Coaching para Concursos

10 passos para aprovação na PRF

Concurso PRF

Concurso PRF: confira os 10 passos para a sua aprovação!

Passo 1 – Analise todo o edital

Tem gente, neste exato momento, que está passando mal, chorando ou desesperada pelo edital ter saído. E você, o que vai fazer? Você vai respirar fundo, assimilar o golpe e fazer diferente da “sardinhada” (chamo de sardinha, aquelas pessoas perdidas que só sabem seguir a manada).

Então, o primeiro passo é ler o edital de cabo a rabo, olhar todos os detalhes e começar a desenhar a sua estratégia. Tire um ou dois dias para se planejar, levantar todas as variáveis e meter a mão na massa.

Passo 2 – Escolha o estado

Você fará para qual estado? Nesse ponto, coloque tudo na ponta do lápis. As pessoas tendem a procurar os estados que possuem mais vagas, ou seja, esses locais historicamente têm a nota de corte maior que os outros. Por isso, escolher um estado que tenha menos vagas pode ser uma boa tática.

Você sabia que terá que fazer a prova no estado que escolher para a sua lotação, item 1.4 do edital? Veja qual estado tem o maior valor da passagem saindo dos grandes centros (São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro etc). As pessoas geralmente escolhem os locais que têm as passagens mais baratas.  Ou seja, nos estados mais distantes, a nota de corte pode ser mais baixa também por causa disso. Além do mais, a pessoa terá que voltar para esses locais para fazer a prova de aptidão física e psicotécnico, ou seja, terá que gastar, pelo menos três vezes, com passagens aéreas, caso passe para as outras fases.

Portanto, analise com muito cuidado o local para o qual você quer concorrer.

Passo 3 – Verifique o que estudou

Agora, você tem que definir quais matérias você já estudou. Para isso, você precisa verticalizar o edital (o site do gran tem ele nesse formato). Analise cada ponto dentro de cada matéria para levantar o que você já matou.

Porém, esse levantamento tem que ser consistente. Estudar um tópico do edital não é só ter lido sobre o assunto. Você tem que ter, no mínimo, algum material de revisão (anotações, mapas mentais, fichas, resumos etc) sobre o ele.

Passo 4 – Avalie quanto tempo até a prova

Você tem que definir quanto tempo você tem até o dia da prova. Mas isso não é tão fácil quanto parece. Não é simplesmente ver o dia da prova (3 de fevereiro de 2019, turno da tarde, item 8.2) e calcular o número de semanas, dias e horas que terá até lá. A partir daí, é definir qual o máximo de horas que você conseguirá se dedicar para o concurso. Assim, uma pessoa que consiga se dedicar 8 horas por dia, estudando 6 dias na semana (não se esqueçam de tirar um dia de descanso, isso também faz parte da preparação), até o dia da prova, começando os estudos amanhã, dia 29 de novembro, terá um potencial de estudos de 464 horas [(66 dias menos 8 domingos) x 8h]!

Passo 5 – Esqueça festas de fim de ano, redes sociais e qualquer outra distração.

Esqueça festas de fim de ano, redes sociais, casamentos, aniversários ou qualquer outra coisa que o tire do seu objetivo. Depois do edital na praça, é força total até o concurso. Todas as suas horas serão voltadas para o concurso público. Sua alimentação, seu descanso, sua atividade física.

Por isso, se já tinha alguma viagem, festa ou evento previstos para esse período, cancele-os! E que se dane o que os outros vão pensar, é do seu futuro que estamos falando. NINGUÉM tem nada a ver com isso.

Passo 6 – Faça atividade física

Você está fazendo um concurso para a área policial. Não adianta ser o primeiro do concurso e ser reprovado no Teste de Aptidão Física (TAF). Por isso, veja quais são as provas que terá que fazer (barra, impulsão horizontal, flexão abdominal e corrida) e quanto de cada uma delas terá que fazer. Teste já, neste primeiro final de semana, quais você não consegue fazer e comece a treinar, por volta de três vezes na semana, aquela em que não está conseguindo a nota mínima e vá evoluindo aos poucos, para poder se dedicar mais a elas depois do concurso. Se for necessário, contrate um personal trainer. Lembre-se de que esse não é o foco principal ainda. Essa atividade física é só para você fazer o mínimo para o seu corpo ir se acostumando para as provas que terá que enfrentar. Não faça como muitos fizeram no concurso da PF: deixaram para cuidar dessa parte depois das provas objetivas e discursivas. Houve por volta de 30% de candidatos reprovados no TAF.

Passo 7 – Veja se cumpre as exigências físicas do edital

Quando passei no concurso da polícia federal, vi muita gente ficando para traz porque simplesmente não poderia fazer o concurso por causa de algum problema físico que possuía. Por isso, veja quais são as condições físicas que o edital exige de um PRF para saber se você pode ingressar no órgão. Lembrando que isso não significa que você possa concorrer para as vagas de PcD. Por exemplo, existe um mínimo de acuidade visual que a pessoa precisa ter, mas isso não a torna deficiente para concorrer para essas vagas.  Por isso, olhe quais são as exigências do edital nessa parte para que você não tenha uma decepção lá na frente. Caso tenha dúvida em relação a alguma exigência, leve o edital a um médico especialista no assunto para auxiliá-lo.

Passo 8 – Planeje-se!

Depois de ter dados todos os passos anteriores, chegou a hora do planejamento. Mas o que é isso? É distribuir as horas que você possui pelas matérias exigidas no edital. O concurso terá: 50 questões e sete matérias para o Bloco I (Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Matemático, Informática, Física, Ética, Geopolítica do Brasil e História da PRF); 40 questões e uma matéria para o Bloco II (Legislação de Trânsito); e 30 questões  e seis matérias para o Bloco III (D. Administrativo, D. Constitucional, D. Penal, D. Processo Penal, Legislação Especial e D. Humanos e Cidadania). Você não pode estudar as matérias do bloco I do mesmo modo que estudará a Legislação de Trânsito. Claro que você terá que se dedicar mais para Legislação do que para as outras matérias.

Passo 9 – Execute!

Não adianta nada fazer isso tudo e não executar o planejado. É a hora de por a mão na massa! Chegou a hora de fazer a diferença. Você só vai conseguir isso com muita disciplina e constância. Seja fiel ao que planejou. Estude exatamente as matérias programadas para o dia. Isso é disciplina. Faça isso todos dos dias! Isso é constância. Por isso, imprima e cole o planejamento na parede, na cabeceira da sua cama ou no lugar mais visível do seu dia, para que você se lembre todos os dias do que tem que fazer para ser aprovado.

Depois disso, você tem que controlar sua evolução, você tem que avaliar constantemente se está executando bem o seu planejamento. Para isso, você utiliza os simulados. Eles servem para isso. Não queira tirar 100% no primeiro. Pegue esse simulado inicial como parâmetro para avaliar se você está conseguindo evoluir com o tempo. Você terá que programar todos eles. Já que são 9 finais de semana até a prova, você terá que fazer, no mínimo, 4 simulados, sempre intercalando os finais de semana. Uma boa meta para o último simulado é de 60 a 70%, em média.

Passo 10 – Acredite!

Esse é passo mais importante: acreditar que você é capaz! Que uma vaga já é sua! Chega de mimimi ou de se colocar na posição de vítima. Se você já cumpre de antemão todos os itens do edital, você já é quase um super-homem ou uma supermulher. Você só terá que mostrar isso ao longo do processo. Acredite em mim, o certame já começou. A cada minuto que passa, um candidato vai ficando para trás. Assuma uma postura vencedora, assuma uma postura de GUERREIRO! Acorde todos os dias mentalizando: EU VOU PASSAR! ESSE É O MEU CONCURSO! Faça isso com raiva, com sangue nos olhos. Vá com todas as suas armas para a luta, sem medo, certo de que você está fazendo o máximo de si para conquistar a sua aprovação. A sua versão policial não estará pronta só depois que seu nome estiver estampado no edital de nomeação. Ela está sendo construída todos os dias com as atitudes que você está tomando hoje.

Por isso, seu puliça, acredite! Uma vaga JÁ É SUA!

Eu acredito em você e no seu potencial!

Um forte abraço de quem estará contigo nessa caminhada,


Rodrigo Lima

Auditor do TCU. Aprovado em 3 concursos: Analista do BACEN, Agente da Polícia Federal e Auditor do TCU. 


Já pensou em estudar orientado por um coach de concursos? O Gran Cursos Online Coaching oferece atendimento individual e personalizado. Conheça o projeto aqui e acelere a sua aprovação! 

CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!

CONCURSOS 2018: confira aqui os certames previstos ainda para este ano!

CONCURSOS 2019: clique aqui e confira as oportunidades para o próximo ano!

Estudando para concursos públicos? Prepare-se com quem mais entende do assunto! Cursos completos 2 em 1, professores especialistas e um banco com mais de 800.000 questões de prova! Garanta já a sua vaga!

Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros! Teste agora por 30 dias!

Matricule-se!

Para o Topo