O Governo Bolsonaro, a reforma da previdência e o esperado concurso do INSS

O Governo Bolsonaro e a reforma da previdência

Olá Gran alunos, tudo certinho?

Com o anúncio feito pelo secretário do Tesouro Nacional no dia 06/02, as perspectivas para o concurso do INSS se aquecem.

Inicialmente, quero ressaltar o grau de prioridade estabelecido pelo governo para a Reforma da Previdência Social: como o objetivo do governo é o retorno a uma situação superavitária o mais rapidamente possível, existe a necessidade de o governo aprovar o quanto antes essa reforma.

Dessa forma, há atualmente um ambiente favorável a isso, conforme pode ser visto na matéria abaixo:

De acordo com o Secretário:

“Hoje todas as circunstâncias para uma reforma da Previdência são melhores do que eram há três anos. Há três anos atrás estávamos começando um debate que não existia. Hoje estamos debatendo algo que está nos jornais e tem sido debatido intensamente”

Essa ideia vai ao encontro da já preconizada busca pelo superávit primário estabelecida pelo Ministro da Economia, o qual sinalizou a possibilidade de se economizar R$ 1 trilhão de reais com essa reforma.

Na terça-feira (5), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a intenção do governo é obter uma economia de R$ 1 trilhão em dez anos com a proposta de reforma da previdência que será encaminhada ao Congresso Nacional.

Os ganhos diretos para o governo seriam amplos, o que faria, ainda, com que ele tivesse mais espaço fiscal para abrir vagas em outras áreas.

Note que essa aprovação, além de uma prioridade para o governo federal, ainda foi apontada como pauta essencial pelo presidente do Congresso Nacional, segundo o qual a reforma é mais importante que o pacote do Ministério da Justiça.

No entanto, em relação ao concurso do INSS, por que a reforma aqueceria o concurso?

A resposta é simples: se o governo conseguir aprovar a reforma, haverá um bom volume de pessoas que se interessará em se aposentar rapidamente para não perder os benefícios da aposentadoria. Isso fará com que haja uma demanda ainda maior pelos serviços do INSS, o que gerará, em última instância, uma pressão por um novo concurso no órgão.

Desse modo, embora a implementação da Reforma da Previdência tenha opiniões divergentes, o fato é que, se ela for aprovada, e tem tudo para ser, conforme indicou o secretário do Tesouro Nacional, a abertura do edital do INSS é quase que mandatória. Assim, é um olho na missa e outro no padre.

É hora de estudar!

Um Gran abraço,

Amanda Aires

Amanda Aires Assessora de Economia do Governo do Estado de Pernambuco, autora de livros em economia. Comentarista de Economia da rádio CBN. Doutora em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco com extensão na Université Laval, Canadá. Mestra em Economia também pela UFPE com dissertação premiada no III Prêmio de Economia Bancária pela Federação Brasileira de Bancos. Economista pela UFPE, com extensão universitária na Universität Zürich, na Suíça.

 

 


CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias o Gran Sistema de Ensino!

Matricule-se!

Notícias Relacionadas

Amanda Aires
Amanda Aires
Professora de Economia, Mestra e Doutora em Economia pela UFPE.
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo