Cheguei Lá

Dedicação, muito estudo e um alvo certo foram as estratégias utilizadas por Leandro Luís – Aprovado no último concurso do INSS.

LEANDRO-INSS.fwLeandro Luís, morador de São Luís -MA, ex jogador de futebol profissional e estudante de Direito é o entrevistado dessa semana da coluna “Cheguei Lá” do Gran Cursos Online. Aprovado no último concurso do INSS, Leandro divide conosco um pouco da sua experiência e estratégias utilizados para ser aprovado em um dos maiores concursos do ano de 2016.

Leandro tem 26 anos, e cursa o 5º período do curso de Direito e assim como a grande maioria dos candidatos que optam por tentar concursos públicos, os grandes fatores motivacionais para Leandro optar por seguir o universo dos concursos públicos foram a remuneração e a estabilidade que a carreira pública proporciona.

Ciente de que não seria uma tarefa fácil e que muito esforço e persistência seriam necessários, Leandro explica:

“Estudei aproximadamente 1 ano e meio. Estudava muito, todos os dias, cerca de 6 a 8 horas diárias, fora o que eu estudava para faculdade. Eu procurei equilibrar as disciplina básicas com as especificas, mas estudava quase todos os dias para as especificas quando faltavam apenas 3 meses para a prova, pois era a que teria o maior numero de questões.“

Nosso aprovado conta que trilhou outros caminhos profissionais na vida até enxergar que estudar e ter a segurança e estabilidade financeira seriam o melhor que faria para a realização pessoal. A escolha do certame também foi uma estratégia do candidato pelo número de vagas.

“Eu era jogador de futebol profissional, joguei no Estado do Ceará e de Minas Gerais, cheguei até jogar na Suíça por quase um ano e meio, mas tomei uma decisão de voltar a estudar e o que me daria uma segurança para isso seria um concurso e optei pelo INSS, pois como passei cerca de 7 anos sem estudar o número de vagas me chamou atenção.”

Leandro também compartilhou conosco suas estratégias de estudo e para se manter motivado durante o tempo de preparação:

Estudei muito por PDF´s, os materiais que eu dispunha não eram suficientes para abranger todo o conteúdo e para isso pegava livros na faculdade, pedia emprestado, assistia aulas no youtube, enfim, tentava me virar de algum jeito.

“O tempo todo tentava me motivar e como já estava quase sem dinheiro, isso aumentou a minha motivação ainda mais. Minha motivação era todos os dias olhar minha carteira e vê-la vazia, sem dinheiro. Todos nós concurseiros passamos por dificuldades, problemas e é inevitável pensar em desistir, pensei várias vezes, mas Deus me deu força para continuar. Tudo que é difícil é mais saboroso e minha vitória teve sabor, não de mel, porque eu não gosto, mas de um churrasco de picanha bem suculento.”

Como sabemos, é comum para quem está estudando abdicar de certos prazeres ou lazeres, até mesmo da convivência com pessoas que gostamos durante a preparação. Leandro explica como viveu esse processo:

“A primeira coisa que o concurseiro precisa ter em mente é que ele terá que abdicar de muitas coisas. Eu moro como minha namorada e muitas vezes a deixei zangada por não dedicar tempo a ela; deixei de sair para algumas festas, mas saia de vez em quando, acho que é importante para tirar todo o stress dos estudos. Ela sempre me apoiou para que eu estudasse e conseguisse minha aprovação, mas tinha momentos em que eu estava tão obcecado pelos estudos, que ela me falava que eu ia acordar um dia e ver todos os livros rasgados em cima da mesa, por não dar muita atenção a ela. Agora ela viu que deu resultado; vou dar um presentinho pra ela, porque ela foi guerreira em me aguentar todo esse tempo. O pior ainda está por vir, pois eu quero realizar meu sonho de ser promotor de justiça ou juiz de direito, creio que a preparação vai ser duas vezes pior que essa. “ (risos)

Com relação a outros concursos, o aprovado comenta sobre a importância de fazer vários certames para ir se preparando e se testar. E também frisa que a antecedência nos estudos é um fator que faz toda a diferença:

“O concurseiro precisa fazer todo tipo de prova, até provas que não tenham nada a ver com a matéria que ele estuda, pois a experiência de estar em sala de aula, tempo de fazer a prova, marcar gabarito, tudo isso vai prepará-lo pra prova que ele almeja. Fiz prova do município, da UFMA, do TRE, IFMA, TRT e outras… mas o concurso para qual realmente estudei foi o INSS.

Estudei antes da abertura do edital. Para quem quer uma vaga precisa estar bem preparado, estudar muito antes do edital, porque depois que abrir o edital, precisará só dos resumos.”

Sobre o Gran Cursos Online; e como o Gran o ajudou na etapa da preparação:

“Conheci o Gran Cursos Online através da Internet e como não dispunha de muito dinheiro, aproveitava muito as aulas FREE, alguns pdf´s e vídeo aulas no Youtube. Foi muito importante ter um apoio de pessoas com nome no mercado.”

Em relação as técnicas de estudo utilizadas, Leandro esclarece:

“Não tinha uma técnica especifica, tentava estudar muito e depois meditar, isto é, lembrar de tudo que eu estudei, sem o apoio do material, acho que esse tipo de exercício mental é importante, é como se eu estivesse dando aula para mim mesmo. Outro ponto é fazer muitos exercícios e simulados, pois as questões de certa forma acabam se repetindo.”

As dificuldades enfrentadas pelo nosso entrevistado também foram relatadas:

“Uma das maiores dificuldades foi realmente ficar sem dinheiro, tive que receber ajuda financeira da minha família e como sempre fui independente, isso doeu muito.  Para superar essas dificuldades eu estudava ainda mais. E para completar ainda fui assaltado, roubaram minha carteira e eu fiquei sem ver minha motivação. Prometi para mim mesmo que só compraria outra carteira se eu passasse nesse concurso, agora vou comprar uma bem cara….”(risos)

Em relação a ansiedade, nervosismo e insegurança que os candidatos vivem no dia de prestar a prova, da fase final de preparação e sobre a auto-avaliação sobre o que realmente foi efetivo em sua preparação desde o início, Leandro destaca:

“No início da preparação fiquei meio atrapalhado sobre como iria estudar; o maior erro do concurseiro é estudar pra todo tipo de concurso e eu cometi esse erro. Depois de 6 meses estudando errado, eu foquei apenas para 1 concurso e fiz uma planilha, um tipo de cronograma de matérias e assuntos a estudar. Estudava 3 matérias por dia e fazia muitos exercícios. Na fase final da preparação fiquei bem nervoso. Quando faltaram apenas duas semanas eu nem saia mais de casa, estudava de domingo a domingo, mal comia. E na hora da prova fiquei mais apreensivo ainda, abri o caderno de questões me tremendo, mas orei e coloquei minha cabeça no lugar. No final deu tudo certo.”

 Por fim, Leandro deixa seu conselho para aqueles que seguem com o desejo da tão sonhada aprovação num cargo público:

“Continuem estudando, mas deixo uma dica de focar apenas em um concurso, estudar apenas para ele, um exemplo clássico é a diferença entre o professor e o aluno. O professor quando vai da aula ele sabe de toda a sua matéria dos pés a cabeça, enquanto o aluno precisa saber de um monte de matéria ao mesmo tempo, fica sobrecarregado e não consegue dominá-las. O que eu quero dizer com isso é: Seja como o Professor saiba apenas o conteúdo de seu concurso, assim você vai dominar as matérias de que precisa. Não seja o aluno, não saia estudando para todo tipo de concurso, pois você não vai conseguir dominar tudo.”

 

Estudando para Concursos Públicos? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 26 anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros

matricule-se 3

sambatech

garantia de qualidade

Depoimentos de alunos aprovados AQUI. Casos de sucesso:

CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ CHEGUEI-LÁ2 CHEGUEI-LÁ-Natálial CHEGUEI-LÁ (7)
Para o Topo