Simulados: quando fazer?

Olá, prezado(a) concurseiro(a), tudo bem?

Quero tratar de um assunto fundamental para a sua aprovação em concurso público e que costuma ser uma dúvida comum a todos aqueles que dedicam horas diárias aos estudos: quando iniciar a resolução de simulados?

Antes de responder a essa pergunta, preciso elencar algumas vantagens de resolver provas simuladas. Elas ajudam a fixar a matéria, servem de revisão, potencializam o aprendizado, permitem criar estratégias de resolução de prova, criam uma maior afinidade com a banca e ainda servem de avaliação do seu desempenho.

Entretanto, para que tais benefícios sejam reais e efetivos, é necessário saber o momento certo de iniciar tais provas, sob a pena de haver frustração em decorrência de um resultado insatisfatório ou aquém do esperado. É preciso ter a consciência de que, se não houve um prévio preparo (estudo e revisão da disciplina ou de determinado assunto), há grandes chances de não se ter um bom desempenho no simulado e, com isso, um desânimo por acreditar não ser capaz.

Portanto, o que vou apresentar agora não é uma “receita de bolo” nem mesmo uma “fórmula mágica”, mas tão somente uma “tática” que me ajudou bastante nas quatro aprovações que tive em concursos públicos, dentre elas duas para o cargo de Agente da Polícia Federal.

Para uma melhor compreensão do que falaremos mais adiante, resolvi criar três classificações ou tipos de simulados, a depender do momento em que são realizados. A primeira classificação, o simulado parcial de disciplina, é aquele realizado após o estudo e a revisão de cada tópico da disciplina, apenas com questões relacionadas ao mesmo e que deve acontecer antes de iniciar o próximo tópico. A segunda classificação, simulado geral de disciplina, ocorre após o estudo de todo o conteúdo da disciplina. Por fim, o simulado final deve acontecer após o estudo de todo o edital e, preferencialmente, antes do dia do concurso. Neste tipo de simulado, deve-se buscar as condições mais reais possíveis do que se espera da prova do concurso no tocante às questões (número total, banca organizadora, pesos, distribuição por disciplina, nível intelectual e tempo de resolução).

Independentemente do tipo de simulado realizado e do resultado alcançado, tenha como objetivos principais avaliar o seu aprendizado, identificando os pontos a melhorar (tópicos que necessitam de reforço) – e “cadência” de resolução (tempo gasto para realização). Claro que, para a consecução desses objetivos, você precisa ter uma organização e um controle do tempo, do número de questões e de acertos.

Agora vamos à parte prática…

Obviamente, como um(a) concurseiro(a) comprometido(a) com os estudos, suponho que tenha um plano de estudo (ciclo ou cronograma), certo?

Pois bem, imaginemos que, para o dia de hoje, estejam previstas 03 (três) horas para o estudo de Raciocínio Lógico Matemático, mais precisamente para o tema “ Conectivos Lógicos”. Nesse intervalo de tempo, estude a matéria, ou seja, leia o seu material (PDF/livro/apostila) ou assista à sua videoaula, e faça, simultaneamente, resumos, mapas mentais, marcações de textos e/ou flashcards, os quais serão utilizados para as revisões (tema para outro artigo).

Na próxima data destinada ao estudo de Raciocínio Lógico, antes de avançar para o próximo tópico, revise o tópico estudado anteriormente e, em seguida, selecione 10 questões que tratem do assunto revisado. É extremamente aconselhável acessar/assinar alguns sites de questões que usam alguns filtros, como disciplina, “assuntos” de cada disciplina, banca, ano etc… Não esqueça de controlar o tempo gasto e registrar o número de acertos.

Quando, enfim, toda a disciplina de RLM tiver sido estudada, passe a realizar simulados gerais de disciplina, com assuntos aleatórios e com o número de questões que a banca costuma exigir nos concursos para o cargo pretendido. Tais simulados devem ser realizados sempre que o ciclo ou o cronograma trouxer a disciplina e até que todo o edital seja estudado.

Por fim, quando todo o edital tiver sido superado (todas as disciplinas estudadas integralmente), passe a realizar simulados finais com o total de questões cobradas na prova do edital anterior, inclusive para cada disciplina. Procure ser o mais fiel ao que se espera para o seu concurso. E, mais do que nunca, controle o tempo e o seu desempenho. Lembre-se, ainda, de simular a redação e destinar alguns minutos ao preenchimento do gabarito. É um erro comum esquecer estes dois “procedimentos”.

Como última dica, busque na internet as três últimas provas do cargo e realize como os primeiros simulados finais. Confira o resultado e não deixe uma questão sequer sem resolução. Realize esses simulados como se fossem a sua prova!! Inicie no horário previsto no edital, cumpra o tempo previsto nele… e, acima de tudo, RESOLVA TODAS AS QUESTÕES!! E as que por acaso não conseguir responder corretamente, volte à teoria para que o conhecimento seja então solidificado e para que não se repitam mais os mesmos erros!

VOCÊ COMBATE DA MANEIRA QUE VOCÊ TREINA!!!

Agora que já conhece a importância, os tipos e quando se deve fazer um simulado para concurso público, mãos à obra! E saiba que o seu sucesso é proporcional ao seu esforço.

Um abraço…

Treine enquanto eles dormem, estude enquanto eles se divertem, persista enquanto eles descansam, e então, viva o que eles sonham.”

 


 

Diego Ribeiro – Atualmente, Agente da Polícia Federal. Aprovado duas vezes para o cargo de Agente da PF (2009 e 2012), aprovado também para a Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR – 1999) e para a Academia da Força Aérea (AFA – 2002). Oficial da Força Aérea Brasileira por 10 (dez) anos (2002-2012). Coach, professor de aviação civil e professor de Raciocínio Lógico Matemático.

 

 

WHATSAPP GCO: receba gratuitamente notícias de concursos! Clique AQUI!

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 920.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga! Mude de vida em 2019!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o Topo