Concurso TJM MG: abertura de inscrições suspensa! CONFIRA!

Concurso TJM MG oferta vagas para os níveis médio e superior.

Atenção, concurseiros! O Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais decidiu suspender por tempo indeterminado a abertura das inscrições do concurso TJM MG, previstas para iniciar no dia 30 de março de 2020. De acordo com o Comunicado publicado no site do TJMMG, a decisão é um medida preventiva contra o avanço da pandemia de Covid 19. Ainda segundo o Comunicado, as demais datas e prazos expressos no edital não serão mais válidas. Um novo cronograma será divulgado em breve.

O certame oferta 24 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva para os cargos de Oficial Judiciário e Técnico Judiciário e está sob a responsabilidade da Fundação Mariana Resende Costa – FUMARC.

Navegue pela matéria utilizando o índice abaixo:

Concurso TJM MG: situação atual

Confira abaixo o Comunicado publicado no site do Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais:

Imagem contendo o comunicado de suspensão da abertura das inscrições para o concurso TJM MG.

Concurso TJM MG: Comunicado de suspensão da abertura de inscrições.

Concurso TJM MG: remuneração e benefícios

Os candidatos que forem aprovados no novo concurso TJM MG, para o cargo de Oficial Judiciário, receberão uma remuneração de R$3.692,61, já os aprovados no cargo de Técnico Judiciário receberão um salário de R$ 5.782,78.

Além dos vencimentos, os servidores fazem jus ao seguinte benefício:

  • Auxílio-transporte
  • Auxílio-alimentação
  • Auxílio-creche
  • Assistência médica e odontológica

Concurso TJM MG: inscrições

As inscrições para o concurso TJM MG que começariam no dia 30 de março foram suspensas. Uma nova data será estabelecida em momento oportuno.

Quando abertas, as inscrições deverão ser realizadas por meio do site da banca FUMARC: www.fumarc.com.br. Para confirmar a participação, os candidatos terão que pagar taxa nos valores de R$70,00 ou R$90,00.

Concurso TJM MG: cargos e vagas

O novo edital TJM MG oferta vagas para os cargos de níveis médio e superior. Serão 24 vagas para provimento imediato mais formação de cadastro de reserva.

As oportunidades contemplam os cargos de Oficial Judiciário e Técnico Judiciário. Confira:

  • Oficial Judiciário 
    Vagas: 11
    Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar 2ª Instância
    Requisitos: Nível Médio completo
  • Oficial Judiciário
    Vagas: 8
    Lotação: Secretarias de Juízo Militar 1ª Instância
    Requisitos: Nível médio completo
  • Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Sistemas
    Vagas: 1
    Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
    Requisitos: conclusão de curso técnico de Processamento de Dados ou outro de nível médio de escolaridade relacionado com a área de Informática.
  • Técnico Judiciário
    Vagas: cadastro de reserva
    Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
    Requisitos: graduação em curso superior de Direito, reconhecido por órgão governamental competente.
  • Técnico Judiciário – contador
    Vagas: 01
    Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
    Requisitos: graduação em curso superior de Ciências Contábeis, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria
  • Técnico Judiciário – Analista de Sistemas
    Vagas: 01
    Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
    Requisitos: graduação em curso superior de Informática, reconhecido por órgão governamental competente.
  • Técnico Judiciário – Administrador de Redes
    Vagas: 01
    Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
    Requisitos: graduação em curso superior de Informática ou de Tecnologia na área de Administração de Redes, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição
    profissional na entidade de classe da categoria, se for o caso
  • Técnico Judiciário – Estatístico
    Vagas: 01
    Lotação: Secretaria do Tribunal de Justiça Militar (2ª Instância)
    Requisitos: graduação em curso superior de Estatística, reconhecido por órgão governamental competente, e registro e/ou inscrição profissional na entidade de classe da categoria

Concurso TJM MG: Carreira

Os candidatos aprovados no concurso TJM MG serão subordinados ao Regime Jurídico Estatutário e serão submetidos ao regime de previdência e assistência Social dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais.

Confira as atribuições para cada cargo.

Atribuições

Oficial Judiciário

  • Executar atividades de suporte nas áreas judiciária e administrativa na Secretaria do Tribunal de Justiça Militar;
  • registrar, reunir e avaliar informações relativas a processos judiciais e procedimentos administrativos;
  • auxiliar o magistrado nas audiências ou sessões de julgamento;
  • redigir e digitar matéria relacionada a sua área de atuação; substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico; participar de comissões e grupos de trabalho;
  • executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico em suas variadas formas.

 

Oficial Judiciário

  • Executar atividades de suporte nas áreas judiciária e administrativa nas Secretarias de Juízo Militar;
  • registrar, reunir e avaliar informações relativas a processos judiciais e procedimentos administrativos;
  • auxiliar o magistrado nas audiências ou sessões de julgamento;
  • redigir e digitar matéria relacionada a sua área de atuação;
  • substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
  • participar de comissões e grupos de trabalho;
  • executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico em suas variadas formas.

 

Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Sistemas

  • Executar atividades de nível médio, relacionadas ao desenvolvimento, implantação, manutenção, atualização e documentação de programas e sistemas de informática;
  • prestar suporte técnico e treinamento a usuários;
  • dar apoio à fiscalização de contratos e convênios de produtos e serviços relativos à área de atuação; substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
  • participar de comissões e grupos de trabalho;
  • executar outras atividades afins identificadas pelo superior hierárquico.

 

Técnico Judiciário

  • Analisar autos, precatórios judiciais e demais documentos, acompanhar licitações e lavrar termos;
  • elaborar contratos, documentos administrativos, certidões, laudos, pareceres e outros documentos de informação técnico-jurídica, a fim de fornecer suporte aos magistrados, superiores hierárquicos, órgãos julgadores, fiscalizadores, auditores e de correições do Tribunal de Justiça Militar;
  • pesquisar, selecionar, analisar, catalogar, indexar e divulgar regulamentos, acórdãos, legislação, doutrina e jurisprudência;
  • substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
  • participar de comissões e grupos de trabalho;
  • executar outras atividades identificadas pelo superior hierárquico, relacionadas com a atividade fim, inclusive no que concerne ao processo judicial eletrônico em suas variadas formas.

 

Técnico Judiciário – contador

  • Executar atividades de elaboração do orçamento, planificação de contas, detalhamento de despesas, parametrização de aplicativos contábeis, fiscais e de suporte, análise de balanços, balancetes e demonstrativos de natureza contábil, financeira, orçamentária e patrimonial;
  • realizar outras atividades relacionadas ao planejamento, organização, supervisão, assessoramento, documentação, informação, estudo, pesquisa e execução de tarefas que envolvam análise contábil;
  • efetuar o controle das obrigações tributárias principais e acessórias;
  • substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
  • participar de comissões e grupos de trabalho; elaborar relatórios, pareceres, atas e outros documentos relativos a sua área de atuação;
  • executar outras atividades afins identificadas pelo superior hierárquico.

 

Técnico Judiciário – Analista de Sistemas

  • Identificar e analisar juntamente com as áreas de negócios do TJMMG, as demandas de informatização de processos de trabalho e serviços, negociando prazos e recursos; planejar, analisar, desenvolver, acompanhar, atualizar e documentar a implantação de soluções e ferramentas informatizadas próprias ou adquiridas;
  • desenvolver e implantar projetos, políticas e procedimentos relativos a segurança da informação e segurança de aplicações;
  • prestar suporte técnico aos usuários de sistemas informatizados;
  • fiscalizar e acompanhar contratos e convênios de produtos e serviços relativos à área de atuação;
  • substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
  • participar de comissões e grupos de trabalho;
  • elaborar relatórios, pareceres, atas e outros documentos técnicos relativos a sua área de atuação; executar outras atividades afins identificadas pelo superior hierárquico.

 

Técnico Judiciário – Administrador de Redes

  • Planejar, analisar, desenvolver, implantar, monitorar, atualizar e documentar as demandas e projetos, rotinas e aplicativos relacionados ao ambiente de rede;
  • prestar suporte técnico especializado aos usuários e promover a resolução de problemas no ambiente de rede;
  • planejar, desenvolver e implantar projetos e procedimentos de segurança e de recuperação de dados no ambiente de rede;
  • fiscalizar e acompanhar contratos e convênios de produtos e serviços relativos a sua área de atuação;
  • substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
  • participar de comissões e grupos de trabalho;
  • elaborar relatórios, pareceres, atas e outros documentos relativos a sua área de atuação;
  • executar outras atividades afins identificadas pelo superior hierárquico.

 

Técnico Judiciário – Estatístico

  • Planejar, elaborar, organizar, realizar pesquisas e análises estatísticas;
  • tabular, codificar, analisar e interpretar os dados estatísticos e determinação de fenômenos;
  • apresentar resultados de pesquisas, fazer relatório de análise e redigir informações sobre questões de metodologia, planejamento, execução e resultados das investigações;
  • substituir a chefia no seu impedimento ou afastamento, quando indicado pelo superior hierárquico;
  • participar de comissões e grupos de trabalho;
  • elaborar relatórios, pareceres, atas, laudos e outros documentos relativos a sua área de
    atuação;
  • executar outras atividades afins identificadas pelo superior hierárquico.

Concurso TJM MG: etapas

O novo concurso TJM MG será realizado em uma única etapa com provas objetivas e de redação, de caráter eliminatório e classificatório.

Os candidatos serão avaliados por meio das disciplinas de:

Oficial Judiciário

  • Língua Portuguesa – 25 questões
  • Noções de Direito – 20 questões
  • Noções de Informática – 5 questões

Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Sistemas

  • Língua Portuguesa – 15 questões
  • Noções de Direito – 10 questões
  • Conhecimentos Específicos – 25 questões

Técnico Judiciário

  • Língua Portuguesa – 20 questões
  • Noções de Informática – 5 questões
  • Conhecimentos Específicos – 25 questões

Técnico Judiciário – Analista de Sistemas / Administrador de Redes / Contador/ Estatístico

  • Língua Portuguesa – 15 questões
  • Noções de Direito – 10 questões
  • Conhecimentos Específicos – 25 questões

Prova objetiva

A prova objetiva será constituída de 50 questões de múltipla escolha, com duração de 4 horas. Confira abaixo quais serão as disciplinas para cada cargo.

Disciplinas

  • Oficial Judiciário
    Língua Portuguesa
    Noções de Direito
    Noções de informática
  • Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Sistemas
    Língua Portuguesa
    Noções de Direito
    Conhecimentos específicos na área de TI
  • Técnico Judiciário
    Língua Portuguesa
    Noções de Informática
    Direito Constitucional
    Direito Administrativo
    Direito Civil
    Direito Processual Civil
    Direito Penal
    Direito Processual Penal
    Direito Penal Militar
    Direito Processual Penal Militar
    Legislação Especial
  • Técnico Judiciário – Administrador de Redes
    Língua Portuguesa
    Noções de Informática
    Conhecimentos específicos: Sistemas operacionais de rede/servidores: Manipulação de arquivos e diretórios, administração de usuários e grupos, sistema de arquivos, gerenciamento de processos, servidores, fundamentos de Linux, fundamentos de Windows Server. 2. Redes de computadores: Fundamentos de protocolos, cabeamento, arquitetura de redes locais, equipamentos de redes, segurança e desempenho, montagem de redes ponto a ponto e cliente/servidor, pilha TCP/IP, camada física, camada de enlace de dados, camada de rede, camada de transporte, camada
    de aplicação, segurança de redes. 3. Tecnologias de redes (LANs, MANs e WANs) 4. Ferramentas de administração de redes. 5. Segurança digital em redes: fundamentos de segurança da informação, vulnerabilidade de sistemas, crimes contra computadores, criptografia, certificação digital, privacidade, segurança de redes, firewalls, detecção e combate a invasões. Vírus, vermes, spam e outras pragas (Malware), autenticação e identificação, LDAP. 6. Segurança da informação. 7. Conceitos e fundamentos de sistemas operacionais. 8. Configuração e gerenciamento de processos servidores dos sistemas operacionais comerciais. 9. Aspectos operacionais de redes. 10. Segurança da informação e tecnologia: Série ISO/IEC 27000 (Gestão de segurança da informação), ISO/IEC 15408 (Critérios de avaliação para segurança de TI, Common Criteria), OWASP (Open Web Application Security Project). Conceitos básicos de segurança, proteção, controles, riscos, ameaças, vulnerabilidades, criptografia e certificação digital. Gestão e política de segurança da informação e continuidade de negócios; 11. Gestão de serviços de tecnologia da informação: ITIL v. 3 (Information Technology Infrastructure Library version 3). Conceitos básicos, estrutura e objetivos. Processos e funções de estratégia, desenho, transição, operação e melhoria contínua de serviços. 12. Gerência de projetos: PMBOK (Project Management Body of Knowledge). 13. Conceitos básicos, estrutura e objetivos. Projetos e a organização. Ciclo de vida de projeto e ciclo de vida do produto. Processos, grupos de processos e áreas de conhecimento.
  • Técnico JudiciárioAnalista de Sistemas
    Língua Portuguesa
    Noções de Informática
    Conhecimento específicos: 1. Lógica de programação. Constantes e variáveis. Expressões lógicas, aritméticas e literais. Comandos de entrada e saída. Estruturas sequenciais, condicionais e de repetição. Vetores e Matrizes. Registros. Listas, Pilhas, Filas e Deques. Árvores. Programação orientada a eventos. 2. Metodologia de desenvolvimento de sistemas. Modelos de processos de desenvolvimento de software. Participantes do processo de desenvolvimento de software. Estrutura básica de uma metodologia de desenvolvimento de sistemas. 3. Metodologias Ágeis de Desenvolvimento: Scrum, XP, TDD, Modelagem Ágil, DDD, Kanban. 4. Engenharia de Software. 4.1 Engenharia de Requisitos, Gestão de Requisitos, Análise e Projeto, Implementação, Testes (unitários automatizados, funcionais, não funcionais e outros), Homologação e Gestão de Configuração. 5. Análise e projeto orientado a objetos. Conceitos básicos sobre UML. Modelagem de Casos de Uso. Modelagem Estrutural. Modelagem Comportamental. Modelagem Arquitetural. 6. Modelagem de dados utilizando o Modelo de Entidade-Relacionamento. Entidades e relacionamentos. Mapeamento de Cardinalidade. Chaves de Entidade. Auto-relacionamento. Agregação. Mapeamento de restrições de integridade. Generalização e especialização. 7. Linguagem de implementação Banco de Dados: Banco Físico, Lógico e Conceitual. Linguagens procedurais embarcadas e SQL/ANSI. 8. Conceitos e fundamentos de SOAP – Arquitetura orientada a serviços. 9. Gestão Eletrônica de Documentos, XML como representação. 10. Governança de Tecnologia da Informação. Modelo COBIT 5. Gerenciamento de Serviços. Modelo ITIL V3.

 

  • Técnico Judiciário – Estatístico
    Língua Portuguesa
    Noções de Informática
    Conhecimentos específicos: 1. Estatística descritiva e análise exploratória de dados: interpretação de gráficos, tabelas, histogramas, box-blot, diagramas. 2. Medidas de Dispersão: variância, desvio padrão, amplitude, coeficiente de variação e intervalo interquantil.  3. Medidas de Posição: Média, Moda, Mediana e Quantis em geral. 4. Análise de regressão linear: Critérios de mínimos quadrados e de máxima verossimilhança; modelos de regressão linear; análise de variância; análise de resíduos. 5. Correlação. 6. Estimação e intervalo de confiança 7. Análise de séries temporais: modelos de Box & Jenkins; modelos autoregressivos; modelos de médias móveis; modelos mistos; função de autocorrelação (FAC); função de autocorrelação Parcial (FACP). 8. Probabilidade: definições básicas e axiomas; probabilidade condicional e independência; Teorema da Probabilidade Total e Teorema de Bays; variáveis aleatórias discretas e contínuas; distribuição de probabilidades; distribuição de probabilidade discretas (Bernoulli, Binomial, Poisson); distribuições de probabilidades contínuas (exponencial, normal); distribuições condicionais e independência. 9. Técnicas de Amostragem: amostragem aleatória simples; estratificada; sistemática e por conglomerados. 10. Testes de Hipóteses: hipóteses simples e compostas; níveis de significância de um teste; Teste-t de Student; Teste Qui-quadrado em tabelas de contigência. 11. Métodos Não Paramétricos (Teste do Sinal, Teste de Wilcoxon, Teste de MannWhitney,Teste de Kruskal-Wallis).

 

  • Técnico Judiciário – Contador
    Língua Portuguesa
    Noções de Informática
    Conhecimentos específicos: Fundamentos de Contabilidade Financeira (Geral): estrutura conceitual básica da Contabilidade, objetivos da Contabilidade, patrimônio e sua composição, equação fundamental do patrimônio, estados patrimoniais, fatos contábeis e respectivas variações patrimoniais. 2. Componentes patrimoniais Ativos: conceitos, conteúdo e classificação dos grupos e subgrupos de acordo com a Lei n. 6.404/76, composição das contas de ativo, critérios de avaliação, métodos de avaliação dos estoques, aspectos fiscais relativos a estoques. Passivo: conceitos, conteúdo e classificação dos grupos e subgrupos de acordo com a Lei n. 6.404/76, composição das contas de passivo, critérios de avaliação, provisões. Patrimônio líquido: conceitos, conteúdo e classificação dos grupos e subgrupos de acordo com a Lei n. 6.404/76, composição das contas do patrimônio líquido, critérios de avaliação, formação e alterações do capital social. Reservas e Provisões: diferenciação entre reservas e provisões, tipos de reservas, constituição e reversão de reservas, tratamento contábil e forma de avaliação. Composição e
    tratamento contábil da conta lucros ou prejuízos acumulados. 3. Conceituação de receitas, ganhos, despesas, custos e perdas. Receitas: apuração e apropriação das receitas, tipos e classificação, tratamento legal, forma de contabilização, observância dos princípios contábeis. Despesas: apuração e apropriação das despesas, classificação e tratamento legal, formas de
    Contabilização, observância dos princípios contábeis. 4. Custos dos produtos/mercadorias/serviços vendidos: conceitos, formas de apuração e contabilização. Receitas e despesas não-operacionais: definição, conteúdo, tipos, formas de apuração, contabilização. 5. Plano de contas, fatos e lançamentos contábeis. Escrituração contábil e registro de operações típicas de
    empresas comerciais, industriais e de serviços. Principais livros e documentos fiscais. Livros contábeis (diário, razão, caixa, contas-corrente). Controle de contas bancárias, incluindo conferência e conciliação de saldos. Planejamento e controle de caixa. Elaboração de relatórios financeiros a partir dos livros contábeis. Classificação, organização e arquivamento de documentos comprobatórios dos registros contábeis. Sistemas de escrituração. 6. Apuração do Resultado, encerramento de exercício social e distribuição do resultado. Provisão para o
    imposto sobre a renda e contribuição social. Participações e contribuições: conceitos, formas de cálculo e contabilização. Distribuição do resultado (destinação de Lucros): tipos de distribuição, disposições legais, forma de cálculo, contabilização e apresentação (divulgação). 7. Demonstrações Financeiras segundo a Lei n. 6.404/76: tipos de demonstrações, obrigatoriedade de apresentação, conceitos e forma de apresentação (divulgação). Notas Explicativas às demonstrações financeiras. Consolidação de demonstrações financeiras.
    8. Análise das demonstrações financeiras: análise horizontal e vertical: análise do capital de giro; índices de liquidez, de endividamento, de rentabilidade (lucratividade) e de rotatividade (de atividades); alavancagem financeira e operacional. 9. Orçamento Público: conceito, classificação, tipos, princípios orçamentários, ciclo orçamentário, elaboração do orçamento, exercício financeiro, créditos adicionais, orçamento por programas, plano plurianual (PPA), diretrizes orçamentárias, orçamento base zero, programação financeira e transferências financeiras. Aprovação, execução e avaliação do orçamento. 10. Processo de elaboração de proposta orçamentária. Planejamento e controle orçamentário. 11. Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Lei Orçamentária Anual (LOA): finalidade de cada uma e interrelação entre elas, importância destas leis para a contabilidade governamental, relação com as diretrizes, os objetivos e as metas da administração pública estabelecidas no PPA e PPAG. 12. Receita Pública: conceito, classificação (receitas correntes, receitas de capital), estágios (previsão, lançamento, arrecadação, recolhimento) e codificação da receita (classificação da receita por categoria econômica, classificação da receita por fontes). Restituição e Anulação de Receitas. 13. Despesa Pública: conceito, classificação da despesa quanto à natureza (categorias econômicas, grupo de despesas, modalidade de aplicação, elemento de despesas) e estágios (fixação, empenho, liquidação, pagamento). 14. Dívida ativa: conceito, inscrição e classificação (natureza tributária, natureza não tributária). Dívida passiva: conceito e classificação (dívida flutuante, dívida fundada). Suprimento de fundos: conceito, concessão e restrições na concessão. Despesas de exercícios anteriores: conceito, ocorrência e prescrição. 15. Restos a pagar: conceito, classificação (restos a pagar processados, restos a pagar não processados), pagamento, cancelamento e prescrição. 16. Contabilidade Governamental: conceito, objetivo, classificações, normas, campo de aplicação e regimes contábeis. Controle contábil na administração pública. Sistema de contabilidade governamental. Patrimônio na administração pública: conceito e aspectos quantitativos e qualitativos. Inventário na administração pública. Norma Brasileira de Contabilidade – NBC TSP Estrutura Conceitual. MCASP Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público. 17. Escrituração na administração pública: normas, sistema de contas, plano de contas, registro de operações típicas. 18. Balanços (demonstrativos da gestão): Balanço Orçamentário, Balanço Financeiro, Balanço Patrimonial e Demonstração das Variações Patrimoniais. Operações de encerramento do exercício e levantamento de contas. 19. Dispositivos da lei de responsabilidade fiscal (Lei Complementar n. 101/2000) e da lei de licitação e contratos (Lei n. 8.666/93) que interferem no processo contábil das organizações (sujeitas a estas leis). Modalidades, limites, dispensa e inexigibilidade de licitação para compras, obras e serviços. Cláusulas necessárias nos contratos. Documentos hábeis a serem fornecidos pelos credores, na entrega dos materiais, prestação de serviços ou execução de obras. O exercício financeiro. Relatório de Gestão Fiscal: características e conteúdo. 20. Levantamento de contas, tomada de contas e prestação de contas na administração pública: conceituação, características, procedimentos, responsabilidades dos gestores públicos, relatórios, prazos, legislação que disciplina estes procedimentos. Controle de custos na administração pública. Fundamentos sobre controle, controle interno e controle externo na administração pública. 21. Noções básicas sobre tributos. Impostos, taxas e contribuições. Tratamento contábil aplicável aos impostos e contribuições. Retenções na fonte realizadas pela administração pública. Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF). Imposto Sobre Serviços (ISS). Contribuição Previdenciária (INSS). Instrução Normativa da Receita Federal do Brasil nº 971/2009. Decreto 9.580/2018. Lei Complementar nº 116/2003. Lei Complementar nº 123/2006.

Prova discursiva

Os candidatos do concurso TJM MG precisarão realizar uma prova de redação, com texto dissertativo, de no máximo 30 linhas, sobre tema contemporâneo. A avaliação será realizada em uma escala de 0 a 50 pontos.

Confira  abaixo os critérios que serão avaliados

Concurso TJM MG: critérios de avaliação da prova discursiva.

Concurso TJM MG: critérios de avaliação da prova discursiva.

 

Último concurso TJM MG

O último concurso do TJM MG aconteceu em 2013 e ofertou vagas para o cargo de Técnico Judiciário em diversas especialidades de nível superior e Oficial Judiciário, com escolaridade de nível médio. Ao todo foram ofertadas 5 (cinco) vagas de provimento imediato, mais formação de cadastro de reserva.

Foram ofertadas vagas para os cargos de Técnico e Oficial nas áreas de Técnico Judiciário, Bibliotecário, Contador, Jornalista, Analista de Recursos Humanos, Administrador de Banco de Dados, Administrador de Rede, Revisor Judiciário, Oficial Judiciário, Assistente Técnico de Controle Financeiro, Assistente Técnico de Sistemas, Assistente Técnico de Manutenção de Informática e Oficial de Justiça.

O certame foi constituído de uma única etapa com provas objetivas e de redação, de caráter eliminatório e classificatório. As provas objetivas foram de múltipla escolha com 50 questões, de conhecimentos gerais e específicos. Já a prova de redação foi aplicada apenas para os cargos de nível superior e teve caráter eliminatório e classificatório.

Nomeações

Confira abaixo as nomeações do último edital  TJM MG.

  • Técnico Judiciário Contador – 1 vaga ofertada – 2 nomeações
  • Técnico Judiciário – Técnico Judiciário – 1 vaga ofertada – 2 nomeações
  • Oficial Judiciário – Oficial Judiciário – 1 vaga ofertada – 5 nomeações
  • Oficial Judiciário – Oficial de Justiça – 1 vaga ofertada – 1 nomeação
  • Técnico Judiciário – Administrador de Rede – CR – 1 nomeação
  • Técnico Judiciário – Administrador de Banco de Dados – CR – 5 nomeações
  • Técnico Judiciário – Analista de Recursos Humanos – CR – 1 nomeação
  • Técnico Judiciário – Bibliotecário – CR – 1 nomeação

 Concurso TJM MG: análise do edital

Após a publicação do edital para o concurso TJM MG, os professores Vandré Amorim e Anderson Ferreira o analisaram destacando as informações relevantes e passando dicas importantes para os concurseiros!

A prova objetiva do certame segue o padrão FUMARC de múltipla escolha: 50 questões com quatro alternativas cada, sendo uma delas a correta. O professor Anderson Ferreira aconselha que os candidatos respondam todas as questões, mesmo aquelas que não souber, uma vez que não há punição: “Na necessidade, não deixe nenhuma questão em branco sequer”.

Os professores ainda acalmam os candidatos em meio a rumores da existência de PECs e Emendas de extinção do órgão: “O Edital tá publicado, vai ter o concurso, vai ter a prova. […] Foca nos estudos, nada dessas conspirações. Ainda que tenha uma, duas ou mais PECs, é uma proposta só. Até que vire emenda da Constituição, o concurso já passou e se brincar você já é estável até lá.”

 

Resumo do concurso TJM MG

Concurso Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais (edital TJM MG)
Banca organizadora Fundação Mariana Resende Costa – FUMARC
Cargos Oficial Judiciário e Técnico Judiciário
Escolaridade Níveis médio e superior
Carreiras Tribunais
Lotação Minas Gerais
Número de vagas
  • 11 vagas Oficial Judiciário – Oficial Judiciário (lotação Secretaria do Tribunal de Justiça Militar 2ª Instância)
  • 08  vagas cargo Oficial Judiciário – Oficial Judiciário (lotação Secretarias de Juízo Militar 1ª Instância)
  • 01 vaga cargo Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Sistemas
  • CR cargo Técnico Judiciário – Técnico Judiciário
  • 01 vaga cargo Técnico Judiciário – Contador
  • 01 vaga cargo Técnico Judiciário – Analista de Sistemas
  • 01 vaga cargo Técnico Judiciário – Administrador de Redes
  • 01 vaga cargo Técnico Judiciário – Estatístico
Remuneração de R$ 3.692,61 a R$5.782,78
Inscrições SUSPENSA A ABERTURA DE INSCRIÇÕES
Taxa de inscrição de R$ 70,00 a R$90,00
Data da prova objetiva NOVA DATA SERÁ ESTABELECIDA
Link do edital Clique aqui para ver o edital
Link da análise do edital Confira aqui a análise em vídeo do edital

Quer conquistar a sua aprovação no concurso TJM MG?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Lorena Martins
Lorena Martins
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online

Principais de Minas Gerais

Principais de Sudeste

8 Comentários

8 Comentários

  1. Felipe

    15/01/2020 22:58em22:58

    Onde vejo o conteúdo programático para o cargo de nível médio oficial judiciário?

  2. Pedro

    16/01/2020 14:22em14:22

    Vocês farão pacotes de cursos para esse concurso?

  3. Alex

    17/01/2020 10:14em10:14

    Olá, vocês saberiam informar o valor dos benefícios inclusos no salário citados no artigo?

    • Gabrielly Kristian

      20/01/2020 17:34em17:34

      Boa tarde, Alex!

      Sobre os benefícios do TJM MG:

      Auxílio- Saúde: Até os 40 anos R$ 200,00 de benefício.
      De 41 a 50 R$ 250,00
      e Acima de 51 anos, R$ 300,00
      Alimentação R$ 1.100
      Transporte R$ 150,00

      Atenciosamente
      – Comunicação Gran Cursos Online

  4. Maria Alice do Carmo Santos

    13/02/2020 20:49em20:49

    Para qual/quais municípios, ou apenas em BH será a Lotação dos aprovados?

    • Gabrielly Kristian

      18/02/2020 11:45em11:45

      Boa tarde!

      Sim, as lotações serão nas Secretarias de Juízo Militar – 1ª Instância e 2ª Instância, que fim na sede do TJM em Belo Horizonte. No item 4.5 do edital está descrito: “Os candidatos nomeados exercerão suas atividades na sede da Justiça Militar do Estado de Minas Gerais, em Belo Horizonte.”

      Atenciosamente,
      – Comunicação Gran Cursos Online

  5. julia Tereza

    19/02/2020 10:37em10:37

    Olá bom dia,

    Para a especialidade TECNICO JUDICIARIO-ANALISTA DE SISTEMAS nao encontrei o curso, poderia me orientar?

    Obrigada
    Atenciosamente
    Júlia Tereza

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação no concurso TJM MG?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Assinatura Ilimitada
Para o Topo