Concurso Ministério da Economia: taxa de inscrição será devolvida!

Concurso Ministério da Economia: o processo seletivo para 300 vagas imediatas e mais de mil oportunidades para cadastro de reserva foi cancelado.

Avatar


04/05/2022 | 14:26 Atualizado há 24 dias

O concurso Ministério da Economia está cancelado! A informação foi publicada em comunicado dia 04 de maio no site da banca organizadora, Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IDIB). O Ministério da Economia iria contratar por tempo determinado 300 profissionais de nível médio e superior para atividades previdenciárias.

O Ministério entrará em contato com os candidatos pagantes a partir deste mês de maio, por meio das correspondências eletrônicas cadastradas junto ao IDIB, a fim de colher as informações necessárias para a devolução da taxa de inscrição no certame.

Confira ao longo desta matéria mais informações sobre o concurso Ministério da Economia. Para facilitar a sua leitura, navegue utilizando o índice abaixo:

Destaques:

 

Concurso Ministério da Economia: situação atual

Seleção cancelada

Clique AQUI e confira o comunicado

Rescisão de contrato com a banca IDIB

Clique AQUI e veja o documento na íntegra!

Comunicado da banca

A banca IDIB comunica a suspensão temporária do concurso Ministério da Economia por motivos de interesse público. Veja o comunicado.

Edital Publicado

Foi publicado o edital para realização do concurso Ministério da Economia para atividades previdenciárias. Ao todo são oferecidas 300 vagas imediatas e 1.830 para cadastro de reserva. As vagas são para cargos de nível médio e superior com salários iniciais de até R$ 6.130,00.

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: remuneração

O novo processo seletivo ofertará remunerações de:

  • R$ 1.700,00 para Atividades Técnicas de Formação Específica – nível intermediário;
  • R$ 3.800,00 para Atividade Técnicas de Suporte – nível superior; e
  • R$ 6.130,00 para Atividades Técnicas de Complexidade Intelectual.

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: cargos e vagas

O concurso Ministério da Economia para atividades previdenciárias ofertará as seguintes vagas:

  • Analista de Negócios 1A
    Vagas: 30
  • Analista de Negócios 1B
    Vagas: 10
  • Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle
    Vagas: 145
  • Técnico em atividades previdenciárias e de apoio
    Vagas: 115

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: requisitos

Requisitos referentes ao concurso Ministério da Economia para atividades previdenciárias

Analista de Negócios 1A: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área, com diploma ou certificado devidamente registrado e expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, acrescida de formação complementar (pós-graduação strictu-sensu ou lato-sensu) nas áreas de Administração Pública ou Direito ou experiência profissional superior a três anos nas atividades a serem desenvolvidas.

Analista de Negócios 1B: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área, com diploma ou certificado devidamente registrado e expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, acrescida de formação complementar (pós-graduação strictu-sensu ou lato sensu) nas áreas de Ciências Contábeis ou Economia ou experiência profissional superior a três anos nas atividades a serem desenvolvidas.

Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, e fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação.

Técnico em atividades previdenciárias e de apoio: Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio, com diploma ou certificado devidamente registrado e expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: atribuições

Conheça as atribuições sumárias de cada cargo, conforme consta no edital do concurso Ministério da Economia para atividades previdenciárias

Analista de Negócios 1A: Análise de processos administrativos de benefícios de aposentadoria, pensão, auxílio funeral, assistência à saúde, dentre outros; Análise e execução de atividades para subsídio e cumprimento de demandas oriundas de demandas judiciais e de órgãos de controle interno e externo; Análise e produção de informações técnicas sobre demandas da Advocacia-Geral da União, da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – PGFN e dos órgãos do poder judiciário, para subsidiar a defesa da União em juízo; Elaboração de nota técnica com análise de mérito dos requerimentos; Mapear fluxo das atividades e identificar falhas, a fim de auxiliar na definição de estratégias de solução de problemas e melhoria contínua dos processos; Realização de pesquisas e estudos, produção de relatórios técnicos e desenvolvimento de indicadores de desempenho que auxiliem a gestão; Auxiliar no monitoramento de indicadores de desempenho de processos.

Analista de Negócios 1B: Análise de processos administrativos de reposição ao erário, exercícios anteriores, execução orçamentária e financeira; Análise, execução e correção de lançamentos em folha de pagamento; Interlocução com as áreas de orçamento dos órgãos cujos serviços foram centralizados no Decipex e do Ministério da Economia; Análise e elaboração de planilhas de cálculos para subsídio de tomada de decisões; Elaboração de nota técnica com análise de mérito dos requerimentos; Mapear fluxo das atividades e identificar falhas, a fim de auxiliar na definição de estratégias de solução de problemas e melhoria contínua dos processos; Realização de pesquisas e estudos, produção de relatórios técnicos e desenvolvimento de indicadores de desempenho que auxiliem a gestão; Auxiliar no monitoramento de indicadores de desempenho de processos.

Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle: Recebimento e avaliação preliminar dos processos e requerimentos; Triagem e avaliação preliminar de processos administrativos relacionados aos temas de benefícios e pagamento; Avaliação preliminar e execução de atividades para subsídio e cumprimento de demandas oriundas de órgãos judiciais e de controle interno e externo; Coleta de informações para elaboração de notas técnicas e estudos; Elaboração de planilhas de cálculos para processos das temáticas de reposição ao erário, exercícios anteriores, reversão de créditos, pagamentos, repagamentos, dentre outros relacionados à folha de pagamento; Cadastramento de ações judiciais em módulo específico no SIGEPE; Redação de documentos oficiais (despachos, notas informativas e técnicas, ofícios, etc.); Execução de atividades de atendimento ao público, especialmente por meios digitais.

Técnico em atividades previdenciárias e de apoio: Recepção e distribuição dos processos administrativos nas áreas do departamento; Apoio à execução de processos administrativos; Apoio na coleta de informações para subsídio à elaboração de notas técnicas e estudos, para o atendimento de demandas de órgãos de controle e do poder judiciário e para a construção de relatórios de suporte à gestão dos processos; Elaboração de redação de documentos oficiais (despachos, notas informativas e técnicas, ofícios, etc.); Localização e recepção de processos de aposentadoria e pensão relativos aos benefícios concedidos no prazo do Decreto de compensação previdenciária (Decreto 10.188 de 20 de dezembro de 2019); Análise e identificação dos processos de aposentadoria e pensão passíveis de compensação previdenciária; Separação de documentos e adoção dos procedimentos para compensação previdenciária no COMPREV.

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: etapas

O concurso Ministério da Economia contemplará duas etapas, são elas:

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: Prova Objetiva

As provas objetivas serão realizadas em Brasília/DF.  A prova é de caráter eliminatório e classificatório e será composta por questões de múltipla escolha.

Os locais de realização das provas objetivas do concurso Ministério da Economia serão divulgados no endereço eletrônico www.idib.org.br. Fique atento!

Disciplinas

  • Língua portuguesa – 15 questões
  • Ética na Administração Pública e Legislação – 5 questões
  • Noções de Informática – 10 questões; e
  • Conhecimentos Específicos – 30 questões.

Estrutura da prova

A prova do concurso Ministério da Economia será composta de 60 questões do tipo múltipla escolha, com 5 alternativas (A, B, C, D e E), para a escolha de uma opção.

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: Prova de Títulos

Para a Prova de Títulos do concurso Ministério da Economia serão aceitos os seguintes títulos abaixo:

a) Diploma de curso de pós-graduação em nível de doutorado (título de doutor), no perfil profissional a que concorre, exceto o eventualmente utilizado para cumprimento de pré-requisito exigido para o perfil profissional pretendido. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de Doutorado, desde que acompanhado de histórico escolar, no qual conste o número de créditos obtidos, as áreas em que foi aprovado e as respectivas menções, o resultado dos exames e do julgamento da tese ou da dissertação. Caso o histórico ateste a existência de alguma pendência ou falta de requisito de conclusão do curso, o certificado/declaração não será aceito(a). Todos os documentos devem ser expedidos por expedido por instituição reconhecida pelo MEC;

b) Diploma de curso de pós-graduação em nível de mestrado (título de mestre), no perfil profissional a que concorre, exceto o eventualmente utilizado para cumprimento de pré-requisito exigido para o perfil profissional pretendido. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de Mestrado, desde que acompanhado de histórico escolar;

c) Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização, com carga horária mínima de 360 h/a, no perfil profissional a que concorre, exceto o eventualmente utilizado para cumprimento de pré-requisito exigido para o perfil profissional pretendido, atestando que o curso atende às normas da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), do Conselho Nacional de Educação (CNE) ou está de acordo com as normas do extinto Conselho Federal de Educação (CFE). Também será aceita a declaração de conclusão de pós-graduação em nível de especialização, desde que acompanhada de histórico escolar, no qual conste a carga horária do curso, as disciplinas cursadas com as respectivas menções e a comprovação da apresentação e aprovação da monografia, atestando que o curso atende às normas da Lei nº 9.394/1996, do CNE ou está de acordo com as normas do extinto CFE;

d) Exercício de atividade profissional de nível superior na Administração Pública, em empregos/cargos/funções na temática a que concorre, exceto a eventualmente utilizada como requisito para o perfil profissional.

Voltar ao topo

Último concurso Ministério da Economia

O Ministério da Economia foi criado em 2019, por meio da Medida Provisória 870, de 1º de janeiro de 2019, que posteriormente foi convertida na Lei nº 13.844, de 18 de junho de 2019. A esta pasta foi integrada atribuições dos Ministérios da Fazenda, do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, e do Trabalho. Mas devido à sua recente criação ainda não há informações sobre um concurso do Ministério da Economia.

O Ministério da Economia ainda não publicou edital de concurso para pasta.

Mas os extintos ministérios da Fazenda, do Trabalho, do Desenvolvimento e Comércio Exterior e do Planejamento que agora compõem o Ministério da Economia realizaram concursos anteriormente.

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: motivos para fazer

  • O Ministério da Economia tem vários cargos vagos;
  • Oportunidade de estar inserido do mercado de trabalho;
  • Estabilidade financeira;
  • Bons salários.

Voltar ao topo

Concurso Ministério da Economia: principais datas (suspenso)

Inscrições: 10 de janeiro a 14 de fevereiro de 2022
Isenção da taxa: 10 a 12 de janeiro de 2022
Pagamento da taxa: 
até 15 de fevereiro de 2022
Data da prova:
03 de abril de 2022

Concurso Ministério da Economia: cursos gratuitos

Você é imparável? Tem um sonho grande em mente que te motiva a seguir em frente em busca de uma vida melhor, mesmo com as dificuldades que aparecem no caminho (falta de tempo, desafios de conciliar a rotina, insegurança)? Se sim, então estes curso são para você!

Clique AQUI para se inscrever gratuitamente!

Se prepare com o Gran: Assinatura Ilimitada 7.0

Alô, concurseiros! Os concursos em 2022 vem com tudo e o Gran Cursos Online oferece toda a estrutura necessária para a sua aprovação.

Downloads ilimitados das aulas e dos PDFs, fórum de dúvidas, mapas mentais, acesso a mais de 27.194 cursos, acesso a mais de 28.000 audiolivros e outras ferramentas incríveis continuam disponíveis.

A grande novidade é que a Assinatura Ilimitada 7.0 ganhou um upgrade! Acompanhe:

  • App Desktop 3.0: plataforma completa e atualizada com acesso a aplicativo para Windows, Mac e Linux;
  • Gran Audiobooks na Web: acesse os audiolivros para todas as carreiras pelo navegador do computador ou do celular;
  • Gran Gerenciador de Estudos na Web: organize sua rotina de estudos e acompanhe o seu desenvolvimento pelo computador ou celular;
  • Gran Cursos Questões 3.0: veja questões comentadas em vídeo pelos professores;
  • Edital em Questão: acompanhe todo o edital com exercícios específicos e separados por níveis (iniciante, intermediário e avançado);
  • Ferramenta “Dá pra conciliar?”: estude para mais de um concurso, analisando a compatibilidade dos conteúdos abordados;
  • Lei em Questão: pratique a lei seca com questões voltadas para cada parte dos dispositivos legais que mais caem nas provas.

Está esperando o que para se tornar um Gran Aluno e garantir a sua aprovação em 2022?

VEJA AQUI a Assinatura Ilimitada 7.0

Voltar ao topo

Resumo do concurso Ministério da Economia – atividades previdenciárias

 Concurso Ministério da Economia Ministério da Economia
Banca organizadora Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro – IDIB
Cargos Analista de Negócios; Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle; e Técnico em atividades previdenciárias e de apoio.
Escolaridade Nível médio e superior
Carreiras Administrativa
Número de vagas 300 vagas
Remuneração de R$ 1.700,00 a R$ 6.130,00
Inscrições de 10/01 a 14/02/2022
Taxa de inscrição de R$ 54,00 a R$64,00
Data da prova objetiva 03/04/2022
Situação Cancelado
Link do edital Clique aqui para ver o edital Ministério da Economia


Quer ficar por dentro dos concursos públicos abertos e previstos pelo Brasil?
Clique nos links abaixo:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2022

Receba gratuitamente no seu celular as principais notícias do mundo dos concursos!
Clique no link abaixo e inscreva-se gratuitamente:

TELEGRAM

Avatar

Equipe do Gran Cursos Online
1

1


Tudo que sabemos sobre:

cancelado


Comentários (1)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.