabarito: letra B

Comentários:

O fato de as contas de ativo serem classificadas em ordem decrescente do grau de liquidez (possibilidade de ser realizado – trocado por outra coisa, geralmente dinheiro), implica a apresentação das contas de ativo circulante (com maior grau de liquidez), antes das contas de ativo imobilizado.

________

Questão 16 – Objetivo da DVA – Lei das S/A – CPC 09

Gabarito: letra D

Comentários: 

A DVA serve para indicar a riqueza gerada e sua distribuição aos que colaboraram para sua produção.

Art. 188.  As demonstrações referidas nos incisos IV e V do caput do art. 176 desta Lei indicarão, no mínimo:

II – demonstração do valor adicionado – o valor da riqueza gerada pela companhia, a sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a geração dessa riqueza, tais como empregados, financiadores, acionistas, governo e outros, bem como a parcela da riqueza não distribuída.

IV – o lucro ou prejuízo operacional, as outras receitas e as outras despesas;                         (Redação dada pela Lei nº 11.941, de 2009)

V – o resultado do exercício antes do Imposto sobre a Renda e a provisão para o imposto;

VI – as participações de debêntures, empregados, administradores e partes beneficiárias, mesmo na forma de instrumentos financeiros, e de instituições ou fundos de assistência ou previdência de empregados, que não se caracterizem como despesa;                     (Redação dada pela Lei nº 11.941, de 2009)

VII – o lucro ou prejuízo líquido do exercício e o seu montante por ação do capital social.

  • 1º Na determinação do resultado do exercício serão computados:
  1. a) as receitas e os rendimentos ganhos no período, independentemente da sua realização em moeda; e
  2. b) os custos, despesas, encargos e perdas, pagos ou incorridos, correspondentes a essas receitas e rendimentos.

________

Questão 17 – Demonstração do Resultado do Exercício – Lei das S/A

Gabarito: letra D

Comentários:

Art. 187. A demonstração do resultado do exercício discriminará:

I – a receita bruta das vendas e serviços, as deduções das vendas, os abatimentos e os impostos;

II – a receita líquida das vendas e serviços, o custo das mercadorias e serviços vendidos e o lucro bruto;

III – as despesas com as vendas, as despesas financeiras, deduzidas das receitas, as despesas gerais e administrativas, e outras despesas operacionais;

A segregação das vendas no mercado doméstico e no mercado externo não é exigida pela Lei das S/A

________

Questão 18 – Classificação de Gastos – CPP – C Primário – C Transformação

Gabarito: letra D

Comentários:

Gasto Valor MD MOD CIF D. Oper.
Materiais Diretos 350.000,00 350.000,00
Materiais Indiretos 70.000,00 70.000,00
Mão de Obra Direta 280.000,00 280.000,00
Mão de Obra Indireta 45.000,00 45.000,00
Aluguel da Fábrica 60.000,00 60.000,00
Manutenção das Máquinas 9.000,00 9.000,00
Comissão sobre Vendas 15.000,00 15.000,00
Seguro da Fábrica 29.000,00 29.000,00
Marketing 12.000,00 12.000,00
Depreciação das Máquinas 62.000,00 62.000,00
Gastos com Limpeza da Fábrica 27.000,00 27.000,00
Energia Elétrica Consumida na Fábrica 34.000,00 34.000,00
350.000,00 280.000,00 336.000,00 27.000,00

 

(  ) MD 350.000,00
(+) MOD 280.000,00
(+) CIF 336.000,00
(=) CPP 966.000,00
(  ) MD 350.000,00
(+) MOD 280.000,00
(=) Cprim 630.000,00
(  ) MOD 280.000,00
(+) CIF 336.000,00
(=) Ctr 616.000,00

________

Questão 19 – Custeio por Absorção

Gabarito: letra B

Comentários:

 

(  ) Custos Variáveis 200.000,00
(+) Custos Fixos 120.000,00
(=) Custos Totais 320.000,00
(/) Qtd. Produzida 16.000,00
(=) Custos Unitários 20,00
(*) Qtd. Vendida 11.000,00
(=) Custo dos Produtos Vendidos 220.000,00

 

(  ) Preço de Venda Unitário 35,00
(*) Qtd. Vendida 11.000,00
(=) Receita de Venda 385.000,00
(-) Custo dos Produtos Vendidos -220.000,00
(=) Resultado Bruto 165.000,00
(-) Despesas Variáveis -70.000,00
(-) Despesas Fixas -30.000,00
(=) Resultado Líquido 65.000,00

________

Questão 20 – Custo do Produto Vendido

Gabarito: letra C

Comentários:

1 (  ) MOD Ctr. 0,4
(+) CIF 27.000,00
(=) Custo de Transf Ctr

 

2 0,4 Ctr + 27.000 = Ctr
27.000 = 0,6 Ctr
Ctr = 27.000 / 0,6
Ctr = 45.000,00

 

3 MOD + 27.000 = 45.000
MOD = 45.000 – 27.000
MOD = 18.000

 

4 (  ) Ei MD 20.000,00
(+) Compra MD 40.000,00
(-) EF MD X
(=) Custo MD 60.000 – X

 

5 (  ) Custo MD 60.000 – X
(+) MOD 18.000,00
(=) C Prim 50.000,00

 

6 60.000 – X + 18.000 = 50.000
 -X = 50.000 – 60.000 – 18.000
X = 28.000

________

Questão 21 – Custeio ABC

Gabarito: letra C

Comentários:

Capacidade (/) Custo (=) Custo Unitário
(  ) Energia 20.000,00 100.000,00 5,00
(  ) Inspeção 12.000,00 240.000,00 20,00
Bauru Energia Inspeção
(  ) Custo Unitário 5,00 20,00
(*) Consumo 6.000,00 10.000,00
(=) Custo Direcionado 30.000,00 200.000,00
Marília Energia Inspeção
(  ) Custo Unitário 5,00 20,00
(*) Consumo 30.000,00 3.000,00
(=) Custo Direcionado 150.000,00 60.000,00
Totais 180.000,00 260.000,00

________

Questão de Contabilidade Pública por 

Questão 22 – 

Gabarito: 

________

Questão 23 – 

Gabarito:

________

Questão 24

Gabarito:

________

Questões de Contabilidade Geral e Normatização por Luiz Eduardo

Questão 25 – Custeio Direto ou Variável

Gabarito: letra B

Comentários:

(  ) Custos Variáveis Iniciais 2.500,00
(/) Quantidade Vendida 10.000,00
(=) Custos Variáveis Unitários 0,25

 

Situação Inicial Situação Final
(  ) Preço de Venda 0,70 0,70
(-) Custos Variáveis Unitários -0,25 -0,25
(=) Margem de Contribuição Unitária 0,45 0,45
(*) Qtd. Vendida 10.000,00 16.000,00
(=) Margem de Contribuição Total 4.500,00 7.200,00
(-) Custos Fixos -1.800,00 -3.800,00
(=) Resultado 2.700,00 3.400,00

________

Questão 26 – Margem de Contribuição

Gabarito: em breve

Comentários:

Situação Inicial Adição
(  ) Preço de Venda 1,00 0,60
(-) Custos Variáveis Unitários -0,50 -0,50
(=) Margem de Contribuição Unitária 0,50 0,10
(*) Qtd. Vendida 80.000,00 10.000,00
(=) Margem de Contribuição Total 40.000,00 1.000,00 41.000,00

________

Questão 27 – Controladoria

Gabarito: em breve

Questões de Direito Tributário por Maria Christina Barreto

Questão 28 – Empréstimo Compulsório – CF88

Gabarito: letra C

Comentário:

Art. 148. A União, mediante lei complementar, poderá instituir empréstimos compulsórios:

I – para atender a despesas extraordinárias, decorrentes de calamidade pública, de guerra externa ou sua iminência;

II – no caso de investimento público de caráter urgente e de relevante interesse nacional, observado o disposto no art. 150, III, “b”.

Parágrafo único. A aplicação dos recursos provenientes de empréstimo compulsório será vinculada à despesa que fundamentou sua instituição.

_________
Questão 29 – Obrigação Tributária – CTN

Gabarito: letra C

Comentário: art. 113 parágrafo 1 ctn

________
Questão 30 – Princípios Tributários – CF88

Gabarito: letra B

Comentário: princípio da legalidade.

Art. 150. Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:

I – exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça

Questões de Estatística e Matemática Financeira

Questão 31

Gabarito: letra ??

_________

Questão 32

Gabarito: letra ??

Questões de Escolas de Contabilidade por Cláudio Zorzo

Questão 33

Gabarito: letra B

_________
Questão 34

Gabarito: letra A

_________
Questão 35

Gabarito: letra C

Questão de Estrutura Conceitual por Cláudio Zorzo 

Questão 36

Gabarito: letra B

Comentários:

Questões de Ética por Maria Christina Barreto

Questão 37

Gabarito: letra B

Comentário: art. 6 do decreto 9295/46

_________
Questão 38

Gabarito: letra D

Comentário: art. 6 CED

_________
Questão 39

Gabarito: letra D

Comentário: art. 3 III CED

_________
Questão 40

Gabarito: letra A

_________
Questão 41

Gabarito: letra A

Comentário: art. 5 e 12 CED

Questões de Perícia Contabil por Cláudio Zorzo

Questão 42

Gabarito: letra D

________

Questões de Auditoria e Perícia Contábil por Marcelo Aragão

Questão 43: O art. 2º da Resolução CFC nº 1.328/11 classifica as Normas Brasileiras de Contabilidade em (…)

Gabarito: letra A.

Comentário: As Normas Brasileiras de Contabilidade (NBC) cobrem aspectos profissionais (NBC P +) e técnicos (NBC T +) para cada uma das áreas: Contabilidade, Auditoria Independente, Auditoria Interna e Perícia Contábil. Logo, a única norma que não condiz com a estrutura de normas profissionais é a de Perícia – NBC TP (letra A), por ser uma norma técnica e não profissional. As demais alternativas correspondem a normas profissionais (NBC P +).

Questão de Estrutura Conceitual por Cláudio Zorzo

Questão 44 – Finalidade das Demonstrações

Gabarito: letra D

Comentários: 

Demonstrações contábeis elaboradas dentro do que prescreve esta Estrutura Conceitual objetivam fornecer informações que sejam úteis na tomada de decisões econômicas e avaliações por parte dos usuários em geral, não tendo o propósito de atender finalidade ou necessidade específica de determinados grupos de usuários. Demonstrações contábeis elaboradas com tal finalidade satisfazem as necessidades comuns da maioria dos seus usuários, uma vez que quase todos eles utilizam essas demonstrações contábeis para a tomada de decisões econômicas, tais como:

(a) decidir quando comprar, manter ou vender instrumentos patrimoniais;

(b) avaliar a administração da entidade quanto à responsabilidade que lhe tenha sido conferida e quanto à qualidade de seu desempenho e de sua prestação de contas;

(c) avaliar a capacidade de a entidade pagar seus empregados e proporcionar-lhes outros benefícios;

(d) avaliar a segurança quanto à recuperação dos recursos financeiros emprestados à entidade;

(e) determinar políticas tributárias;

(f) determinar a distribuição de lucros e dividendos;

(g) elaborar e usar estatísticas da renda nacional; ou

(h) regulamentar as atividades das entidades.

__________

Questão 45: Segundo a NBC TA 620 – Utilização do Trabalho de Especialistas, o especialista do auditor é uma pessoa (…). Um especialista do auditor pode ser necessário para ajudar o auditor em um ou mais dos seguintes assuntos, EXCETO

Gabarito: letra D.

Comentário:  De acordo com a NBC TA 620, item A4, um especialista do auditor pode ser necessário para ajudar o auditor em um ou mais dos assuntos a seguir:

  • entendimento da entidade e de seu ambiente, incluindo seus controles internos;
  • identificação e avaliação dos riscos de distorção relevante;
  • determinação e implementação de respostas gerais aos riscos avaliados no nível de demonstrações contábeis;
  • definição e execução de procedimentos adicionais de auditoria para responder aos riscos avaliados no nível de afirmação, que compreendem testes de controle ou procedimentos substantivos;
  • avaliação da suficiência e adequação da evidência de auditoria obtida na formação de opinião sobre as demonstrações contábeis.

Logo, a letra D é a única alternativa que não corresponde corretamente à norma.

Repare que a norma estabelece que os procedimentos adicionais são os testes de controle ou procedimentos substantivos, e a letra D aponta que são os procedimentos/técnicas de indagação e de procedimentos analíticos.

__________

Questão 46: A NBC TA 500 (R1) – Evidência de Auditoria descreve (…). Diante do exposto, analise as afirmativas, marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

Gabarito: Letra A

Comentário:

  • A primeira afirmativa é Verdadeira e transcreve literalmente o item A14 da NBC TA 500.
  • A segunda afirmativa é Verdadeira e transcreve literalmente o item A22 da NBC TA 500.
  • A terceira alternativa é Falsa, ao confundir a observação com a reexecução (envolve a execução independente pelo auditor de procedimentos ou controles que foram originalmente realizados como parte do controle interno da entidade). Conforme o item A17 da NBC TA 500, o correto seria: A observação consiste no exame de processo ou procedimento executado por outros, por exemplo, a observação pelo auditor da contagem do estoque pelos empregados da entidade ou da execução de atividades de controle.
  • A quarta alternativa é Verdadeira, sendo transcrição literal do item A21 da NBC TA 500.

_________

Questão 47: A NBC PP 01 – Perito Contábil apresenta diversos temas e os conceitos atribuídos (…)

Gabarito: Letra A.

Comentário: Todas as alternativas são Falsas, pois não correspondem corretamente aos conceitos estabelecidos na NBC PP 01.

O correto seria:

Perito oficial: é o investido na função por lei e pertencente a órgão especial do Estado.

Perito assistente: é o contratado e indicado pela parte em perícias contábeis, em processos judiciais e extrajudiciais, inclusive arbitral.

Perito nomeado: é o nomeado pelo juiz em perícia contábil judicial.

Perito: é o Contador regularmente registrado em Conselho Regional de Contabilidade, que exerce a atividade pericial de forma pessoal, devendo ser profundo conhecedor, por suas qualidades e experiências, da matéria periciada.

__________

Questão 48: De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil (…). De acordo com a referida norma, marque a alternativa que apresenta um significado correto.

Gabarito: Letra B.

Comentário: A única alternativa que traz corretamente o significado dos procedimentos de perícia contábil estabelecidos na NBC TP 01 (itens 20 a 27) é a letra B: A vistoria é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de forma circunstancial.

Letra A – INCORRETO. O arbitramento é a determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico.

Letra C – INCORRETO. A investigação é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer pericial contábil o que está oculto por quaisquer circunstâncias.

Letra D – INCORRETO.  A indagação é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou fato relacionado à perícia.

—-

Questões de Língua Portuguesa por Claiton Natal

Questão 49

Gabarito: letra B

__________

Questão 50

Gabarito: letra A

Detalhes do Exame de Sufiência do Conselho Federal de Contabilidade (gabarito CFC):

Concurso Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (gabarito CFC)
Banca organizadora Consulplan
Escolaridade bacharelado em Ciências Contábeis
Número de vagas 1.778 + CR
Inscrições de 22 de abril a 22 de maio de 2019
Taxa de inscrição R$ 110
Data da prova 07 de julho de 2019

 


Edital

WHATSAPP GCO: receba gratuitamente notícias de concursos! Clique AQUI!

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para o Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Curso completo, professores especialistas, banco de questões e muito mais! Garanta a sua aprovação!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Notícias Relacionadas

Anna Rodrigues
Anna Rodrigues
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online

Principais de Exame CFC

25 Comentários

25 Comentários

  1. Mariana Borges Delfino Duarte

    07/07/2019 18:43em18:43

    O de agente sai que horas?

    • Fabi

      07/07/2019 19:52em19:52

      Também quero saber onde acho o gabarito

  2. Fabio

    07/07/2019 20:54em20:54

    Tem como receber por whats?

    (62) 98559-6014

  3. Maria Luiza

    07/07/2019 22:59em22:59

    Onde encontro o gabarito do exame de suficiência do CRC realizada dia 07/07/2019

    • Adélio

      08/07/2019 09:35em09:35

      Gabarito da prova amarela do exame de sufuciencia CRC 2019 do Maranhão

  4. Maria Luiza

    07/07/2019 23:02em23:02

    Relação de aprovados no exame de suficiência CFC em 07/07/2019 RJ

  5. Maria Luiza

    07/07/2019 23:04em23:04

    Relação de aprovados no exame de suficiência CRC 07/07/2019 RJ

  6. Emilly

    08/07/2019 09:01em09:01

    A questão 37 da prova verde esta com o enunciado incorreto. O decreto é 9295/46 e na prova esta 9295/45, isso cabe recurso?

  7. Adélio

    08/07/2019 09:31em09:31

    Gabarito da prova amarela do exame de sufuciencia CRC 2019 do Maranhão

  8. Marco

    08/07/2019 12:34em12:34

    Agradeço a toda a equipe da Gran Cursos que, ao contrário de outros sites de cursos preparatórios, disponibilizou por ESCRITO o gabarito corrigido por seu corpo docente.

    Ainda não tenho em mente me preparar para algum concurso público, mas quando precisar, a minha matrícula é de vocês.

    Forte abraço.

  9. Lazara Silva

    08/07/2019 14:06em14:06

    Boa tarde tudo bem, alguém sabe se caberá recurso em alguma questão

  10. Lazara Silva

    08/07/2019 14:09em14:09

    Já saiu o original pela consuplan

  11. Danilo Braga

    08/07/2019 14:19em14:19

    a questão 21 não caberia recurso!?
    visto que a capacidade máxima de energia é 20.000 e de inspeção é 12.000 ???
    e a produção é valor maior?

  12. Romuel Castelani

    08/07/2019 15:08em15:08

    As questões 22, 23 e 24 não foram respondidas por haver algum problema?

  13. Luciene

    08/07/2019 16:40em16:40

    Você poderia mandar o texto fazendo o recurso explicando como devo escrever para convencer a banca

  14. Simone

    08/07/2019 23:02em23:02

    quais questões cabe recurso?

  15. heder

    09/07/2019 11:34em11:34

    bom dia,
    nao sei se cabe recurso mas conforme questao 39 Decreto-Lei n. 9295/45, erraram o ano, seria 9295/46
    questao 33 onde se lê Lucidibus et al(2018), seria ” iudicibus.

    prova branca
    obrigado.

  16. heder

    09/07/2019 12:12em12:12

    oi

  17. heder

    09/07/2019 15:58em15:58

    bom dia, na questao 39 esta escrito Decreto-Lei 9295/45, sendo que o certo é Decreto-Lei 9295/46.
    na questao 33 esta escrito Ludícibus et al (2018). Sendo que o certo é ” Iudicibus”. tudo cabe anulação das questoes.

    • Ana Carolina

      10/07/2019 09:43em09:43

      Bom dia,

      Você sabe quando posso pedir recurso?

  18. Lorena

    09/07/2019 16:39em16:39

    Questão 27 controladoria cabe recurso?

  19. Jucileia

    09/07/2019 18:21em18:21

    Olá, alguém mais entrou com recurso referente a questão 33 no caderno verde, a mesma 36 no caderno azul… tb estou em duvida… no aguardo

  20. Dayane Mendes de Freitas Lopes

    10/07/2019 14:43em14:43

    Questão 13 – Demonstração da Mutação do PL – CABE RECURSO

    Gabarito: letra B

    Comentários:

    Item Valor Variação do Saldo do PL
    Saldo do Patrimônio Líquido em 31/12/2017 80.000,00 0,00
    Aumento de Capital em Dinheiro 15.000,00 15.000,00
    Aquisição de Ações da Própria Empresa 3.000,00 -3.000,00
    Lucro Líquido do Exercício 8.000,00 8.000,00
    Reversão da Reserva de Contingência 3.000,00 0,00
    Proposta da Administração de destinação do Lucro
    – Reserva Legal 400,00 0,00
    – Reserva Estatutária 4.800,00 0,00
    – Dividendos a Distribuir 5.800,00 -5.800,00 *IPC 08
    14.200,00
    ICPC 08

    O item 12 do Pronunciamento Técnico CPC 24 – Evento Subsequente determina que “se a entidade declarar dividendos aos detentores de instrumentos patrimoniais (como definido no Pronunciamento Técnico CPC 39 – Instrumentos Financeiros: Apresentação) após o período contábil a que se referem as demonstrações contábeis, a entidade não deve reconhecer esses dividendos como passivo ao final daquele período.”

    Por favor, podem me orientar melhor sobre a questão acima???

    Gostaria de solicitar recurso.

  21. Inez Morais

    10/07/2019 14:50em14:50

    Tem previsão para a postagem da resolução da questão 27????

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo