Gabriel Granjeiro

Pense, sinta, receba!

Uma longa caminhada começa com o primeiro passo” – Lao-Tsé

Há, hoje, uma extensa lista de escritores que trabalham com a teoria de que o cérebro pode e deve funcionar a nosso favor. E olhe que não se trata de uma teoria sem fundamento. Autores como Norman Vincent, de “O poder do pensamento positivo”; Deepak Chopra, de “As sete leis espirituais do sucesso”; Roberto Shinyashiki, de “Problemas? Oba!”; Paulo Coelho, de “O alquimista”; Augusto Cury, de “Dez leis para ser feliz”; James Allen, de “Os oito pilares da prosperidade”; Ronda Byrne, de “O segredo”; e Sandra Taylor, de “A ciência do sucesso”, entre outros, partem de dados científicos e de argumentos de ordem filosófica para lembrar aos seus leitores o poder da mente humana e ensinar que nossa realidade é resultado direto dos pensamentos que temos. Em outras palavras, você e eu somos como ímãs, mas, para que os nossos sonhos se realizem, é preciso que acreditemos que eles podem ser realizados.

Esses escritores e escritoras simplificam bastante as coisas quando dizem que é possível gerar resultados surpreendentes e colher benefícios para a saúde, para o bolso, no trabalho e nos relacionamentos apenas pensando positivamente. Se você tem convicção de que os seus mais íntimos desejos se materializarão, saindo do campo da imaginação para se tornarem concretos por força e ação puramente dos pensamentos e das forças do Universo, tudo – tudo mesmo! –  estará ao seu alcance. Como se diz, querer é poder!

Compreendo que os céticos podem ter lá suas dúvidas sobre o que esses autores defendem. Eu, como uma pessoa pautada pelo raciocínio-lógico, também tive as minhas. No entanto, penso ser inquestionável que faz um bem danado desenvolver uma atitude mais otimista – ainda que moderadamente – perante os problemas, os obstáculos e os entraves surgidos no caminho até a realização de um projeto complexo, como a aprovação em concurso, por exemplo.

Obviamente, apenas uma atitude positiva não será o suficiente para garantir a vaga. Tampouco o otimismo, por si só, vem acompanhado do gabarito da prova ou tem o poder de incluir o nome do candidato na lista de aprovados. Todavia, por certo, pensar positivo pode melhorar os níveis de concentração e de alerta e a capacidade de memorizar os conteúdos e de resgatá-los no dia “D”. Adotar uma atitude otimista é, portanto, o primeiro passo para tudo. Afinal, o pensamento dita as nossas emoções, as emoções condicionam as nossas ações, e as nossas ações moldam o nosso destino. Reside aí uma clara relação de causa e efeito que não podemos menosprezar.

E o que diz a ciência sobre isso?

A ciência não confirma em seus estudos acadêmicos a eficácia do otimismo na obtenção de sucesso profissional ou de êxito em qualquer atividade que seja. Contudo, os cientistas reconhecem que os otimistas são mais motivados, têm maior predisposição para enxergar além do presente e, por isso, assumem as rédeas da própria vida e correm atrás do que desejam, sem responsabilizar os outros por eventuais fracassos e sem se vitimizar. Psicólogos em geral reconhecem que pensar negativamente sobre tudo não faz bem para ninguém, até porque, quando estamos muito estressados e irritados, tendemos a ficar também confusos e esquecidos. E isso, para o concurseiro, em particular, que depende demais da saúde mental para enfrentar os sucessivos desafios que virão, é muito ruim.

A verdade é que nem precisamos ler grandes autores – ainda que de livros de autoajuda – nem ouvir cientistas, médicos ou psicólogos de renome para saber, por exemplo, que uma pessoa que só pensa e fala em doença ou em desgraça não traz boas energias, não atrai bons fluidos, não contribui em nada para a realização dos nossos sonhos. Certamente você conhece alguém que, sempre que tem a oportunidade, discorre sobre os problemas de saúde que está vivenciando, não é? Com certeza você também já deve ter notado que, ano após ano, essa pessoa não melhora, certo? Posso apostar que, na realidade, ela só fica pior… e cada vez mais chata, correto?

Pois é, amigo concurseiro, uma pessoa que só fala em doença ou em problemas não consegue melhorar a saúde nem se curar das adversidades que o mundo impõe. Ao contrário, permanece doente, deprimida, triste. Quem é assim atrai tantas coisas ruins para si porque o seu pensamento já é doente e, junto com a crença de que tudo dará errado e a ausência de gratidão, funciona como um chamariz para a desgraça e para o insucesso. A relação, aqui, é igualmente de causa e efeito: quanto mais preguiça, quanto mais ingratidão, mais inércia e menos ações concretas que permitiriam sair desse ciclo vicioso.

As batalhas e as guerras da vida nunca são vencidas por pessoas que acreditam serem incapazes de conquistar tais feitos. Os vencedores são aqueles que, ao contrário, mentalizam que tudo vai dar certo e que seu plano vai funcionar. Estão seguros de si, sabem que fizeram por merecer, que se preparam física e psicologicamente para as vitórias – para as aprovações.

A Bíblia é outra fonte riquíssima de lições como essas. Ali, temos muito a aprender com os inúmeros provérbios e ditos de sábios que abordam ideias semelhantes às difundidas pelos escritores que mencionei. “Aqueles cujas mentes e corações estão cheios de pensamentos negativos geralmente os disseminam. O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca”; “Não se associe com quem vive de mau humor, nem ande em companhia de quem facilmente se ira; do contrário você acabará imitando essa conduta e cairá em armadilha mortal”; “O coração bem disposto é remédio eficiente, mas o espírito oprimido resseca os ossos”; “Se você der lugar a pensamentos negativos, vai se tornar uma pessoa negativa, pois, como imaginou na sua alma, assim é” são algumas delas, mas há muitas outras nos textos sagrados que valem para todos e que confirmam o que conversamos hoje. Acredito que essas lições são válidas independentemente da crença – ou da ausência dela – de quem me lê.

“Se você quer realmente alguma coisa, isto fará uma diferença em sua vida. Trabalhará para satisfazer  essa necessidade. Por ela, sacrificará prazeres. Sentir-se-á mesmo disposto a mudar e a crescer para atendê-la.” – Tom Hopkins

Sabendo disso, concurseiro, vamos juntos, pensando positivamente e estudando muito, trabalhando muito e treinando mais ainda, até a aprovação no concurso dos sonhos!

Gabriel Granjeiro

Bons estudos e GRAN sucesso,

PS: Siga-me (moderadamente, é claro) em minha página no Facebook e em meu perfil no Instagram. Lá, postarei pequenos textos de conteúdo motivacional. Serão dicas bem objetivas, mas, ainda assim, capazes de ajudá-lo em sua jornada rumo ao serviço público.

Mais artigos para ajudar em sua preparação:


Gabriel Granjeiro – Diretor-Presidente e Fundador do Gran Cursos Online. Vive e respira concursos há mais de 10 anos. Formado em Administração e Marketing pela New York University, Leonardo N. Stern School of Business. Fascinado pelo empreendedorismo e pelo ensino a distância.

 

 

 


Cheguei Lá

27 Comentários

27 Comentários

  1. Antônio Sérgio

    05/12/2017 17:37 em 17:37

    Gostei muito desse artigo tento ser otimista no meu dia dia mais estou a 6 anos estudando para concursos até agora nada nos últimos dois anos estou desemprego com uma família três filhos então meu amigo é difícil manter a alta instima.

    • Carlos

      05/12/2017 20:28 em 20:28

      Meu caro, você é um vencedor, ao dizer: a seis anos estou no front e com a sua familia (O que é mais importante); Parabens _ Quero dizer que 2018 é o ano da sua vitoria. Em nome do Sr. JESUS. Apenas creia. Por Carlos

    • Antonio Estrela

      08/12/2017 18:25 em 18:25

      confiança e’ o primeiro passo. Vou fazer o segundo concurso Estou confiante

  2. Isabel

    05/12/2017 18:01 em 18:01

    Situação parecida Antonio. 4 anos de estudos; ainda nada. Desempregada, divorciada e mãe preocupada. Estou tentando manter-me positiva.
    Grata pelo artigo, motivador.

  3. Flávio

    05/12/2017 19:03 em 19:03

    Otimismo não é ficar fora da realidade, é reconhecer o próprio potencial. E isso é animador. Parabéns pelo texto, Gabriel!Continue escrevendo e colocando link para os seus textos para que possamos ler. Sou servidor público federal, agente administrativo do MT (Ministério do Trabalho). O que vc diz, eu trago de experiência. Posso dizer que é verdade que tudo é possível ao que crer, porque quem crer se lança ao desafio, investe, tempo ou dinheiro, se dedica, luta, vai atrás do que se quer. Crer, pode-se dizer, é “multiplicar os atos”.

  4. Sérgio

    05/12/2017 19:18 em 19:18

    A minha situação também é parecida. Estou desempregado faz 1 ano, estou tentando passar em algum concurso. Obrigado pelos excelentes artigos.

    • Antonio Estrela

      08/12/2017 18:31 em 18:31

      Trabalhei 22 anos numa loja de moves 12 foi como gerente e dezembro 2016 por motivo financeiro da mesma tive que sai e passei a trabalha de mestre obras mais esta facil por isso tambem estou no mesmo barco, mais acredito que venceremos. Um abraços a todos

  5. Maria de Lourdes Oliveira Cruz

    05/12/2017 21:03 em 21:03

    Gratidão por um artigo tão lindo. Na minha vida pessoal, sempre inseri o otimismo em todas as situações, quer sejam elas boas ou ruins. Eu sempre morei na casa da minha tia e sempre quis ter uma casa só minha e coloquei o otimismo nesta situação. Já sofri humilhações de todas as maneiras e preconceitos por não ter um pai. E o otimismo sempre ali presente. Estudo de madrugada e ainda sobra inspiração para escrever e o otimismo imperando. Minha mãe teve um avc e ficou entre a vida e a morte e hoje ela anda feliz da vida e o otimismo e a fé me fortalecendo. Eu sempre estudando diante disso tudo e o otimismo me pondo para frente. Hoje eu posso dizer que sou uma vencedora, pois, antes de acabar com a guerra externa que me levava a exaustão dei fim á minha guerra íntima o que me deixou mais forte. Hoje eu estou de mudança e vou morar no meu apartamento, um sonho que desde criança eu tinha e que agora se torna realidade. Mas sabe de uma coisa eu tenho gratidão por cada uma dessas dificuldades que citei acima, pois, foram elas que me transformaram em um ser mais maduro e destemida diante da vida.
    Vou vencer sempre toda e qualquer dificuldade que se apresente na minha vida e sempre com alegria e otimismo. Eu já estou estudando de novo e vou vencer. Ainda não pude fazer curso do gran cursos mas em breve farei. Sigo em frente sempre com a cabeça erguida e Deus sempre em primeiro lugar. Gratidão pelo seu artigo lindo!

  6. Adriane

    05/12/2017 21:58 em 21:58

    Excelente artigo!
    Gratidão!
    Parabéns!

  7. Adriane

    05/12/2017 21:59 em 21:59

    Parabéns!
    Excelente artigo
    Gratidão!

  8. Julili

    05/12/2017 22:12 em 22:12

    Sábias palavras!

  9. Carol

    05/12/2017 22:31 em 22:31

    Muito obrigada por este lindo artigo, Gabriel! Gostei muito! Ser otimista faz muito bem sim, ainda mais para os concurseiros. O primeiro passo, sem dúvida, é acreditar que vai dar certo, que vamos conseguir alcançar os nossos objetivos, que nossos sonhos vão se concretizar. Nem sempre é fácil ser otimista, estar com a fé fortalecida, mas aí é nesses momentos que devemos buscar ainda mais a Deus, a Sua força. Pois como diz a Bíblia: “Quando somos fracos, aí é que somos fortes”. “A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Vamos começar 2018 com muita fé, otimismo, gratidão, perseverança!

  10. Jovita

    05/12/2017 22:51 em 22:51

    Obrigada! Adorei o artigo, realmente otimismo é td na vida.

  11. Jovita

    05/12/2017 22:54 em 22:54

    Obrigada! Adorei teu artigo, tento sempre ser otimista na vida.Abs

  12. Paulo Malheiro

    06/12/2017 10:15 em 10:15

    Mais uma grandiosa e inspiradora postagem de Gabriel Granjeiro. Eu, particularmente, assim como alguns dos que comentaram, também estou desempregado tentando uma vaga no serviço público, há duas semanas mudei-me para um novo endereço por não poder mais arcar com as despesas do anterior, emanando, ainda que contra minha vontade, tristeza e sensação de perda para a minha família, detalhe, as 53 anos e formando em Administração, sem grandes perspectivas de carreira. Mas, não desisto. Já frequentei igreja evangélica, li várias partes da Bíblia, já assisti “The Secret”, já procurei respostas para minhas angústias em livros de autoajuda, conheci de perto os mistérios de outras religiões, analisei e analiso frequentemente o comportamento e as atitudes de pessoas bem e mal sucedidas e posso dizer com propriedade: todos, independentemente de classe ou qualquer outra característica, enfrentam problemas, simplesmente não sabemos quais são porque não estamos ao seu redor. A vida é assim, feita de antônimos, plenitude é utopia, equilíbrio e harmonia dependem de opostos. No filme “O Último Samurai”, um dos protagonistas pergunta ao outro: “Você acredita que o homem pode mudar o seu destino”? E o outro responde: “Eu acredito que o homem faz o que pode até que o seu destino é revelado para ele”. De alguma forma, essas frases me confortam e acho que podem servir como inspiração para outras pessoas. Tenho 53 anos? Sim. Fracassei na vida? Sim. Vou parar aqui? Não. Se o meu destino é dar a volta por cima ou não, só o destino dirá. Até lá, eu vou continuar fazendo o que posso enquanto Deus me der vida. Fiz o meu primeiro concurso e ainda não sei o resultado, mas não importa. Vou tentar até passar. A aposentadoria compulsória é só aos 70, rs. Espero, de coração, que a vida melhore para todos nós, sem pessimismo e com coragem e persistência. Força guerreiros! Gostaria de fechar, mais uma vez, reforçando minha admiração pela equipe de professor do Gran Cursos, desta vez mando um forte abraço para os professores Wesley Machado (“Que Deus abençoe você e sua família”) e Wellington Antunes (“Tô passando pra outra”), um dia serei igual a vocês e inspirarei outros concurseiros.

  13. Carla Pinho

    06/12/2017 11:39 em 11:39

    Como sempre, um artigo extremamente motivador e inspirador!
    Parabéns!

  14. Maria do Carmo

    06/12/2017 12:54 em 12:54

    O mundo está necessitado de pessoa como você, que tira um pouco do tempo para ajudar as pessoas compartilhando esses artigos maravilhosos!Sou muito grata por isso, que Deus o retribua com muitas bênçãos.

  15. Viviane

    06/12/2017 14:27 em 14:27

    Ontem recebi uma mensagem muito interessante e complementa o que disse, dizia assim: Evite se tornar uma pessoa viciada em reclamar da vida, pois a palavra reclamar significa clamar ao universo que lhe mande mais daquilo que vc está odiando. Use seu poder mental, emocional e espiritual de forma favorável ao seu objetivo e comece à agradecer diariamente tudo que se tem de bom na vida, pois a palavra agradecer significa fazer a graça descer, ou seja, quando se expressa gratidão a sua presença torna- se imã que só atrai coisas boas.
    Pensar positivamente é mais do que fundamental na vida de um estudante para concursos, principalmente pelo fato do tempo, pois é um processo longo. E claro, temos que viver sempre em um ambiente saudável, com pessoas que também reconhecem o melhor da vida. Depois que comecei a minha jornada rumo a aprovação, me afastei de pessoas que só reclamavam, me aproximei mais de Deus, agradeço até mesmo quando as coisas não saem como eu gostaria e aprendi a dar valor as pequenas coisas..nossa, que transformação que foi. O mundo pode tá caindo sobre a minha cabeça mas tenho sempre uma paz de espírito que faz toda a diferença. Ser saudável tanto no corpo como na alma é mais do que fundamental para alcançar qualquer objetivo, principalmente esse que é acertar tudo em nosso dia D. Mais um excelente artigo que só reforça que fé, organização, disposição e muito força de vontade é o caminho certo para conquistar nosso cargo público. Boa sorte na jornada de todos.

  16. celsa maria socorro dos santos marques

    06/12/2017 17:07 em 17:07

    Excelente artigo.
    Obrigada, a todos, que se dispuseram a dar, mas injeções de ânimo!
    Vamos que vamos, galera.”Tudo posso naquele que me fortalece” filip; quatro; versus 32.
    Parabéns a todos da equipe, gran cursos.

  17. Ivo dos Santos Ramos

    06/12/2017 17:10 em 17:10

    Boa tarde. Estou esperando o concurso para delegado/BA…e sei que vou passar e digo mais entre os cincos primeiro.
    Estou no TJBA VARA CRIME…tenho tempo dinheiro e esperar só me deixa melhor…de 100 questões errei 2…

  18. Ivo dos Santos Ramos

    06/12/2017 17:14 em 17:14

    Sem novela, sem futebol, sem festas, sem viagens, sem zap, sem filme…trabalho 6h e casa..sono? durmo 3h por noite.
    No TJBA passei em segundo lugar….gente pode ser feito.

  19. Claudiane Duarte

    06/12/2017 19:06 em 19:06

    Adorei o incentivo, obrigada Gabriel! O comentário do concurseiro Ivo dos Santos também me deixou feliz e mostra que sonhar é possível e realizar os sonhos é …maravilhoso.

  20. ANDREA SILVA PIMENTEL

    08/12/2017 00:16 em 00:16

    BOA NOITE GOSTEI DO ARTIGO ,EU ESTOU DESEMPREGADA ESTOU ESTUDANDO PRA FAZER O CONCURSO PARA O ESTADO DA BAHIA MAS NO MOMENTO NAO TENHO CONDIÇÕES FINANCEIRAS PRA FAZER PARTE DESTE ESTUDO DE CONCURSO.

    • Antonio Estrela

      08/12/2017 18:33 em 18:33

      Boa noite e boa sorte

  21. Jonilson Santos

    09/12/2017 01:53 em 01:53

    Muito bom esse artigo, parabéns e vamos lá rumo ao sucesso….. 🙂 🙂 🙂

  22. Rafael Frederice

    10/12/2017 18:52 em 18:52

    Gratidão pelas palavras, Gabriel!

  23. Célia Mary

    11/12/2017 09:27 em 09:27

    Gabriel gratidão pelos seus textos motivadores obrigada pela sua preciosa ajuda desejo um Feliz Natal e um ano cheio Gran Vitorias. Um abc Gabriel.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo