Concurso TCU: saiu o resultado definitivo da prova objetiva. Veja!

Concurso TCU oferta vagas para o cargo de Auditor Federal de Controle Externo. Remuneração inicial chega a R$ 21,9 mil. Saiba mais!

Avatar


28/04/2022 | 15:52 Atualizado há 23 dias

Quer saber como foi o seu desempenho no concurso TCU? O resultado definitivo da prova objetiva do Tribunal de Contas da União já está disponível para consulta.

Organizado pela FGV, o certame oferta 20 vagas para o cargo de Auditor Federal de Controle Externo, com iniciais que chegam a R$ 21,9 mil. As provas foram aplicadas no dia 13 de março e a próxima etapa será a aplicação da prova discursiva, no dia 22 de maio de 2022.

Confira ao longo desta matéria mais informações sobre o concurso TCU, para facilitar, navegue utilizando o índice disponibilizado abaixo:

Destaques:

Concurso TCU: situação atual

Acompanhe aqui todo o andamento do concurso TCU:

Voltar ao topo

Concurso TCU: remuneração e benefícios

De acordo com o edital do concurso TCU, publicado em 29 de outubro de 2021, a remuneração para o cargo de Auditor Federal de Controle Externo é de R$ 21.947,82.

Conheça a estrutura com os valores pagos aos profissionais das carreiras efetivas do Tribunal de Contas da União:

DADOS   DO CARGO VENCIMENTO BÁSICO/
SUBSÍDIO
GRATIFICAÇÕES E SIMILARES
PLANO/CARREIRA    NÍVEL ESC CLASSE PADRÃO/
NÍVEL/
REFERÊNCIA
ATIVO    INATIVO   
PARCELAS BÁSICAS PARCELAS VARIÁVEIS PARCELAS BÁSICAS
ATIVO    INATIVO Abono Lei 10.698/03 Grat. Cont. Externo Grat. de Desemp. Abono Lei 10.698/03 Grat. Cont. Externo Grat. de Desemp.
Auditor   Federal de Controle Externo    NS ESPECIAL 13 10.594,62 10.594,62 68,85 12.289,76 8.475,70 68,85 12.289,76 8.475,70
ESPECIAL 12 10.286,02 10.286,02 68,85 11.726,06 8.475,70 68,85 11.726,06 8.475,70
ESPECIAL 11 9.986,44 9.986,44 68,85 11.484,41 8.475,70 68,85 11.484,41 8.475,70
ESPECIAL 10 9.695,57 9.695,57 68,85 11.246,86 8.475,70 68,85 11.246,86 8.475,70
B 9 8.895,05 8.895,05 68,85 10.851,96 8.475,70 68,85 10.851,96 8.475,70
B 8 8.635,96 8.635,96 68,85 10.622,23 8.475,70 68,85 10.622,23 8.475,70
B 7 8.384,42 8.384,42 68,85 10.312,84 8.475,70 68,85 10.312,84 8.475,70
B 6 8.139,66 8.139,66 68,85 10.011,78 8.475,70 68,85 10.011,78 8.475,70
A 5 7.468,07 7.468,07 68,85 9.633,81 8.475,70 68,85 9.633,81 8.475,70
A 4 7.250,54 7.250,54 68,85 9.353,20 8.475,70 68,85 9.353,20 8.475,70
A 3 7.039,37 7.039,37 68,85 9.080,79 8.475,70 68,85 9.080,79 8.475,70
A 2 6.834,35 6.834,35 68,85 8.816,31 8.475,70 68,85 8.816,31 8.475,70
A 1 6.635,29 6.635,29 68,85 6.768,00 8.475,70 68,85 6.768,00 8.475,70
Técnico   Federal de Controle Externo    NI ESPECIAL 13 6.886,54 6.886,54 68,85 5.233,77 5.509,23 68,85 5.233,77 5.509,23
ESPECIAL 12 6.679,92 6.679,92 68,85 4.943,14 5.509,23 68,85 4.943,14 5.509,23
ESPECIAL 11 6.479,52 6.479,52 68,85 4.794,84 5.509,23 68,85 4.794,84 5.509,23
ESPECIAL 10 6.285,14 6.285,14 68,85 4.651,00 5.509,23 68,85 4.651,00 5.509,23
B 9 6.096,58 6.096,58 68,85 4.572,44 5.509,23 68,85 4.572,44 5.509,23
B 8 5.913,70 5.913,70 68,85 4.435,28 5.509,23 68,85 4.435,28 5.509,23
B 7 5.736,29 5.736,29 68,85 4.244,85 5.509,23 68,85 4.244,85 5.509,23
B 6 5.564,18 5.564,18 68,85 4.117,49 5.509,23 68,85 4.117,49 5.509,23
A 5 5.397,25 5.397,25 68,85 3.993,97 5.509,23 68,85 3.993,97 5.509,23
A 4 5.235,36 5.235,36 68,85 3.821,81 5.509,23 68,85 3.821,81 5.509,23
A 3 5.078,28 5.078,28 68,85 3.656,36 5.509,23 68,85 3.656,36 5.509,23
A 2 4.925,92 4.925,92 68,85 3.497,40 5.509,23 68,85 3.497,40 5.509,23
A 1 4.778,15 4.778,15 68,85 2.341,29 5.509,23 68,85 2.341,29 5.509,23
Auxiliar   de Controle Externo    NA ESPECIAL 13 4.476,26 4.476,26 68,85 2.461,94 3.581,01 68,85 2.461,94 3.581,01
ESPECIAL 12 4.342,08 4.342,08 68,85 2.301,30 3.581,01 68,85 2.301,30 3.581,01
ESPECIAL 11 4.211,93 4.211,93 68,85 2.190,20 3.581,01 68,85 2.190,20 3.581,01
ESPECIAL 10 4.085,67 4.085,67 68,85 2.124,55 3.581,01 68,85 2.124,55 3.581,01
B 9 3.963,22 3.963,22 68,85 2.060,87 3.581,01 68,85 2.060,87 3.581,01
B 8 3.844,44 3.844,44 68,85 1.960,66 3.581,01 68,85 1.960,66 3.581,01
B 7 3.729,17 3.729,17 68,85 1.864,59 3.581,01 68,85 1.864,59 3.581,01
B 6 3.617,42 3.617,42 68,85 1.808,71 3.581,01 68,85 1.808,71 3.581,01
A 5 3.508,98 3.508,98 68,85 1.719,40 3.581,01 68,85 1.719,40 3.581,01
A 4 3.403,82 3.403,82 68,85 1.599,80 3.581,01 68,85 1.599,80 3.581,01
A 3 3.301,78 3.301,78 68,85 1.518,82 3.581,01 68,85 1.518,82 3.581,01
A 2 3.202,83 3.202,83 68,85 1.409,25 3.581,01 68,85 1.409,25 3.581,01
A 1 3.106,80 3.106,80 68,85 745,63 3.581,01 68,85 745,63 3.581,01

Voltar ao topo

Confira o detalhamento de acordo com as carreiras do TCU:

Auditor Federal de Controle Externo do TCU

  • Vencimento básico inicial R$ 6.635,29
  • Gratificação de Desempenho R$ 8.475,69
  • Gratificação de Controle Externo R$ 6.767,99
  • Abono – Lei 10.698/2003 R$ 68,85
  • Total R$ 21.947,82

Técnico Federal de Controle Externo do TCU

  • Vencimento básico inicial R$ 4.778,15
  • Gratificação de desempenho R$ 5.509,23
  • Gratificação de Controle Externo R$2.231,30
  • Abono – Lei 10.698/2003 R$ 68,85
  • Total R$ 12.697,54

Auxiliar Federal de Controle Externo do TCU

  • Vencimento básico inicial R$ 3.106,80
  • Gratificação de desempenho R$ 3.581,01
  • Gratificação de controle externo R$ R$ 745,63
  • Abono (Lei 10.698/2003) R$ 68,85
  • Total R$ 7.502,30

As informações foram extraídas do quadro remuneratório dos servidores do Tribunal. A data do documento é de 11 de junho de 2021 e foi disponibilizado pela Secretaria de Gestão de Pessoas – Segep TCU.

Voltar ao topo

Concurso TCU: inscrições

Quase 20 mil candidatos se inscreveram para concorrer a 20 vagas para o cargo de Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União.

Os interessados no certame se inscreveram no período de 1 de novembro de 2021 a 20 de dezembro de 2021. As inscrições foram feitas por meio do site da banca organizadora, FGV: https://conhecimento.fgv.br/concursos/tcu21. A taxa de inscrição custou R$ 180,00.

Concurso TCU: isenção da taxa de inscrição

Foi admitida isenção na taxa de inscrição para candidatos que comprovaram ser doadores de sangue, nos termos da Lei 13.656/2018; e ser considerado de baixa renda, nos termos da Lei 13.656/2018. A solicitação pôde ser feita entre os dias 1º de novembro a 4 de novembro de 2021.

Voltar ao topo

Concurso TCU: cargos e vagas

O novo edital do concurso TCU oferta 20 vagas para Auditor Federal de Controle Externo, as vagas estão divididas da seguinte forma:

Tipo da vaga Quantitativo
Vagas ampla concorrência 15
Vagas reservadas para negros 4
Vagas para PcD 1

Das vagas ofertadas e das que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concurso, 5% serão reservadas a pessoas com deficiência, providas na forma do § 2º do artigo 5º da Lei nº 8.112/1990, e do § 1º do artigo 1º do Decreto 9.508/2018, e suas alterações.
Referente às cotas para negros, o concurso reserva 20% das vagas ofertadas e das que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concurso, com fundamento na Lei nº 12.990/2014.

Voltar ao topo

Auditor Federal de Controle Externo

Vagas: 20
Requisitos: diploma de conclusão de curso de nível superior ou habilitação legal equivalente em qualquer área de formação, devidamente registrado e fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
Atribuições: no exercício de suas competências, incumbe ao ocupante do cargo de  Analista de Controle Externo – Área de Controle Externo na área de atividade de Controle Externo:
I – coordenar e desenvolver trabalhos voltados para o planejamento, modernização e a transformação digital dos procedimentos e atividades de controle externo a cargo do Tribunal;

II – examinar, instruir, organizar e acompanhar processos, documentos e informações relativos a matérias de controle externo ou administrativa que lhe sejam distribuídos;

III – instruir processos relativos a contas, atos sujeitos a registro e fiscalização de atos e contratos que, por força de disposições constitucionais, legais ou regulamentares, são apresentados ao Tribunal;

IV – assessorar autoridades em assuntos e atribuições na área de controle externo;

V – coletar e analisar dados e informações, bem como desenvolver, implantar e utilizar algoritmos e modelos para detecção de anomalias e predição de resultados que deem suporte às atividades de controle externo a cargo do Tribunal;

VI – propor, planejar, executar e coordenar trabalhos de fiscalização, em suas diversas modalidades, nas unidades, áreas, programas projetos ou atividades vinculadas às competências do TCU, com a elaboração dos respectivos relatórios e exame de recursos;

VII – quando devidamente designado ou autorizado, colaborar com o Congresso Nacional ou suas Comissões, com o Poder Judiciário e outros órgãos da Administração, em matéria afeta ao Tribunal;

VIII – compor e, quando for o caso, coordenar comissão, equipe de fiscalização e grupo de trabalho ou de pesquisa instituídos no âmbito do Tribunal, ou em decorrência de acordos de cooperação, ou convênios firmados pelo TCU;

IX – efetuar o cálculo de débitos em processos de controle externo e administrativos e das quotas referentes aos Fundos de Participação dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios;

X – aplicar e contribuir para a disseminação de práticas e diretrizes recomendadas ou determinadas pelo Tribunal;

XI – participar de trabalhos na área administrativa em situações que requeiram especialização na sua área de conhecimento; e

XII – executar outros trabalhos da área de controle externo determinados por sua chefia.
O ocupante do cargo de AUFC pode, independente da área de atividade e no exclusivo interesse da Administração, exercer suas atribuições em qualquer unidade integrante da estrutura organizacional do TCU, observado as normas aplicáveis e o disposto na Resolução -TCU nº 332/2021.

Voltar ao topo

Cargos vagos

O órgão registra muitos cargos vagos.  De acordo com o balanço, mês de novembro de 2021, apresentado no Portal da Transparência do Tribunal, o TCU tem atualmente o total de 490 cargos vagos, sendo Técnico Federal o cargo com maior déficit, com 267 vagas desocupadas seguido do cargo de Auditor Federal com 221 cargos vagos.

Confira a tabela do quadro de pessoal do órgão, com informações do Portal da Transparência:

Voltar ao topo

CARGO_ESPECIALIDADE ANO_ANT ESTAVEIS_ANT N_ESTAV VAGOS_ANT TOTAL ANO_ATU ESTAVEIS_ATU N_ESTAVEIS VAGOS_ATU TOTAL
AUFC –   Apoio Téc. e Admin. 2020 30 2 0 32 2021 30 2 0 32
AUFC –   Controle Externo 2020 1434 12 130 1576 2021 1359 16 201 1576
AUFC –   Enfermagem 2020 0 0 1 1 2021 0 0 1 1
AUFC – Tec.   da Informação 2020 129 0 11 140 2021 127 0 13 140
AUFC –   Biblioteconomia 2020 11 0 0 11 2021 11 0 0 11
AUFC –   Engenharia 2020 3 0 0 3 2021 3 0 0 3
AUFC –   Medicina 2020 6 0 4 10 2021 6 0 4 10
AUFC –   Nutrição 2020 0 0 1 1 2021 0 0 1 1
AUFC –   Psicologia 2020 3 0 0 3 2021 2 0 1 3
SUBTOTAL       
1616   
   
14   
   
147   
   
1777   
   
1538   
   
18   
   
221   
   
1777   
TEFC –   Controle Externo-NM 2020 78 0 54 132 2021 51 0 81 132
TEFC – Téc.   Administrativa 2020 524 34 90 648 2021 468 33 147 648
TEFC – Téc.   Operacional-NM 2020 75 0 21 96 2021 63 0 33 96
TEFC – Tec.   Informação-NM 2020 9 0 1 10 2021 8 0 2 10
TEFC –   Enfermagem-NM 2020 3 0 3 6 2021 2 0 4 6
SUBTOTAL        
689   
   
34   
   
169   
   
892   
   
592   
   
33   
   
267   
   
892  
AUX – Téc.   Operacional-NB 2020 19 0 0 19 2021 17 0 2 19
SUBTOTAL       
19   
   
0   
   
0   
   
19   
   
17   
   
0   
   
2   
   
19   
TOTAL       
2324   
   
48   
   
316   
   
2688   
   
2147   
   
51   
   
490   
   
2688   
2020 –   Situação em: 31/12/2020   
2021 –   Situação em: 01/11/2021   

Voltar ao topo

Concurso TCU: carreira

De acordo com a Lei nº 10.356, de 27 de dezembro de 2001, que dispõe do Plano de Carreira do Tribunal de Contas da União, os cargos de Analista de Controle Externo e Técnico de Controle Externo da Carreira de Especialista do Tribunal de Contas da União passam a ter, respectivamente, a denominação de Auditor Federal de Controle Externo e Técnico Federal de Controle Externo.

Os cargos de Auditor Federal e Técnico Federal de Controle Externo são classificados por A, B e Especial. O desenvolvimento do servidor, no respectivo cargo, ocorrerá mediante progressão funcional e promoção. Promoção é a passagem do servidor ocupante de cargo efetivo do último padrão de uma classe para o primeiro padrão da classe imediatamente superior, mediante avaliação de desempenho e treinamento.

Confira o Plano de Carreira do TCU completo na íntegra. 

Voltar ao topo

Concurso TCU: etapas

O concurso TCU contará com as seguintes etapas:

  • 1º etapa: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • 2ª etapa: prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório; e
  • 3ª etapa: programa de formação, de caráter eliminatório.

Voltar ao topo

Concurso TCU: prova objetiva

A prova objetiva foi realizada em todas as capitais do país, no dia 13 de março de 2022, das 13h às 18h, segundo o horário de Brasília/DF. De caráter eliminatório e classificatório, a prova foi composta por 100 questões, valendo 1 ponto cada questão, totalizando 100 pontos. Todas as questões terão 5 alternativas.

Veja abaixo as disciplinas que foram cobradas no concurso TCU:

Conhecimentos Gerais (P1)
valendo 50 pontos
Bloco I
(30 questões)
Língua Portuguesa
Língua Inglesa
Matemática Financeira
Controle Externo
Administração Pública
Bloco II
(20 questões)
Direito Constitucional
Direito Administrativo
Direito Civil
Direito Processual Civil
Sistema Normativo Anticorrupção
Conhecimentos Específicos (P2)
valendo 50 pontos
Bloco I
(25 questões)
Estatística
Análise de Dados
Bloco II
(25 questões)
Auditoria Governamental
Contabilidade do Setor Público
Análise das demonstrações Contábeis
Administração Financeira e Orçamentária
Economia do Setor Público

Prova discursiva

A prova discursiva está marcada para ser realizada dia 22 de maio de 2022 e será constituída de:

  • P3: composta por 2 questões discursivas de conhecimentos gerais a serem respondidas em até 20 linhas, valendo 15 pontos cada;
  • P4: composta por 2 questões discursivas de conhecimentos específicos a serem respondidas em até 20 linhas cada, valendo 15 pontos cada, e 1 redação de peça de natureza técnica a ser elaborada em até 50 linhas valendo 40 pontos.

Programa de Formação

O Programa de Formação será realizado exclusivamente em Brasília/DF e terá a duração mínima de 120 horas, regido por edital e regulamento próprios, com as especificidades listadas nos subitens a seguir:

  • expirado o prazo de matrículas no Programa de Formação, os candidatos convocados que não efetivarem suas matrículas serão considerados desistentes e eliminados do concurso;
  • havendo desistência ou superveniência de novas vagas, serão convocados mais candidatos para se matricularem obedecida a ordem de classificação da primeira etapa;
  • os demais candidatos aprovados na primeira etapa e não convocados para o Programa de Formação serão classificados em lista de cadastro de reserva, e terão sua aprovação no certame condicionada à participação em eventuais Programas de Formação futuros, cuja efetiva realização dependerá exclusivamente do interesse da Administração, observado o prazo de validade do concurso;
  • o candidato matriculado no Programa de Formação deverá entregar os documentos conforme definido no edital de convocação;
  • o candidato que deixar de efetuar a matrícula, não comparecer ao Programa de Formação desde o início, dele se afastar, ou não satisfizer os demais requisitos legais, regulamentares ou regimentais, sem aproveitamento e (ou) sem frequência mínima será reprovado e, consequentemente, eliminado do concurso;
  • durante o Programa de Formação, o candidato fará jus a auxílio financeiro, na forma da legislação vigente à época de sua realização, sobre o qual incidirão os descontos legais, ressalvado o direito de optar pela percepção do vencimento e das vantagens do cargo efetivo, no caso de ser servidor da Administração Pública Federal;
  • as despesas decorrentes da participação em todas as etapas e procedimentos do concurso, inclusive no Programa de Formação, correrão por conta dos candidatos, os quais não terão direito a alojamento, alimentação, transporte ou ressarcimento de despesas.

Voltar ao topo

Concurso TCU: sobre o órgão

O órgão é responsável pelo controle externo do governo federal e auxilia o Congresso Nacional na missão de acompanhar a execução orçamentária e financeira do país.

Algumas das competências do TCU são:

  • Fiscalizar as contas nacionais das empresas supranacionais;
  • Julgar as contas dos administradores e demais responsáveis por dinheiro, bens e valores públicos;
  • Aplicar sanções e determinar a correção de ilegalidades e irregularidades em atos e contratos, e outras atividades.

Voltar ao topo

Último concurso TCU

O concurso TCU anterior foi organizado pelo Cebraspe/Cespe com oferta de 33 vagas para ingresso no cargo de Técnico Federal de Controle Externo. As cidades de lotação foram: Rio Branco (AC), Manaus (AM), Salvador (BA), Brasília (DF), São Luís (MA), Cuiabá (MT), Belém (PA), Recife (PE), Porto Velho (RO) e Boa Vista (RR).

No mesmo período, também foi publicado o edital para provimento efetivo na ocupação de Auditor Federal de Controle Externo com 66 vagas. O Cebraspe/Cespe também foi o responsável pela seleção. As cidades de lotação foram: Rio Branco (AC), Macapá (AP), Manaus (AM), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Belém (PA) e Boa Vista (RR).

Voltar ao topo

Concurso TCU: nota de corte

O último concurso TCU, realizado em 2015, obteve a nota de corte em torno de 60%. A maior nota de corte ocorreu na região de Manaus, no Amazonas, com 65,8% de aproveitamento.

Já a menor nota de corte foi na região de Boa Vista (RR), com 58,8%.

Confira a nota de corte do cargo de Auditor Federal de Controle Externo, área de Auditoria Governamental (ampla concorrência):

CIDADE VAGAS NOTA DE CORTE
RIO BRANCO/AC 02 60,8%
MACAPÁ/AP 01 59,1%
MANAUS/AM 01 65,8%
BRASÍLIA/DF 27 64%
CUIABÁ/PA 01 63,9%
BELÉM/PAC 01 61%
BOA VISTA/RR 01 58,8%

 

A nota de corte do concurso TCU foi calculada sobre o total de pontos obtidos na soma das etapas objetivas e discursivas, que dava 300 pontos.

Voltar ao topo

Motivos para fazer o concurso TCU

Concurseiro, este certame é uma excelente oportunidade e ainda dá tempo de se preparar. Continue firme nos estudos! Confira os motivos que o Gran Cursos Online listou para te animar a estudar para o concurso do Tribunal de Contas da União e seguir a carreira de Auditor. Confira abaixo:

1- A remuneração ofertada é muito atrativa. De acordo com o portal de transparência, a remuneração inicial ofertada para o cargo de Auditor Federal de Controle Externo pode chegar a R$ 21.947,82. 

2- Além da remuneração, os servidores têm direito a vários benefícios, como: auxílio-alimentação, auxílio saúde, auxílio pré-escolar.

3- Estabilidade financeira e profissional.

4- No TCU, em seis anos você chega ao topo ao subir de padrão a cada seis meses. É a progressão mais rápida, se não for a mais rápida do serviço público. Não existe nenhum órgão que proporcione tal progresso.

5- Atualmente, há 221 cargos vagos para Auditor Federal de Controle Externo. O que aumenta as chances de nomeações.

6- As oportunidades contemplam cargos que exigem formação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação – MEC.

7- Recesso de fim de ano. O recesso é definido anualmente por meio de normativo específico.

8- O TCU possui vários incentivos para os seus servidores, um deles é bolsa escola de línguas. Também são publicados editais de capacitação para o incentivo em especializações, mestrado ou doutorado.

9- Independência funcional é uma das maiores vantagens de se trabalhar no TCU. Autonomia para fazer o trabalho da melhor forma que o servidor preferir, inclusive teletrabalho. Com carga de trabalho de 40 horas semanais, o servidor possui flexibilidade combinada com a chefia.

Como é ser Auditor Federal do TCU?

Para dar uma impulsionada nos seus estudos, convidamos para um bate-papo o professor Emerson Douglas, que além de professor do Gran Cursos Online, é Auditor Federal de Controle Externo. Ele destacou pontos importantes que precisam ser considerados para quem estuda para fazer parte de um dos órgãos mais importantes do país.

O professor iniciou nossa conversa sobre concurso TCU falando um pouco de sua caminhada até o cargo. “O que me levou ao TCU foram os caminhos da vida, nunca imaginei trabalhar lá. Comecei como qualquer concurseiro, em geral, e acabei tendo um sucesso, passando em alguns concursos, como Polícia Federal, Abin (duas vezes), fui Consultor Legislativo da Câmara Legislativa do DF, Analista do Senado. Quando você vem estudando para concursos diversos, acaba que vai ter um momento que as coisas encaixam e vão dar certo. Tive oportunidades de sair do TCU, mas optei pelo órgão, que é muito bom”, afirma.

Indagado sobre o que fez ele escolher o TCU, Emerson foi contundente. “O TCU tem uma espécie de canto da sereia, falam tão bem do órgão que acaba que as pessoas que eu conheci que eram apaixonadas, começaram a falar dos benefícios, vantagens. Por ser uma carreira extremamente atrativa, quem passa no concurso não quer sair mais, muito pelo contrário, quem sai acaba voltando”, afirma.

“Que tal uma carreira que tem apenas treze níveis para você chegar ao topo dela? Ingressando no nível I em doze anos você está no nível treze. Mas não, no TCU em seis anos você chega ao topo, pois sobe-se de padrão a cada seis meses. Não existe nenhum órgão que proporcione tal progresso”, pontua.

Por fim, Emerson deixa uma mensagem para os candidatos que desejam iniciar a preparação para o concurso TCU. “Fácil não é. A gente rala muito para conseguir um cargo público de alto nível e não vai ser fácil, mas vale muito a pena. Não esmoreça, tropeços haverá, dificuldades também. Todo mundo tem problema, todo mundo tem doença na família, todo mundo tem, às vezes, tragédias. Isso faz parte da nossa caminhada, isso não pode te derrubar e isso deve ser usado como experiência para nos deixar mais fortes e seguir em frente em busca de um sonho”, conclui.

Voltar ao topo

Concurso TCU Auditor: dicas de estudos

O professor de controle externo do Gran Cursos Online, Emerson Douglas,e o professor de contabilidade Egbert Buarque fez um vídeo com várias dicas para quem está se preparando nesse período pré-edital TCU.

Algumas dicas do professor:

“O requisito principal para o cargo de Auditor Federal de Controle externo é o Diploma de Nível Superior, ou seja, os cursos de tecnólogo reconhecidos pelo MEC também são aceitos, o que dá chance a um número maior de interessados.

Na grande maioria dos casos, o concurso TCU é organizado pelo Cebraspe (antigo Cespe). É uma boa ideia acompanhar os exames atuais que a banca está organizando, para ter uma noção do estilo da prova. O concurseiro pode ser comparado a um atleta olímpico. O segredo do sucesso em ambos os casos é treinar duro sempre, para chegar no momento da decisão e ter um desempenho de excelência. Também é importante analisar todos os editais de concursos anteriores, e se aprofundar bem antes. Se você estudar todas as matérias previstas, estará mais preparado para se aprofundar nas matérias surpresa que podem vir no pós-edital.

Entre as matérias de contabilidade, que são muito importantes para o Concurso TCU, o ideal é ter primeiramente o domínio da contabilidade geral. Essa é a disciplina que os candidatos têm mais dificuldades, mas é a matéria que serve de base para as outras mais específicas, por exemplo, a Análise de Custos”, destaca ele.

Conheça a assinatura ilimitada e tenha acesso a todos os cursos, com degravações, videoaulas, pdfs, questões e mais.

Voltar ao topo

Concurso TCU: materiais gratuitos

Quer conquistar sua aprovação no concurso TCU? Prepare-se com os melhores materiais e especialistas! O Gran Cursos Online disponibiliza, de forma gratuita, conteúdos diversos para te auxiliar na jornada de estudos.

  • Apostilas e E-books;
  • Guias de estudos;
  • Editais verticalizados;
  • Questões, simulados e provas comentadas;
  • Atualizações Jurisprudenciais e Legislativas, e muito mais!

Uma preparação antecipada e direcionada pode garantir que qualquer candidato conquiste uma vaga no Tribunal de Contas da União (concurso TCU). Por isso, é necessário que os interessados iniciem desde já os estudos. E, para te ajudar a dar um empurrão nos estudos, separamos uma material especialmente para você, concursando. Confira:

Concurso TCU: Gran Vade Mecum

Avance nos seus estudos com o Gran Vade Mecum gratuito que o Gran preparou para você, nele você vai encontrar um compilado de todas as legislações exigidas no edital do TCU, bem como os principais pontos cobrados!

Para ter acesso ao Gran Vade Mecum – TCU gratuito  você pode preencher o formulário abaixo



Concurso TCU: curso gratuito Carreira de Controle

Você está se preparando para a carreira de Controle? A Equipe do Gran Cursos Online preparou um curso gratuito para a carreira.

O curso abrange as disciplinas básicas fundamentais para a grande maioria dos certames dessa área.

Clique AQUI para se inscrever gratuitamente

Voltar ao topo

Resumo do edital do concurso TCU

Concurso TCU Tribunal de Contas da União
Situação atual Edital publicado
Banca organizadora   Fundação Getúlio Vargas – FGV
Cargos Auditor Federal de Controle Externo
Escolaridade Nível superior
Carreiras  Controle
Lotação Brasília, DF
Número de vagas 20 vagas
Remuneração inicial de $ 21.947,82
Inscrições de 1.º de novembro a 20 de dezembro de 2021
Taxa de inscrição R$ 180
Data da prova 13 de março de 2022 (Prova Objetiva)

22 de maio de 2022 (Prova Discursiva)

Clique aqui para ver o edital TCU

 

Quer ficar por dentro dos concursos públicos abertos e previstos pelo Brasil?
Clique nos links abaixo:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2022

Receba gratuitamente no seu celular as principais notícias do mundo dos concursos!
Clique no link abaixo e inscreva-se gratuitamente:

TELEGRAM

Avatar

Equipe do Gran Cursos Online
8

29


Tudo que sabemos sobre:

edital publicado


Comentários (29)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.