Concurseiro Saudável

Dicas para conciliar estudos, trabalho e atividade física

dicas para conciliar estudos

“Quem quer fazer algo, encontra meios; quem não quer fazer nada, arranja desculpas.”

Provérbio árabe

Todos nós temos consciência de que é necessário estudar muito para passar em um concurso. Também sabemos que é preciso trabalhar para pagar as contas e para se sentir útil. Esses são fatos de conhecimento geral e com os quais todos concordam. Mas o que muita gente ainda se recusa a admitir é que a prática de atividades físicas, especialmente de alguma modalidade aeróbica, tem papel importantíssimo no nosso bem-estar, com reflexos diretos em nosso desempenho nas atividades diárias. Exercícios físicos colaboram para a oxigenação do cérebro e melhoram o humor, a aparência, a concentração nos estudos e a capacidade cognitiva. Essa tese, aliás, plenamente pacificada entre os cientistas, já foi assunto abordado por nós em artigo relativamente recente (leia AQUI).

A dúvida é como conciliar – satisfatória, eficiente e exitosamente – essas três atividades, de modo a termos sucesso em todos os projetos que requeiram disposição e empenho no trabalho e nos estudos. Reside aí o grande desafio de qualquer um que pense na saúde e esteja preocupado em aumentar a longevidade com qualidade de vida. Estudantes, empreendedores e trabalhadores em geral que querem ser felizes e aproveitar tudo de bom que a vida pode oferecer procuram avidamente a solução para esse dilema. Esse foi o tema da pergunta da aluna Divina Araújo, de Anápolis – GO, enviada para nós pelo meu Instagram. Achei o questionamento tão interessante, que decidi converter a resposta em um artigo.

Mais uma vez, tentarei, aqui – com a ousadia de sempre, já que partirei da minha pouca experiência –, oferecer algumas dicas para você encontrar a melhor resposta para o desafio de conciliar as atividades profissionais e o cuidado com a saúde por meio da prática de atividades físicas.

Dica 1

Trate a atividade física como se ela fosse um compromisso em sua agenda, em seu cronograma do dia a dia. Em outras palavras, enxergue os momentos destinados aos exercícios físicos como parte de seu expediente, como um compromisso inadiável, inviolável e que deve ser cumprido rigorosamente. Faça chuva ou faça sol, não quebre a rotina. Tenha em mente que, como já mencionamos em conversa anterior, precisamos de três semanas de muita dedicação para criarmos um novo hábito, como o de estudar, o de ler, o de caminhar ou o de correr, mas bastam três dias de interrupção da rotina para pôr tudo a perder. Portanto, persista em seu objetivo, que, com o passar do tempo, o seu novo compromisso se tornará tão prazeroso, que você vai sempre dar um jeito de ter tempo para ele.

Dica 2

Opte, na medida do possível, por praticar a atividade física bem cedo pela manhã, antes de sair para o trabalho, para a faculdade ou para estudar na biblioteca. Como vimos, quando firmamos um compromisso entre a nossa consciência e o nosso corpo, diminuem as chances de descumprirmos o trato, mas é melhor garantir, concorda? Quanto antes ficarmos livres de mais essa obrigação, melhor. Além disso, o exercício físico desperta o cérebro, e você vai precisar dele bem aceso para a dura rotina de estudos que o aguarda. Há outra vantagem em reservar o primeiro horário do dia para cuidar do corpo: logo cedo, estamos com a mente relativamente tranquila, de modo que é mais fácil focar no que estamos fazendo. Afinal, a probabilidade de problemas e imprevistos surgirem tão cedo é bem menor (apesar de muitos editais terem sido publicados nesse horário, o que, no meu caso, tem produzido grande agitação desde o início do dia. Rs).

Dica 3

Vá aos poucos. Comece o seu programa de condicionamento físico treinando duas ou três vezes por semana, depois vá aumentando a frequência para quatro, cinco, seis vezes, até o máximo que conseguir. O ideal é que cada treino tenha duração de 40 a 50 minutos, mas, no início, você pode dedicar apenas 30 minutos à prática, até começar a sentir prazer ao executá-la. Em tempo: os 10 primeiro minutos de qualquer treino ou atividade são torturantes. Passados esses momentos iniciais, é só alegria, e o difícil é parar. Acredite em mim!

O fato é que, se deixarmos, o corpo tende a permanecer na zona de conforto, sem se dispor a muito risco ou muita atividade. É exatamente por isso que precisam entrar em cena atitude, disciplina, força de vontade, garra e outros atributos que, afinal, também são exigidos dos concurseiros e futuros servidores.

Vou compartilhar com você um pouco da minha rotina, para, quem sabe, inspirá-lo(a) a se tornar mais ativo(a). Eu me considero um contumaz praticante de atividades físicas, tanto que vou à academia “apenas” sete dias por semana. Rs. Como já registrei aqui, agendo os treinos para bem cedinho, antes das atividades na empresa. Isso me ajuda a ficar concentrado nos exercícios físicos, embora eu permaneça ligado em relação ao trabalho durante 100% do tempo em que estou acordado. E NUNCA, mas NUNCA mesmo, falto, salvo por motivo médico grave (o que nunca ocorreu, graças a Deus!) ou na hipótese de acontecer um desastre natural ou o país entrar guerra. Fora isso, eu nunca deixo de ir. Nas viagens para os nossos Gran Dicas, eu treino no hotel. Se no local não houver academia, faço os exercícios no meu quarto, seguindo uma pequena série emergencial que criei para situações como essa.

Você pode não acreditar, mas, se deixo de treinar um único dia, é nítido como meu humor piora e minha disposição baixa. Percebo que até o meu raciocínio se torna mais lento. Ou seja: no meu caso, não treinar resulta em perda de produtividade. Além de ser uma prática saudável e que me traz benefícios do ponto de vista do bem-estar e da saúde, fazer exercícios é, para mim, economicamente interessante. Sei que pode parecer exagerado, mas é verdade. E tenho certeza de que isso se aplicaria a você também. Faça o teste e volte para me contar se a sua produtividade nos estudos aumentou ou não.

Amiga e amigo leitor, tenho convicção de que, ao seguir as dicas de hoje, você vai desenvolver o gosto e a paixão pelos exercícios físicos, tal como eu desenvolvi. Mais do que isso, estou certo de que, se mais tarde você tentar interromper os treinos, o corpo e a mente vão reclamar. Por isso, não hesite nem mais um dia: insista na prática de atividades físicas, crie o hábito, que tudo vai se incorporar à sua rotina diária. Será como escovar os dentes após as refeições. Você deixa de fazer isso porque o seu dia foi corrido? E de tomar banho? Não? Com a atividade física também tem de ser assim.

Bom, a única maneira de terminar é começar. Então, comece hoje mesmo. Agende agora o seu treino para amanhã, de preferência bem cedo!

GRAN sucesso nas suas rotinas,


Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online. Vive e respira concursos há quase 10 anos. Formado em Administração e Marketing pela New York University, Leonardo N. Stern School of Business. Fascinado pelo empreendedorismo e pelo ensino a distância.

 

 

 


Cheguei Lá

28 Comentários

28 Comentários

  1. Pedro

    30/04/2018 12:56 em 12:56

    Também enfrento a mesma dificuldade. Minha rotina me obriga a conciliar os estudos, trabalho, filho pequeno (família) e atividade física. Tentei sacrificar um dos papeis da vida. Por exemplo, cortei a atividade física, mas seis meses depois a minha saúde física piorou, meu peso aumentou 15kg e meu desempenho nos estudos caiu. Dormir pouco também não vale a pena. Saio para trabalhar às 7h30 e chego em casa às 19h30, faço do possível as outras atividades essenciais alternando entre 5 e 7h, e à noite, entre 20 e 22, dentro do possível com 7 horas de sono, 30 minutos de aquecimento (despertar) e 30 minutos de esfriamento (acalmar).

  2. Anderson

    10/02/2019 16:12 em 16:12

    Então, vou compartilhar aqui o que acontece comigo. Faço atividades físicas pela manhã, as 7am, acordo 5:30 (pratico Jiu-Jitsu 4x por semana). Após o treino vou trabalhar, trabalho sentado no computador, o sono e esgotamento físico bate de uma forma muito forte rs, perco até a concentração. No começo da noite faço musculação, nada forte, somente como reabilitação por causa da luta. Depois disso tento estudar, a palavra é tento, pois fico totalmente sem concentração. Estou pensando em parar o treino pra poder estudar e depois de passar em uma prova que estou almejando, voltar aos exercicios.

  3. TATIANA

    04/04/2019 10:17 em 10:17

    Vou compartilhar um pouco da minha rotina, acordo 5:45h e a minha entrada na empresa é 7:30h, na hora do meu almoço malho todos os dias (exceto naqueles dias femininos rs), a noite vou para faculdade onde faço enfermagem onde é bastante puxado, ainda não tenho filhos mas pretendo ter ainda esse ano. Ai sabe Deus como ficará meu tempo!!!!!
    Força e determinação para todos nós, amém.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo