Revisão para Concursos: como e por que fazer. Veja!

A revisão para concursos é um processo essencial que deve estar presente em toda eficiente rotina de estudos. Saiba mais!

Avatar


28/09/2021 | 10:58 Atualizado há 22 dias

Com qual frequência você faz revisão para concursos? Na corrida contra o tempo que muitos concurseiros enfrentam, tentando absorver o máximo de conteúdos no mínimo tempo possível, muitas vezes essa técnica essencial pode acabar sendo esquecida e isso é um grande erro. Afinal, é apenas por meio da revisão para concursos que somos capazes de ultrapassar um efeito natural do nosso cérebro, estudado e intitulado pelo psicológico alemão Hermann Ebbinghaus como Curva do Esquecimento. 

Mas o que é a Curva do Esquecimento? Como podemos vencê-la? Qual a verdadeira importância da revisão para concursos e como fazer para que esse processo seja o mais eficiente possível, sem consumir todo o tempo de estudos para matérias novas?

Navegue pelo índice abaixo e descubra as principais respostas sobre revisão para concursos!

Destaques:

 

Revisão para concursos: por que é tão importante?

Você já teve a sensação de entender muito bem um conteúdo e algum tempo depois ter dificuldade para responder a maioria de questões acerca dele? Existem algumas possíveis razões para explicar porque isso acontece e uma delas, sem dúvida, é o efeito da Curva de Esquecimento.

Nosso cérebro precisa processar, apenas diariamente, uma quantidade imensa de informações. Por essa razão, como um mecanismo de defesa que busca evitar a sobrecarga, vamos gradativamente esquecendo o que aprendemos. Em números, estima-se que esqueçamos cerca de 50% de tudo que aprendemos como consequência. Mas calma! Isso não quer dizer que você irá esquecer tudo que estudou para concursos públicos, afinal, existem maneiras de burlar essa configuração natural: é aí que entra a revisão para concursos!

Como a revisão para concursos pode vencer a Curva do Esquecimento?

Basta pensar da seguinte forma: nossa memória se divide em memória de curto prazo (episódica) e memória de longo prazo (semântica). Ocorrências isoladas e sem continuidade são julgadas como acontecimentos banais pelo nosso cérebro (mesmo que para nós sejam importantes conteúdos que precisaremos mais tarde) e logo, correm o risco de serem esquecidas com mais facilidade.

Por outro lado, quando uma informação é relembrada com certa constância, ela gradativamente se torna mais importante para o cérebro, qualificando-se cada vez mais como uma memória de longo prazo.

Deu pra perceber como a revisão para concursos pode te ajudar a partir desse raciocínio? É pura ciência, anatomia e um pouco de estratégia! Mas quais são os espaços de tempo ideais e as técnicas de revisão para concursos capazes de realmente auxiliar a sua rotina de estudos? Saiba mais no próximo item!

Revisão para concursos: principais técnicas

Agora que você já sabe a importância da revisão para concursos, confira as principais técnicas capazes de superar a Curva de Esquecimento:

Revisão para concursos: Técnica 24/07/30

Essa técnica não é uma data! Na verdade, é o método sugerido pelo próprio psicólogo Ebbinghaus como uma maneira eficiente de ultrapassar as rotinas de esquecimento do cérebro para conhecimentos importantes. Assim, cada um dos números é a constância em que conteúdos precisarão ser estudados; ou seja, a frequência em que você realizará a revisão para concursos. Veja:

  • 24 horas: É a primeira vez que você deverá revisar um conteúdo. De maneira prática, sempre que possível, após estudar uma nova matéria, faça uma revisão breve no dia seguinte antes de prosseguir com os estudos.
  • 7 dias: O segundo momento de revisão para essa mesma matéria deverá acontecer agora apenas após uma semana.
  • 30 dias: Por fim, a rotina de revisão pode ser retomada uma terceira e última vez, 30 dias depois, para sedimentar o conteúdo.

Revisão para concursos: Como aplicar a técnica de maneira eficiente?

Aplique-a para conteúdos novos/ nunca vistos: a revisão para concursos 24/07/30 aplica-se muito bem para quem está tentando adquirir conhecimentos novos. Assim, se você já é um concurseiro experiente com uma rotina de estudos consolidada para determinada matéria, as revisões não precisam seguir um modelo tão rígido e constante.

Afinal, você já passou pela primeira parte de sedimentação de conhecimento. Com o passar do tempo, a tendência é que o tempo dedicado em revisões para concursos vá naturalmente diminuindo. Ainda assim, é sempre importante possuir ao menos um momento do seu cronograma dedicado a essa atividade, mesmo que seja uma ocorrência quinzenal ou mensal.

Revisão para Concursos: Técnica Semanal

De acordo com o método GTD, introduzido por David Allen, o processo de retenção de informações importantes também pode se beneficiar muito com o processo de revisão para concursos semanal. Isso quer dizer, na prática, reservar um dia na semana apenas para realizar revisões de todos os conteúdos vistos na semana.

Assim, caso você tenha uma rotina de estudos que vá de segunda a sábado, baseado nessa técnica, você estudaria novos conteúdos de segunda a sexta e dedicaria o seu tempo integralmente do dia de sábado apenas para realizar revisões.

Revisão para concursos: como aplicar a técnica de maneira eficiente?

Essa técnica pode ser muito benéfica para quem está preocupado com o tempo que as revisões “tiram” do aprendizado de novos conteúdos. Afinal, dessa maneira, você tem um tempo específico apenas para essa atividade e, com a visão geral dos conteúdos da semana, poderá filtrar também quais são os assuntos mais relevantes para a revisão. O método também costuma funcionar bem para pessoas ansiosas, já que a organização fornece um sentimento maior de segurança.

Qual técnica de revisão para concursos devo escolher?

Não existe uma resposta correta para essa pergunta, já que cada pessoa apresentará um processo particular de aprendizado. A recomendação é que você teste cada uma das técnicas de revisão para concurso e também as adapte afim de encontrar um modelo que funcione bem para você!

Como saber se a técnica de revisão para concursos que eu escolhi está funcionando?

Para comprovar a eficiência de qualquer técnica de estudo, a melhor maneira é colocar os conhecimentos em prática. No caso de concursos públicos, a maneira de fazer isso é por meio da resolução de questões e simulados. 

Essa técnica é tão importante que deve fazer parte da sua rotina de estudos com bastante frequência. Afinal, ela não é apenas capaz de comprovar a eficiência das suas rotinas de estudo. A resolução de questões de concurso também te auxilia a:

  • Fixar o conteúdo;
  • Compreender se as técnicas de revisão para concursos estão sendo efetivas;
  • Conhecer o perfil da Banca Examinadora;
  • Trazer mais dinamismo para os estudos;
  • Controlar seu tempo e nervosismo;
  • Evitar pegadinhas;
  • Mapear pontos fracos e fortes;
  • Redigir resumos, que auxiliarão a compor seu material de revisão.

Os benefícios são ainda maiores para quem optar pela resolução de questões comentadas, já que a explicação é entregue juntamente com o item, economizando tempo.

Pensando na importância que a resolução de questões de concursos tem para os concurseiros, o Gran Cursos Online lançou uma plataforma especializada justamente nessa área da sua preparação! No Gran Cursos Questões você encontra milhares de itens comentados por professores, provas anteriores, simulados, plano de estudos voltados exclusivamente para questões e filtros de Assuntos Frequentes!

Faça seu cadastro gratuito no Gran Cursos Questões! 

Revisão para concursos: como produzir um bom material?

Uma revisão para concursos eficiente nasce de um bom processo de estudos. Nesse sentido, essa técnica também pode te ajudar a definir se a maneira de conduzir sua preparação está sendo eficiente ou não. Na prática isso quer dizer que o seu material revisão será toda a produção da semana relacionada às matérias, isto é, os frutos do seu estudo ativo. 

Revisão para concursos: o que é estudo ativo?

Quando sentamos para ler um PDF ou assistir uma videoaula e fazemos apenas isso, estamos exercitando o estudo passivo, que é baseado na absorção de informações. O cérebro retém informações dessa categoria com um pouco mais de dificuldade e, por isso, é recomendado que você sempre pratique uma ação de transformação em relação ao conteúdo que está absorvendo; Ou seja, neste contexto são os resumos ou marcações que você faz no PDF ou as anotações de pontos importantes da videoaula assistida. Além destes recursos, a produção de mapas mentais e flashcards também poderá contribuir muito para os processos de revisão posteriores.

Caso você reúna seus materiais de estudo da semana e perceba que eles não são o suficiente para te ajudar a relembrar os pontos mais importantes das matérias, pode ser um indicativo de que o seu processo de estudo não esteja sendo tão eficiente.

Revisão para concursos: dicas para produzir um bom material

Algumas dicas que podem te guiar a construir melhores materiais de revisão para concursos, especialmente no início da jornada de concurseiro, são:

  • Resista ao impulso de copiar trechos inteiros ou marcar seções muito extensas de conteúdo: lembre-se que a revisão para concursos não deve tomar tanto tempo e que deve se focar nos pontos mais importantes. Pode ser difícil de selecionar no início, mas com a resolução de questões de concurso, você poderá notar como cada assunto é de fato cobrado e qual a importância de cada ponto daquele conteúdo.
  • Não deixe para revisar apenas quando está exausto: É comum que as pessoas deixem a revisão para concursos por último (literalmente). Contudo, essa prática pode nem sempre ser a melhor. Afinal, durante o momento de revisar você também deve estar atento. Caso o contrário, a rotina não surtirá o efeito esperado. Trate a revisão para concursos como um momento importante da sua rotina e não apenas um “arremate” final.
  • Não jogue fora as suas anotações: afinal, elas irão compor seu material de revisão. Na medida do possível, transcreva-as da forma mais compreensível possível. Pense sempre no “você do futuro”.
  • Nem todas as matérias tem o mesmo peso: e você deve levar isso em consideração! Caso um certame seja famoso por cobrar muitas questões de língua portuguesa, essa matéria naturalmente deverá ser revista com mais frequência. O mesmo se aplica para matérias em que você tem dificuldade. Nem todas as matérias precisam ter revisões tão constantes.

Para saber mais dicas práticas de como montar seu material de revisão para concursos, acesse por aqui outro artigo sobre o assunto! 

Revisão para concursos: como fazer as melhores revisões para concursos

Se você curtiu o conteúdo, que tal conferir também um vídeo exclusivo com o professor e coaching Fernando Mesquista falando sobre as técnicas essenciais para a construção mais eficiente de revisão para concursos? Assista abaixo:


Quer ficar por dentro dos concursos públicos abertos e previstos pelo Brasil? Clique nos links abaixo:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2021

Receba gratuitamente no seu celular as novidades do mundo dos concursos!
Clique no link abaixo e inscreva-se gratuitamente:

TELEGRAM

Avatar

Equipe do Gran Cursos Online
1

0


Tudo que sabemos sobre:

gran cursos questões


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *