Concurso PRF: Dicas de como estudar Legislação de Trânsito

Estevão Gonçalo deu dicas sobre a disciplina com maior número de questões no Concurso da PRF.

Um novo concurso para a Polícia Rodoviária Federal parece certo. As recentes declarações do diretor-geral e do diretor-executivo do órgão demonstrando notória confiança deixam os concurseiros ansiosos. E uma das disciplinas que mais pesou no último concurso PRF foi a de Legislação de Trânsito. Foram 40 questões apenas sobre esse tema.

Aproveitando esse momento e a importância da disciplina, a equipe de comunicação do Gran Cursos Online conversou com o professor de legislação de trânsito Estevão Gonçalo. Ele deu dicas de como estudar para a sua matéria, dicas dos principais conteúdos abordados no certame passado, entre outras coisas. Além disso, deixou seu Instagram disponível (@dicasctb) para que você, aluno, também possa sanar outras dúvidas

Tudo isso para que você, concurseiro, possa chegar bem preparado, antes mesmo da publicação do edital. Até por que são 2.272 vagas solicitadas, sendo 2.644 para policial rodoviário e 138 para agente administrativo com remunerações bastante atrativas.

Confira a entrevista:

Para quem quer começar a estudar para a prova ou já está estudando, como fazer um cronograma de estudos e por onde começar?

Apesar da legislação de trânsito ser a de maior peso, todas as matérias têm muita importância, pois notas muito baixas podem causar a eliminação do candidato. Assim sendo, o ideal é balancear a quantidade de estudo entre todas as matérias, mas, claro, dedicando um pouco mais do tempo à legislação de trânsito e às disciplinas que tenha mais dificuldade. Hoje em dia, o concurseiro tem que ser proficiente em todos os assuntos para garantir bons resultados.

Em relação ao ponto inicial do Concurso PRF na legislação de trânsito, o concurseiro deverá, inevitavelmente, priorizar o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97). Primeiro, lendo a letra da lei. Depois partindo para os exercícios combinado com o conteúdo teórico. Quando já houver boa intimidade com o CTB, já se pode pensar em estudar as principais resoluções: 14/98, 92/99, 210/06, 211/06, 277/08, 371/10 (combinada com a 561/15), 432/13 e 453/13. As demais são um pouco mais voláteis ou mais simples, podendo compor a última parte do estudo. Essa parte das resoluções foi com base no último edital, acho que seria interessante destacar isso.

Clique AQUI e saiba tudo sobre o Concurso PRF

Em relação a banca, o Cebraspe foi a banca do último edital. Qual dica o senhor daria em relação aos cuidados com as questões do Cebraspe, caso seja a nova banca?

O Cebraspe tem priorizado, quando se trata de legislação de trânsito, propor situações hipotéticas e questionar se os procedimentos ou condições apontadas estão de acordo com a legislação. Ou seja, optam pela aplicação prática da legislação. Assim sendo, a letra da lei é importante sempre, mas o candidato deve estar habituado a analisar cenários e interpretar situações, até mesmo análise de imagens têm sido usadas nas questões.

Em relação aos artigos, quais são os artigos que mais caem, que o candidato não pode ir sem saber, uma vez que é frequentemente cobrado?

Tratando-se de uma prova para a PRF, do artigo 1º ao 341 é importante. Apesar da brincadeira, a função do policial rodoviário é diretamente ligada ao trânsito. Claro que, por ser policial, os crimes de trânsito têm que estar todos na ponta da língua, tanto as disposições gerais sobre os crimes (a partir do art. 292), quanto os crimes em espécie (do art. 302 ao 312). Ainda assim, há tópicos, nas disposições finais que são importantes, como o PNATRANS, no art. 326-A e regras sobre depósitos de remoção de veículos e sobre leilões, também.

Além disso, se o aluno decidir começar pelo estudo reverso, estudando por questões, vale a pena fazer? Até para se familiarizar com o tema?

Um pré-requisito da PRF é que o candidato seja habilitado na categoria, no mínimo, B. Então, em algum ponto da vida, o aluno já teve contato com a legislação de trânsito. Começar diretamente pelas questões pode ser bom em dois aspectos: o primeiro da familiarização com o assunto e a banca; e para perceber que há muitas práticas de conhecimento popular que estão erradas, vendo assim a importância do contato com a legislação.

Normalmente, os alunos que estudam para a PRF e PF são aqueles que já vem estudando para concurso há um bom tempo. Para estes em que os estudos já estão “adiantados”, como se preparar com mais facilidade e conciliar com as outras matérias que irão cair na prova?

A Legislação de Trânsito é um assunto bem agradável de se estudar e resolver questões. Então, um aluno habituado com os estudos não terá dificuldade em incluir esta matéria na sua grade de estudos. Ele só precisa tomar cuidado porque, ao perceber que a legislação de trânsito é um assunto “leve”, pode acabar negligenciando a matéria em detrimento de focar nas mais difíceis. Mas montando um programa de estudos e sendo disciplinado, não terá dificuldades.

Resumo do concurso PRF

Concurso Polícia Rodoviária Federal(concurso PRF)
Banca organizadora A definir
Cargos Policial Rodoviário Federal
Escolaridade Nível Superior
Carreiras Policial
Lotação Nacional
Número de vagas 2.272 vagas (SOLICITADAS AO MINISTÉRIO DA ECONOMIA)
Remuneração  R$ 4746,16 a R$ 9.899,88
Situação Concurso em andamento / Novo edital previsto e autorizado
Link do último edital clique AQUI e confira o último edital PRF
.
Documentos de retificações

 

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos

Notícias Relacionadas

Thiago Alecrim
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo