Concurso STJ 2015: Oportunidades para nível médio e superior! Remunerações de R$ 6 a R$ 9 mil!

Concurso STJ 2015: Oportunidades para nível médio e superior! Remunerações de R$ 6 a R$ mil!

O Superior Tribunal de Justiça (Concurso STJ 2015) informou que o órgão trabalha com a previsão de publicar o edital do concurso para área de apoio até o fim do mês de julho. De acordo com a Assessoria de Comunicação, o STJ e Cespe/UnB, escolhido como organizador do concurso para técnico e analista judiciários, estão concluindo as tratativas para oficializarem a parceria, por meio de assinatura de contrato, o que poderá ocorrer a qualquer momento.

concurso stj 2015

Portanto, com essa previsão, os futuros candidatos devem otimizar logo a preparação para estarem aptos a participar da concorrência. Embora não exista uma obrigatoriedade de se conceder 60 dias de estudos a partir da divulgação do edital para órgãos da Justiça, há chances de que o intevalo concedido gire em torno deste prazo. Caso isso aconteça, o Cespe/UnB deverá aplicar as provas entre meados de setembro e outubro. Ainda de acordo com o STJ, o órgão não definiu o número de vagas que será oferecido, mas é possível que gire em torno das 90 vagas anunciadas em outubro do ano passado.

As remunerações para a função de técnico, que exige o nível médio, são de R$ 6.117,88, somados a gratificação e o auxílio-alimentação. Para analista, os rendimentos são de R$ 9.555,93, também com as vantagens incluídas. Independentemente da oferta, o STJ definiu que as chances de técnico serão distribuídas nas áreas Administrativa, de Tecnologia da Informação e Saúde Bucal. Já os analistas proverão as áreas Administrativa, de Segurança, Análise de Sistemas de Informação, Arquivologia, Comunicação Social, Contadoria, Engenharia Elétrica, Engenharia Civil, Arquitetura, Fisioterapia, Medicina (Pediatria), Pedagogia, Suporte em Tecnologia da Informação e Serviço Social.

Organização

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi organizado pelo critério da especialização. Três seções de julgamento, cada uma delas composta por duas turmas, analisa e julga matérias de acordo com a natureza da causa submetida a apreciação. Acima delas está a Corte Especial, órgão máximo do Tribunal. As funções administrativas do STJ são exercidas pelo Plenário, integrado pela totalidade dos ministros da Casa.

Você sabia?

O STJ começou a funcionar em abril de 1989 – ano em que julgou pouco mais de três mil processos. Em seus 24 anos de existência, o Tribunal ganhou uma nova sede em 1995 e viu seu número de julgados crescer quase exponencialmente. No total, o Tribunal já ultrapassa a casa dos 3,5 milhões de julgamentos ao longo de sua história.

Fique por dentro

Clique no link a seguir e confira o organograma atual do STJhttp://stj.jus.br/portal_stj/publicacao/download.wsp?tmp.arquivo=2482

Quer ficar por dentro de todos os detalhes sobre o STJ? Então, acesse o portal: http://www.stj.jus.br/portal/site/STJ

Regimento interno do STJ

O regimento interno do STJ é uma matéria de destaque em todos os concursos do tribunal. Na última seleção para técnico judiciário – área: administrativa, por exemplo, foram cobrados os artigos artigos 1.° a 65; artigos 81 a 94 e artigos 316 a 327. Baixe AQUI com as últimas atualizações.

Detalhes:

  • Banca organizadora: Cespe/UnB
  • Cargos: Analista e técnico
  • Escolaridade: Níveis médio e superior
  • Número de vagas: A definir 
  • Remuneração:  Até  R$ 9.555,93
  • Situação: Autorizado 
  • Link do último edital 

Prepare-se com quem mais aprova há 25 anos e conquiste a sua vaga!
O Gran Cursos Online preparou cursos exclusivos para o certame, abordando toda a parte teórica dos últimos concursos, com professores (juízes, procuradores, doutores, mestres, especialistas) renomados no mercado educacional.

Continue Lendo

Antecipe seus estudos e saia na frente!

tribunais grupo

Confira a história e dicas de quem Chegou Lá:

PAULO

 Paulo Emílio Dantas conquistou o 1º lugar no concurso do STJ (2008) e o 6º lugar no Senado Federal. Com muitos obstáculos a serem enfretados, entre eles a inexperiência no que diz respeito a concursos públicos, buscou forças para continuar e, com incentivo dos professores, não se rendeu ao cansaço e obteve a tão almejada aprovação. “No início de 2008, realizei o concurso do STF, no qual fui o 2486º colocado.

Leia aqui mais este caso de sucesso.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo