Regressiva Anvisa

Concurso Anvisa – Regressiva: dica gratuita de Arquivologia!


1Hoje falaremos sobre o Arquivo

 

A maioria das pessoas imagina o arquivo como um local no qual são guardados documentos velhos e cheios de poeira. Porém, essa não é uma visão correta sobre algo tão importante que é esse setor. Setor? Arquivo é um setor? Arquivo não é um conjunto de documentos, professora? Ou ainda, “Arquivo não seria uma instituição?”

Pois bem! Estou aqui para falar, inclusive, desses conceitos da palavra Arquivo.

 

1 – CONCEITOS DA PALAVRA “ARQUIVO”

Segundo a Lei n. 8.159/1991, em seu artigo segundo, o arquivo é “o conjunto de documentos produzidos e recebidos por órgãos públicos, instituições de caráter público e entidades privadas, em decorrência do exercício de atividades específicas, bem como por pessoa física, qualquer que seja o suporte da informação ou a natureza dos documentos”. Sendo assim, a lei traz a ideia de arquivo como um conjunto de documentos. Porém, esse não é o único conceito para essa palavra. A bibliografia arquivística e o Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística conceituam o termo Arquivo, como:

a) Conjunto de documentos produzidos e acumulados por uma entidade coletiva, pública ou privada, pessoa ou família, no desempenho de suas atividades, independentemente da natureza do suporte.

b) Instituição ou serviço que tem por finalidade a custódia, o processamento técnico, a conservação e o acesso a documentos (entidade). Exemplos: Arquivo Nacional e Arquivo Público do Distrito Federal.

c) Instalações onde funcionam arquivos (setor).

d) Móvel destinado a guarda de documentos (móvel).

Com base nesses conceitos, podemos representar os arquivos da seguinte maneira:


captura-de-tela-2016-10-06-as-11-18-32
 

Dica:

Os documentos de guarda permanente da Anvisa serão recolhidos ao Arquivo Nacional (entidade).

 

 2 – CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS

Os arquivos são classificados de acordo a extensão de atuação, as entidades mantenedoras, a natureza dos documentos e aos estágios de evolução. Vamos conhecer a especificidade de cada um deles?

 

A) Extensão de Atuação:

  • Setorial – são os arquivos correntes estabelecidos junto aos setores.
  • Central / Geral – são os arquivos destinados a receber os documentos correntes, provenientes dos diversos setores. 

 

B) Entidades Mantenedoras: em face das características

  • Público – são os conjuntos de documentos produzidos e recebidos, no exercício de suas atividades, por órgãos públicos de âmbito federal, estadual, municipal e pelo Distrito Federal, e em decorrência de suas funções administrativas, legislativas e judiciárias. 

DICA: São também públicos os conjuntos de documentos produzidos e recebidos por instituições de caráter público, por entidades privadas encarregadas da gestão de serviços públicos no exercício de suas atividades (Art. 7, § 1º da Lei n. 8.159/1991).

  • Comercial – arquivos de firmas, corporações e companhias.
  • Pessoal / familiar – arquivos de uma pessoa ou de uma família.
  • Institucional – arquivos de instituições educacionais, igreja, associações etc. 

 

C) Natureza dos documentos        

  • Especial – são os arquivos constituídos.
  • Especializado

 

D) Estágios de evolução

  • Arquivos correntes – são aqueles em curso, ou que, mesmo sem movimentação, constituam sendo objeto de consultas frequentes.
  • Arquivos intermediários – são aqueles que, não sendo de uso corrente nos órgãos produtores por razões de interesse administrativo, aguardam a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.
  • Arquivos permanentes – conjuntos de documentos de valor histórico, probatório e informativo, que devem ser definitivamente preservados.

 

3 – FINALIDADES E FUNÇÃO DOS ARQUIVOS

Marilena Leite Paes, em seu livro “Arquivo – Teoria e prática”, afirma que:

  • A primeira finalidade do arquivo é servir à administração, constituindo-se, com o decorrer do tempo, como base par o conhecimento da história;
  • A função básica do arquivo é disponibilizar o acesso às informações.

 

Vamos sintetizar isso? Abaixo temos um resumo do que estudamos hoje. Leia cada palavra e veja se você consegue associá-las aos seus respectivos conceitos.

Bons estudos!


captura-de-tela-2016-10-06-as-11-24-46

_______________________________________________________________________________________

Daliane Silvério – Graduada em Arquivologia pela Universidade de Brasília; foi servidora do Arquivo Nacional e de outros órgãos públicos. Atualmente é servidora do Senado Federal. Atuante na área de gestão documental; elaboração de normas de arquivo e protocolo; consultoria arquivística, dentre outras atividades. Ministra aulas de arquivologia utilizando as principais bibliografias, a legislação arquivística e resolução de questões de provas.

 

 

_______________________________________________________________________________________

 

Detalhes:

  • bullet1.gif (844 bytes)Concurso: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Concurso Anvisa 2016)
  • bullet1.gif (844 bytes)Banca organizadora: Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe)
  • bullet1.gif (844 bytes)Cargos: Técnico Administrativo
  • bullet1.gif (844 bytes)Escolaridade: nível médio
  • bullet1.gif (844 bytes)Número de vagas: 78
  • bullet1.gif (844 bytes)Remuneração: R$ 7.680,06
  • bullet1.gif (844 bytes)Inscrições: de 9 setembro a 29 de setembro de 2016
  • bullet1.gif (844 bytes)Valor da taxa de inscrição: R$ 70,00
  • bullet1.gif (844 bytes)Data da prova: 4 de dezembro de 2016

edital

Gostou dessa oportunidade? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 26 anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros

matricule-se 3

assinatura-ilimitada-

garantia-de-satisfacao-30

Depoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:

CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ-Natálial CHEGUEI-LÁ (7)
Para o Topo