Educação a distância ou à distância? Elias Santana explica para você!

Confira abaixo o uso correto e não cometa erros ao usar essa expressão tão utilizada atualmente!

Elias Santana


15 de Junho 1 min. de leitura

Educação a distância ou à distância?

Educação a distância ou à distância? Elias Santana te explica!

Em tempos de intensa conectividade, uma das modalidades educacionais mais usadas – e elogiadas – hodiernamente é a virtual. Apesar da pouca interação interpessoal (que também faz parte do processo de ensino e aprendizagem), poder estudar em casa, por meio da internet, possui significativas vantagens, como a economia de tempo e dinheiro e o autogerenciamento do ritmo de estudos. Com isso, uma expressão ganhou notoriedade: educação a distância.

Existe um consenso entre gramáticos: caso a distância não seja especificada, não se deve usar o sinal indicativo de crase. As seguintes construções, portanto, são consideradas corretas:

(1) Educação a distância.

(2) Ensino a distância

(3) Atendimento a distância.

(4) A mãe observava a evolução do filho a distância.

(5) Note que, nos três casos apresentados, o vocábulo “distância” foi usado em sentido genérico.

A situação é um pouco diferente caso, no texto, a distância seja especificada. Se isso acontecer, o sinal indicativo de crase passar a ser obrigatório! Veja:

 

(6) Eu estudava à distância de 300 metros da minha casa.

(7) O atendimento foi feito à distância de 15 quilômetros do acidente.

(8) Há um universo de conhecimento à distância de um clique!

 

Agora, além de conhecer mais sobre o uso da locução “a distância”, você também aprendeu um pouco mais sobre o sinal indicativo de crase! Logo, você não tem mais motivos para usar apenas a sigla EaD para designar a sua forma de estudar! Não tenha vergonha! Use – ou deixe de usar – o acento grave sem medo!


Elias Santana

Licenciado em Letras – Língua Portuguesa e Respectiva Literatura – pela Universidade de Brasília. Possui mestrado pela mesma instituição, na área de concentração “Gramática – Teoria e Análise”, com enfoque em ensino de gramática. Foi servidor da Secretaria de Educação do DF, além de professor em vários colégios e cursos preparatórios. Ministra aulas de gramática, redação discursiva e interpretação de textos. Ademais, é escritor, com uma obra literária já publicada. Por essa razão, recebeu Moção de Louvor da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

 


Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação em concursos públicos.

Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!

[su_button url=”https://www.grancursosonline.com.br/” target=”blank” style=”flat” background=”#0404bb” color=”#ffffff” size=”7″ center=”yes” icon=”icon: shopping-cart”]Matricule-se[/su_button]

 

garantia-de-satisfacao-30

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?

Prepare-se com quem mais entende do assunto!

Comece a estudar no Gran Cursos

Depoimentos relacionados

Qual é o seu grande objetivo de vida? Para Raul Marcelo da Silva o foco estava em ingressar na carreira…

Natural da cidade de Poço Verde/ SE, Aialla Suelem Andrade de Souza escolheu a carreira pública não só pela estabilidade…

Dedicando-se ao estudos por cerca de 3 anos, José Roberto Ferreira conquistou não apenas a aprovação no Concurso BRB para…

Ygor Bruno Silva é de Caruaru, cidade localizada no estado de Pernambuco, e foi aprovado, em 2º lugar, na Residência…

A estabilidade que a carreira pública proporciona foi o grande atrativo que Weberti Silva teve para começar a estudar para…

A estabilidade profissional e financeira foi o que levou Pedro J. a buscar com tanto afinco a carreira pública e…

O sonho de ser policial desde criança, fez com que Maria C. firmasse um compromisso de estudos diariamente desde 2018…

Em busca de estabilidade e para dar um futuro melhor para esposa e filha, Regis B. estudou bastante para ser…

Elias Santana

Professor e Mestre em Língua Portuguesa

10


Tudo que sabemos sobre:

língua portuguesa


Comentários (10)

Avatar SELAIR SEVERO 8 de Maio de 2018

Professores (as) de português conheço muitos (as), mas, de excelência somente Elias Santana.

 Responder

Avatar Amine Mustafe S. Ferreira 19 de Março de 2020

Prezado professor,
Com todo respeito, me admira ver na rede de educação, em páginas de órgãos oficiais e em todo lugar a expressão “a distância” sem acento.
Embora após todas as explicações, não posso aceitá-las ou concebê-las, pois “à distância” se refere ao modo e ‘Ensino a distância’ tem duplo sentido sem a crase (na verdade fica sem sentido). A crase serve para indicar o modo que ocorre, no modo à distância, modalidade à distância, e assim por diante. Pelo menos sempre foi assim que aprendi, nos modos gramaticais clássicos de antigamente, sempre utilizávamos a crase, mas parece que agora tornou-se uma tendência. A tendência da perda das origens de sentido do idioma para a relativização dos acentos!

 Responder

Avatar Helio Dias Santiago 3 de Agosto de 2020

Caro colega Elias Santana, também sou Professor de língua portuguesa, formado em Letras pela UFBA. Moro aqui em Salvador-Ba seu blog é fantástico!

Abraços.

 Responder

Avatar faeteger 5 de Agosto de 2020

Alguns gramáticos e dicionaristas dizem que, mesmo a distância sendo indeterminada, por motivo de clareza, para evitar ambiguidades, pode-se usar a crase: Estudo à distância.

 Responder

Avatar faeteger 5 de Agosto de 2020

Alguns gramáticos e dicionaristas dizem que, mesmo a distância sendo indeterminada, por motivo de clareza, para evitar ambiguidades, pode-se usar a crase: Estudo à distância. / Fotografamos à distância.

 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *