Carreiras

Concurso PRF: Diretor-geral pretende completar o quadro até 2022

Novo concurso PRF é uma das exceções do governo federal

O diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (concurso PRF), Adriano Furtado, anunciou que pretende o quadro de servidores totalmente preenchido até 2022. “O objetivo, a meta e todo o empenho nosso vai ser para chegar ao final de 2022 com o quadro de servidores legais completo”, disse durante entrevista.

É válido lembrar que o Presidente Jair Bolsonaro confirmou que a Polícia Rodoviária Federal, assim como a Polícia Federal, é um dos órgãos autorizados pelo Ministério da Economia a realizar uma nova seleção pública.

“Paulo Guedes determinou que poucas áreas terão concurso, porque não tem como pagar mais. O problema é esse. A gente até gostaria, em uma área ou outra. Abri uma exceção para a Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal”, afirmou Jair Bolsonaro.

Governo oficializa a convocação de mil novos servidores 

O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, autorizou por meio do Decreto Nº 9.899, de 03 de julho de 2019, a convocação de mil novos servidores para a Polícia Rodoviária Federal (concurso PRF). 

A publicação do Diário Oficial da União desta quinta-feira, 04 de julho, traz informações detalhadas sobre o quantitativo de vagas autorizadas para convocação:

I – Quinhentos aprovados dentro do quantitativo de vagas originalmente previsto para pronto provimento; e

II – Quinhentos aprovados e não classificados dentro do quantitativo de vagas originalmente previsto para pronto provimento.

A informação foi confirmada em publicação feita nesta quarta-feira, 03 de julho, em uma das redes sociais oficiais do Presidente.

É válido lembrar que o presidente afirmou, em junho deste ano, que a Polícia Rodoviária Federal é um dos órgãos autorizados a realizar um novo concurso mesmo após o anúncio da suspensão da abertura de novos editais.

“Paulo Guedes decidiu basicamente que poucas áreas terão concurso, porque não tem como pagar mais. O problema é esse. A gente até gostaria em uma área ou outra. Abri uma exceção para a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. Fora isso, dificilmente teremos concurso no Brasil nos próximos poucos anos.” — afirmou o presidente Jair Bolsonaro.

O órgão já encaminhou ao Ministério da Economia o pedido de abertura de um novo certame para candidatos de nível médio e superior.

Novo pedido com mais de 4 mil vagas

A  Polícia Rodoviária Federal fez novo pedido para o Ministério da Economia pedindo um reforço de mais de 4 mil vagas para o quadro de funcionários do órgão.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do órgão, serão 4.435 vagas para nível médio e superior. Dentre o total, 4.360 vagas serão ofertadas para o cargo de Policial Rodoviário Federal, que requer nível superior e tem remuneração inicial de até R$ 10.357,88.

Além disso, as 75 vagas restantes serão para Agente Administrativo, cargo de nível médio, que tem como vencimento básico inicial a soma de R$ 4.022,77.

Último concurso PRF

Anteriormente, foi divulgado em 7 de maio deste ano, o resultado final do exame de capacidade física do concurso PRF para 500 vagas no cargo de Policial Rodoviário Federal. Último concurso realizado pelo órgão.

Os requisitos para ingresso na carreira é possuir ensino superior completo em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação, da categoria B em diante.

As vagas do último certame foram abertas para homens e mulheres e proporcionam estabilidade, devido às contratações via regime estatutário.

A remuneração inicial é de R$ 9.473,57,  incluindo auxílio-alimentação de R$ 458. Quem possui filho tem direito, ainda, a auxílio-creche de R$ 321. Já a jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

As vagas foram distribuídas da seguinte forma:

Concurso PRF: suspensão e retomada em menos de um mês

O Concurso PRF havia sido suspenso por tempo indeterminado devido a Ação Popular nº 0819751 78.2018.4.05.8100, que tramitava na 2ª Vara Federal da Seção Judiciária do Ceará.

A Ação era de 2018, e se referia ao fato das provas terem sido aplicadas apenas nos estados onde há vagas abertas para a corporação, o que vai de forma contrária a recomendação do Ministério Público Federal, que indica que todos os concursos de âmbito Federal devem ter provas realizadas em todos os estados e no Distrito Federal.

Mas a suspensão durou pouco tempo, pois em 27 de fevereiro o certame foi retomado e agora segue para a fase do TAF.

Concurso PRF: retificações do edital

O edital do concurso PRF (Polícia Rodoviária Federal) passou por algumas retificações Confira nos links abaixo todas elas:

Retificação Edital PRF 1

Retificação Edital PRF 2

Concurso PRF: etapas e provas para ingresso na carreira

O concurso PRF é composto por duas etapas, sendo a primeira composta por:

  • Prova objetiva;
  • Prova discursiva;
  • Exame de capacidade física;
  • Avaliações de saúde;
  • Avaliação psicológica;
  • Prova de títulos;
  • Investigação social;

A segunda etapa será o curso de formação profissional de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da Polícia Rodoviária Federal e do Cebraspe.

A primeira fase do concurso PRF foi composta por prova objetiva com 120 questões em que foram tratados os conteúdos de:

  • Língua Portuguesa,
  • Raciocínio Lógico-Matemático,
  • Informática,
  • Noções de Física,
  • Ética no Serviço Público,
  • Geopolítica Brasileira,
  • História da PRF,
  • Legislação de Trânsito,
  • Noções de Direito Administrativo,
  • Noções de Direito Constitucional,
  • Noções de Direito Penal e Direito Processual Penal,
  • Legislação Especial,
  • Direitos Humanos e Cidadania.

