Os 3 passos fundamentais para o sucesso na 2ª fase do CACD!

Avatar


25/08/2016 | 19:34 Atualizado há 2132 dias

Você que está se preparando para a Segunda Fase do Concurso de Admissão à Carreira Diplomática (CACD), pois sabe que foi bem no Teste de Pré-Seleção (Primeira Fase), ou mesmo que não tenha certeza ou já esteja se preparando para a edição do CACD do ano que vem, é mais do que hora de pensar na Prova de Língua Portuguesa. Como estudar para essa etapa? O primeiro passo é saber seu formato e o que se cobra dos candidatos.

 A prova escrita de Português é dividida em duas partes: uma redação com extensão de 600 a 650 palavras, para a qual será atribuída nota de zero a 60 pontos, e dois exercícios de interpretação, análise ou comentário de textos, sendo cada produção textual entre 120 e 150 palavras, com nota até 40 pontos no total, somando os 100 pontos que valem o exame.

Sobre a redação, o cuidado inicial é com a extensão. Como saber se seu texto terá 600 a 650 palavras? Sem dúvida, o melhor é contar. Mas para poupar um tempo preciosíssimo na hora da prova e ter uma composição equilibrada entre argumentos coerentes bem distribuídos nos parágrafos, o ideal é desenvolver a noção do espaço de que você disporá, de acordo com o tamanho de sua escrita cursiva. Isso só se consegue com treino.

A distância entre a extensão mínima e a máxima é muito curta. Complicado, pois, improvisar na hora. Se você – ao produzir redações treinando para a Prova de Língua Portuguesa, que é a melhor maneira de estudar – tiver sempre em seu radar a necessidade de encaixar seu texto no espaço de que dispõe, depois de pouco tempo, cinco ou seis treinos, no máximo, fará isso automaticamente. Daí já ganha uma vantagem comparativa contra os concorrentes que não o fizeram e elimina a chance de ser penalizada(o) de bobeira.

Pense antes de mais nada em parágrafos e, dentro deles, nas linhas. Se você pretende produzir uma redação com seis parágrafos, por exemplo, já sabe que cada um deverá ter entre 100 e 108 palavras. Se forem cinco, entre 120 e 130. Na hipótese de sua meta ser a segunda e em cada linha normalmente escrever cerca de 10 palavras, descobrirá que idealmente seu parágrafo terá 12 ou 13 linhas. Com o tempo, baterá o olho em sua produção total e saberá, sem precisar contar, que sua redação está equilibrada e no tamanho correto. Se sobrar tempo no final da prova, conte; caso contrário, dificilmente irá errar. Mesmo porque a banca examinadora não irá contar as palavras de cada candidato. Ao olhar a prova, eles sabem se está na extensão correta, assim como sugiro que aprenda a fazer.

E o que mais? Bem, você deve saber que metade do total da redação – ou seja, 30 pontos – serão atribuídos à correção gramatical e à propriedade da linguagem. Veja que ainda não estamos falando do conteúdo do texto, mas de sua forma, que, se correta, dará a você metade do valor da redação e quase um terço de toda a prova de Português. Se somarmos a isso os 10 pontos da apresentação/impressão geral do texto, legibilidade, estilo e coerência e os 20 pontos da correção e linguagem dos exercícios da segunda parte, teremos 60% da avaliação de seu exame apenas na parte formal. Conclusão: podemos também dividir essa prova em 60 para forma e 40 para conteúdo. Ao evitar erros de gramática e linguagem, você terá percorrido mais da metade do caminho!

Para completar os comentários dessa parte formal, os dois exercícios de interpretação, análise ou comentário de textos, que valem 20 pontos cada, também têm como critérios de avaliação a correção gramatical e propriedade da linguagem (10 pontos) e a apresentação e desenvolvimento do tema (10 pontos). Diferentemente da redação, esses exercícios exigem menos criatividade e mais atenção para compreender bem o texto. Aqui sugiro com bastante ênfase a revisão das aulas de interpretação de texto da Professora Vânia Araújo, assim como as de gramática do Professor Elias Santana, ambos do time de preparação para o CACD do Gran Cursos Online (www.grancursosonline.com.br/concurso/diplomata-cacd).

Ou seja, os três passos do roteiro que sugiro para você ser bem sucedida(o) na Prova de Língua Portuguesa são: 1) extrema atenção ao formato da prova, pois isso é fundamental para não se perder pontos por falta de cuidado e para se ganhar tempo de resposta; 2) rever as aulas de nossos professores, aproveitando em especial seus horários de maior rendimento intelectual em locais mais tranquilos, já que pode fazer isso de qualquer aparelho com acesso à Internet; 3) treinar, treinar e treinar, simulando a produção e compreensão de textos nas extensões exigidas no Concurso e dentro do tempo de que você disporá, até 5 horas. Boa sorte!

______________________________________________

Prof.Jean Marcel Fernandes – Coordenador Científico

Jean MarcelNomeado Terceiro Secretário da Carreira de Diplomata, em 14/07/2000. Serviu na Embaixada do Brasil em Paris, entre 2001 e 2002. Concluiu o Curso de Formação do Instituto Rio Branco, em julho de 2002. Lotado no Instituto Rio Branco como Chefe da Secretaria, em julho de 2002. Serviu na Embaixada do Brasil em Buenos Aires, Setor Político, entre 2004 e 2007. Promovido a Segundo Secretário, em dezembro de 2004. Concluiu Mestrado em Diplomacia, Instituto Rio Branco, em julho de 2005. Publicou o livro “A promoção da paz pelo Direito Internacional Humanitário”, Fabris Editor, Porto Alegre, em maio de 2006. Promovido a Primeiro Secretário, em junho de 2006. Concluiu o Curso de Aperfeiçoamento em Diplomacia do Instituto Rio Branco, em março de 2007. Concluiu o Curso de Doutorado em Direito Internacional pela Universidade de Buenos Aires, Argentina, em julho de 2007. Serviu na Embaixada do Brasil em Washington, Setores Econômico e de Promoção Comercial (Chefe), entre 2007 e 2010. Publicou o livro “La Corte Penal Internacional. Soberanía versus justicia universal”, Editoriales Reus/Zavalía/Temis/UBIJUS, Madrid/Buenos Aires/Bogotá/México, D.F., em novembro de 2008. Condecorado com a Ordem do Rio Branco, Grau de Oficial, em abril de 2010. Assessor do Embaixador Antonio Patriota, na Secretaria-Geral das Relações Exteriores, em junho de 2010. Chefe da Divisão de Operações de Promoção Comercial (MRE), desde agosto de 2011. Diretor do Departamento de Financiamento e Promoção de Investimentos no Turismo (DFPIT – Ministério do Turismo), 2013-2014. Chefe da Divisão de Operações de Promoção Comercial (MRE), atualmente. A Divisão de Operações de Promoção Comercial do Itamaraty é responsável pela promoção de exportações brasileiras e promoção do turismo estrangeiro no Brasil. Graduado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP).

__________________________________________________________

Com o objetivo de preparar os candidatos para o concurso de Admissão à Carreira de Diplomata, um dos mais difíceis do país, o Gran Cursos Online lançou um novo curso de preparação extensiva para o CACD 2017, composto por teoria e exercícios. Nosso objetivo é ajudá-lo na consolidação de seu conhecimento e, consequentemente, na realização de uma excelente preparação para o próximo concurso. Além das orientações de uma equipe altamente qualificada (diplomatas e especialistas), que irá destacar e desvelar os principais tópicos de cada disciplina, você contará, ainda, com as preciosas dicas sobre as particularidades da banca CESPE, um ano de acesso ao conteúdo, visualizações ilimitadas e outros diferenciais. Com esse curso você se prepara de forma antecipada e eficaz!

diplomata-arte

Avatar

Coordenador-científico do projeto Gran Diplomata, Primeiro-Secretário e Chefe da Divisão de Operações de Promoção Comercial (MRE).
0

3

Comentários (3)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.