Elias Santana

Acordem! A Nova Ortografia já é oficial (Parte 5)! Por: Elias Santana

Olá, amigos e amantes do vernáculo! Tudo em paz?

Vamos hoje liquidar a fatura do Novo Acordo Ortográfico? Então, vamos juntos! O último tópico sobre o hífen!

Quando um prefixo é terminado em consoante, e a palavra seguinte é iniciada por consoante idêntica, usa-se hífen. É o que se vê em “inter-regional” e em “sub-bibliotecário” (seria estranho, por exemplo, ver, em uma única palavra, duas letras “b” juntas). Já quando o prefixo encerra-se em consoante, e a palavra seguinte inicia-se com consoante diferente, retira-se o hífen. Como exemplo temos “intermunicipal” e “hipermercado”. Há uma exceção: quando se emprega o prefixo –sub seguido de uma palavra iniciada com R. É o que se vê em “sub-raça” (as consoantes são diferentes, mas o hífen é obrigatório). Faça comigo um exercício: retire o hífen de “sub-raça”, una as duas palavras e leia o resultado. Conseguiram agora entender o motivo da exceção? Se ainda não entendeu, fale comigo pelo meu Facebook (Elias Santana). Vou te mandar um áudio de esclarecimento!

Já quando o prefixo se finda em consoante, e a palavra seguinte é iniciada em vogal, retira-se o hífen. É o que se vê em “superinteressante” e em “hiperativo”. Também há uma exceção: Se o prefixo for terminado com consoantes nasais (-m ou –n), o hífen será mantido. É o que se vê em “pan-americano” e “circum-ambiente”.

Por fim, existe uma lista de prefixos que sempre vão exigir a presença de hífen. São eles “ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró e vice”. Portanto, nada mudou em “ex-marido”, “vice-presidente”, “pré-escola” e “sem-terra”, por exemplo.

Cabe ressaltar que tudo o que expus sobre o hífen aqui no Brasília diz respeito aos casos em que há prefixos com palavras. É a circunstância linguística de maior atuação do novo acordo da língua portuguesa! Há mais o que dizer sobre o hífen (quando não se tem prefixo, mas duas palavras de fato). Mas esse será um assunto para artigos posteriores. Vocês desejam que eu fale sobre isso? Se sim, entre em contato com a nossa redação! Se for da vontade de boa parte dos nossos leitores, volto a falar do hífen!

Na semana que vem, falaremos mais sobre o nosso fascinante idioma! Até lá!

 


Elias Santana

Licenciado em Letras – Língua Portuguesa e Respectiva Literatura – pela Universidade de Brasília. Possui mestrado pela mesma instituição, na área de concentração “Gramática – Teoria e Análise”, com enfoque em ensino de gramática. Foi servidor da Secretaria de Educação do DF, além de professor em vários colégios e cursos preparatórios. Ministra aulas de gramática, redação discursiva e interpretação de textos. Ademais, é escritor, com uma obra literária já publicada. Por essa razão, recebeu Moção de Louvor da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

 


WHATSAPP GCO: receba gratuitamente notícias de concursos! Clique AQUI!

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

 

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Para o Topo