Foram classificados na prova objetiva os candidatos aprovados que alcançarem as colocações, para cada UF,  conforme o quadro abaixo:

Confira o resultado final da prova discursiva

A segunda fase foi a prova discursiva em que os candidatos foram submetidos a duas avaliações: uma avaliação de conteúdo e uma avaliação do domínio da modalidade escrita da Língua Portuguesa.

No exame de capacidade física os candidatos foram submetidos a testes de flexão em barra fixa, de impulsão horizontal, de flexão abdominal e de corrida de 12 minutos.

Confira abaixo mais detalhes sobre os testes realização na fase de capacitação física:

Concurso PRF: detalhes do teste de flexão e teste de impulsão horizontal

Concurso PRF: detalhes do teste de flexão e teste de impulsão horizontal

Concurso PRF: detalhes do teste de flexão abdominal e do teste de corrida

Concurso PRF: detalhes do teste de flexão abdominal e do teste de corrida

Os candidatos aprovados na 1ª fase do concurso, são convocados para a 2ª fase, composta por curso de formação profissional, que será realizado, preferencialmente, na Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal (ANPRF)/SC, ou em outro local determinado pela PRF, segundo a ordem de classificação na primeira etapa do concurso público e dentro do número de vagas previsto neste edital por cargo/UF.

As provas objetiva e discursiva aconteceram em 03 de fevereiro de 2019, no turno da tarde.

Os candidatos deverão efetuar o envio dos documentos necessários à matrícula no Curso de Formação Profissional por meio de upload no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/prf_18, no período provável de 4 de julho de 2019 a 5 de julho de 2019.

Confira na tabela abaixo o peso de cada fase para a aprovação dos candidatos:

Concurso PRF: peso das etapas para aprovação dos candidatos

Concurso PRF: peso das etapas para aprovação dos candidatos

A nota final no concurso será o somatório da nota final na primeira etapa e da nota final no CFP.

Concurso PRF: conheça a carreira de policial rodoviário federal

Para os concurserios/as que almejam se tornar um policial rodoviário federal o Gran Cursos Online Blog explica melhor como funciona a carreira, seus campos de atuação e estruturas oferecidas.

O policial rodoviário federal atua na área de segurança pública, sendo responsável pelo ostensivo patrulhamento nas principais estradas e vias federais, a fim de evitar crimes de trânsito e fiscalizar o tráfego nas rodovias.

É trabalho também do policial rodoviário federal o controle e apreensão de cargas irregulares e/ou ilegais que tentam cruzar as fronteiras do país e policiar essas mesmas fronteiras a fim de evitar que tráficos e contrabandos cruzem essas fronteiras.

A carreira de policial rodoviário federal passou a se estruturar da seguinte forma a partir de 2013, com a sanção da Lei Federal n. 12.775/2012:

Polícia Rodoviário Federal ESPECIAL
PRIMEIRA
SEGUNDA
TERCEIRA
A ordem deve ser seguida de forma decrescente

Entenda a estrutura da carreira:

  • Classe Especial: atividades de natureza policial e administrativa, envolvendo direção, planejamento, coordenação, supervisão, controle e avaliação administrativa e operacional, coordenação e direção das atividades de corregedoria, inteligência e ensino, bem como a articulação e o intercâmbio com outras organizações e corporações policiais, em âmbito nacional e internacional, além das atribuições da Primeira Classe;
  • Primeira Classe: atividades de natureza policial, envolvendo planejamento, coordenação, capacitação, controle e execução administrativa e operacional, bem como articulação e intercâmbio com outras organizações policiais, em âmbito nacional, além das atribuições da Segunda Classe;
  • Segunda Classe: atividades de natureza policial envolvendo a execução e controle administrativo e operacional das atividades inerentes ao cargo, além das atribuições da Terceira Classe; e
  • Terceira Classe: atividades de natureza policial envolvendo a fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

Os candidatos ingressam na carreira com as atribuições da Terceira Classe, mas além das classes, os candidatos também serão postulados a outro título dentro de uma classe, ou seja, ingressarão na Terceira Classe – Padrão I, conforme abaixo:

Progressão do cargo de Policial Rodoviário Federal, no concurso PRF

Explicando melhor, cada ano equivale a um padrão. Anualmente, os candidatos do concurso PRF que ingressarem no posto de policial serão avaliados e, caso isso ocorra de forma positiva, acontecerá a progressão para o padrão posterior.

Cada classe é composta por padrões e, ao final de alguns anos, os aprovados passarão de uma classe para outra. Isso acontecerá até que se chegue à última classe e ao último padrão, geralmente após 18 anos de trabalho na PRF, quando o servidor fará parte da Classe Especial – Padrão III.

Detalhes do Concurso PRF:

WHATSAPP GCO: receba gratuitamente notícias de concursos! Clique AQUI!

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Cheguei Lá

144 Comentários

144 Comentários

  1. Lázaro Aparecido

    12/07/2019 00:25 em 00:25

    Boa noite, gostaria de saber se vc tem informações sobre o índice de acertos de quem concorreu na PRF nas vagas de portadores de deficiência

  2. Lázaro Aparecido

    12/07/2019 00:26 em 00:26

    Boa noite, gostaria de saber se vc tem informações sobre o índice de acertos de quem concorreu na PRF nas vagas de portadores de deficiência física. Obrigado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo