#PergunteaoGG

#PergunteaoGG (5): Como recuperar o ânimo após uma reprovação em concurso público?

#PergunteaoGG (5): Como recuperar o ânimo após uma reprovação em concurso público?#PergunteaoGG (5)

“Olá, Gabriel. Não passei no concurso do TRE/SP por muito pouco, por conta de ter transcrito errado para o gabarito a resposta de apenas duas questões. Culpa do nervosismo e da desatenção… Já me preparo há algum tempo pra concurso, mas, depois disso, desanimei bastante. Como recuperar o ânimo?”

MARCOS VINICIUS BINTERCOURT

Itaúna do Sul/PR

Marcos,

É normal se sentir desmotivado depois de uma reprovação, especialmente se ela ocorreu por causa de poucos pontos, como foi o seu caso. Entendo como você se sente, mas procure ter em mente que as decepções fazem parte da jornada de qualquer concurseiro. Veja só o caso dos professores daqui, do Gran Cursos Online. Juntos, eles acumularam centenas de reprovações nos mais variados concursos antes de se tornarem servidores de órgãos e entidades dos mais cobiçados do país. Neste artigo (confira AQUI), conto algumas dessas histórias. Não deixe de ler: você ficará surpreso com a trajetória deles.

Pensando na situação de desânimo em que você se encontra, me lembrei de um artigo que redigi algum tempo atrás, com dicas para os concurseiros não desistirem e continuarem estudando. Adaptei algumas delas, que elenco a seguir. Veja se elas o ajudam a seguir firme em seu projeto de mudança de vida. O texto completo que deu origem à lista pode ser encontrado AQUI.

1. Seja otimista.

Já diria o maior empreendedor brasileiro de todos os tempos, Jorge Paulo Lemann: “Prefiro ser otimista. Não conheço muitos pessimistas bem-sucedidos”. Siga o exemplo de quem sabe do que está falando e ignore os “matadores de sonhos”, aqueles sujeitos com alto grau de negatividade e que sempre nos fazem desanimar. Estou me referindo àquele tipo de gente que repete que não adianta estudar, porque concurso público é “uma furada”, “um jogo de cartas marcadas”; porque “apenas gênios passam”; porque “os concursos públicos vão acabar”. Fuja de gente assim!

2. Lembre-se sempre do motivo pelo qual você começou a estudar.

Nunca esqueça o que o levou a estudar para concurso público. Na maioria das vezes, foi a busca por melhoria de vida – tanto para você como para sua família. Lembre-se de que a dor da preparação é passageira, ao passo que o cargo público é para sempre. Quando vislumbramos o nosso objetivo maior, conseguimos fazer enormes sacrifícios para alcançá-lo logo. Manter esse objetivo vívido na mente pode lhe dar fôlego para se manter firme na luta por sua vaga.

3. Estabeleça metas de curto prazo.

Muitas vezes nos sentimos frustrados ou julgamos que nosso desempenho está muito fraco, quando, na verdade, apenas cometemos o erro de estipular metas nada razoáveis. O autor americano e professor da Universidade de Harvard John Kotter costuma dizer que, “para liderar mudanças significativas em uma organização, é necessário gerar vitórias de curto prazo”. Faça isso e observe como sua autoestima logo vai começar a melhorar.

4. Pratique atividades físicas.

Inúmeros estudos de universidades de renome comprovam que a atividade física faz bem à concentração, aumentando a capacidade cognitiva, reduzindo o estresse e aumentando a felicidade e a capacidade de estudar por mais tempo. Pode acreditar: praticar atividades físicas, especialmente as aeróbicas (caminhar, correr, nadar, pedalar, etc.), no mínimo três vezes por semana, aumentará o seu rendimento, a sua sensação de bem-estar e o seu progresso nos estudos, além da sua capacidade de reter informações. A motivação será consequência.

5. Crie uma rotina profissional de estudos.

Costumo recomendar aos nossos alunos uma técnica de base científica para desenvolver o hábito de estudar diariamente. Ela consiste em repetir a rotina (no caso, a rotina de estudar) durante vinte e um dias seguidos, sempre no mesmo horário e pelo mesmo período de tempo. Não importa se é dia útil, feriado ou fim de semana; sente-se, inicie o cronômetro e só se levante depois de ter passado o tempo que você determinou para a sua cota diária de leituras e exercícios. Ao cabo das três semanas, você será um novo concurseiro, totalmente habituado – e estimulado – a estudar.

Espero que essas dicas o ajudem.

Conte sempre comigo e com toda a nossa equipe. Não desista, pois tenho certeza de que a sua hora vai chegar!

 


Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e fundador do Gran Cursos Online e da GG Educacional. Sempre soube que a sua missão de vida era ser empreendedor. Por força do destino, ingressou no mercado de concursos muito novo, há mais de 10 anos. Acumulou experiências de grande valia ao acompanhar as atividades empresariais de seus pais, ambos ex-servidores com quase 3 décadas de experiência no mercado de concursos. Em 2013, decidiu que queria montar sua própria empresa e convidou o amigo Rodrigo Calado, também muito experiente na área, para ser o seu sócio. Nasceu ali a GG Educacional, uma organização totalmente dedicada à educação a distância, cujo lema é: “Ensino aliado à tecnologia”. Esse foco, em conjunto com o trabalho de colaboradores e professores dedicados e altamente especializados, resultou em crescimento exponencial ao longo dos últimos 2 anos. Atualmente, o Gran Cursos Online, principal marca da empresa, está entre as maiores do País e é referência em sua esfera de atuação.

É formado em Administração e Marketing pela New York University Stern School of Business, instituição de grande destaque no mundo corporativo. Nela, estudaram empreendedores de sucesso, como Jack Dorsey (fundador do Twitter) e John Paulson (fundador e presidente de um dos maiores fundos de investimento do mundo). Lá, participou de projetos desafiadores, interagindo com alunos do mundo inteiro e de visões muito diferentes da sua. Essa educação global e empreendedora hoje faz parte do DNA de Gabriel e da empresa que ele lidera, onde busca oferecer aos alunos o que há de melhor; tudo para ajudá-los a atingir os seus objetivos e a mudar de vida.

 

 

Para o Topo