BPM CBOK 4.0 – O Ciclo de Vida BPM

Ciclo de vida integrado para negócios e transformação digital

Avatar


12/11/2021 | 13:15 Atualizado há 165 dias

Olá, Concurseir@!

Primeiramente, se gostar do post, ajude a melhorar a life do professor, dando uma curtida! 🙂

De antemão, apresentei o CBOK 4.0 nest post AQUI… Além disso, comentei as “novidades” do CBOK 4 AQUI.

Fiz uma interação recente com alguns estudantes, que demonstraram um interesse em conhecer mais sobre o Ciclo de Vida BPM. Nesse sentido, o post de hoje detalha essa “inovação” do CBOK 4.0.

Conforme o CBOK 4.0, o Ciclo de Vida BPM trata da execução da estratégia, adotando um modelo de ciclo de vida integrado, tanto para negócios como para a transformação digital. Nesse sentido, a disciplina de BPM busca sustentar o valor estratégico. Tal qual, o ciclo tem 5 fases.

Fase 1

O foco da Fase 1, de alinhar os processos às estratégias e às metas, passa por conhecer os objetivos do cliente e, a partir desta perspectiva, determinar o foco dos processos e de suas metas, em atendimento às metas e estratégias da organização. Em síntese, a imagem a seguir detalha a Fase 1.

Fase 2

É na Fase 2 que o planejamento para as mudanças ocorre. Os processos AS-IS são avaliados, inclusive no quesito desempenho; em seguida, os processos TO-BE são desenhados e simulados; além disso, nesta fase, são identificados gaps no novo processo, buscando sua validação, assim como a priorização das mudanças. Dessa forma, a imagem a seguir resume a Fase 2.

Em uma referência cruzada, é durante a Fase 2 que as áreas de conhecimento da modelagem, análise, desenho, desempenho e transformação ficam evidentes.

Fase 3

Nesta fase, os planos de implementação de tecnologia são executados, visando sua implantação. Simultaneamente, os demais planos (gestão de processos e treinamento, gestão de mudanças e projetos e realização de benefícios) também são executados. Sob o mesmo ponto de vista, a imagem a seguir ilustra essa fase.

Ainda assim, na mesma perspectiva de referência cruzada, na Fase 3, as áreas de conhecimento de organização e transformação, estão evidentes.

Fase 4

Agora, nesta fase temos uma mudança de abordagem. Como o CBOK não é prescritivo (assim como os demais “BOKs” que, como “Corpos de Conhecimento”, têm papel mais de referência), ele não aborda como desenvolver as iniciativas gestadas na Fase 3 ou implementar as mudanças da Fase 4. Logo, a imagem a seguir resume essa fase.

Fase 5

Posteriormente ao desenvolvimento das iniciativas e sua implementação, a Fase 5 ocorre. Ao passo que, nessa fase, as organizações devem medir o sucesso de suas iniciativas de BPM. Por fim, a imagem a seguir ilustra e resume essa fase.

Ainda, na preocupação de explicitar a referência cruzada entre fases e áreas de conhecimento, é na Fase 5 que a área de conhecimento do gerenciamento corporativo de processos mais se evidencia.

Esse assunto do Ciclo de Vida BPM é tão relevante que gravei um módulo somente dele, em meu novo curso da matriz Gerência de Processos (2021) CBOK 4. Continuo em home studio, correndo com a gravação das aulas.

Bons estudos!

Avatar

Analista de TI no TRF 1 e professor de Governança, Gestão de TI nas Organizações Públicas e Gestão de Projetos
2

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.