Preparação para Concursos: vírgula sem complicação. Descubra aqui!

Preparação para Concursos: Aprenda a utilizar a vírgula na sua redação

Na preparação para concursos a vírgula pode ser uma grande questão. Há mitos antigos e verdades mau contadas acerca desse tema. Há quem acredite que esse sinal de pontuação é apenas um recurso de pausa para respirar. Porém, essa pontuação é na verdade um recurso coesivo, ou seja, funciona como um instrumento para tornar sua redação mais clara.

Ela possui três funções: impedir ambiguidade, enfatizar/separar expressões ou orações e também marcar pausas na leitura.

Veja alguns casos:

Totalmente proibido usar:

  • Separando sujeito do predicado

Ex: Mariana, gosta de chiclete

  • Separando o verbo de seu complemento

Ex: Mariana gosta, de chiclete.

Quando usar:

  • Listas (ou orações coordenadas)

Este é o caso mais simples e o que geralmente todo mundo acerta. Funciona para separar termos independentes.

Ex: Estudar desperta em mim diferentes sentimentos: felicidade, motivação, medo.

Tenho planos de passar na Polícia Federal, gosto muito da carreira policial, estudar vai mudar minha vida.

  • Deslocamento

A língua portuguesa geralmente ordena as ideias integrantes da frase na ordem: sujeito, verbo e complementos (SVC), também chamada de ordem direta. Porém, em alguns momentos, para dar ênfase a alguma parte específica da sua mensagem, um elemento pode ser deslocado. Então a vírgula será obrigatória.

Ex: De chiclete, a Mariana gosta.

Gosta de chiclete, a Mariana.

Nesses casos a ordem foi invertida. No primeiro exemplo o objeto do verbo foi destacado e no segundo o predicado tomou os holofotes.

  • Adjunto adverbial

Advérbio é um modificador do verbo. Adjunto adverbial é palavra ou expressão com valor adverbial.

Os casos de uso da vírgula em relação aos adjuntos adverbiais são divididos em:

Curto — quando tem menos de três palavras

Neste caso a vírgula é facultativa quando o advérbio estiver deslocado. Lembre-se do sistema SVC da Língua Portuguesa (SVC + adjunto adverbial).

Forma padrão: Susana iniciou sua preparação para concursos inesperadamente.

Ex: Inesperadamente, Susana iniciou sua preparação para concursos.

Susana, inesperadamente, iniciou sua preparação para concursos.

No último exemplo, em que o advérbio aparece intercalado, caso opte por usar vírgulas, é necessário o uso dela anteposta e posposta ao advérbio.

Longo — quando possui 3 ou mais palavras

A vírgula é obrigatória caso o adjunto adverbial esteja deslocado e facultativa se estiver no sistema SVC + Adjunto adverbial

Ex: No mesmo horário, o galo insiste em cantar.

O galo insiste em cantar no mesmo horário.

  • Aposto

Aposto é uma informação que se une a outro termo da oração para exemplificá-lo ou especificá-lo. E a vírgula se comporta diferente de acordo com o tipo de aposto presente na oração.

Explicativo — o aposto explicativo exige o uso da vírgula.

Ex: O presidente do Gran Cursos, Gabriel Granjeiro, sonha em mudar vidas por meio da educação.

Restritivo — o aposto restritivo específica algo, nesse caso o uso da vírgula não é permitido.

Ex: O presidente Gabriel Granjeiro sonha em mudar vidas por meio da educação.

Ou seja, do grupo de presidentes existentes no mundo, o Gabriel ( parte do todo) tem esse sonho.

  • Vocativo

Termo da oração por meio do qual chamamos ou interpelamos o nosso interlocutor, real ou imaginário. Então quando eu falo “gente, presta atenção nisso” estou usando um vocativo, instigando vocês a voltarem sua atenção para o que estou falando.

Neste caso a vírgula é sempre obrigatória, independente do lugar que o vocativo está na oração

Ex: Meus amigos, vocês não sabem o que já passei para estar aqui.

Vocês não sabem o que passei para estar aqui, meus amigos

Vocês não sabem o que eu passei, para estar aqui, meus amigos.

  • Expressões corretivas ou explicativas

As seguintes expressões: isto é, a saber, por exemplo, ou seja, aliás, digo, ou melhor, devem sempre estar isoladas por vírgula.

Ex: O aluno, ou melhor, o concurseiro deve estudar de maneira ativa para obter resultado.

Estudar de maneira ativa vai fazer com que o concurseiro aprenda e não apenas decore, ou seja, sua aprovação será garantida.

É isto! Aplique essa explicação e sempre que tiver dúvidas consulte este texto. Ficará muito mais fácil conforme for colocando em prática.

Curso Gratuito Imparável 2020

Você é imparável? Tem um sonho grande em mente que te motiva a seguir em frente em busca de uma vida melhor, mesmo com as dificuldades que aparecem no caminho (falta de tempo, desafios de conciliar a rotina, insegurança)? Se sim, então este curso é para você!

Organizamos de forma objetiva e prática em um só material algumas das principais disciplinas e conteúdos cobrados em concursos públicos para intensificar as suas chances de aprovação, tudo preparado por nossa equipe de colaboradores e professores especialistas no assunto. E o melhor: todo o conteúdo é totalmente gratuito! Mesmo se você ainda não começou a estudar, não deixe essa oportunidade passar. Nunca é tarde! Garanta a sua oportunidade no Curso Gratuito Imparável 2020!

Clique AQUI para se inscrever gratuitamente!

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?
Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Comece a estudar no Gran Cursos
Para o Topo