Acerte no alvo e comece 2015 com o pé direito! 11 mil vagas previstas para o governo federal

Avatar


26/12/2014 | 10:00 Atualizado há 2059 dias

Comece 2015 com o pé direito! 11 mil vagas previstas para o governo federal

Comece o ano de 2015 com o pé direito concurseiro! Visando o fortalecimento do quadro de pessoal de diversos órgãos e instituições federais, a abertura de novos concursos torna-se inevitável.

– Prova disso, é que segue em tramitação na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 6244/13, do Poder Executivo, que cria 11.028 cargos na administração pública federal, em diversas áreas da Saúde, Educação e Segurança Pública. O projeto já foi aprovado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, e, mais recentemente, pela Comissão de Finanças e Tributação.

Agora, resta a análise da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, a ser concluída ainda este mês, para seguir para o Senado. Vale ressaltar que o PL tramita em caráter conclusivo, ou seja, não vai a Plenário, a não ser que haja recurso. Pelo texto, o provimento dos cargos criados se dará após a realização dos correspondentes concursos públicos, o que deverá ocorrer gradativamente a partir de 2015.

Saúde e Educação 

Na área de Saúde, segundo o projeto, serão criados, no quadro de pessoal da Agência Nacional de Saúde (ANS), 127 cargos de especialista em regulamentação de saúde suplementar e 87 de analista administrativo.

Para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), está prevista a criação de 130 cargos de especialista em regulação e vigilância sanitária; 30 de técnico em regulação e vigilância sanitária; e 20 de analista administrativo. Já para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Executivo propõe a criação de 1.200 cargos em diversas áreas.

Na área de Educação, o texto cria 5.320 cargos de professores do ensino superior e 2.008 cargos de técnico-administrativos em Educação.

Segurança

A proposta contempla ainda a criação de cargos para os departamentos de Polícia Federal (PF) e de Polícia Rodoviária Federal (PRF), sem aumento de despesa, mediante contrapartida de extinção de cargos vagos. Para a PF, o Executivo propõe criar 44 cargos de engenheiro, cinco de arquiteto e 36 de psicólogo. Já para a PRF, é prevista a criação de 19 cargos de administrador, 17 de engenheiro, cinco de estatístico e três de técnico de Comunicação Social.

Bons Estudos e Gran Sucesso!

 Clique aqui e confira todos os certames que estão te esperando.

Estude com o Gran Cursos Online.

Prepare-se com nosso material.

Avatar

Equipe do Gran Cursos Online
0

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.