Edital MP MS: concurso previsto na PLOA 2021. Mais de 700 cargos vagos!

Edital MP MS: último certame ofertou 127 vagas para todos os níveis.

Concurseiro, o Plano Orçamentário Anual do Mato Grosso do Sul saiu e prevê  concurso para Ministério Público do Mato Grosso do Sul, a verba informada para o edital MP MS é de R$ 1.881.100,00.

O último concurso ofereceu 127 vagas, distribuídas em diversos cargos de nível superior, técnico, médio e fundamental. Veja todos os detalhes abaixo.

Outras notícias em destaque:

 

Veja abaixo o menu com informações sobre o Edital MP MS:

Edital MP MS: Situação atual

O último edital MP MS ocorreu em 2012, por isso há grande necessidade de um novo certame para preencher os cargos vagos da instituição.

Histórico do concurso:

Inserir as principais datas do concurso em formato de lista:

  • Último edital:  26/11/2012
  • Data da prova objetiva: 04/02/2013
  • Convocação para a Prova Prática de Técnico I: 12/03/2013
  • Resultado final do concurso: 10/04/2013

Edital MP MS: Remuneração e benefícios

Para os cargos abertos no último edital MP MS a remuneração variava, conforme quadro abaixo:

Concurso MP MS

As remunerações do órgão podem chegar a mais de R$ 23 mil. Confira o quadro de remunerações e benefícios abaixo.

Concurso MP MS

 

Edital MP MS: Cargos e vagas

Confira a lista dos cargos ofertados no último edital MP MS e a tabela de cargos vagos.

NÍVEL SUPERIOR

  • ADMINISTRAÇÃO

Vagas: 1
Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Administração, fornecido por
instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da  Educação e registro no Conselho Regional de Administração – CRA.

  • ARQUITETURA

Vagas: 2
Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Arquitetura e Urbanismo,
fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Arquitetura – CAU.

  • BIOLOGIA

Vagas: 1
Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Biologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Biologia – CRBio

  • CONTABILIDADE

Vagas: 1
Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Ciências Contábeis, fornecido
por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Contabilidade – CRC.

  • DIREITO

Vagas: 1
Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação

  • ECONOMIA

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Economia, fornecido por
instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Economia – CORECON

  • ENGENHARIA AGRÔNOMA

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Agrônoma, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.

  • ENGENHARIA AMBIENTAL

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Ambiental, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.

  • ENGENHARIA CIVIL

Vagas: 2

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.

  • ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia da Computação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.

  • ENGENHARIA ELÉTRICA

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.

  • ENGENHARIA FLORESTAL

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Florestal, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.

  • ENGENHARIA SANITÁRIA

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Sanitária, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.

  • GEOLOGIA

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Geologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA.

  • INFORMÁTICA

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Informática, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

  • INFORMÁTICA/ANÁLISE DE SISTEMAS

Vagas: 2

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Análise de Sistemas, ou na área de Informática, acrescido de curso de especialização com, no mínimo, 360 horas/aula em Análise de Sistemas, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

  • INFORMÁTICA/BANCO DE DADOS

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Informática, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

  • INFORMÁTICA/DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Informática, fornecido
por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

  • INFORMÁTICA/SUPORTE DE REDES

Vagas: 1

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de Informática, fornecido
por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

  • PSICOLOGIA

Vagas: 4

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Psicologia – CRP

  • SERVIÇO SOCIAL

Vagas: 3

Requisitos: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Serviço Social – CRESS.

Desses cargos, apenas Direito possuía vagas destinadas para pessoas negras, indígenas e PCD, uma vaga para cada.

 

NÍVEL NÉDIO E TÉCNICO

  • ADMINISTRATIVA

Vagas: 36 (PCD: 4, negros: 4, indígena: 1)

Requisitos: Certificado de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau), ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico (antigo segundo grau profissionalizante), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

  • CONTABILIDADE

Vagas: 1

Requisitos: Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico em Contabilidade, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Contabilidade – CRC.

  • INFORMÁTICA

Vagas: 3

Requisitos: Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico em Informática ou Tecnologia da Informação, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

 

NÍVEL MÉDIO

  • ADMINISTRATIVA

Vagas: 41 (PCD: 5, negros: 5, indígenas: 2)

Requisitos: Certificado de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau), ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico (antigo segundo grau profissionalizante), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

 

NÍVEL FUNDAMENTAL

  • MOTORISTA

Vagas: 11 (negros: 2)

Requisitos: Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino fundamental (antigo primeiro grau), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Carteira Nacional de Habilitação categoria “D” ou “E”.

CARGOS VAGOS

Carreira

Edital MP MS: Requisitos

O candidato aprovado no concurso será investido no cargo desde que atenda às seguintes exigências,
na data da posse:
a) ter sido aprovado e classificado no presente concurso público;
b) ser brasileiro nato ou naturalizado, nos termos do artigo 12 da Constituição da República Federativa do Brasil, ou no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, nos termos do § 1º do referido artigo;
c) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos;
d) estar em pleno gozo e exercício dos direitos políticos;
e) estar em dia com as obrigações eleitorais;
f) estar em dia com os deveres do serviço militar, para os candidatos do sexo masculino;
g) estar com CPF regularizado;
h) possuir comprovação da escolaridade exigida para o exercício do cargo;
i) possuir Carteira Nacional de Habilitação, categorias D ou E, para os candidatos ao cargo de Auxiliar – Motorista;
j) possuir o registro profissional no órgão competente e estar quite com as obrigações profissionais, quando for o caso;
k) ser considerado apto em exame médico-pericial realizado por Junta Médica Oficial;
l) não exercer cargo, emprego ou função pública e não acumular proventos de aposentadoria na
administração pública federal, estadual ou municipal, exceto nas situações previstas em lei;
m) não ter sofrido, no exercício da função pública, as penalidades disciplinares de repreensão, suspensão,
multa, demissão, cassação de disponibilidade e destituição de cargo em comissão;
n) não ter sido condenado criminalmente, nem estar sendo processado pela Justiça Federal, Estadual ou Militar do País.

Edital MP MS: Atribuições

ANALISTA – ADMINISTRAÇÃO:

Realizar atividades de nível superior a fim de proporcionar o adequado funcionamento e desenvolvimento organizacional; compreende o planejamento, desenvolvimento, execução, acompanhamento e a avaliação de planos, projetos, inclusive de propostas e implementação de modernização e qualidade voltados para o aprimoramento e produtividade das áreas de administração de
recursos humanos, material, patrimônio, licitações, orçamento, finanças, contabilidade, bem como o acompanhamento da legislação, doutrina e jurisprudência inerentes às respectivas áreas; proceder à pesquisa e o processamento de gestão de informações; executar trabalhos, tais como: elaboração de despachos, pareceres, informações, relatórios, ofícios; realizar atividades que exijam conhecimentos
básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – ARQUITETURA:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos, realização de dados técnicos, coleta de dados e pesquisas, prestando informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da área de Arquitetura, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados, referentes a edificações, conjuntos arquitetônicos e monumentos, arquitetura paisagística e de interiores, planejamento físico, urbano regional e seus serviços afins e correlatos; proceder a exame e análise de laudos, perícias e outras peças, realizados por outros órgãos, que envolvam conhecimentos técnicos, quando solicitado pelos órgãos do Ministério Público; acompanhar a realização de perícias e/ou vistorias pelos demais órgãos públicos, quando designado pelos órgãos do Ministério Público; atuar, quando designado, como assistente do Ministério Público, em procedimentos judiciais, observadas as formalidades legais; manter permanente contato e intercâmbio com entidades públicas ou privadas que, direta ou indiretamente, se dediquem ao estudo ou à proteção dos bens, valores ou interesses, relacionados com a área de atuação; desenvolver atividades relativas a projetos e a especificações de obras, reparos, renovação ou ampliação dos espaços arquitetônicos dos imóveis do Ministério Público ou por ele alugados; acompanhar a fiscalização de obras e serviços contratados; prestar assessoramento aos órgãos de licitação; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – BIOLOGIA:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos; realização de estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas, prestando informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da
área de Biologia, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados, referentes à genética; ciências morfológicas; botânica; zoologia; ecologia; microbiologia; biologia econômica; paleontologia; paleobiogeografia; biogeografia; biologia marinha; fisiologia geral; fisiopatologia animal e vegetal; parasitologia humana; bioquímica; biofísica; bioestatística; ecotecnologia; biotecnologia; sociobiologia; biologia de solos; bioclimatologia; ecotoxicologia; controle de vetores; avaliação de impacto ambiental por interferência antrópica; tecnologia bionuclear; educação ambiental; ecoturismo; avaliação de patrimônio natural; bioespeleologia e seus serviços afins e correlatos. Cabe, ainda, atuar em processos administrativos e judiciais quando indicado pelo Ministério Público Estadual, bem como em convênios, em projetos e programas de interesse do Ministério Público, em conjunto com outras instituições; realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – CONTABILIDADE:

Planejar o sistema de registros e operações, atendendo às necessidades
administrativas e as exigências legais, para possibilitar controle contábil e orçamentário; supervisionar os trabalhos de contabilização dos documentos, analisando-os e orientando seu processamento, para assegurar a observância do plano de contas adotado; controlar e participar dos trabalhos de análise e conciliação de contas, conferindo os saldos apresentados, localizando e emendando os possíveis erros para assegurar a correção das operações contábeis; proceder à classificação e avaliação de despesas, examinando sua natureza, para apropriar custos de bens e serviços; supervisionar os cálculos de reavaliação do ativo e de depreciação de veículos, máquinas, móveis, utensílios e instalações, ou participar desses trabalhos, adotando os índices indicados em cada caso, para assegurar a aplicação correta das disposições legais pertinentes; organizar e assinar balancetes, balanços e demonstrativos de contas, aplicando as normas contábeis, para apresentar resultados parciais e gerais da situação patrimonial, econômica e financeira da Instituição; assessorar a direção superior em problemas financeiros, contábeis, administrativos e orçamentários, dando pareceres à luz da ciência e das práticas contábeis, a fim de contribuir para a correta elaboração de políticas e instrumentos de ação nos referidos setores; realizar trabalhos de perícia e auditoria contábil e financeira em processos judiciais; elaborar demonstrativos de execução de despesa, autorização de pagamentos e emissão de empenhos, bem como preparar prestação de contas anual para remessa ao Tribunal de Contas do Estado; elaborar relatórios sobre a situação patrimonial, econômica e financeira da Instituição, apresentando dados estatísticos e pareceres técnicos para fornecer os elementos contábeis necessários ao relatório das atividades do Ministério Público; proceder a exame e análise de laudos, perícias e outras peças, realizados por outros órgãos, que envolvam conhecimentos técnicos, quando solicitados por órgãos do Ministério Público; realizar perícias e/ou vistorias, emitindo laudos técnicos e/ou pareceres, quando requisitado pelos órgãos do Ministério Público; acompanhar a realização de perícias e/ou vistorias pelos demais órgãos públicos, quando designado pelos órgãos do Ministério Público; atuar, quando designado, como assistente do Ministério Público em procedimentos judiciais, observadas as formalidades legais; prestar assessoramento e orientar os órgãos do Ministério Público em procedimentos cujo objeto envolva conhecimentos técnicos, emitindo os respectivos pareceres, na área de formação profissional; manter permanente contato e intercâmbio com entidades públicas ou privadas que, direta ou indiretamente, se dediquem ao estudo ou à proteção dos bens, valores ou interesses, relacionados com a área de atuação; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – DIREITO:

Prestar assessoramento jurídico aos órgãos do Ministério Público, tais como examinar, previamente, e aprovar as minutas dos editais e termos convocatórios das licitações, bem como as dos contratos, acordos, convênios ou ajustes realizados pelo Ministério Público; proceder à análise prévia dos editais e contratos relativos a procedimentos licitatórios; manifestar-se, quando requerido pelo Grupo Executivo de Licitação e, especificamente, nas impugnações ou recursos apresentados nos procedimentos licitatórios, para fundamentar decisão da competência do Procurador-Geral de Justiça; elaborar pareceres técnicos, despachos ou peças congêneres, indicando a fundamentação jurídica na legislação, na doutrina e na jurisprudência; manifestar-se em processos administrativos da área de recursos humanos, indicando a correta fundamentação jurídica do pedido; realizar a pesquisa e a seleção de textos jurídicos e comunicações de interesse, consultando livros, diários oficiais e outras fontes, para inteirar-se de prejulgados, acórdãos, leis, decretos, alterações ou complemento de leis; e apurar informações pertinentes a casos submetidos a sua análise; acompanhar o andamento de processos de perícias requeridas, visitando outras repartições para verificar a situação deles, com vistas à tomada das devidas providências; preparar certidões de documentos, reproduzindo peças processuais, escritos constantes de suas notas e outros dados pertinentes, em impressos apropriados para cumprir disposições legais, de processos administrativos sob sua responsabilidade; estudar a matéria jurídica e de outra natureza, consultando códigos, leis, jurisprudência e outros documentos, para adequar os fatos à legislação aplicável; elaborar, quando solicitado, documentos jurídicos, pronunciamentos, minutas e informações sobre questões de natureza administrativa, trabalhista, constitucional ou outras, aplicando a legislação, forma e terminologia adequadas ao assunto em questão, de processos administrativos sob sua responsabilidade; estabelecer interpretação de normas legais e decisões judiciais, orientando a utilização ou adoção de medidas legais na esfera administrativa; proceder à análise de requerimentos e autos de processos que lhe sejam encaminhados; solicitar, em órgãos públicos, certidões, diligências e esclarecimentos que se façam necessários ao exercício das atribuições do cargo; manter registro da legislação e jurisprudência referentes
a matérias administrativas, de direito constitucional, servidores públicos, licitações, disponível para consulta de membros e servidores do Ministério Público; elaborar, quando solicitado, relatórios, minutas de atos oficiais e de projetos de lei e respectivas mensagens; elaborar e apresentar relatórios periódicos relacionados às suas atividades e as do seu setor de trabalho; realização de trabalhos que exijam conhecimentos básicos e/ou específicos de informática, incluindo a alimentação de sistemas específicos; executar outras atividades correlatas que venham a ser determinadas pela autoridade superior.

ANALISTA – ECONOMIA:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de perícias por meio de avaliações; estudar tendência dos mercados, política de preços, índices de produtividade e outros indicadores econômicos, analisando dados coletados relativos à política econômica, financeira, orçamentária e outras, para formular estratégias adequadas às ações a serem desenvolvidas pelo Ministério Público; analisar os dados econômicos e estatísticos coletados em órgãos do Poder Executivo Estadual e por diversas fontes e diferentes níveis, interpretando seu significado, para orientar sobre sua utilização nas soluções de problemas ou políticas a serem adotadas pelo Ministério Público; fazer
previsões de alterações de procura de bens e serviços, preços e situação de mercado, servindo-se de estudos, pesquisas, análises e dados estatísticos, para aconselhar ou propor ações administrativas adequadas à natureza do Ministério Público às mencionadas situações; traçar planos econômicos, baseando-se nos estudos e análises efetuados e em informes coletados sobre os aspectos conjunturais e estruturais da economia estadual, para ajudar a indicar soluções aos problemas a serem enfrentados ou para a elaboração ou desenvolvimento de projetos de interesse dos órgãos do Ministério Público; coletar dados financeiros e estatísticos sobre a receita estadual; elaborar tabelas demonstrativas para a elaboração da proposta orçamentária do Ministério Público; promover o acompanhamento e o controle financeiro e orçamentário das despesas do Ministério Público, para analisar, avaliar e propor alterações no seu orçamento; preparar relatórios e informes sobre a execução financeira e orçamentária e os planos e programas; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – ENGENHARIA AGRÔNOMA:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos, realização de estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas, prestando informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da área de Engenharia Agrônoma, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados, referentes à engenharia rural e suas instalações complementares; irrigação e drenagem para fins agrícolas; fitotecnia e zootecnia; melhoramento animal e vegetal; recursos naturais renováveis; ecologia, agrometeorologia; defesa sanitária; química agrícola; alimentos; tecnologia de transformação (açúcar, amidos, óleos, laticínios, vinhos e destilados); beneficiamento e conservação dos produtos animais e vegetais; zimotecnia; agropecuária; edafologia; fertilizantes e corretivos; processo de cultura e de utilização de solo; microbiologia agrícola; biometria; parques e jardins; mecanização na
agricultura; implementos agrícolas; nutrição animal; agrostologia; bromatologia e rações, economia rural, crédito rural e seus serviços afins e correlatos. Cabe, ainda, atuar em processos administrativos e judiciais quando indicado pelo Ministério Público Estadual, bem como em projetos, convênios e programas de interesse do Ministério Público, em conjunto com outras instituições; realizar trabalhos que exijam
conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – ENGENHARIA AMBIENTAL:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos, realização de estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas, prestando informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da área de Engenharia Ambiental, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados, referentes ao meio ambiente urbano e industrial; controle de emissões ambientais; resíduos industriais e urbanos; avaliação de impactos ambientais em grupos multidisciplinares;
controle antipoluição; riscos tecnológicos e ambientais; conservação ambiental e seus serviços afins e correlatos; proceder ao exame e à análise de laudos, perícias e outras peças, realizados por outros órgãos, que envolvam conhecimentos técnicos, quando solicitado pelos órgãos do Ministério Público; manter permanente contato e intercâmbio com entidades públicas ou privadas que, direta ou indiretamente, se
dediquem ao estudo ou à proteção dos bens, valores ou interesses, relacionados com a área de atuação; estudar a viabilidade técnica, elaborar, fiscalizar e coordenar a execução de projetos e construções, ampliações e/ou reformas dos imóveis do Ministério Público ou por ele alugados; fiscalizar o cumprimento dos contratos administrativos, em seus aspectos técnicos, firmados pela Instituição na área de construção
civil; inspecionar a execução dos serviços técnicos e das obras do Ministério Público, apresentando relatórios sobre os seus andamentos; prestar assessoramento aos órgãos de licitação. Cabe, ainda, atuar em processos administrativos e judiciais quando indicado pelo Ministério Público Estadual, bem como, em projetos, convênios e programas de interesse do Ministério Público, em conjunto com outras instituições;
realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – ENGENHARIA CIVIL:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos, realização de estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas, prestando informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em
matérias da área de Engenharia Civil, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados, referentes a edificações, estradas, pistas de rolamento e aeroportos; sistema de transportes, de abastecimento de água e de saneamento; portos, rios, canais, barragens e diques; drenagem e irrigação; pontes e grandes estruturas; trabalhos topográficos e geodésicos e seus serviços afins e correlatos;
acompanhar a realização de perícias e/ou vistorias pelos demais órgãos públicos, quando designado pelos órgãos do Ministério Público; estudar a viabilidade técnica, elaborar, fiscalizar e coordenar a execução de projetos e construções, ampliações e/ou reformas dos imóveis do Ministério Público ou por ele alugados; fiscalizar o cumprimento dos contratos administrativos, em seus aspectos técnicos, firmados pela
Instituição na área de construção civil; inspecionar a execução dos serviços técnicos e das obras do Ministério Público, apresentando relatórios sobre os seus andamentos; prestar assessoramento aos órgãos de licitação; cabe, ainda, atuar em processos administrativos e judiciais quando indicado pelo Ministério Público, bem como, em projetos, convênios e programas de interesse do Ministério Público, em conjunto com outras instituições; realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO:

Realizar atividades de nível superior, relacionadas ao planejamento, coordenação, supervisão e execução de projetos de engenharia da computação, bem como de operação e manutenção de equipamentos e sistemas; supervisionar, coordenar, planejar, controlar e orientar as atividades de: configuração e administração de sistemas operacionais como Windows, Linux e Unix; configuração e administração de softwares relacionados a redes de computadores, como e-mail, proxy, web, banco de dados, dns e firewall; configuração e administração de roteadores, switches e modems de redes de computadores; configuração e administração de diretivas de segurança de acesso aos
computadores e aos dados eletrônicos dos órgãos do Ministério Público; orientar, estudar a viabilidade técnica, elaborar, fiscalizar e coordenar a execução de projetos lógicos e estruturais de redes de computadores dos órgãos do Ministério Público; orientar as atividades de analistas, programadores e outros profissionais da área de informática, em exercício em órgãos do Ministério Público; orientar o
planejamento e o desenvolvimento de softwares em órgãos do Ministério Público; orientar quanto à aquisição de equipamentos e aplicativos e contratação de serviços para atender à informatização do Ministério Público; assessorar o Procurador-Geral de Justiça e os demais órgãos do Ministério Público em procedimentos cujo objeto envolva conhecimentos técnicos, emitindo os respectivos pareceres técnicos, na área de formação profissional; realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – ENGENHARIA ELÉTRICA:

Realizar atividades de nível superior, relacionadas ao planejamento, coordenação, supervisão e execução de projetos de engenharia elétrica, bem como de operação e manutenção de equipamentos e sistemas; realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – ENGENHARIA FLORESTAL:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos, realização de estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas; prestar informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da área de Engenharia Florestal, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados referentes à engenharia rural; construções para fins florestais e suas instalações complementares, silvimetria e inventário florestal; melhoramento florestal; recursos naturais renováveis; ecologia; climatologia, defesa sanitária florestal; produtos florestais, sua tecnologia e industrialização; edafologia; processos de utilização de solo e de floresta; ordenamento e manejo florestal; mecanização na floresta; implementos florestais; economia e crédito rural para fins florestais e seus serviços afins e correlatos. Cabe, ainda, atuar em processos administrativos e judiciais quando indicado pelo Ministério Público Estadual, bem como em convênios e programas de interesse do Ministério Público, em conjunto com outras instituições; realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – ENGENHARIA SANITÁRIA:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos, estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas; prestar informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da área de Engenharia Sanitária, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados, referentes a controle sanitário do ambiente, edificações e locais públicos; sistema de abastecimento de água, incluindo captação, adução, preservação, distribuição e tratamento; sistemas de
coletas, tratamento, reutilização, reciclagem, transporte do material coletado, tratamento e destinação final de resíduos sólidos; controle de poluição ambiental; drenagem; higiene; instalações hidrossanitárias; controle de vetores biológicos transmissores de doenças; saneamento de alimentos e seus serviços afins e correlatos; manter permanente contato e intercâmbio com entidades públicas ou privadas que, direta ou
indiretamente, se dediquem ao estudo ou à proteção dos bens, valores ou interesses, relacionados com a área de atuação; estudar a viabilidade técnica, elaborar, fiscalizar e coordenar a execução de projetos e construções, ampliações e/ou reformas dos imóveis do Ministério Público ou por ele alugados; fiscalizar o cumprimento dos contratos administrativos, em seus aspectos técnicos, firmados pela Instituição na área de construção civil; inspecionar a execução dos serviços técnicos e das obras do Ministério Público, apresentando relatórios sobre os seus andamentos; prestar assessoramento aos órgãos de licitação. Cabe, ainda, atuar em processos administrativos e judiciais quando indicado pelo Ministério Público Estadual, bem como em projetos, convênios e programas de interesse do Ministério Público, em conjunto com outras instituições; realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – GEOLOGIA:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de vistorias, perícias, avaliações, análise de documentos, realização de estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas, prestando informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da
área de Geologia, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados, referentes a trabalhos topográficos e geodésicos; levantamentos geológicos, geoquímicos e geofísicos; estudos de geologia, economia, prospeção, pesquisa e lavra de bens minerais, inclusive águas; trabalhos de cubagem de jazidas e determinação de seu valor econômico e seus serviços afins e correlatos. Cabe, ainda, atuar em
processos administrativos e judiciais quando indicado pelo Ministério Público Estadual, bem como, em projetos, convênios e programas de interesse do Ministério Público, em conjunto com outras instituições; realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – INFORMÁTICA:

Realizar atividades de nível superior em ciência da computação voltadas para o planejamento, desenvolvimento e a execução do adequado processamento automático de informações, visando aprimoramento quantitativo e qualitativo dos procedimentos técnico-administrativos do
Ministério Público Estadual; implantação e a manutenção dos sistemas informatizados; processamento de informações; definição de estratégias e de novas metodologias a serem utilizadas para processamento, arquivamento e recuperação automática de informações; atendimento ao usuário dos sistemas; emissão de pareceres técnicos; elaboração de despachos, informações, relatórios e ofícios; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – INFORMÁTICA/ANÁLISE DE SISTEMAS:

Realizar atividades de nível superior que envolvam o assessoramento aos membros do Ministério Público Estadual, em processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de perícias, avaliações, análise de documentos, processos administrativos e judiciais, compreendendo a realização de perícias, avaliações, análise de documentos, realização de
estudos técnicos, coleta de dados e pesquisas, prestando informações técnicas sob a forma de pareceres, laudos e relatórios em matérias da área de Análise de Sistemas, indicando a fundamentação técnica, métodos e parâmetros aplicados, referentes a projetos de sistemas de informação que envolvam a informática ou a utilização de recursos de informática; auditoria de projetos e sistemas de informação; exame de viabilidade técnica e financeira de projetos e sistemas de informação e seus serviços afins ou correlatos; estudar as características e os planos dos órgãos do Ministério Público, estabelecendo contatos com o corpo funcional, para verificar as possibilidades e a conveniência da aplicação de processamento eletrônico de informações; identificar as necessidades dos diversos setores do Ministério Público, determinando quais dados devem ser identificados, o grau de sumarização permitido e o formato requerido para a apresentação dos resultados para formular um plano de trabalho; examinar os dados de entrada disponíveis, estudando as modificações necessárias a sua normalização, para determinar os planos e as sequências da elaboração de programas de operação; preparar diagramas de fluxo e outras instruções referentes a sistemas informatizados e demais procedimentos correlatos, elaborando-os segundo linguagem apropriada, para orientar os programadores e outros trabalhadores envolvidos na operação de microcomputadores; verificar o desempenho de sistema proposto, realizando experiências práticas para assegurar-se de sua eficiência; elaborar e apresentar relatórios periódicos relacionados às suas atividades e as do seu setor de trabalho; coordenar as atividades de profissionais que realizam as diferentes fases da análise do programa, as definições das soluções, o detalhamento das soluções, a codificação do problema, o teste de programa e a eliminação de erros; elaboração de despachos, informações, relatórios e ofícios; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – INFORMÁTICA/BANCO DE DADOS:

Realizar atividades de nível superior em ciência da computação voltadas para o planejamento, desenvolvimento e a execução do adequado processamento automático de informações, visando aprimoramento quantitativo e qualitativo dos procedimentos técnico-administrativos do Ministério Público Estadual; implantação e manutenção dos sistemas informatizados; processamento de informações; definição de estratégias e de novas metodologias a serem utilizadas para processamento, arquivamento e recuperação automática de informações; atendimento a usuário dos sistemas; emissão de pareceres técnicos; interagir com os principais sistemas de gerenciamento de banco de dados relacional; propor a política de uso dos ambientes de banco de dados; estabelecer regras para nomenclatura dos dados armazenados, a fim de garantir seu compartilhamento e consistência; estabelecer regras para o ciclo de vida dos dados armazenados, a fim de evitar o gigantismo do banco de dados; estabelecer as políticas de segurança para assegurar a disponibilidade do banco e evitar a perda de informações; avaliar a aquisição de SGBDs ou a atualização de versão do sistema existente; elaboração de despachos, informações, relatórios e ofícios; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – INFORMÁTICA/DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS:

Realizar atividades de nível superior em ciência da computação voltadas para o planejamento, desenvolvimento e a execução do adequado processamento automático de informações, visando aprimoramento quantitativo e qualitativo dos procedimentos técnico-administrativos do Ministério Público Estadual; implantação e manutenção dos sistemas informatizados; processamento de informações; definição de estratégias e de novas metodologias a serem utilizadas para processamento, arquivamento e recuperação automática de informações;
atendimento ao usuário dos sistemas; emissão de pareceres técnicos; elaboração de despachos, informações, relatórios e ofícios; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – INFORMÁTICA/SUPORTE TÉCNICO DE REDES:

Realizar atividades de nível superior em ciências da computação voltadas para o planejamento, desenvolvimento e a execução do adequado processamento automático de informações, visando aprimoramento quantitativo e qualitativo dos procedimentos técnicoadministrativos do Ministério Público Estadual; implantação e manutenção dos sistemas informatizados; processamento de informações; definição de estratégias e de novas metodologias a serem utilizadas para processamento, arquivamento e recuperação automática de informações; atendimento ao usuário dos sistemas; emissão de pareceres técnicos; instalar e manter os sistemas operacionais de gerenciamento de
servidores corporativos; gerenciar e operar os equipamentos de rede e servidores; supervisionar as atividades de manutenção das estações de rede de computadores; instalar, controlar e configurar versões de softwares de infraestrutura; planejar as necessidades de expansão da rede; manter a rede atualizada tecnologicamente; organizar e guardar toda documentação relativa à administração da rede; orientar e participar na elaboração de projetos de cabeamentos lógicos e elétricos e de rede, bem como realizar testes de conectividade em redes locais; administrar os recursos de hardware e software da rede de modo a mantê-la com boa performance; elaboração de despachos, informações, relatórios e ofícios; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – PSICOLOGIA:

Realizar atividades de nível superior, relacionadas à adequação funcional e orientação profissional, à elaboração de diagnósticos e intervenções organizacionais, à assistência e acompanhamento psicológico aos membros, servidores, inativos, pensionistas e a seus dependentes; realizar atividades de planejamento e análises de trabalhos para descrição dos comportamentos requeridos no desempenho de cargo e funções; participar do recrutamento e seleção de pessoal; elaborar, executar e avaliar programas, de capacitação e desenvolvimento dos recursos humanos da Instituição; desenvolver ações destinadas às relações de trabalho visando melhorar a produtividade de pessoal e em grupos; assessoramento na implantação da política de recursos humanos da Instituição; participar de equipe interdisciplinar, desenvolver, analisar, diagnosticar e orientar casos na área de saúde ocupacional, observando níveis de prevenção e reabilitação, participando de programas e/ou atividades na área de segurança do trabalho, subsidiando-os quanto a aspectos psicossociais para proporcionar melhores
condições de trabalho ao servidor; planejar e desenvolver ações destinadas a otimizar as relações de trabalho no sentido de maior produtividade e realização pessoal dos indivíduos e grupos, intervindo nos conflitos e estimulando a criatividade para buscar melhor qualidade de vida no trabalho; participar do processo de desligamento de servidor, colaborando no preparo para a aposentadoria, a fim de ajudar a elaboração de novos projetos de vida; elaborar, executar e avaliar, em equipe interdisciplinar, programas de desenvolvimento de recursos humanos; fazer aconselhamento e acompanhamento a servidores e membros; acompanhar o levantamento de dados comportamentais de servidores em estágio probatório; realizar orientações, encaminhamentos, esclarecimentos na área de Psicologia às pessoas que buscam o Ministério Público; prestar informações, para esclarecer aspectos técnicos em Psicologia a leigos do trabalho. psicológico, quando solicitado; desenvolver estudos e pesquisas na área de Psicologia Jurídica e Social, construindo ou adaptando os instrumentos de investigação psicológica; e realizar pesquisa visando à construção e ampliação do conhecimento psicológico aplicado ao campo do Direito; realizar avaliação e assistência psicológica a crianças, adolescentes, idosos, portadores de necessidades especiais, vítimas de violência e seus familiares, bem como assessorá-los no encaminhamento a terapias psicológicas, quando necessário; contribuir na área da Psicologia para a formulação, revisão e interpretação das leis; assessorar tecnicamente os membros do Ministério Público na área da Psicologia referente a procedimentos; utilizar práticas metodológicas específicas, para o conhecimento das condições dos processos intrapsíquicos e das relações interpessoais e encaminhamento para atendimento apropriado, conforme a necessidade; auxiliar os membros do Ministério Público na fiscalização de órgãos de atendimento a crianças, adolescentes, adultos, idosos, portadores de necessidades especiais e vítimas de violência; atuar na orientação e educação em saúde, em seu nível de especialização, com vistas à prevenção primária e secundária de doenças e, particularmente, à promoção de saúde e de qualidade de vida, tanto individualmente como por meio de cursos, palestras, campanhas e programas educativos; contribuir com ações que visem à prevenção e o combate à violência e a garantia dos direitos humanos; executar outras atividades correlatas.

ANALISTA – SERVIÇO SOCIAL:

Assessorar os membros do Ministério Público na identificação de irregularidades na implementação das políticas públicas; realizar vistorias em entidades públicas e privadas, concernentes a políticas sociais básicas e/ou de alta complexidade das áreas de saúde, educação, saneamento, habitação e assistência social; planejar, executar e avaliar pesquisas que possam contribuir para análise da realidade social e para subsidiar ações do Ministério Público; identificar a rede de atendimento da Comarca e seus recursos como instrumento de assessoria no encaminhamento de ações por membros do Ministério Público, levando em consideração a descentralização de gestão e as peculiaridades de cada município; conhecer as redes de atendimento social, a fim de assessorar a condução de ações por membros do Ministério Público no encaminhamento dos indivíduos em estudo, possibilitando uma melhor integração e acesso a seus direitos; elaborar material de apoio técnico
destinado aos órgãos de execução do Ministério Público Estadual; participar de palestras, encontros, conferências, cursos e outros, relativos às matérias da competência de seu cargo; emitir laudos sociais, informações e Assessorar os membros do Ministério Público na identificação de irregularidades na implementação das políticas públicas; realizar vistorias em entidades públicas e privadas, concernentes a políticas sociais básicas e/ou de alta complexidade das áreas de saúde, educação, saneamento, habitação e assistência social; planejar, executar e avaliar pesquisas que possam contribuir para análise da realidade social e para subsidiar ações do Ministério Público; identificar a rede de atendimento da Comarca e seus recursos como instrumento de assessoria no encaminhamento de ações por membros do Ministério
Público, levando em consideração a descentralização de gestão e as peculiaridades de cada município; conhecer as redes de atendimento social, a fim de assessorar a condução de ações por membros do Ministério Público no encaminhamento dos indivíduos em estudo, possibilitando uma melhor integração e acesso a seus direitos; elaborar material de apoio técnico destinado aos órgãos de execução do Ministério Público Estadual; participar de palestras, encontros, conferências, cursos e outros, relativos às matérias da competência de seu cargo; emitir laudos sociais, informações e pareceres sobre matéria de serviço social como instrumentos de assessoria aos membros do Ministério Público na propositura de ações judiciais ou extrajudiciais, conforme o caso; realizar estudo social observando os aspectos econômicos, sociais e culturais para posterior diagnóstico social, objetivando subsidiar as decisões de membros do Ministério Público; desenvolver estudos e pesquisas na área de serviço social, construindo e adaptando os instrumentos de avaliação, visando à ampliação do conhecimento aplicado ao campo do Direito; prestar serviços de âmbito social aos servidores e membros do Ministério Público Estadual; compor equipe multidisciplinar para desenvolver, analisar, diagnosticar e orientar casos na área de saúde ocupacional, observando níveis de prevenção e reabilitação, participando de programas e/ou atividades na área de segurança do trabalho, subsidiando-os quanto a aspectos psicossociais para proporcionar melhores condições de trabalho aos servidores; compor equipe multidisciplinar a fim de participar de processo de redistribuição e desligamento do servidor, colaborando no preparo para aposentadoria, subsidiando a elaboração de novos projetos de vida; participar da elaboração, implementação, execução e acompanhamento das políticas de recursos humanos voltadas para o quadro de pessoal de membros e servidores do Ministério Público; assistir os servidores, programando e desenvolvendo atividades de
caráter educativo e preventivo; planejar e executar atividades relacionadas com a solução de problemas sociais dos servidores e membros do Ministério Público; integrar equipe multidisciplinar na área de saúde, previdência e assistência social, prestando orientações e  acompanhamento aos membros e servidores do Ministério Público; executar outras atividades correlatas.

TÉCNICO I – ADMINISTRATIVA:

Receber, controlar a tramitação e encaminhar correspondências expedidas ou recebidas e documentos em geral; preparar o expediente administrativo e institucional dos órgãos do Ministério Público; elaborar correspondências e certidões; prestar informações em processos;
supervisionar, coordenar e acompanhar a preparação e tramitação de processos e auxiliar os membros do MPE na instrução processual, quando for o caso; proceder à conferência numérica de documentos, processos, materiais e equipamentos recebidos e de responsabilidade do respectivo órgão; executar os serviços de conferência de processos e documentos de despesas, de compra de material, equipamentos ou
contratação de serviços; atender o público, prestando informações relacionadas às atividades da Procuradoria-Geral de Justiça ou da Promotoria de Justiça e do órgão em que atua, de acordo com as suas atribuições; elaborar relatórios, tabelas, gráficos e demonstrativos dos serviços executados, realizar cálculos e tabular dados; realizar intimações, efetuando diligências de acordo com o estabelecido nos
despachos ou mandados, para dar às partes interessadas ciência legal dos atos e dos termos de um processo; extrair certidão do ato, indicando lugar e descrição da pessoa intimada e outros dados, na forma da lei, para juntá-la ao processo; efetuar pessoalmente as citações, notificações e intimações mediante mandado, que deverá ser devolvido logo depois de cumprido; atender às requisições de informações,
pessoalmente ou por telefone, prestando orientação quanto aos processos e informações relacionadas às suas atribuições; executar outras diligências ordenadas pelo Procurador ou Promotor de Justiça; estudar a legislação pertinente à sua área de atuação; zelar pela conservação dos materiais e equipamentos colocados à sua disposição para executar suas atribuições; registrar e manter atualizados atos e decisões
oficiais para consulta e divulgação; executar serviços eventuais de reprodução de documentos e expedição de fax; executar outras atividades correlatas.

TÉCNICO I – CONTABILIDADE:

Realizar atividades de nível intermediário, relacionadas ao planejamento, organização e à execução de tarefas que envolvem a função de suporte técnico e administrativo às unidades organizacionais do Ministério Público Estadual; com atuação nas áreas de controle processual,
documentação, informação jurídica, recursos humanos, material, patrimônio, orçamento e finanças; preparar a relação de cobranças e pagamentos efetuados, consultando documentos e anotações realizadas, para facilitar o controle financeiro; compreende o levantamento de dados; elaboração de relatórios estatísticos, planos, programas, projetos e instrução de processos; pesquisa de legislação, doutrina e jurisprudência, emitir relatórios técnicos e informações em processos; organizar e assinar balancetes, balanços e demonstrativos de contas, aplicando as normas contábeis, para apresentar resultados parciais e gerais da situação patrimonial, econômica e financeira da Instituição; distribuir e controlar materiais de consumo e permanente, elaborar demonstrativos e conferir cálculos diversos; proceder à reprodução, expedição e arquivamento de documentos e correspondências; prestar informações gerais ao público dentro de sua área de competência; realizar trabalhos que exijam conhecimentos básicos de informática, proceder à manutenção e consulta a bancos de dados; executar outras atividades correlatas.

TÉCNICO I – INFORMÁTICA:

Realizar atividades de nível intermediário a fim de garantir a adequada automatização de rotinas, por intermédio do desenvolvimento, codificação, teste, implantação, documentação e manutenção dos programas e sistemas, bem como a verificação, a preparação e a operação de equipamentos de informática, com a transferência de dados para o sistema automatizado, prestando atendimento aos usuários; executar outras atividades correlatas.

TÉCNICO II – ADMINISTRATIVA:

Preparar as correspondências e documentos em geral; conferir correspondências e informações em processos a serem assinados pela chefia imediata; executar serviços eventuais de reprodução de documentos e expedição de fax; executar procedimentos de arquivo de documentos, controlando publicações no Diário Oficial do Ministério Público de interesse do órgão em que se encontra lotado, colecionando-as de acordo com determinação superior; realizar a conferência numérica de documentos, processos, materiais e equipamentos de uso do setor; atender ao público, pessoalmente ou por telefone, prestando informações relacionadas às atividades do órgão em que atua; organizar e manter arquivo de correspondências e tramitação de processos; agendar compromissos da autoridade superior; prestar informações de rotina relacionadas à área em que tem exercício; executar outras atividades correlatas.

AUXILIAR – MOTORISTA:

Executar tarefas relacionadas à condução de veículos oficiais empregados no transporte de membros e servidores em serviço, bem como de procedimentos administrativos e judiciais; entregar notificações, intimações e correspondências; realizar o transporte de documentos e processos a outros órgãos com a respectiva protocolização; localizar pessoas e levantar informações; zelar pela conservação e manutenção do veículo, verificando o seu estado físico e condições de higiene; providenciar os serviços de manutenção, comunicando falhas e solicitando reparos, para assegurar seu perfeito estado; recolher o veículo após a jornada de trabalho, conduzindo-o à garagem do órgão para permitir sua manutenção e abastecimento; examinar as ordens de serviço, verificando o itinerário a ser seguido, os horários, os números de viagens e outras instruções, para programar a sua tarefa; informar periodicamente a unidade competente quanto à manutenção preventiva e corretiva dos veículos; observar e respeitar as leis de trânsito; tratar com presteza e cortesia os usuários do veículo; comunicar, por escrito, no Boletim
Diário de Circulação – BDC, todas as ocorrências registradas durante o seu dia de trabalho, em especial avarias no veículo e incidentes ou acidentes de trânsito; responsabilizar-se pelo pagamento dos valores referentes a penalidades financeiras, multas por infrações no trânsito e ressarcimento por danos provocados no veículo que conduzir, caso seja comprovada sua culpa; não transportar pessoas estranhas
aos serviços do Ministério Público ou aquelas que não estiverem autorizadas previamente; realizar a entrega de correspondências, processos e documentos, nos serviços externos, e transportar e entregar materiais, móveis e equipamentos em órgãos ou localidades de atuação do Ministério Público; emitir relatórios e outras atividades relativas à sua área de atuação; executar outras atividades correlatas.

Etapas previstas no Edital MP MS

PRIMEIRA FASE: Será constituída de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos/áreas de atividade e de prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, apenas para o cargo/área de atividade de Analista – Direito, aplicada no mesmo dia e horário da prova objetiva.

SEGUNDA FASE: Será constituída de prova prática, de caráter eliminatório, apenas para os cargos de Técnico I (exceto área de atividade de Informática), Técnico II e Auxiliar..

Edital MP MS: Prova objetiva

Disciplinas

As disciplinas do Edital MP MS foram divididas em conhecimentos gerais e específicos. O primeiro é composto por: Língua Portuguesa, Atualidades, Noções de Direito e Legislação Institucional e o segundo é focado por cargo.

Estrutura da prova

As questões do Edital MP MS foram do tipo múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas e uma única resposta correta, abrangendo as disciplinas de conhecimento geral e específico.

Edital MP MS: Prova discursiva

A prova discursiva do último Edital MP MS valeu 30,00 (trinta) pontos e consistiu na elaboração de texto de, no mínimo, 35 (trinta e cinco) e, no máximo, 40 (quarenta) linhas. O candidato que redigiu texto que não se enquadre na quantidade mínima e máxima estabelecido não teve sua prova discursiva corrigida e será eliminado do concurso.

Edital MP MS: Prova prática

Os candidatos aos cargos de Técnico I (exceto área de atividade de Informática), Técnico II e Auxiliar convocados para esta fase,  realizaram prova prática a fim de comprovar seu domínio sobre as tarefas determinadas pelo examinador técnico na área.
A prova prática para os candidatos aos cargos de Técnico I (exceto área de atividade de Informática) e Técnico II consistirá de duas etapas (formatação e digitação), foram compostas por duas etapas:

1ª etapa: Formatação de documento, no tempo máximo de 2 (dois) minutos, de acordo com as instruções a serem dadas quando da aplicação da prova, sendo esta etapa pontuada de 0 (zero) a 50 (cinquenta) pontos;

 2ª etapa: Digitação de cópia de texto impresso, no tempo máximo de 6 (seis) minutos, em microcomputador do tipo PC com processador Pentium ou similar, software editor de texto Microsoft Office Word 2007, em ambiente gráfico Microsoft Windows e teclado com configurações ABNT, sendo esta etapa pontuada de 0 (zero) a 50 (cinquenta) pontos.

Materiais gratuitos para Edital MP MS

O Gran Cursos Online oferece uma ampla gama de materiais gratuitos para você começar a sua caminhada rumo à aprovação. São cursos completos, simulados, provas comentadas, editais verticalizados e muito mais. Não perca tempo, comece a estudar.

Motivos para fazer o Edital MP MS

Fazer o edital MP MS e se tornar funcionário do Ministério Público é garantir estabilidade com excelente remuneração e benefícios.

Resumo do edital MP MS

Concurso Ministério Público Mato Grosso do Sul (Edital MP MS)
Banca organizadora FGV
Cargos diversos
Escolaridade Níveis superior, médio, técnico e fundamental
Carreiras diversas
Lotação Mato Grosso do Sul
Número de vagas 127 vagas
Remuneração até R$ 2.775,61  + benefícios
Situação previsto na PLOA
Link do edital Clique AQUI para fazer o download do edital

Curso Gratuito Imparável 2020

Você é imparável? Tem um sonho grande em mente que te motiva a seguir em frente em busca de uma vida melhor, mesmo com as dificuldades que aparecem no caminho (falta de tempo, desafios de conciliar a rotina, insegurança)? Se sim, então este curso é para você! Organizamos de forma objetiva e prática em um só material algumas das principais disciplinas e conteúdos cobrados em concursos públicos para intensificar as suas chances de aprovação, tudo preparado por nossa equipe de colaboradores e professores especialistas no assunto. E o melhor: todo o conteúdo é totalmente gratuito! Mesmo se você ainda não começou a estudar, não deixe essa oportunidade passar. Nunca é tarde! Garanta a sua oportunidade no Curso Gratuito Imparável 2020!Clique AQUI para se inscrever gratuitamente!

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo