Jean Marcel

O que deve mudar no CACD 2019?

A edição de hoje (27/06) do Diário Oficial da União contém publicação que deixou os candidatos ao Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) de cabelos em pé: trata-se do extrato de dispensa de licitação no 29, cujo objeto é a contratação do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES) para prestação de serviços técnico-especializados nas áreas de logística e de composição de bancas examinadoras para organização e realização do CACD 2019.

Antes de avaliar o que isso significa para o formato do próximo processo seletivo de diplomatas, avaliemos a importância desse extrato como confirmação do próprio lançamento do Concurso.

Em 3 de maio deste ano, quando se comemorava o dia do diplomata[1], o Presidente Jair Bolsonaro, ao discursar na cerimônia de formatura dos últimos formandos do IRBr afirmou: “O nosso ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em contato com o nosso ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que manterá o concurso dos senhores no corrente e nos demais anos. Então, uma prova de reconhecimento do trabalho de todos os senhores e senhoras”.

Até aquele momento, havia dúvidas sobre a realiação do CACD neste ano, ainda que o a seleção ocorra regularmente desde a fundação do IRBr, em 1945. O alívio, no entanto, durou até que o ministro da Economia anunciou, em 6 de junho corrente, que o governo federal não lançaria novos concursos públicos nos próximos anos.

Ainda na semana passada, em 22/6, o Presidente da República confirmou a informação e não citou o CACD: “Paulo Guedes decidiu basicamente que poucas áreas terão concurso, porque não tem como pagar mais. O problema é esse. A gente até gostaria em uma área ou outra. Abri uma exceção para a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. Fora isso, dificilmente teremos concurso no Brasil nos próximos poucos anos”.

Nesse contexto, o CACD parecia novamente ameaçado. Ou seja, a publicação de hoje desse extrato deve ser comemorada, pois agora, sim, está confirmada a realização do Concurso para diplomatas em 2019!

Sobre o formato da próxima edição do processo seletivo, volto a afirmar o que sempre digo, provavelmente na contra-mão do que muitos têm dito por aí: pouca coisa irá mudar e aqueles que já se preparam há tempos para ingressar no Itamaraty terão vantagem sobre quem iniciará agora sua preparação.

Em primeiro lugar, digo isso porque quem manda no CACD é o Instituto Rio Branco, não a instituição que eventualmente contrata para a “prestação de serviços técnico-especializados nas áreas de logística”. Ou seja, é o IRBr que decide qual será o formato das provas e o IADES, assim como fez o CEBRASPE durante quase duas décadas, cuidará de viabilizar sua aplicação.

Em segundo lugar, mesmo quando trabalhar na “composição de bancas examinadoras para organização e realização do CACD 2019”, o IADES seguirá as orientações do IRBr. O Instituto Americano de Desenvolvimento não decidirá sozinho quem serão os professores que serão contratados como examinadores. Essa escolha sempre foi criteriosa e assim continuará. Não haverá, portanto, queda de qualidade das provas.

Em terceiro lugar, não há motivo para alterações nas disciplinas cobradas no Concurso, nem no formato dos exames. Antes da contratação do CEBRASPE, em 2002, o IRBr organizava o CACD e cuidava sozinho da logística de aplicação das provas. Na época, o Concurso já era composto de três fases, nos mesmos moldes atuais. A segunda e a terceira fases eram escritas, enquanto a primeira, objetiva.

A prova objetiva, porém, foi a única que sofreu mudança significativa (de formato) desde que o CEBRASPE assumiu a logística do Concurso. Esse exame, que antes era chamado do Teste de Pré-Seleção (TPS), tinha questões de múltipla escolha, com apenas um item correto em cinco alternativas.

O CEBRASPE sugeriu, e a sugestão foi aceita pelo IRBr, mudar o formato da prova objetiva para questões de CERTO ou ERRADO (cada pergunta com quatro itens de valor 0,25 positivos para as respostas corretas e -0,25 ponto para as equivocadas).

O IADES costuma trabalhar com o padrão anterior de múltipla escolha. Isso significa, portanto, que esse será o novo formato da prova objetiva? Não necessariamente. Que as provas orais serão novamente introduzidas no CACD? Muito provavelmente não. Se isso algum dia vier a ocorrer, a decisão não terá sido motivada pela contratação de nova instituição de apoio logístico. O mesmo vale para as disciplinas cobradas, as quais, é possível afirmar com boa chance de acerto, permanecerão as mesmas.

Logo, não há motivo para gastar tanta energia com preocupações relacionadas ao CACD 2019. O mais importante é que o Concurso está confirmado. Guarde suas forças para o mais importante: dedique-se com afinco a sua preparação!

[1] O dia do diplomata é 20 de abril, em homenagem ao nascimento do Barão do Rio Branco, que nasceu nessa data no ano de 1845. A comemoração, no entanto, costuma ser flexível, pois depende da agenda do Presidente da República, que vai anualmente ao Itamaraty participar da cerimônia de formatura dos diplomatas que terminaram o Curso de Formação do Instituto Rio Branco (IRBr) e também para entregar condecorações da Ordem de Rio Branco.

Prof.Jean Marcel Fernandes – Coordenador Científico

Nomeado Terceiro-Secretário na Carreira de Diplomata em 14/06/2000. Serviu na Embaixada do Brasil em Paris, entre 2001 e 2002. Concluiu o Curso de Formação do Instituto Rio Branco em julho de 2002. Lotado no Instituto Rio Branco, como Chefe da Secretaria, em julho de 2002. Serviu na Embaixada do Brasil em Buenos Aires – Setor Político, entre 2004 e 2007. Promovido a Segundo-Secretário em dezembro de 2004. Concluiu Mestrado em Diplomacia, pelo Instituto Rio Branco, em julho de 2005. Publicou o livro “A promoção da paz pelo Direito Internacional Humanitário”, Fabris Editor, Porto Alegre, em maio de 2006.

 

WHATSAPP GCO: receba gratuitamente notícias de concursos! Clique AQUI!

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Cheguei Lá

1 comentário

1 Comentário

  1. Penélope Antílope

    28/06/2019 23:44 em 23:44

    Ou seja: o articulista admite ser suas afirmações meras conjecturas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo