Concurso TJ RS: banca em definição para Oficial e Assistente Social

Concurso TJ RS: edital para cargo de Oficial de Justiça, Classe O já foi publicado. O TJ RS publicará ainda outros editais com vagas para Oficial de Justiça PJ-H, Assistente Social, Analista e Técnico Judiciário.

O edital de concurso do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (concurso TJ RS) para o cargo de Oficial de Justiça, Classe O foi publicado no dia 04 de outubro, e no dia 05 de novembro, foi publicada a primeira retificação do edital. O certame oferta três vagas, sendo uma para ampla concorrência, uma para pessoas com deficiência e uma para candidatos negros. O edital também prevê vagas para formação de cadastro de reserva.

Além desse edital, o TJ RS também publicará outros editais ofertando vagas para Oficial de Justiça PJ-H, Assistente Social e Analista e Técnico Judiciário. As Comissões responsáveis pelos trâmites iniciais  do concurso já estão formadas, e os procedimentos iniciais para a definição da banca examinadora que ficará responsável pela organização do concurso para Oficial de Justiça PJ-H e Assistente Social já foram iniciados.

Navegue pela matéria utilizando o índice abaixo:

Edital publicado de Oficial de Justiça, Classe O

Concurso TJ RS – Oficial de Justiça PJ-H e Assistente Social

Concurso TJ RS Analista e Técnico Judiciário

Concurso TJ RS: retificação

A Fundação Getúlio Vargas – FGV publicou a primeira retificação do concurso público, destinado ao provimento do cargo de Oficial de Justiça, Classe O.

De acordo com o documento, ocorreu alteração nos conhecimentos específicos/ Tópicos legislação, na disciplina de Direito Civil e Processual Civil.

Confira a retificação na íntegra, clicando aqui

Concurso TJ RS: remuneração e benefícios

Como manda a tradição dos concursos para Tribunais, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul oferta uma das melhores remunerações para candidatos de nível médio. De acordo com o edital, candidatos aprovados para uma das três vagas ofertadas terão a remuneração mensal composta da seguinte forma:

Vencimento básico:  R$ 5.639,73
Gratificação: R$ 845,96
Auxílio-condução: R$ 845,96
Risco de vida: R$ 1.973,90
A partir desta estrutura, a remuneração é de R$ 9.305,55.

De acordo com o Portal da Transparência do TJ RS, a gratificação destinada a candidatos de nível médio pode chegar a 40%, totalizando 3.163,81.

Concurso TJ RS: inscrições

As inscrições para o concurso terminaram. Interessados em concorrer a uma das vagas puderam realizar as inscrições entre os dias 07 de outubro e 05 de novembro, por meio do site da Fundação Getúlio Vargas, organizadora do certame.

Os candidatos amparados pela Lei n. 13.320/2009, inscritos na condição de pessoas com deficiência que tiverem renda mensal per capita familiar de até 1,5 salário mínimo nacional, puderam solicitar a isenção de taxa entre as 14 horas do dia 07 de outubro e as 16 horas do dia 05 de novembro de 2019, por meio de inscrição no endereço eletrônico: www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjrs2019.

Concurso TJ RS: cargos e vagas

  • Oficial de Justiça, Classe O
    Vagas: 3 + CR
    Jornada de trabalho: 40 horas semanais, sendo que o exercício do cargo poderá exigir a prestação de serviços fora do horário normal de expediente.
    Principais atribuições: preparar salas, livros e materiais para o funcionamento das sessões de julgamento, prestando informações aos presentes à sessão, efetuar a circulação de documentos para as sessões, fazer pregões e cumprir mandados.

Concurso TJ RS: carreira

Atribuições

Oficial de Justiça, Classe O

  • Cumprir mandados judiciais;
  • Preparas salas com livros e materiais necessários ao funcionamento das sessões de julgamento;
  • Quando for o caso, buscar na Secretaria e nos gabinetes os processos de cada Relator, separando-os e ordenando-os, colhendo assinaturas;
  • Atender e dar informações aos advogados, partes e estagiários presentes à  sessão, anotando os pedido de preferência pela ordem de chegada dos interessados;
  • Auxiliar na manutenção da ordem e efetuar prisões, quando determinado;
  • Auxiliar o Secretário da Câmara, quando solicitado; e
  • Cumprir as demais atribuições previstas em lei ou regulamento.

Requisitos

De acordo com o edital, para ingressar na carreira Oficial de Justiça, Classe O é exigida a apresentação do certificado de conclusão de ensino médio em instituição reconhecida pelo MEC.

Concurso TJ RS: etapas

Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, a ser aplicada no dia 16 de fevereiro de 2020, com duração de 4 horas, no turno da manhã em Porto Alegre – RS.

A prova será composta de 80 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas de resposta, envolvendo as disciplinas de:

  • Língua portuguesa – 30 questões;
  • Conhecimentos Específicos/Tópicos de Legislação – 40 questões;
    • Direito Constitucional;
    • Direito Civil e Processual Civil;
    • Direito Penal e Processual Penal;
    • Legislação Especial;
    • Legislação Administrativa;
  • Microinformática – 10 questões.

Para ser considerado aprovado na prova, o candidato necessita acertar no mínimo:

  • 50% do total das questões do módulo de Língua Portuguesa, ou seja, no mínimo 15 questões;
  • 50% do total de questões do módulo de Conhecimentos Específicos/Tópicos de Legislação, ou seja, no mínimo 20 questões; e
  • 60% do total de questões da prova, isto é, no mínimo 48 questões.

Segundo o edital, as questões de microinformática terão caráter apenas classificatório.

Concurso TJ RS: Último concurso – Oficial de Justiça, Classe O

O último concurso TJ RS  para o cargo de Oficial, Classe O foi realizado em 2009 e ofertou 4 vagas para o cargo, sendo uma destinada a candidatos com deficiência.

As oportunidades eram para profissionais com formação em nível médio.

O certame foi organizado pela Fundação Conesul de Desenvolvimento. À época, a remuneração oferecida foi composta de:

  • Vencimento de R$ 3.137,40;
  • Gratificação de R$ 470,61; e
  • Risco de Vida de R$ 1.098,09.

Totalizando uma remuneração de R$ 4.706,10, para cumprimento de jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Etapas

Prova objetiva

Os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com 70 questões de múltipla escolha.

A prova objetiva teve duração de 4 horas e foi aplicada na cidade de Porto Alegre – RS. A pontuação atribuída foi de 100 pontos.

Disciplinas

As questões da prova objetiva foram distribuídas da seguinte forma:

  • Língua Portuguesa – 36 questões;
  • Conhecimentos Específicos – 24 questões; e
  • Tópicos de Legislação – 10 questões.

Concurso TJ RS: bateria de questões

Se você está se preparando para o concurso TJ RS, você não pode perder a Bateria de Questões organizadas pelo Gran Cursos Online.

O evento ocorreu entre os dias 21 e 25  e teve aulas de:

Data DisciplinaProfessor (a)
21/10/2019Direito Processual CivilRaquel Bueno
22/10/2019Direito CivilRoberta Queiroz
23/10/2019Língua PortuguesaClaiton Natal
24/10/2019Direito Penal e Processual PenalCarolina Carvalhal
25/10/2019Direito Constitucional

Assista às aulas, clicando nos links abaixo:

 

Edital verticalizado

A Equipe do Gran Cursos Online preparou o edital verticalizado para o cargo de Oficial de Justiça. Confira:

Edital verticalizado para o cargo de Oficial de Justiça

Gran Vade Mecum

Clique aqui e faça o download do Gran Vade Mecum – TJ RS – Oficial de Justiça, Classe O

Concurso TJ RS: histórico antes da publicação do edital

Em contato com a Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul a Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online foi informada de que o edital de abertura, destinado ao preenchimento de 2 vagas para o cargo de Oficial de Justiça, Classe O, está sendo finalizado pela empresa Fundação Getúlio Vargas – FGV, e a previsão é de que a publicação do edital aconteça neste mês. Veja a nota que foi encaminhada à Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online.

Concurso TJ RS: nota da Assessoria de Imprensa do TJ RS.

Concurso TJ RS: nota da Assessoria de Imprensa do TJ RS.

No dia 18 de setembro, o processo de abertura do concurso registrou duas novas movimentações e se encontra no Departamento de Desenvolvimento de Pessoas. Também houve uma movimentação no dia 17 de setembro e duas no dia 16 de setembro.

A expectativa é que o edital TJ RS seja publicado nos próximos dias, já que a banca organizadora já foi contratada.

Confira abaixo as últimas movimentações:

 

Concurso TJ RS: novas movimentações.

Concurso TJ RS: novas movimentações.

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul irá publicar dois editais. Um será destinado ao cargo de Oficial de Justiça, Classe O e o outro aos cargos de Oficial de Justiça PJ-H e Assistente Social PJ-J.

Nos certames serão ofertadas:

  • 2 vagas para o cargo de Oficial de Justiça, Classe O;
  • 24 para Oficial de Justiça PJ-H; e
  • 4 para Assistente Social PJ-J.

O contrato com a Fundação Getúlio Vargas para a organização e elaboração das provas do certame destinado a carreira de Oficial de Justiça, Classe O foi publicado no mês de agosto. Após o anúncio da definição da banca organizadora, foram registradas novas movimentações no processo de abertura do concurso.

O concurso TJ RS para os cargos de Oficial de Justiça PJ-H e Assistente Social PJ-J já conta com Comissão Organizadora formada, dependendo apenas da escolha da banca organizadora para a publicação do edital.

Confirmação do concurso TJ RS

De acordo com uma publicação no Diário Oficial de Justiça, o primeiro concurso TJ RS a ser publicado será para o cargo de Oficial de Justiça, Classe O, já que este está autorizado desde 2017. Com a contratação da FGV, a expectativa é que o novo certame seja publicado em breve.

Banca contratada para Oficial de Justiça, Classe O

Em 7 de agosto de 2019, foi publicado no Diário de Justiça Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul o Extrato de contrato com a Fundação Getúlio Vargas – FGV. Confira:

Concurso TJ RS: banca contratada para o concurso.

Concurso TJ RS: banca contratada.

De acordo com o contrato, o certame irá ofertar duas vagas para o cargo de Oficial de Justiça, Classe O.  O valor da taxa de inscrição será de R$ 85,53.

No contrato é confirmada a informação de que o certame ofertará duas vagas para o cargo.

Confira o Contrato TJ RS aqui

Dispensa de licitação para contratação da banca

No dia 25 de julho de 2019, antes da contratação da banca organizadora, o Tribunal publicou um Aviso de Dispensa de Licitação com a autorização da Direção de Logística do Tribunal indicando a contratação da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Confira abaixo:

Dispensa de licitação na íntegra

Concurso TJ RS: Oficial de Justiça PJ-H e Assistente Social Judiciário PJ-J

Situação atual

Em contato com a Direção de Gestão de Pessoas do TJ RS, a Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online foi informada que os trâmites para a contratação da banca examinadora que organizará o concurso TJ RS destinado ao preenchimento de vagas para cargos de Assistente Social Judiciário PJ-J e Oficial de Justiça PJ-H já foram iniciados. Confira:

Concurso TJ RS: nota da Assessoria de Imprensa.

Concurso TJ RS: nota da Assessoria de Imprensa.

Comissão formada para Oficial PJ-H e Assistente Social

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, também, já conta com autorização para realização do certame destinado aos cargos de Oficial PJ-H e Oficial Assistente Social, de níveis médio e superior.

A comissão responsável pela organização do certame já foi instituída, e uma alteração da Portaria nº 006/2019 – CGJ foi publicada em julho deste ano.

Confira a Portaria publicada com os nomes dos membros da comissão do próximo concurso TJ RS:

Concurso TJ RS: comisão definida.

Concurso TJ RS: comissão definida.

 

Concurso TJ RS: Remuneração e benefícios

A remuneração inicial para o cargo de Oficial de Justiça PJ-H é de R$ 4.712,55 além do auxílio-condução que varia entre R$ 942,51R$ 2.120,65 e Risco de Vida de R$ 1.649,39. Enquanto o vencimento mensal para o cargo de Assistente Social é de R$ 6.912,07 mais a Gratificação de R$ 2.764,83.

Além dos vencimentos básicos, os candidatos aprovados farão jus aos benefícios de:

  • Adicional por tempo de serviço: 15% ou 25% depois de 15 e 25 anos;
  • Abono Familiar: acréscimo de mais 10% em ativos ou inativos.
  • Auxílio Refeição;
  • Auxílio Alimentação;
  • Avanço salarial: acréscimo de 3% a partir do triênio de exercício.

Concurso TJ RS: cargos e vagas

  • Oficial de Justiça PJ-H

    Vagas: 24
    Jornada de trabalho: 40 horas semanais. O exercício do cargo pode determinar serviço externo e, em regime especial, trabalho fora do horário normal de expediente.
    Principais atribuições: de acordo com o último edital, esse profissional deve: cumprir pessoalmente mandado e diligências, fazer pregões, citações , notificações, intimações e executar as demais tarefas determinadas nas leis e nos regulamentos.

  • Assistente Social Judiciário PJ-J

    Vagas: 4
    Jornada de trabalho: 40 horas semanais. O exercício do cargo poderá exigir a prestação de serviços fora do horário normal de expediente.
    Principais atribuições: prestar assessoria no âmbito de atuação do Serviço Social aos juízes, especialmente em matéria de Família, Execução Criminal, Infância e Juventude, Violência Doméstica e Familiar e Idosos, tanto por meio de atividades de pesquisa, estudo, planejamento e execução de projetos relacionados à área de Serviço Social, quanto realizando orientação e intervenção junto aos envolvidos em processo judiciais.

Concurso TJ RS: carreira

Requisitos

Oficial de Justiça PJ-H: Ensino médio ou equivalente.

Assistente Social Judiciário PJ-J: Diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de graduação em Serviço Social, reconhecido pelo Ministério da Educação – MEC  registro legal para o exercício profissional no Conselho Regional de Serviço Social – CRESS.

Possuir experiência mínima comprovada de 12 meses de atuação como Assistente Social ou de estágio de graduação em área da infância, da família ou afins, sendo admitida a soma de períodos temporais, desde que não concomitantes.

Atribuições

Oficial de Justiça PJ-H

  • Realizar, pessoalmente, as citações, prisões, penhoras, arrestos e demais diligências ordenadas pelos juízes aos quais servir;
  • Lavrar certidões e autos das diligências que efetuar, bem como  afixar e desafixar editais;
  • Cumprir as determinações dos Juízes;
  • Apregoar os bens que devam ser arrematados, assinando os respectivos autos;
  • Cumprir as demais atribuições previstas em lei ou regulamento;
  • Recolher ao ofício em que tramita o feito as importâncias recebidas quando, em virtude de execução por título judicial ou extrajudicial, o devedor, citado para pagamento, efetuá-lo;
  • Exercer as funções de Oficial de Justiça da Infância e da Juventude, conforme atribuições constantes da Lei Estadial n. 10.720/1996, DA Consolidação Normativa e do Código de Organização Judiciária;
  • Cotar os valores dos atos praticados e as despesas de condução;
  • Estar presente às audiências e coadjuvar o Juiz na manutenção da ordem; e
  • Exercer outras atribuições determinadas pelo Juiz.

 

Assistente Social Judiciário PJ-J

  • Elaborar laudos sociais para subsidiar decisões judiciais;
  • Prestar orientação e/ou acompanhamento a crianças, adolescentes, idosos e famílias envolvidos em ações judiciais;
  • Articular recursos sociais que contribuam para solucionar ou minimizar as situações problema da infância e da juventude, de idosos, de incapazes, de apenados ou de entidades familiares em litígio ou com um contexto de violência intrafamiliar, realizando os encaminhamentos necessários;
  • Prestar assessoria, por determinação judicial, a instituições que abriguem crianças e adolescentes ou idosos; acompanhar visitas de pais separados aos filhos, em casos de litígio grave, quando necessário para subsidiar o trabalho técnico-profissional na elaboração de laudo social;
  • Planejar, executar e avaliar pesquisas e programas relacionados à prática profissional do Assistente Social Judiciário;
  • Organizar e manter registro e documentação atinentes ao Serviço Social, obedecendo às regras específicas;
  • Atuar na prevenção de situações de vulnerabilidade que posam afetar crianças e adolescentes, idosos, grupos familiares e apenados, mesmo que não haja procedimento formalmente instaurado;
  • Realizar atividades necessárias para execução, gerenciamento e supervisão do cumprimento de penas e medidas alternativas;
  • Realizar atividades pertinentes nos processos de habilitação para adoção, colocação em lares substitutos, e estágio de convivência;
  • Orientar adolescentes cumprindo medidas de liberdade assistida e prestação de serviços à comunidade; e
  • Realizar outras atividades correlatas à sua especialidade, por determinação judicial.

Último concurso

2014 – para o cargo de Oficial de Justiça PJ – H e de Assistente Social Judiciário PJ-J

Em 2014 foi realizado o último concurso destinado aos cargos de Oficial de Justiça PJ-H e de Assistente Social Judiciário PJ-J.

O certame ofertou 116 vagas para o cargo de Oficial de Justiça PJ-H e 17 vagas para o cargo de Assistente Social Judiciário PJ-J e foi organizado pela Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – FAURGS.

Para concorrer às vagas de Oficial de Justiça PJ-H, foi exigido ensino médio ou equivalente. Já para o cargo de Assistente Social Judiciário PJ-J, foi exigido diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de graduação em Serviço Social e registro legal para o exercício profissional no Conselho Regional de Serviço Social.

A remuneração ofertada na época foi composta da seguinte forma:

Oficial de Justiça PJ-H

Entrância Inicial

  • Básico – R$ 4.054,74;
  • Risco de Vida – R$ 1.419,16; e
  • Soma – R$ 5.473,90.

Entrância Intermediária

  • Básico – R$ 4.434,28;
  • Risco de Vida – R$ 1.552,00; e
  • Soma – R$ 5.986,28.

Entrância Final

  • Básico – R$ 4.852,49;
  • Risco de Vida – R$ 1.698,37; e
  • Soma – R$ 6.550.86.

Assistente Social Judiciário PJ-J

Entrância Inicial

  • Básico – R$ 5.947,23;
  • Risco de Vida – R$ 2.378,89; e
  • Soma – R$ 8.326,12.

Entrância Intermediário

  • Básico – R$ 6.365,29;
  • Risco de Vida – R$ 2.546,12; e
  • Soma – R$ 8.911,41.

Entrância Final

  • Básico – R$ 6.805,46;
  • Risco de Vida – R$ 2.722,18; e
  • Soma – R$ 9.527,64.

Etapas

O concurso foi composto de uma única etapa, sendo ela a Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e/ou classificatório, valendo 80 pontos.

Prova objetiva

A prova objetiva para o cargo de Oficial de Justiça PJ-H cobrou as seguintes disciplinas:

  • Língua portuguesa – 30 questões;
  • Conhecimentos específicos/Tópicos de legislação – 40 questões; e
  • Microinformática – 10 questões.

A prova objetiva para o cargo de Assistente Social Judiciário PJ-J avaliou os candidatos nas seguintes disciplinas:

  • Língua portuguesa – 30 questões;
  • Conhecimentos específicos – 30 questões;
  • Tópicos de Legislação – 15 questões; e
  • Microinformática – 5 questões.

Último concurso 2017

O último concurso TJ RS foi publicado em junho de 2017 para as carreiras de Analista e Técnico Judiciário. O certame foi aberto para oferta de cadastro de reserva, tendo a validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação. A homologação do resultado final do concurso foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico do Estado do Rio Grande do Sul em maio de 2018. Desta forma, o certame estará vigente até maio de 2020. 

Na época, o órgão contava com mais de dois mil cargos vagos em todo o estado, para diversas carreiras.

Confira abaixo as respectivas lotações dos novos servidores:

  • Analista Judiciário (Ciências Jurídicas e Sociais): áreas judiciária ou administrativa, de acordo com as necessidade da Administração, no 2º Grau de Jurisdição.
  • Analista Judiciário – Área Administrativa (Administração; Ciências Contábeis; Economia): área administrativa, podendo, excepcionalmente, ser lotado na área Judiciária, de acordo com as necessidades da Administração, no 2º Grau de Jurisdição.
  • Técnico Judiciário: 1º e 2º Graus de Jurisdição.

Conheça os requisitos cobrados para ingressar nas carreiras e as atividades a desempenhar por cada ocupante dos cargos:

Analista Judiciário – Área Judiciária

Escolaridade: curso de graduação em Ciências Jurídicas e Sociais.

Atribuições:

  • Examinar petições e processos;
  • Pesquisar;
  • Emitir pareceres;
  • Elaborar projetos de despachos, decisões, relatórios, sentenças e acórdãos;
  • Certificar atos;
  • Fornecer suporte técnico aos magistrados;
  • Verificar prazos processuais;
  • Elaborar cálculos;
  • Expedir documentos;
  • Conferir, imprimir, transmitir e arquivar trabalhos escritos, inclusive por meio de processos informatizados;
  • Digitalizar documentos, realizando o armazenamento ou remessa, por meio eletrônico, desses documentos;
  • Buscar e dar informações;
  • Atender ao público;
  • Executar outras atribuições de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Administrativa

Escolaridade: curso de graduação em Administração, Ciências Contábeis, Ciências Jurídicas e Sociais ou Economia.

Atribuições:

  • Elaborar, acompanhar, analisar e avaliar projetos, dados e demonstrativos; emitir pareceres;
  • Certificar;
  • Buscar e fornecer informações;
  • Revisar atos antes de submetê-los à apreciação das autoridades superiores;
  • Conferir, imprimir, transmitir e arquivar trabalhos escritos, inclusive por meio de processos informatizados;
  • Digitalizar documentos, realizando o armazenamento ou remessa, por meio eletrônico, desses documentos;
  • Pesquisar;
  • Executar outras atribuições de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário

Escolaridade: curso de nível médio completo ou equivalente.

Atribuições:

  • Fornecer auxílio técnico e administrativo ao exercício da atividade judicante, como, por exemplo, processar feitos judiciais e administrativos;
  • Elaborar minutas, relatórios, planos e projetos; realizar pesquisas;
  • Emitir pareceres;
  • Distribuir e controlar materiais;
  • Arquivar documentos;
  • Revisar;
  • Digitar;
  • Criar, manter e consultar bancos de dados;
  • Conferir, imprimir, transmitir e arquivar trabalhos escritos, inclusive por meio de processos informatizados;
  • Digitalizar documentos, realizando o armazenamento ou remessa, por meio eletrônico, desses documentos; expedir certidões;
  • Prestar informações;
  • Executar outras atribuições de mesma natureza e grau de complexidade.

Etapas

O concurso TJ RS, para todos os cargos, foi realizado em uma única etapa, com uma Prova Objetiva de caráter eliminatório e classificatório.

Prova objetiva

A Prova Objetiva foi organizada da seguinte forma:

Para os cargos de Analista Judiciário, a Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, foi subdividida em quatro (4) partes, com 80 (oitenta) questões objetivas, distribuídas conforme o número de questões. Veja:

  • Parte 1: 24 (vinte e quatro) questões objetivas de Língua Portuguesa, valendo 24 pontos, mínimo de 12;
  • Parte 2: 32 (trinta e duas) questões objetivas de Conhecimentos Específicos, valendo 32 pontos, mínimo de 16;
  • Parte 3: 12 (doze) questões objetivas de Tópicos de Legislação, valendo 12 pontos, sem mínimo;
  • Parte 4: 12 (doze) questões objetivas de Microinformática, valendo 12 pontos, sem mínimo.

Para o cargo de Técnico Judiciário, a Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, foi subdividida em quatro (4) partes, com 70 (setenta) questões objetivas, distribuídas conforme o número de questões, o número mínimo de acertos em cada parte e o caráter (eliminatório e/ou classificatório), como segue:

Parte 1: 26 (vinte e seis) questões objetivas de Língua Portuguesa, valendo 26 pontos, mínimo de 13;

Parte 2: 16 (dezesseis) questões objetivas de Matemática, valendo 16 pontos, mínimo de 8;

Parte 3: 16 (dezesseis) questões objetivas de Legislação, valendo 16 pontos; sem mínimo;

Parte 4: 12 (doze) questões objetivas de Microinformática, valendo 12 pontos, sem mínimo.

Como ocorreu o somatório das questões da prova?

A nota final dos candidatos correspondeu ao somatório de acertos obtidos em cada parte da Prova Objetiva. Foram considerados aprovados os candidatos que acertaram, no mínimo, 60% (sessenta por cento) da prova, respeitando, ainda, o número mínimo de acertos em cada parte.

Para os cargos de Analista Judiciário, foram considerados aprovados os candidatos que obtiveram um mínimo de 48 acertos no somatório geral, dos quais tenha ocorrido um mínimo de 12 acertos em Língua Portuguesa e um mínimo de 16 acertos em Conhecimentos Específicos.

Para o cargo de Técnico Judiciário, foram considerados aprovados

os candidatos que obtiverem um mínimo de 42 acertos no somatório geral, dos quais houve um mínimo de 13 acertos em Língua Portuguesa e um mínimo de 8 acertos em Matemática.

Análise de oportunidades

O Gran Cursos selecionou um time de especialistas para avaliar as melhores oportunidades em concursos do TJ RS. Para aproveitar melhor as dicas, assista ao vídeo com os comentários dos professores Vandré Amorim e Anderson Ferreira. Entenda pontos importantes para auxiliar o seu processo de preparação.

Os professores especialistas apontam que esse número de vagas tende a crescer com a reforma da previdência: “Fizemos uma análise prática e direta do quadro de vagas previstas para o Tribunal de Justiça RS.”

Anderson Ferreira adverte: “É uma oportunidade atrás da outra e, por isso, é preciso ter calma e organização. Chegou a hora de intensificar os estudos.”

Vídeo Completo!

Análise do edital TJ RS – Oficial de Justiça, Classe O

Pensando em auxiliar os candidatos que desejam conquistar uma vaga no edital TJ RS, o Gran Cursos Online fez a Análise do edital para o cargo de Oficial de Justiça, Classe O. O evento foi ministrado pelos professores Vandré Amorim e Anderson Ferreira.

De acordo com o professor Vandré Amorim, “esse Oficial é o que vai atuar na 2ª Instância junto aos Desembargadores do TJ RS”. Além disso, para os  interessados em realizar o concurso, “a gente tem em torno de 130 dias até a data da prova, é um período razoável para estudar”, afirma.

Clique aqui para assistir à Análise do edital 

 

Concurso TJ RS Analista e Técnico Judiciário

Foi publicada no Diário Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul no dia 22 de novembro uma Portaria, designando membros para integrarem a Comissão Examinadora de concurso público para preenchimento dos cargos de Analista Judiciário – Área de Apoio Especializado: Engenharia Civil; Desenhista, Classe M; e Técnico em Informática, Classe M. Veja:

Concurso TJ RS: comissão formada.

Concurso TJ RS: comissão formada.

Concurso TJ RS: remuneração e benefícios

De acordo com o Portal da Transparência do TJ RS, refente ao mês de novembro, o vencimento básico para o cargo de:

  • Analista Judiciário – área de apoio especializado: Engenharia Civil é de R$ 7.352,93;
  • Desenhista é de R$ 4.712,55; e
  • Técnico em Informática é de R$ 4.712,55.

Além do vencimento básico, os servidores têm direito a:

  • auxílio-alimentação, no valor de R$ 554,62;
  • auxílio-creche, no valor de R$ 578,93;
  • auxílio transporte, no valor de  R$ 206,80; e
  • plano de saúde.

Concurso TJ RS: cargos e vagas

O próximo certame ofertará oportunidades para:

  • Analista Judiciário – área de apoio especializado: Engenharia Civil
    Jornada de trabalho: 40 horas semanais
  • Desenhista, Classe M
    Jornada de trabalho: 40 horas semanais
  • Técnico em Informática, Classe M
    Jornada de trabalho: 40 horas semanais

Carreira

Requisitos

Analista Judiciário – Área Especializado: Engenharia Civil

Diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de Engenharia Civil, reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e registro legal para o exercício profissional no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Desenhista, Classe M

Diploma ou certificado, devidamente registrado de curso de nível médio ou equivalente. Certificado de habilitação ou treinamento, reconhecido oficialmente ou cursando matéria de curso onde seja ministrada matéria e/ou exija prática de desenhos.

Técnico em Informática, Classe M

Diploma ou certificado, devidamente registrado, de nível médio ou equivalente. Possuir curso de aperfeiçoamento na área (mínimo de 80 horas) e experiência mínima comprovada de 1 ano em serviços conexos com as funções do cargo

Atribuições

Analista Judiciário – Área Especializado: Engenharia Civil

  • elaborar o planejamento e os projetos, em geral, de regiões, zonas, obras, estruturas, transportes e explorações de recursos naturais, relacionados às obras e reformas desenvolvidas pelo Poder Judiciário Estadual;
  • elaborar estudos, projetos e pareceres técnicos da sua área de atuação;
  • realizar análises, avaliações, vistorias, enfim, a fiscalização de obras e serviços técnicos prestados para o Poder Judiciário;
  • supervisionar a direção e a execução de obras e serviços técnicos;
  • responsabilizar-se por equipes auxiliares necessárias à execução das atividades próprias do cargo;
  • realizar outras atividades correlatas à sua especialidade e relacionadas às atividades desempenhadas pela unidade de lotação.

Desenhista, Classe M

  • desenhar plantas, cortes, fachadas e detalhes de prédios;
  • elaborar gráficos e desenhos em perspectiva; preparar croquis e passar para a escala;
  • executar desenhos arquitetônicos e de projetos de obras; fazer cálculos de coordenadas geográficas;
    elaborar e desenhar letreiros e cartazes, clichês, organogramas, fluxogramas e gráficos em geral;
  • fazer desenhos didáticos em geral; desenhar projetos de ajardinamento;
  • elaborar esquemas de sistema elétrico e telefônico; proceder à reconstituição de plantas; desenhar formulários em geral;
  • executar a redução e ampliação de plantas; colaborar na confecção de maquetes;
  • responsabilizar-se pela guarda e conservação de material de trabalho, bem como por equipes auxiliares necessárias à execução das atividades próprias do cargo;
  • executar tarefas afins.

Técnico em Informática, Classe M

  • Testar e documentar aplicativos a serem adquiridos/instalados em equipamentos de informática;
  • apresentar soluções na utilização de softwares aplicativos;
  • auxiliar os usuários na elaboração de soluções com a utilização de aplicativos comerciais;
  • prestar assistência aos usuários para resolução de problemas com a utilização de softwares aplicativos, bem como os desenvolvidos pelo setor;
  • instalar e configurar softwares;
  • verificar equipamentos adquiridos, bem como a instalação dos acessórios e respectivos softwares;
  • efetuar levantamento e apresentar soluções para a instalação de redes;
  • elaborar orçamentos, cronogramas e análise de viabilidade técnica e econômica para a instalação de redes de computadores;
  • efetuar análise de tráfego na rede, usuários conectados, acesso externo;
  • implantar servidores de redes; implantar redes em estações de trabalho;
  • estudar, racionalizar e projetar redes de computadores; avaliar, revisar e melhorar as redes de computadores existentes;
  • ter conhecimentos sobre o funcionamento de hardware e software de redes;
  • definir e documentar novas redes e alterações de redes; acompanhar a instalação de cabeamento lógico de redes;
  • assistir as áreas afins quanto à utilização de redes de computadores;
  • administrar prazos, recursos e planos de teste na instalação de redes;
  • definir normas e padrões de utilização, segurança e funcionamento das redes;
  • verificar os softwares de rede adquiridos, bem como a sua instalação;
  • auxiliar e/ou elaborar informações técnicas relativas a redes de computadores;
  • executar tarefas afins.

Último concurso TJ RS

O último concurso TJ RS realizado para o provimento de vagas de Analista Judiciário – área de apoio especializado – Engenharia Civil e Técnico em Informática, Classe M, foi realizado em 2014 e ofertou:

  • 2 vagas para Analista Judiciário – área de apoio especializado: Engenharia Civil; e
  • 5 vagas para Técnico em Informática, Classe M.

Já o último concurso TJ RS, ofertando 2 vagas para o cargo de Desenhista, Classe M, ocorreu em 2012.

Etapas

Os dois concursos foram compostos de prova objetiva.

Prova objetiva

A prova objetiva para Analista Judiciário – área de apoio especializado: Engenharia Civil foi subdividida em quatro partes e teve 80 questões. Os candidatos tiveram seus conhecimentos avaliados nas disciplinas de:

  • Língua portuguesa – 20 questões;
  • Conhecimentos específicos – 36 questões;
  • Legislação – 12 questões; e
  • Informática – 12 questões.

Já a prova objetiva para Técnico em Informática, Classe M, foi subdividida em quatro partes, contendo 70 questões. As disciplinas cobradas foram:

  • Língua portuguesa – 20 questões;
  • Língua inglesa – 12 questões;
  • Conhecimentos específicos – 26 questões; e
  • Legislação – 12 questões.

Para o cargo de Desenhista, a prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, foi constituída de 70 questões escritas objetivas, versando sobre as disciplinas de:

  • Língua portuguesa – 18 questões;
  • Conhecimentos específicos – 18 questões;
  • Matemática – 14 questões;
  • Tópicos de legislação – 10 questões; e
  • Microinformática – 10 questões.

Concurso TJ RS: motivos para fazer o concurso

O TJ RS oferece remunerações bem atrativas.

Os servidores têm direito a uma série de benefícios.

Possuir estabilidade.

Segundo dados do Portal da Transparência do TJ RS, há 334 cargos vagos para os postos de Oficial de Justiça, Classe O; Oficial de Justiça – PJ-H e Assistente Social PJ-J. Com este quantitativo de cargo desocupados, é possível que até o final da vigência do concurso sejam convocados mais aprovados.

Recesso Jurídico. Entre os dias 20 de dezembro e 06 de janeiro, o expediente jurídico fica suspenso, funcionando só em regime de plantão, ou seja, há uma folga a mais, além das férias.

Leia mais sobre o concurso TJ RS para Analista e Técnico Judiciário aqui

Confira AQUI todas as oportunidades em carreiras de tribunais!

Resumo do concurso TJ RS: Oficial de Justiça, Classe O

Concurso Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (edital TJ RS)
Banca organizadora Fundação Getúlio Vargas – FGV
Cargos Oficial de Justiça, classe “O”
Escolaridade Nível médio
Carreiras Jurídica
Lotação Rio Grande do Sul
Número de vagas 3 vagas + CR
Remuneração  R$ 9.305,55
Inscrições de 07/10/2019 a 05/11/2019
Taxa de inscrição R$ 86,00
Data da prova objetiva 16/02/2020
Link do edital Clique aqui para ver o edital

Resumo do concurso TJ RS: Oficial de Justiça PJ-H e Assistente Social PJ-J

Concurso Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (Concurso TJ RS)
Banca organizadora a definir
Cargos Oficial de Justiça PJ-H e Assistente Social PJ-J
Escolaridade  Níveis médio e superior
Carreiras jurídicas
Lotação Rio Grande do Sul
Número de vagas 28 vagas
Remuneração até R$ 8.326,12 (conforme último edital)
Situação COMISSÃO FORMADA

Resumo do Concurso TJ RS Analista e Técnico Judiciário

Concurso Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (Concurso TJ RS)
Banca organizadora a definir
Cargos  Desenhista, Engenharia Civil e Técnico em Informática
Escolaridade  níveis médio e superior
Carreiras  Administrativa
Lotação  Rio Grande do Sul
Número de vagas  a definir
Remuneração de R$ 4.712,55 a R$ 7.352,93
Situação  COMISSÃO FORMADA
Link do edital  DesenhistaEngenheiro CivilTécnico em Informática
Quer conquistar a sua aprovação no concurso TJ RS?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Lorena Martins
Lorena Martins
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online
25 Comentários

25 Comentários

  1. iago borges

    23/03/2017 11:47em11:47

    VCS NAO FALAM NADA DESSA TERCEIRIZAÇAO??? PQ???? SE MANIFESTE EQUIPE GRAN CURSOS.

  2. Gilson

    10/05/2017 19:17em19:17

    Será que as vagas serão distribuídas por todo o estado? Ouvi falarem que seriam vagas apenas para Porto Alegre.

  3. Mary Sandra

    24/05/2017 12:23em12:23

    Sim ,gostaria de saber quanto a terceirizaçao e se e só para Porto Alegre?. Meu medo e gastar o que nao se tem e nao sermos chamados.

  4. Jocinei

    02/06/2017 11:54em11:54

    Pessoal,

    Já está tramitando na AL-RS o projeto de Lei 93/2017, para extinção do cargo de Oficial Escrevente e unificação dos cargos do 1º e 2º grau do Poder Judiciário de nível médio, ou seja, as vagas de Oficial Escrevente e Técnico Judiciário serão unificadas, resultando em um grande número de vagas e certamente estas vagas serão tanto para a capital como para o interior!!!

  5. erick

    02/06/2017 19:01em19:01

    E AS VAGAS PRA ANALISTAS, SERÃO APENAS PARA A CAPITAL PORTO ALEGRE OU SERAO TAMBÉM PARA O INTERIOR do rio grande do sul ?

  6. janaina cruz

    03/06/2017 09:33em09:33

    Analista Judiciario só pra porto alegre ?

    • TINHO

      30/06/2017 11:04em11:04

      sIM…SÓ PRA SEDE DO TRIBUNAL… 2ª INSTÂNCIA.

  7. William Woltmann

    17/06/2017 22:11em22:11

    onde faço a inscrição ou nem começou ainda?

    • Tolerancia Zero

      24/06/2017 00:20em00:20

      Existe uma previsão de edital para o dia 29, o cara pergunta no dia 17 se ja tem inscrição.
      Ja acabaram as inscriçoes

  8. janaina

    28/06/2017 19:59em19:59

    isso, senhor William Woltmann, ja acabaram as inscrições, so daqui a 4 anos favor
    queira aqui postar outra pergunta, um pouco mais inteligente !!! rs rs rs rs

  9. Rafael

    29/06/2017 17:43em17:43

    Maluco que vai lá fazer essa prova…edital super exagerado para técnico, cadastro de reserva e com esse salário ai? Loucura….só para dá dinheiro para essa “banca/faculdade”.
    #absurdo

    • Roger

      29/06/2017 21:17em21:17

      Fico feliz toda vez que leio um comentário tipo o seu, Rafael. =)

      • Rafael

        04/07/2017 18:10em18:10

        Se vc só mora no RS e não tem outra opção a não ser fazer esta prova, então é uma excelente oportunidade! Porém todos os casos que vi de editais “absurdos” como este, cadastro de reserva, ainda mais de um estado lascado financeiramente, só aconteceram reclamações de “aprovados” que não foram chamados. Ai me pergunto: pq esses blog de concurso como o Gran não fazem uma pesquisa de muitos que já como esse do TJ RS e divulgam aqui os resultado?….boa sorte, amigo!

    • ToFora

      30/06/2017 00:35em00:35

      AAAAhhahaha
      Chega a ser um desrespeito esse edital mesmo.
      Técnico no TRE-PR tem menos da metade de matérias e paga melhor que analista no RS
      Salário de 3.800 mal paga uma moradia decente

      • Rafael

        04/07/2017 18:07em18:07

        Com certeza!!!!

      • José

        09/07/2017 08:26em08:26

        não paga melhor que analista

  10. Renato

    30/06/2017 11:05em11:05

    Vou fazer a loucura de fazer AJ no sábado.. viajar pra SC no domingo pela manhã e fazer OJAF do TRT SC a tarde… ehehe

  11. moacir

    01/07/2017 10:25em10:25

    SINCERAMENTE O INTERIOR GAÚCHO DÁ DE 10 A 0 NA CAPITAL.
    O CUSTO DE VIDA EM PORTO ALEGRE É BEM MAIOR QUE NO INTERIOR.
    SEM FALAR AINDA NA VIOLENCIA.

  12. Luciane Costa

    09/07/2017 01:21em01:21

    Previsão de concurso para Técnico em enfermagem em Rg-Rs

  13. José

    09/07/2017 08:00em08:00

    Poderia me dizer se o art. 37 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul está sendo aplicado? art. 37 da Constituição Estadual do Rio Grande do Sul , segundo o qual “o tempo de serviço público federal, estadual e municipal prestado à administração pública direta ou indireta, inclusive fundações públicas, será computado integralmente para fins de gratificações e adicionais por tempo de serviço, aposentadoria e disponibilidade”.

  14. Carlos

    25/07/2019 23:35em23:35

    Esse concurso vai trazer ótimas oportunidades!

  15. Isaque

    26/07/2019 00:02em00:02

    O edital mais bonito que já vi. Estou apaixonado. Quem foi a pessoa de bom coração que recortou bonitinho os assuntos e ainda colacionou somente os artigos que iriam cair? Essa merece o céu, seja quem for, te admiro. ❤

  16. FAK81

    26/07/2019 10:26em10:26

    OJ classe O será a banca FGV. Classes PJH somente após outubro/2019, provas janeiro/2020.

    • Leonidas

      26/07/2019 10:27em10:27

      Sim. correto. professor do cursinho que é OJ confirmou PJH somente após outubro com provas para janeiro a março de 2020.

  17. Patrícia78

    26/07/2019 10:31em10:31

    aham… o prof. P.M. (que é OJ) informou que para o PJH provas não saem este ano, fica para 2020 e muito provavelmente banca FGV (português é do capeta!!!).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação no concurso TJ RS?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Para o Topo