Novo ano, nova visão


03/01/2022 | 16:59 Atualizado há 23 dias

Mal piscamos, e olhe quem está aí: o novo ano, o esperado e esperançoso 2022, que chega após sucessivos ciclos que desafiaram o Brasil e o mundo. Imagino que você já tenha uma noção quanto aos projetos e metas da nova temporada da sua vida, certo? Quero, porém, sugerir que dê um passo para trás e se pergunte se sua visão quanto à forma de executar esses planos está correta. E faço isso por saber que de nada adianta rumar na direção errada e tendo a visão turva, enevoada. O maior erro que se pode cometer num ano que se inicia, sobretudo se o que se encerrou não legou lá muitos sucessos, é seguir com o mesmo modo de enxergar o mundo. Ano novo é, sim, tempo de batalhar por uma nova vista, mais bela e promissora, mas, para tanto, é preciso desenvolver uma nova visão.

É bom esclarecer que não estou me referindo ao sentido concreto do termo “visão”. Quando digo que é imprescindível desenvolver uma visão nova, não estou sugerindo uma cirurgia para corrigir ou zerar a miopia ou o astigmatismo, tampouco um ajuste no grau das lentes dos óculos. Não se trata disso. Quando falo em ter visão nova das coisas, das situações, das pessoas, dos acontecimentos, uso da metáfora para aconselhar que você amplie seu campo visual, mas no sentido de adentrar, para além do alcance dos olhos, a mente e o coração. Minha recomendação é, enfim, que você enxergue também o que se passa dentro de si, algo muito mais intenso que os sentidos humanos costumam permitir.

Ao falar em visão nova, refiro-me a acreditar no próprio potencial. Trata-se de deixar de pensar que o sucesso só chega para poucos privilegiados. É a pessoa compreender genuinamente que pode se destacar apesar de eventuais limitações. No caso do concurseiro, é pôr fim à ideia de que apenas superdotados passam em concurso público.

Certa vez, conversando com a aluna Fernanda Rocha, aprovada em segundo lugar no recente concurso de escrivão da PCDF, ouvi dela a confissão de que por anos não prestara concursos por achar que essa era uma opção exclusiva para gente com inteligência “fora do normal”. Ora, se ela, Fernanda, havia sido reprovada no vestibular para a federal, como poderia um dia almejar uma vaga no serviço público? Felizmente, um dia visitou uma repartição e pôde constatar que os servidores dali eram todos indivíduos comuns, exatamente como ela. Esse depoimento me fez pensar: o que Fernanda tinha antes era um problema de visão que finalmente pôde corrigir. O resultado? Treze provas, só em 2021, que resultaram na aprovação em nada menos que 9! E eis que a concurseira pôde contemplar a tão ansiada nova vista: o nome no Diário Oficial.

Desenvolvemos uma nova visão quando entendemos que somos maiores por dentro do que parecemos por fora. Para isso, pode ser necessário mirar exatamente o que não estamos fazendo. É o caso de deixar de focar a linha do horizonte, onde tudo parece acabar, inclusive a esperança, e caminhar prestando atenção em cada passo, pé ante pé, tendo também o cuidado de não dar um passo maior do que a perna, como ensina a sabedoria popular. Nada de olhar para o infinito, em desespero, em vez de olhar objetivamente para a frente, com coragem para corrigir o rumo sempre que necessário.

Visão nova é tratar de canalizar a energia e a paixão em tudo que se puser as mãos a partir de 2022. Se o sonho for uma carreira no serviço público, há que escolher as companhias certas e seguir em frente. Caro leitor, querida leitora, quando o assunto é carreira e futuro, posso afirmar com conhecimento de causa: é difícil ir muito longe sem ajuda. Então não hesite em pedir. Ao menos se abra para essa possibilidade. A conquista da felicidade em qualquer coisa que se faça na vida vai sempre exigir cooperação e orientação adequada.

Visão nova é trazer à luz da razão no mínimo três comportamentos que, no fundo, você sabe que se repetem e têm impedido o seu potencial maior de crescer. Preguiça, desleixo, medo, procrastinação, dificuldade de ouvir a voz da experiência, arrogância, dificuldade para lidar com os erros, incapacidade de perdoar, impulsividade, descontrole nas finanças… Algum desses se aplica a você? Há alguma outra conduta, não incluída nessa lista, que tem atrapalhado os seus planos? Não importa, desde que você passe a prestar atenção nela e todo fim de dia reflita sobre o que fez para combater o que vinha puxando você pelos pés e levando-o para o fundo do poço. Vá atacando três alvos por vez e comemore as pequenas vitórias. Uma hora você vai decolar.

Com uma visão renovada, será possível enxergar o que antes eram sombras no canto dos olhos. Progressivamente, virão novas revelações. Ficará mais fácil evitar batalhas desnecessárias, pessoas desnecessárias, lugares desnecessários onde você jamais deveria estar. A visão mais acurada poupará você de desgastes e abrirá espaço para o que é mesmo essencial.

Em 2022, que tal estabelecer como meta dar atenção apenas ao que importa e ignorar todo o resto? Soa simples e ao mesmo tempo complicado, não é? Sim, mas é por isso que agir dessa forma faz toda a diferença. Muitas vezes, nos preocupamos demais com a direção que nosso corpo físico está tomando, como se este fosse mais importante que a mente ou o coração. Contudo, se o corpo segue caminho diferente da mente e do espírito, esse é um sinal de alerta.

Por tudo isso, meu caro seguidor, minha querida seguidora, se me coubesse lhe dar um único conselho, seria o seguinte: desenvolva uma nova visão sobre tudo que está a sua volta. Saiba que o tamanho do problema que você enfrenta é proporcional à missão que lhe foi reservada. Se você carrega muita luz, sempre será um problema para a escuridão. Nunca se esqueça disso.

Este pode ser o ano mais desafiador da sua vida, mas também o melhor. Cabe a você usar sua nova visão para conquistar uma nova vista. Que tal batalhar para que ela seja parecida com a da Fernanda?

Ano novo, visão e vista novas.

“Cada dia que surge, constitui uma nova vida para quem sabe viver.” – Horácio (65 a.C.-8 a.C.), filósofo romano

 

Se você chegou até aqui, gostaria de lhe pedir um favor: comente abaixo dizendo o que achou do texto. Foi útil? Não foi? Ajudou? Não ajudou? Seu feedback é muito importante!

 

Mais artigos para ajudar em sua preparação:

  1. Reinvente-se!
  2. Silencie a negatividade
  3. O inimigo interior
  4. Seja mais decidido
  5. Autoconhecimento é poder
  6. Autocuidado não é opcional
  7. Disciplina imparável
  8. Saia da inércia
  9. Acerte o próximo passo
  10. Como lidar com a pressão familiar
  11. Cuidado! Ladrão de alegria à vista.
  12. O tempo de cantar chegou
  13. Ressignifique-se e liberte-se!
  14. Quebrando hábitos ruins
  15. Compare-se menos, inspire-se mais
  16. Ainda dá
  17. Derrubando gigantes
  18. Decisões que mudam tudo
  19. Todo o amor que há em você
  20. Talvez…

Presidente e sócio-fundador do Gran Cursos Online
297

319

Comentários (319)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *