O que são XML Web Services? (Teoria)

Estudamos sobre o que é SOA e quais seus princípios. Agora, vamos estudar o que são Web Services e um tipo de Web Services: XML Web Services.

Fala, meus consagrados! Tudo beleza com vocês?

Estudamos sobre O que é SOA? e quais Princípios Básicos da SOA. Agora, vamos estudar o que são Web Services e um tipo específico: XML Web Services.

Então, simbora comigo!


Web Services

Web Services podem implementar a Arquitetura Orientada a Serviços (SOA).

São aplicações:

  • Lógicas;
  • Programáveis;
  • Acessíveis; e
  • Que usam os protocolos padrão da Internet para que se torne possível a comunicação transparente:
    • Máquina para máquina; ou
    • Aplicação para aplicação.

Fazem blocos funcionais acessíveis através de protocolos de Internet, independentes de plataformas ou de linguagens de programação.

Podemos usar os Web Services para representar novas aplicações ou uma abstração para sistemas legados existentes.

As vantagens de seu uso são:

  • Independência de plataforma de hardware e software;
  • Baixo acoplamento devido à elevada granulosidade dos módulos;
  • Reusabilidade dos módulos característicos que aumenta a velocidade de integração destes;
  • Ubiquidade, padronização e escalabilidade;
  • São diferenciais importantes quando comparados com outras tecnologias;
    • Por exemplo:
      • CORBA;
      • DCOM; ou
      • RMI.

dois tipos de uso dos Web Services:

  • Componentes reutilizáveis; e
  • Conexão de softwares legados;
    • Web Services podem ajudar a resolver o problema de interoperabilidade, dando diferentes aplicações uma maneira de unir os seus dados
    • Com esses serviços, pode-se trocar dados entre:
    • Diferentes aplicações; e
    • Plataformas diferentes.

 


XML Web Services

Também são conhecidos como “Big” Web Services.

São utilizados para classificar aplicações que são expostas em uma rede via o uso de padrões XML e protocolos de Internet (principalmente o HTTP), de tal modo que eles sejam bastante interoperáveis com outros aplicativos distribuídos distintos.

São:

  • Baseados no estilo da arquitetura SOA;
  • Componentes de aplicação;
  • Independentes;
  • Auto-descritivos; e
  • Comunicam-se usando protocolos abertos.

Sua base são:

  • XML:
    • Fornece uma linguagem que pode ser usada entre diferentes:
      • Plataformas; ou
      • Linguagens de programação;
    • Expressa:
      • Mensagens; e
      • Funções complexas; e
  • HTTP:
    • É o protocolo mais usado da Internet.

Por isso o termo é XML Web Services! =)

Eles são uma abordagem para implementar a SOA com o uso de protocolos de comunicação e representações de dados com base em XML para alcançar a independência de plataforma e, consequentemente, a interoperabilidade.

Proporcionam um modo padronizado de integrar aplicativos baseados na web como um meio de as empresas e organizações se comunicarem, sem ter um conhecimento extensivo dos sistemas de TI umas das outras.

O paradigma de SOA prevê a independência de linguagem e plataforma e essa independência pode ser alcançada com os XML Web Services, pois eles utilizam protocolos baseados em XML, sem a dependência de uma tecnologia ou framework específicos de um fabricante.

As vantagens do uso do XML Web Services na implementação dos conceitos da SOA:

  • Permite utilizar as regras de negócio através da rede;
  • Conecta aplicações de diferentes fornecedores;
  • Protocolos padronizados (SOAP/WSDL/UDDI);
  • Baixo custo de comunicação (Internet); e
  • Publicação automática (UDDI).

XML Web Services permitem que os aplicativos se comuniquem entre si de modo independente de plataforma e linguagem de programação.

O XML é utilizado para descrever as interfaces de aplicativos em WSDL. Tanto o XML e quanto o WSDL são padrões abertos que permitem que os serviços se comuniquem de uma maneira neutra, independentemente de:

  • Plataforma de hardware;
  • Sistema operacional; e
  • Linguagem de programação.

Por fim, temos os seguintes elementos de tipo de web services:

  • SOAP:
    • Simple Object Access Protocol;
  • WSDL:
    • Web Services Description Language;
  • UDDI:
    • Universal Description Discovery and Integration.

 


Referências

 


Então é isso!
[]’s e até a próxima!
_________________________
Professor Rogerão Araújo

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Rogério Araújo
Rogério Araújo
Auditor Federal do STN, especialista em Governança em TI e professor de Desenvolvimento de Sistemas
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo