Concurso TRE ES: 6 cargos vagos e sem previsão de concurso

Concurso TRE ES: TSE autorizou o provimento de 4 vagas. Último certame foi realizado em 2010

O Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo publicou, no dia 20 de julho, mais um edital de concurso de remoção interna, desta vez para Analistas Judiciários. No dia 14 de julho, o TRE ES publicou o edital de concurso de remoção de Técnicos Judiciários – Área administrativa (concurso TRE ES).

A realização do concurso de remoção interna é um procedimento comum adotado pelos órgãos públicos para a organização interna dos seus quadros de servidores. Desta forma, é possível saber quantos cargos vagos há no órgão.

A Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online entrou em contato com o TRE ES para saber se a realização desses concursos de remoções internas já são um dos trâmites iniciais para a realização de um novo concurso público para o TRE ES, mas segundo informações do Tribunal, “não houve liberação de recursos pelo Tribunal Superior Eleitoral para realização de concurso do TRE ES”.

Vale lembrar que em janeiro de 2020, a Portaria nº 33/2020, publicada no Diário Oficial da União, alterou a Portaria-TSE nº 671/2017 e autorizou o provimento de vagas para os Tribunais de todo o país. Com isso, o TRE ES ficou autorizado a prover 4 cargos.

Confira ao longo desta matéria mais informação sobre o concurso, para facilitar, navegue pelo índice disponibilizado abaixo:

Concurso TRE ES: situação atual

Segundo a Portaria do TSE publicado em janeiro de 2020, o TRE ES está autorizado a prover 4 cargos, sendo 2 para Analista Judiciário e 2 para Técnico Judiciário. Confira  abaixo o anexo I do documento:

Concurso TRE ES: vagas autorizadas pelo TSE.

Concurso TRE ES: vagas autorizadas pelo TSE.

Em contato com a Coordenadoria de Pessoal do Tribunal em junho de 2020, a equipe de comunicação do Gran Cursos Online obteve a informação que há uma comissão formada para o concurso TRE ES desde 2015, porém ainda não há uma autorização para a realização do certame.

Em contato mais recente com o TRE ES, no mês de julho de 2020, o Tribunal respondeu:

“Cumpre acrescentar que, nos termos dos autos SEI nº 0000207-29.2020.6.08.8000, a Egrégia Presidência autorizou o provimento dos 04 (quatro) cargos admitidos pela Portaria TSE nº 33/2020, sendo 02 (dois) cargos de Técnico Judiciário – Área Administrativa e 02 (dois) cargos de Analista Judiciário – Área Judiciária, observada a ordem cronológica de vacância dos cargos, após prévia realização de concurso interno de remoção, condicionado à manutenção das condições orçamentária e financeira que ensejaram a edição da Portaria nº 33/2020 e respectivo Anexo I, a ser oportunamente perquirido junto à Setorial Contábil daquele Tribunal, de acordo com sugestão da douta Diretoria Geral. Na mesma decisão, o Exmº Des. Presidente determinou a remessa dos autos à Secretaria de Gestão de Pessoas, para as providências ao seu encargo, inclusive para proceder à melhor avaliação do instituto a ser utilizado para o provimento de tais cargos, observada a manifestação da douta Diretoria Geral. Referida avaliação diz respeito, conforme despacho da douta Diretoria Geral nos citados autos, ‘à adoção de dois institutos, quais sejam redistribuição de cargos e aproveitamento de lista de candidatos aprovados em outro certame uma vez que este regional não possui concurso vigente tampouco autorização para sua realização‘”, informou o TRE ES.

Concurso TRE ES: remuneração e benefícios

Os cargos de Analista e Técnico Judiciário são organizados em três classes, sendo elas: A, B e C. As classes A e B possuem 5 padrões cada uma, já a classe C tem 3 padrões.

Desta forma, o Analista Judiciário ingressa no cargo na classe A, padrão 1, recebendo vencimento de R$ 5.189,71. No final da carreira, o vencimento chega a R$ 7.792,30.

Já para o cargo de Técnico Judiciário, o servidor inicia a carreira recebendo vencimento de R$ 3.163,07, e no final da carreira o vencimento alcança R$ 4.749,33.

Os valores supracitados se referem apenas ao vencimento, além disso, os servidores do TRE ES têm direito à:

  • Gratificação de Atividade de Segurança;
  • Gratificação de Atividade Judiciária
  • Gratificação de Atividade Executiva; e
  • Adicional de qualificação.

Concurso TRE ES: cargos

Segundo informações do Portal da Transparência do TRE ES, há 6 cargos desocupados no órgão, sendo:

  • Analista Judiciário
    Cargos vagos: 4
  • Técnico Judiciário
    Cargos vagos: 2

Concurso TRE ES: carreira

De acordo com a Lei 11.416 de 2006, que dispões sobre as carreiras dos servidores do Poder Judiciário da União, os quadros de Pessoal efetivo do Poder Judiciário são compostos pelas seguintes carreiras, constituídas pelos cargos de:

  • Analista Judiciário;
  • Técnico Judiciário; e
  • Auxiliar Judiciário.

Os cargos de Analista e Técnico Judiciário são organizados em três classes, sendo elas: A, B e C. As classes A e B possuem 5 padrões cada uma, já a classe C tem 3 padrões.  A organização das carreiras em classes e padrões garante ao servidor progressão na carreira e evolução salarial.

Concurso TRE ES: requisitos

Analista Judiciário – área: Administrativa: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior (bacharelado  ou licenciatura plena) em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Analista Judiciário – área: Administrativa – Especialidade: Contabilidade: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no Conselho Regional da categoria.

Analista Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: análise de sistemas: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de informática (bacharelado) fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Analista Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Arquivologia: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de graduação de nível superior em Arquivologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro na Delegacia Regional do Trabalho (Lei nº 6546/78 e Decreto 82590/78), ou registro no Conselho Regional da categoria, caso existente.

Analista Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Engenharia Civil: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de graduação de nível superior em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no Conselho Regional da categoria.

Analista Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Estatística: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Estatística, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no Conselho Regional da categoria.

Analista Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Medicina (clínica médica): diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Medicina, com especialização em Clínica Médica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no Conselho Regional da categoria.

Analista Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Psicologia: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no Conselho Regional da categoria.

Analista Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Relações Públicas: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Relações Públicas ou em Comunicação Social, com habilitação em Relações Públicas, devidamente registrado no Ministério da Educação, e registro no Conselho Regional da categoria.

Analista Judiciário – área: Judiciária: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Técnico Judiciário – área: administrativa: certificado de conclusão de curso se ensino médio, ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico.

Técnico Judiciário – área: administrativa – especialidade: Contabilidade: certificado de conclusão de curso de ensino médio ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico, expedido por instituição de ensino reconhecida nos termos da legislação vigente, sendo ainda necessário, em ambas as situações, a apresentação de certificado de conclusão do curso de técnico em contabilidade, expedido por instituição de ensino reconhecida nos termos da legislação vigente e registro no Conselho Regional da categoria; ou também certificado de conclusão de curso técnico em contabilidade, integrado ao ensino médio, expedido por instituição de ensino reconhecida, nos termos da legislação vigente e registro no Conselho Regional da categoria.

Técnico Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Edificações: certificado de conclusão de curso de ensino médio, ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico, expedido por instituição de ensino reconhecida nos termos da legislação vigente acrescido, em ambas as situações, de certificado de conclusão do curso de técnico em edificações expedido por instituição de ensino reconhecida nos termos da legislação vigente e certidão do registro no Conselho Regional da categoria; ou certificado expedido por instituição de ensino reconhecida nos termos da legislação vigente de curso de “técnico em edificações”, integrado ao ensino médio, e certidão do registro no Conselho Regional da categoria.

Técnico Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Operação de Computadores: certificado de conclusão de curso de ensino médio, ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico, expedido por instituição de ensino reconhecida nos termos da legislação vigente e ainda certificado de conclusão com aproveitamento de curso de operação com equipamentos eletrônicos de computação de no mínimo 120 horas.

Técnico Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Programação de Sistemas: certificado de conclusão de curso de ensino médio, ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico, expedido por instituição de ensino reconhecida nos termos da legislação vigente e ainda certificado de conclusão com aproveitamento de curso de programação de sistemas de no mínimo 180 horas.

Técnico Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Taquigrafia: certificado de conclusão de curso de ensino médio, ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico, expedido por instituição de ensino reconhecida nos termos da legislação vigente.

Último concurso TRE ES

Em 2010 foi realizado o último concurso do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo, organizado pelo Cespe/Unb. Na ocasião, foram ofertadas 39 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva para os cargos de:

  • Analista Judiciário – área: Administrativa;
  • Analista Judiciário – área: Administrativa – especialidade: Contabilidade;
  • Analista Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Análise de Sistemas;
  • Analista Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Arquivologia;
  • Analista Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Engenharia Civil;
  • Analista Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Estatística;
  • Analista Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Medicina (Clínica Médica);
  • Analista Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Psicologia;
  • Analista Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Relações Públicas;
  • Analista Judiciário – área: Judiciária;
  • Técnico Judiciário – área: Administrativa;
  • Técnico Judiciário – área: Administrativa – especialidade: contabilidade;
  • Técnico Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Edificações;
  • Técnico Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Operação de Computadores;
  • Técnico Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Programação de Sistemas; e
  • Técnico Judiciário – área: Apoio Especializado – especialidade: Taquigrafia.

A remuneração ofertada variou de R$ 4.052,96 a R$ 6.611,39.

Concurso TRE ES: etapas

O concurso foi composto de:

  • prova objetiva – para todos os cargos;
  • prova discursiva – para os cargos de Analista Judiciário; e
  • prova prática de apanhamento taquigráfico – para o cargo de Técnico Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Tquigrafia.

Prova objetiva

A prova objetiva foi constituída de 120 itens para serem julgados como certo ou errado.

Disciplinas

Para os cargos de nível superior, foram exigidos conhecimentos nas disciplinas de:

Língua portuguesa;
Noções de informática;
Raciocínio lógico; e
Conhecimentos específicos.

Já para os cargos de nível médio, foram exigidos conhecimentos nas disciplinas de:

Língua portuguesa;
Noções de Informática;
Noções de Arquivologia;
Raciocínio Lógico.

Prova discursiva

A prova discursiva para os cargos de Analista Judiciário consistiu na elaboração de texto, de 30 linhas, no máximo.

Prova prática de apanhamento Taquigráfico

A prova prática de apanhamento taquigráfico foi composta de duas partes:

  • parte 1: apanhamento taquigráfico, durante cinco minutos, de ditado feito em velocidade média de 110 palavras por minuto, com prazo máximo de 2 horas.
  • parte 2: apanhamento taquigráfico, durante cinco minutos, de ditado feito em velocidade média de 115 palavras por minuto, com prazo máximo de 2 horas.

Depoimentos de aprovados

Conheça a história de Michele da Silva Haach Akiyama, aprovado no concurso TRE BA

Janaína Pereira conquistou o 2º lugar no concurso TRE SP

Curso Gratuito para Concursos: Combo Essencial 3 em 1

Devido ao Coronavírus, o Gran Cursos Online liberou um Curso Completo Para Concursos Públicos grátis por 100 dias que vai beneficiar 1 milhão de concurseiros que estão com aulas paralisadas em cursos presenciais pelo Brasil.

Quero me inscrever!
Clique aqui para fazer a inscrição

Resumo do concurso TRE ES

Concurso Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (concurso TRE ES)
Banca organizadora a definir
Cargos a definir
Escolaridade a definir
Carreiras a definir
Lotação Espírito Santo
Número de vagas a definir
Vencimento de R$ 3.163,07 a R$ 7.792,30
Situação CARGOS AUTORIZADOS PELO TSE
Link do último edital Clique AQUI para fazer o download do edital
Quer conquistar a sua aprovação no concurso TRE ES?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Lorena Martins
Lorena Martins
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online

Principais de Espírito Santo

Principais de Sudeste

1 comentário

1 Comentário

  1. Samuel Vieira da Silva

    27/07/2020 13:00em13:00

    Boa tarde!
    Um balde de água fria. Vamos em frente

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação no concurso TRE ES?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
COMECE A ESTUDAR NO GRAN
Para o Topo